O tempo: seu recurso mais valioso (mais valioso inclusive que dinheiro)

Agora há pouco, enquanto estava dando uma rápida olhadinha nos últimos tópicos do Fórum do Clube do Pai Rico (que é, aliás, um dos meus fóruns preferidos), me deparei com uma definição sensacional do tempo, dada pelo usuário SuperGeo, num tópico muito interessante sobre se vale a pena ou não investir em passivos:

Eu acho que aproveitar a vida enquanto jovem não significa não pensar no futuro… Muito pelo contrário até. É pra não chegar no futuro arrependido de não ter feito as coisas que queria fazer.

E também mesmo que depois quando vc já está mais velho (talvez com muito mais sacrifício e disciplina) vc ainda pode dar um jeito na sua vida financeira.

Agora voltar atrás no tempo perdido não dá. É quase como um ativo intangível imprecificável .Laughing

Por coincidência, ontem estava lendo o RSS do The Simple Dollar, onde, mais uma vez, seu autor, Trent Hamm, escreveu um excelente artigo, mostrando as 10 coisas mais importantes que ele aprendeu sobre dinheiro e vida desde que começou a blogar no The Simple Dollar. Vou destacar alguns trechos desse item que achei sensacional:

Money is an infinite resource – you can always acquire more money. Time is a finite resource – you can never acquire more time.

We earn money through how we use our time. The more money we can earn in a given amount of time, the better off we are. Of course, the contrary is true – we spend our money making the remaining time we have more pleasurable.

[…]

Money is just a mechanism to improve the quality of our time. The question is whether or not we understand ourselves well enough to do that.

E é exatamente isso.

Tempo e dinheiro são coisas diferentes, a começar pelo fato de um ser um recurso finito (o tempo), e outro ser um recurso em que você sempre pode obter mais (o dinheiro). Dinheiro é um ativo tangível precificável. Já o tempo, como bem disse o SuperGeo, é um ativo intangível imprecificável.  Eu acrescentaria que o dinheiro só é importante nas áreas em que é necessário. Não se compram famílias, amor, relacionamentos, valores éticos etc. Já o tempo é um valor indissociável da própria vivência da vida, ou alguém já conseguiu viver “fora” de um dia? 😉

Por isso, procure sempre valorizar o tempo que utiliza, e gaste ele com coisas e pessoas importantes. Afinal, a vida é feita de experiências, memórias, e atitudes que tomamos num determinado momento de nossas vidas. Faça sua vida valer a pena!

É isso aí!

Um grande abraço e que Deus lhes abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

7 Responses to O tempo: seu recurso mais valioso (mais valioso inclusive que dinheiro)

  1. Iuri Madeira 16 de novembro de 2009 at 23:01 #

    Concordo plenamente quando se diz que o tempo é muito mais valioso do que o dinheiro!
    Simplesmente porque o tempo é, diferentemente do dinheiro, totalmente mórfico. Podemos transformar o tempo que temos em qualquer coisa, qualquer atividade, qualquer bem ou sentimento. É através dele que construimos as coisas, ou melhor, ele é A MATÉRIA-PRIMA NECESSÁRIA PRA TUDO NA VIDA. Já o dinheiro… O dinheiro é muito importante, porém, não se transforma em tantas coisas como o tempo. O senhor tempo.

  2. hotmar 28 de março de 2010 at 11:19 #

    Excelente, Iuri!

    Como eu li certa vez: o dinheiro perdido pode ser recuperado. Já o tempo perdido não.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  3. Willy Fog 25 de julho de 2010 at 19:21 #

    Rapaiz que coincidência, antes de ler esse seu texto acabei de assistir um video/palestra do Christian Barbosa sobre gestão de tempo. Deixo o link aqui para quem quiser assistir:

    http://epocanegocios.isat.com.br/Videos/405

    Ao ler o texto lembrei de um livro que li um tempo atrás chamado “O Valor do Amanhã” do Eduardo Gianetti. Olha esse é o tipo de livro que você depois de ler 4/5 vezes tem sempre algo a aprender. A leitura do livro não é fácil, porem, se você conseguir compreender a idéia que o autor quer passar, vale muito a pena. O livro fala sobre juros, não o juros da economia, fala sobre o juros da vida por assim dizer e na pag 213 o autor fala sobre o tempo no cap chamado “O ser social e o tempo: primórdios”. Vou deixar aqui umas frases que anotei quando li o livro e que achei interessante:

    “A vida é um intervalo finito de duração indefinida”

    ” O que valeria a pena escolher: pôr mais vida em nossos anos ou mais anos em nossas vidas?”

    “Enquanto o jovem, na flor da idade, tem tudo para desfrutar a vida mas precisa zelar pelo seu futuro, o idoso, por seu turno, dispõe de toda a liberdade para gozar cada dia como se fosse o último mas já não tem a energia e o impulso da juventude para tanto. Ou seja: quem pode não deve e quem deveria já não pode.”

    “Quanto mais cuidamos de usar racionamente o nosso tempo, mais o vírus da pressa, a espora da aflição e o fantasma do desperdício nos perseguem.”

    “As horas mais felizes de nossas vidas são precisamente aquelas em que perdemos a noção das horas.”

    “Sempre existem juros, em tudo, a todo momento, em qualquer lugar.”

    Grande abraço.

  4. Guilherme 25 de julho de 2010 at 20:59 #

    Willy, excelentes comentários!

    Muito bom o link para o vídeo do Christian!

    E sobre o livro, olha só que coincidência, ele esta na minha fila de leituras. As frases que você destacou só aguçam ainda mais minha curiosidade lê-lo!

    Aliás, ótimas frases para reflexão.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  5. Rosana 16 de julho de 2013 at 8:05 #

    Perfeito esse texto!
    Gostei muito da dica do livro “O Valor do Amanhã”, do Eduardo Giannetti. Vou pesquisar para comprar, os trechos postados pelo Willy são muito bons.

    Na maioria das vezes não damos o devido valor ao tempo, talvez por ser nos dado de graça.

    Gostaria de compartilhar aqui o que escrevi sobre o assunto:
    http://simplicidadeeharmonia.blogspot.com.br/2013/06/ganhar-ou-perder-tempo.html

    Abraços,

    • Guilherme 16 de julho de 2013 at 16:37 #

      Obrigado, Rosana!

      Gostei da sua frase:

      “Na maioria das vezes não damos o devido valor ao tempo, talvez por ser nos dado de graça.” Sem dúvida!

      E o seu artigo sobre o mesmo assunto é maravilhoso! Recomendo a todos!

      Abç!

  6. Gabriel 5 de dezembro de 2016 at 14:09 #

    Mais de 7 anos que o artigo foi postado e continua uma verdade absoluta.
    Valorize seu tempo!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes