Athina Onassis: (mais uma) milionária de hábitos frugais

Engana-se quem acha que os milionários levam uma vida totalmente desregrada e voltada ao consumo exagerado e um altíssimo padrão de vida. Isso não só foi comprovado cientificamente por estudos que culminaram na publicação do livro “O milionário mora ao lado”, de Stanley e Danko – resenhado mês passado – como também por exemplos práticos que publicamos com frequência – e por quê não dizer também com prazer? 😀 – aqui no blog, como o caso do brasileiro dono de uma rede de supermercado que fatura bilhões, que mora em casa alugada, não tem TV nem computador em casa e vai para a empresa dirigindo seu 1.0, e do próprio Warren Buffett, que chegou a ficar uma época de sua vida *de casado* sem ter carro e que, quando tinha, esperava a chuva fazer o trabalho de limpeza da sujeira no veículo.

É evidente que existe uma parcela de milionários que pratica atos de consumismo e exibicionismo exagerados, mas são uma minoria, consoante as conclusões dos autores do livro citado acima.

E, para reforçar algumas das teses que já vem sendo expostas ao longo dos últimos meses, trago aqui uma entrevista já antiga – de dezembro de 2006 – de Doda Miranda, para a revista Veja, em que ele comenta seu casamento com Athina Onassis, multimilionária herdeira da família grega Onassis.

Alguns pontos da entrevista são bem interessantes e mostram como a Athina, apesar de ser bilionária, tem hábitos de uma pessoa frugal. Vejam só esse trecho da entrevista:

“Veja – E ela? Que presentes costuma dar?
Miranda –
A Athina não é de gastar muito. Ela me conquistou da mesma maneira que eu a conquistei, com simplicidade. Uma vez, na Bélgica, eu ia voltar mais tarde do treino e pedi que me comprasse um pacote de biscoito. Quando cheguei, encontrei o armário da cozinha vazio, com um solitário pacote de biscoito de pé. Todo mundo imagina que, sendo Athina, ia comprar logo o supermercado inteiro. Mas ela tem o pé no chão.”

Outra coisa interessante revelada nessa entrevista é que ela vive uma vida de frugalidade, e não uma vida de privações.  Há diferença entre ser frugal e ser miserável. A pessoa que se priva daquilo que mais gosta de fazer pratica uma espécie de auto-condenação, auto-sabotagem, pois não investe naquilo que constituiria justamente suas maiores paixões. Já falamos a respeito da lei básica da frugalidade em outras ocasiões, e tornamos a repetir a idéia aqui:

Frugalidade é isso: decida aquilo que importa para você. Se dê essa permissão de gastar em coisas que lhe trazem satisfação.

Vejamos se a Athina obedece à lei básica da frugalidade:

“…outra coisa: nunca vi a Athina comprar jóia, só bijuteria. De caro, ela investe em coisas que nos trazem felicidade, como cavalos.”

De que adianta investir em jóias se elas não trazem satisfação? Para isso, bijuterias bastam. Bijuterias são o suficiente. O grande segredo é saber investir – tempo, dinheiro, talento, recursos pessoais – naquilo que preenche o sentido de sua vida, naquilo que aumenta o seu grau de felicidade. No caso do Estevam de Assis, da rede de supermercados, ele não investia em aparatos tecnológicos, carros, televisões, mas sim na compra de terrenos. Para Athina, cavalos. E ambos – Estevam em Minas e Athina na Europa – vivem em casas alugadas. Impressionante, não!?

Ah, em tempo: a rainha Elizabeth é outro exemplo de frugalidade em pessoa. Como vocês imaginam o café da manhã no Palácio de Buckingham? Cheio de quitutes, bolachas, tortas, sorvetes, bebidas? Pois saibam que ela come e se contenta com sucrilhos num tupperware. 😀

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly

22 Responses to Athina Onassis: (mais uma) milionária de hábitos frugais

  1. rodpba 4 de março de 2010 at 16:32 #

    Grande, hotmar. Estou ficando impressionado com o seu blog. Cada vez mais profissional, alguns detalhes muito interessantes, endereçando links para posts passados entre outros. Show de bola.

    Sugiro duas correções mínimas.

    – Erro de digitação “EsteJam”

    – “Tupperware” é um daqueles casos de nome de marca que vira nome de produto.

    Abraço!

  2. hotmar 6 de março de 2010 at 14:43 #

    rodpba, muito, muito obrigado pelos comentários!

    Já corrigi a palavra “Tupperware”. Quanto ao “EsteJam”, não localizei a palavra. No caso, Estevam é o nome da pessoa dona da rede de supermercado. 😉

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  3. Maria 4 de setembro de 2010 at 12:26 #

    A avareza assim como o perdularismo, são faces da mesma moeda. Ambos nos colocam no ‘inferno’ psicológico.
    Veja : Avareza e perdularismo
    Fábio Roberto Rodrigues BeloI; Lúcio Roberto MarzagãoII
    Universidade Federal de Minas Gerais
    http://pepsic.bvs-psi.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-11382006000300008&lng=pt&nrm=&tlng=pt

  4. Claudia 15 de setembro de 2010 at 1:20 #

    Infelizmente a sociedade de consumo torna a atitude frugal uma obscenidade!

  5. José Messias Ruggieri 13 de outubro de 2010 at 9:45 #

    Gostei muito desse texto.

    É incrivel como aqui no Brasil tem-se uma imagem que o rico é esbanjador e futil. E também sempre se pensa que ele chegou lá ou praticando alguma atividade ilicita ou passando alguém para trás.

    Gosto muito de ler biografias de pessoas que venceram na vida, inclusive no momento estou lendo A Bola de Neve, a biografia de Warren Buffet (Sensacional por sinal). Admiro essas pessoas, me espelho nelas, e assim busco também o meu sucesso profissional e pessoal.

    Grande abraço.

  6. Guilherme 13 de outubro de 2010 at 12:51 #

    José Messias, concordo contigo. Ler histórias inspiradoras como a do Buffett é muito bom para a mente. Ajuda-nos a melhorar a visão de nossas próprias vidas.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  7. daniela filomena de santi 17 de dezembro de 2010 at 14:02 #

    feliz natal a minhas filhAS, e aos meus filhos ,feliz 2011,vamos ficar todos muito juntinhos eu amo voces por alem da vida mil beijocas ,dfds

  8. Sara 17 de dezembro de 2010 at 21:01 #

    Tudo muito bonito dizer sobre habitos dos milionarios que são simples e isto e aquilo MASSSS quero ressaltar só um ponto para os menos pensadores:
    Uma coisa é você ter dinheiro e não se preocupar se compra pouco ou muito pq tu sabes que nao faltara nada a ti, outra coisa é tu nao ter dinheiro e ser obrigado a comprar so o que as moedas dão…porisso tudo é relativo…

  9. Guilherme 19 de dezembro de 2010 at 14:44 #

    Daniela, boas festas!

    Sara, muito interessante seu comentário.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. Evertonric 20 de dezembro de 2010 at 14:10 #

    Boa boa garoto, Concordo amplamente com habitos frugais Guilherme.
    e me enjoa ver as pessoas sendo contra meus atos., tenho vários exemplos, mas não tenho tempo pra te dizer todos eles.
    Adoro a frugalidade e procuro pratica-lá,
    Agora dizer que tem que contar as moedas para comprar as coisas que necessita, ai já é de mais né Sara, ah e outra coisa, nunca se esqueça de que a consequencia de seus atos vem e não tarda em chegar.
    Vou deixar uma pergunta no ar (ou melhor neste site democrático).
    Quantos modelos diferentes de telf. celulares vcs já tiveram?
    Eu por exemplo em toda minha vida, só troquei de celular treis (3)vezes, estou no terceiro modelo (Nokia N95), minha esposa tbm, e entre o meu circulo de amigos e familiares a média de troca de celulares é 10, dez vezes, ou seja, uma média de 1 celular novo por ano.
    Qual a necessidade de se ter um novo modelo de telf., Será pra mostrar para os outros que vc tbm pode? Pode o que afinal?
    Pode ser rico?, ou sera que vc quer ser rico e nãO ESTA medindo as consequencias….
    Forte Abraço a Todos

  11. Guilherme 8 de janeiro de 2011 at 10:41 #

    Everton, excelentes reflexões. O celular é o exemplo perfeito desse sintoma que as pessoas têm de quererem mostrar alguma tipo de riqueza, como se riqueza pudesse ser medida pelo modelo de aparelho….

    A frugalidade é um dos pilares de uma vida sustentável, como bem afirmado por você.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  12. Investidor de Risco 29 de maio de 2012 at 22:07 #

    Frugalidade ainda é um termo novo pra mim… mais um ganho por ter decidido entrar no mundo dos blogueiros… provavelmente eu nunca ouviria deste tema se nao estivesse na blogosfera…

    Enfim, muito bom poder refletir sobre isto… vou ler mais sobre o assunto e entender como praticar na minha vida…

    Valeu!

  13. Guilherme 2 de junho de 2012 at 14:17 #

    Continue aprendendo, IR! Frugalidade é a pedra angular dos milionários norte-americanos de primeira geração… :)

  14. alex 18 de junho de 2012 at 13:22 #

    pensem existem milhões de pessoas pobres, não pensem nas pessoas ricas, multimilionárias que não gastam a fortuna que possuem, temem as pessoas pobres que existem aos milhões neste país, elas vivem do jeito que podem, e muitas vezes sobra pra quem possue um nível social superior á elas, eles tentam te viciar com drogas, se prostituir pra quem tem dinheiro, elas te perseguem nas ruas, te ameaçam, fisica e moralmente, elas não sentem culpa de serem assim, mas vc sente por ter algum dinheiro e alguém tentar roubar

  15. alex 18 de junho de 2012 at 13:26 #

    uma pessoa pobre não pensa em se privar de coisas inúteis, o rico pensa, o rico se sente culpado, o pobre odeio o rico por ser rico, e não se humaniza, o rico se mete a ser humano, e sempre será rico é sua sina

  16. Mari Souza 12 de julho de 2012 at 21:05 #

    Gente, gostei do texto! Embora discorde totalmente de muitas coisas, pois penso que o dinheiro deve te trazer conforto e bem estar. exemplo:Comer sucrilhos num tupperware? Jesus!! Tomo meu café com iogurte, aveia, paõ, queijo… e numa louça decente! E DOU GRAÇAS A Deus por isso todos os dias! Uma coisa é vc ser simples outra é vc ser avarento affffffff

    • Guilherme 13 de julho de 2012 at 17:11 #

      Obrigado, Mari, pelos comentários!

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  17. Felipe 19 de março de 2013 at 18:40 #

    Se ela gosta de cavalos é pq traz satisfação a ela e não joias, já eu gosto muuuuito de joias então compro. Não tenho carro, não gosto de frequentar festas nos finais de semana, tal como todo mundo faz, mas adoro viajar, me traz satisfação e viajo ao exterior, as pessoas querem saber como consigo ganhando o mesmo ou menos do que eles.

  18. daniela filomena 10 de março de 2014 at 17:36 #

    Feliz Dia das Mulheres. Felicidade a todas e muito sucesso.

  19. daniela filomena 9 de maio de 2014 at 14:58 #

    FELIZ DIA DAS MAMÃES DE TODO PLANETA ,SUCESSO Á TODAS .

  20. DANIELA FILOMENA 7 de junho de 2014 at 14:36 #

    Feliz Copa a todas as seleções, que o melhor vença, que a paz aconteça, felicidade a todos.

Trackbacks/Pingbacks

  1. f - 6 de julho de 2010

    Precisava postar isso antes de ir http://www.valoresreais.com/2010/02/27/athina-onassis-mais-uma-milionaria-de-habitos-frugais/

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes