Resenha: A arte de escrever bem, de Dad Squarisi e Arlete Salvador

A língua portuguesa é a ferramenta básica de trabalho de muitos profissionais, como jornalistas, advogados, executivos etc. Ter o domínio da língua escrita se torna, assim, elemento essencial para definir o êxito desses profissionais, pois é por meio de um texto bem escrito que se convence e se conquista o interlocutor. Apesar de o livro objeto dessa resenha ser dirigido, de modo precípuo, aos jornalistas, as lições ali contidas podem ser de muito proveito para profissionais de outras áreas, que também necessitam se comunicar bem através do texto escrito. Daí o motivo pelo qual decidi resenhá-lo para os leitores do blog – muitos dos quais, aliás, precisam escrever bem para terem uma vida profissional bem sucedida. Vamos então à resenha! 😀

Informações técnicas

Título: A arte de escrever bem – um guia para jornalistas e profissionais do texto

Autoras: Dad Squarisi e Arlete Salvador

Número de páginas: 105

Editora: Contexto

Faixa de preço: R$ 19 a R$ 27

Compre o livro na Livraria Cultura (clique aqui)

A garimpagem do óbvio.

Um texto jornalístico deve responder a seis perguntas fundamentais: o quê? Quem? Quando? Onde? Como? Por quê? As autoras ensinam que, para escrever bem, é preciso, antes, pensar bem, de forma coerente, ordenada e lógica.

O texto jornalístico

O texto deve ser escrito pensando-se no leitor. Quem escreve deve se fazer entender por todos. De acordo com as autoras, três são os ingredientes para conseguir esse objetivo: linguagem clara, informações precisas e estilo atraente.

Partindo dessas premissas, as autoras fornecem uma série de dicas para se escrever melhor, tais como: dar preferência às frases curtas, e, entre as palavras, escolher as curtas e simples; colocar as sentenças na forma positiva; optar pela voz ativa; escolher termos específicos, bem como as palavras concretas; restringir a entrada de adjetivos; perseguir a frase enxuta; ser conciso; correr atrás da frase harmoniosa e buscar a clareza. Aliás, sobre a clareza, Dad e Arlete enfatizam que ela é a maior qualidade do estilo.

Gêneros jornalísticos

Nesse capítulo, são descritos diferentes tipos de reportagem, assim como são dadas orientações de como escrever cada uma delas. Reportagens factuais e especiais, entrevistas, perfis, editoriais, artigos, colunas e análises, são os gêneros jornalísticos discutidos nessa parte do livro.

Esse é um capítulo de maior interesse para jornalistas do que para o público leigo, embora contenha também dicas práticas que podem ser aproveitadas por não-jornalistas, como as orientações para escrever textos opinativos.

Além disso, essa parte do livro contém um pouco do que se passa nos “bastidores” das redações de jornais e do trabalho de rua dos repórteres, com exemplos concretos extraídos dos mais diferentes meios de comunicação.

Toque final

Esse terceiro capítulo contém diversas dicas de como utilizar corretamente a língua portuguesa na arte de escrever textos, tais como: evitar as redundâncias e estrangeirismos, bem como os chavões e lugares-comuns, prestar atenção nas concordâncias – de verbo com seus objetos, por exemplo – ter cuidado com os gerundismos e os verbos infinitivos (poder, querer, tentar etc.), que retiram a força do verbo principal.

Conclusão

O livro é essencialmente prático. Ele ensina como utilizar a língua portuguesa com muitos exemplos reais extraídos de jornais e revistas, o que facilita o entendimento das lições contidas na obra. Além disso, o livro é escrito com muito bom humor, e bastante didática, o que torna a leitura descontraída, e facilita a absorção dos ensinamentos. É um ótimo guia de referência, curto (menos de 100 páginas), mas de alta densidade no conteúdo. Em razão da leitura desse livro, eu já modifiquei vários artigos publicados aqui no blog, principalmente cortando as “gordurinhas”  textuais que mais prejudicam do que auxiliam o leitor.

Tendo em vista que um blog, para se fazer entender, precisa ter um mínimo de cuidado com a escrita, considero de alto valor livros como esse escrito pela Dad e a Arlete, bem como blogs que nos auxiliam a escrever melhor, como o Write to Done.

Se você tiver como ferramenta de trabalho o domínio da escrita na língua portuguesa, títulos como “A arte de escrever bem” são investimentos com retorno garantido, uma vez que melhoram seu nível de comunicação e habilidades na escrita.

Esse é mais um livro que tem a recomendação do Valores Reais! 😀

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

,

7 Responses to Resenha: A arte de escrever bem, de Dad Squarisi e Arlete Salvador

  1. Luis Orávio 13 de junho de 2010 at 22:50 #

    Hotmar, link no submarino não está funcionando. Abraços.

  2. puigllum 14 de junho de 2010 at 10:44 #

    Prezado Guilherme:

    É muito acertada a sua escolha do livro da Prof.ª Dad Squarasi, cuja tragetória tive a oportunidade de conhecer, o que me fez descobrir uma pessoa fascinante, carismática e bem humorada, como se vê facilmente nas pílulas de ironia de suas colunas semanais, publicadas simultaneamente em vários jornais brasileiros.

    Libanesa de nascimento, Dad passou por diferentes lugares antes de chegar ao Brasil e diplomar-se em Letras, pela Universidade de Brasília. É autora de vários livros: “Dicas da Dad – português com humor”, “Mais Dicas da Dad”, “Deuses e Heróis – Mitologia para crianças” e, finalmente, “A arte de escrever bem” e ‘Escrever melhor’, os dois últimos, em coautoria com a jornalista Arlete Salvador.

    Em suas colunas, ela utiliza situações noticiadas cotidianamente pela imprensa nacional, para delas extrair, com muita sutileza, ensinamentos gramaticais facilmente compreensíveis, transformados em preciosas lições. É o que se denomina «gramática dinâmica», aquela que se aplica às situações do dia a dia. É muito fácil de compreender, pois, empiricamente, o leitor consegue, de imediato, inserir aquela lição no contexto do qual ela procede.

    Várias vezes, busquei os seus livros, os quais se esgotam rapidamente nas melhores livrarias, fato que não somente denota o enorme sucesso que a Dad tem obtido com suas obras de leitura tão prazerosa, mas é indício de que é cada vez maior o número de pessoas que buscam melhorar o seu domínio da língua escrita. Que assim seja.

    Saudações,

    puigllum

    • Maria Eunice 26 de junho de 2014 at 12:14 #

      Sou uma profissional da escrita.
      Tenho que me fazer entender através dessa linguagem, por este canal e adquiri os dois últimos livros das autoras acima: “A Arte de Escrever Bem” e “Escrever Melhor”.
      Estou lendo o primeiro e tem sido ótimo!

      A abordagem é bem humorada e de fácil entendimento.

      Muito bom!

      Parabéns às autoras!

      • Guilherme 26 de junho de 2014 at 19:16 #

        Legal, Maria, seu comentário avaliza ainda mais a obra!

        Abç

  3. Guilherme 20 de junho de 2010 at 17:38 #

    puigllum, ótimas informações sobre a autora Dad. De fato, ela é mestre na arte de ensinar os meandros do idioma, de uma forma bem didática.

    Luís Otávio, o link agora está funcionando. Qualquer coisa, avise!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  4. Thiago Romano Dias da Silva 26 de janeiro de 2012 at 13:07 #

    Escrever é uma arte que nasce da gente e, para aperfeiçoá-la, devesse ler muito, tendo assim uma melhor escrita. Eu gosto muito de ler, a leitura é como viajar pelo tempo e pelo espaço na história que o livro nos traz. Além disso, a leitura nos fornece um conhecimento mais vasto.
    Criar uma redação é expor sobre um assunto ou criá-lo.
    Escrever é uma arte, em que se utilizam palavras.
    Gosto muito de criar poesias, em que, aprofundando-me pela imaginação, crio versos que expressam sentimentos.
    Não tenha uma leitura que não goste, sem interesse ou desconcentrada, pois dessa forma você não irá tirar aproveito algum dela, por isso leia algo de sua vontade, que lhe desperte o interesse, algo de que você goste.

  5. Guilherme 27 de janeiro de 2012 at 7:22 #

    Belo depoimento, Thiago!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes