As vantagens de tirar férias na baixa estação

20 Flares Twitter 10 Facebook 10 Google+ 0 Filament.io Made with Flare More Info'> 20 Flares ×

Descansar é uma atividade essencial ao ser humano. Faz parte da vida ter momentos de trabalho e de descanso, de preferência de modo alternado, para evitar que haja um desgaste desnecessário decorrente de trabalho excessivo, que pode, inclusive, causar doenças e problemas de saúde, notadamente o stress. Assim, as férias constituem importante instrumento de descanso físico e mental, além de serem uma fonte extra de remuneração, já que o período de férias deve ser acrescido do pagamento de um adicional correspondente a 1/3 do salário normal, conforme determinação expressa da Constituição Federal.

Normalmente, as pessoas costumam tirar férias dentro dos meses de janeiro e julho, que coincidem com as férias escolares. Acontece que esses meses fazem parte do período chamado de alta estação, que é justamente o período mais concorrido, onde parece que todo mundo tem a mesma idéia ao mesmo tempo. Boa parte das pessoas tira férias nesse período para coincidir com as férias das crianças. Aí tudo bem, trata-se de uma oportunidade única de realçar valores como a união familiar. Porém, há pessoas que podem tirar férias fora da alta estação (considero o mês de dezembro também como de alta estação, apenas para fins de simplificação) ou, por razões de trabalho (escala de férias dos funcionários, por exemplo), se vêem na situação de terem que marcar suas férias na baixa estação, e às vezes ficam desapontadas com isso. A pergunta, então, é: há vantagens em programar uma viagem, por exemplo, em abril ou outubro? Sim, há vantagens. Vou citar algumas das vantagens de tirar férias na baixa estação.

Economia de tempo. Nos períodos das férias “oficiais”, as praias costumam estar lotadas, e os locais turísticos em geral também. Isso significa mais tempo na fila, mais tempo procurando um lugar para estacionar, mais tempo na estrada, mais tempo no portão de embarque da rodoviária ou do aeroporto etc., o que significa também menos tempo para curtir a praia ou o local de destino, menos tempo para aproveitar os passeios, menos tempo para visitar parques e jardins etc. Ao programar suas férias para períodos de baixa estação, você estará indo na contra-mão do que a maioria faz, e, ao fazê-lo, terá muito mais tempo para gastar com aquilo que realmente importa.

Trabalho mais concentrado. Já reparou que janeiro e julho são meses em que, coincidentemente, não há feriados nacionais? Estou desconsiderando o feriado de 1º de janeiro, que, afinal, a maioria não trabalha nesse dia. Também não considero os feriados municipais e estaduais (o 9 de julho em São Paulo, por exemplo). Logo, por não haver feriados, o período de trabalho nesses meses pode, sim, ser mais produtivo, já que o fluxo de energia dispensado aos seus projetos e atividades profissionais tende a ser menos interrompido, provocando, por via de conseqüência, mais chances de realizar um trabalho com mais intensidade e melhores resultados.

Preços mais em conta. Por ser esse um blog de finanças pessoais, não poderia deixar de falar dos evidentes benefícios causados ao seu bolso por não tirar férias na alta estação. Você conseguirá, na baixa temporada, passagens aéreas mais baratas, hotéis com mais ofertas, passeios com descontos etc. Só para se ter uma idéia do que isso representa, a TAM lançou, entre março e maio desse ano , promoções de tarifas do Brasil para os Estados Unidos chamada de pontos + dinheiro, em que, com 10 ou 20 mil pontos, poderia se obter uma passagem para a América do Norte pagando apenas mais US$ 199 ou US$ 299 (acrescidos de taxas de embarque).

“Cole” suas férias nos feriados. Você pode aproveitar os vários feriados que existem na baixa temporada para “grudar” suas férias junto a eles e ter, assim, dias extras de descanso. Por exemplo, nesse ano, dia 12 de outubro cai numa segunda-feira. Tirando 15 dias a partir do dia 13, você terá 18 dias consecutivos de descanso, e não apenas 15! E se for servidor público, lembre-se de que dia 28 de outubro é comemorado o Dia do Servidor, e nesse ano cai numa quarta. Como, no exemplo, o término dos 15 dias expira dia 27, que cai numa terça, a pessoa ganha 19 dias consecutivos de descanso. Por isso, quando for o momento de marcar suas férias para o ano seguinte, faça o exercício de pegar um calendário desse ano posterior e verificar quais seriam as melhores datas para marcação de férias, tendo em vista os feriados. Funciona.

Indo na contra-mão da multidão. O pessoal que costuma viajar na alta temporada é o mesmo que costuma viajar nos feriados prolongados, aqueles em que o dia de feriado cai numa sexta ou segunda. Nesses casos de feriados prolongados, os preços de passagens e hotéis também costuma ser de “alta temporada”, ou seja, caros. Se você resolver agendar sua viagem para a semana seguinte ao feriado, poderá negociar os preços de estadia a valores muito mais convenientes. Afinal, nesse período pós-feriado, as receitas dos hotéis sofrem uma forte redução de lucros, e eles estarão certamente mais propensos a negociarem tarifas mais baixas de diárias. Essa é outra vantagem de “colar” suas férias nos feriados: você não viaja no feriado, mas depois dele. Enquanto todo mundo estará voltando, você estará indo. Com mais dinheiro no bolso. E mais tranqüilidade.

Evitar extremos de temperatura. Nova York é linda com a neve em dezembro, mas você comprou roupas suficientes pra agüentar o frio? (pêra lá, tem o verbo “comprar” aí!? Lá vem gastos…) Você irá para lá morando num local quente? Como é o comportamento de sua saúde frente a variações bruscas de temperatura? Irá para o Nordeste em janeiro? Conseguirá se bronzear sem ficar com aquele “vermelhão”nas costas em meio à multidão que irá para a praia? (eu disse “multidão”?) Pois é, às vezes vale mais a pena viajar para destinos com temperatura mais amena., principalmente se você for mais suscetível a doenças decorrentes de bruscas variações térmicas A Serra Gaúcha em setembro é tão bonita quanto em julho (fora que você terá a oportunidade de ver as flores brotando na primavera, o que torna a viagem ainda mais prazerosa). E Natal em abril certamente terá dias de sol para curtir a praia.

Aumente seu fluxo de caixa em períodos de “seca”. Pense bem: se você tirar férias em janeiro, o pagamento do adicional de férias virá junto com a segunda parcela do 13º e o salário normal. Ou seja, vai ter bastante grana em caixa, e a vontade de gastar toda essa grana aumenta também (vontade que aumenta se você for viajar). Já se você tirar férias em maio, o pagamento do adicional virá num período em que você normalmente receberia somente o salário mensal. Ou seja, tirar férias na baixa temporada lhe permitirá ter um fluxo de caixa em períodos de “seca”, em que normalmente não receberia pagamento extra algum. E como você gastará menos com passeios e viagens, sobrará mais dinheiro para outras coisas, inclusive para investir.

Não é intenção desse artigo convencer ninguém a mudar suas férias, até porque muitos precisam tirar férias na alta temporada, por conta da criançada ou outros motivos. O que quero realçar é que, por razões pessoais, muitos não podem tirar férias na alta estação, e ficam indignados com isso, achando que não há vantagens em tirar férias nos meses em que “todo mundo está trabalhando”. Esse artigo procura demonstrar que existem, sim, bons motivos para tirar férias na baixa estação. Boas férias!

É isto aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

, ,

7 Responses to As vantagens de tirar férias na baixa estação

  1. camilo lopes 25 de agosto de 2013 at 10:37 #

    Exelente post Guilherme. Acredita que nunca pensei nisso? Talvez pq não tiro ferias faz dois anos, mas lembro que quando tirei foi em agosto, apos o retorno das ferias escolares e realmente os serviços de atendimento, preços estavam bem melhores e os locais nao estavam cheio e menos stress durante a viagem. Muito boa a dica.
    Vou pensar nisso na minha proxima ferias. Espero que seja no ano que vem hehe.
    abraco,

    • Guilherme 25 de agosto de 2013 at 13:44 #

      Legal, Camilo, que eu tenha lhe ajudado nessa questão!

      Tomara que você consiga logo pra aproveitar as dicas…hehe

      Abç!

  2. camilo lopes 25 de agosto de 2013 at 10:39 #

    ahh outra dica é comprar passagens ou reservar hotel em compra sites de compra coletiva, normalmente há promocoes para uso depois da alta estação, se eu sei que vou tirar ferias daqui 6 meses que é baixa estação e achei um pacote em um hotel no site como groupon, hotel urbano etc. Seria um ponto a considerar.
    flw.

    • Guilherme 25 de agosto de 2013 at 13:45 #

      Muito boa a dica dos sites de compras coletivas, Camilo!

      Abç!

  3. Mariana 12 de setembro de 2013 at 14:24 #

    Olá!
    Gostei muito do blog e também das dicas! Muito úteis! Estava procurando na internet fontes que relatassem justamente o assunto deste post. Qual a melhor época para viajar/ tirar férias? Estou com uma viagem marcada para o dia 17/12/13 e irei tirar 16 dias dos meus 30 dias concedidos. Os 14 dias restantes, estou muito em dúvida de quando marcar… Queria fazer uma viagem legal com estes dias restantes, pode ser dentro ou fora do Brasil. Já pensei em fazer: cruzeiro, viagem para a Disney ou pro litoral nordestino… O ponto crítico de minha indecisão é conseguir conciliar tempo bom (ensolarado), com baixa temporada e caso haja feriados próximos, unir o útil ao agradável, marcar estas férias para o final de algum feriado prolongado. Sem contar que seria bom tirar férias numa época em que eu vou conseguir fazer um novo pé de meia para tal. Visto que viajarei em janeiro, gostaria de tirar as férias alguns bons meses depois, estou começando a simpatizar com o mês de junho (pois além de ter um feriado em dia útil, também é o mês de meu aniversário!).
    Desta forma, gostaria de saber quais são as suas opiniões quanto a isto, Guilherme… A única coisa que sei é que não viajarei no mês de julho e dezembro/2014.
    Bom, é isso… E mais uma vez, Parabéns pelo blog!

    • Guilherme 13 de setembro de 2013 at 12:42 #

      Oi Mariana, que bom que esse post veio ao encontro das suas necessidades!

      Eu também gosto de tirar férias em épocas de calor, ou melhor, de conhecer/visitar lugares onde no destino também esteja calor.

      Junho é um ótimo período, e vale lembrar que, no ano que vem, ele coincide parcialmente com o período da Copa do Mundo.

      Para viagens no Hemisfério Sul, de maneira geral, setembro/outubro também surgem como opções a considerar.

      Boa sorte!

      Abç!

Trackbacks/Pingbacks

  1. A melhor estratégia para maximizar a aquisição e utilização das milhas: a estratégia AOO | Meu Milhão de Milhas - 27 de maio de 2014

    […] férias, porque emitir viagens com milhas é mais difícil em feriados, e, ainda, recomendo as férias na baixa estação, justamente pela questão da […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes

20 Flares Twitter 10 Facebook 10 Google+ 0 Filament.io 20 Flares ×