Resenha: Sete princípios para o casamento dar certo, de John Gottman e Nan Silver – Parte I: Introdução, e Capítulos 1 a 6

Quais os segredos para desfrutar de um casamento aproveitando ao máximo suas potencialidades? É possível restaurar relacionamentos desgastados pela falta de conexão emocional entre os cônjuges? Essas e outras perguntas são respondidas por esse livro, que nós temos a satisfação de resenhar. Um casamento que dá certo é um dos valores reais mais desejados de 10 em cada 10 casais. Um casamento que dá certo repercute positivamente em todas as demais áreas da vida, seja essas situadas em questões sentimentais, como o relacionamento com filhos, parentes etc., sejam essas situadas nos demais segmentos da vida, como a financeira, psicológica, de saúde etc.

O que diferencia esse livro de outros manuais de terapia conjugal é que ele foi baseado em sólidas evidências científicas. Os sete princípios foram fruto de uma extensa pesquisa acadêmica realizada pelos autores, com centenas de casais que aceitaram ser acompanhados e monitorados ao longo de vários anos, inclusive dentro de um laboratório que simulava o ambiente de um apartamento. Quer saber o que faz um casamento dar certo? Então nos acompanhe num mergulho à obra de John Gottman e Nan Silver! 😀

Informações técnicas

Título: Sete princípios para o casamento dar certo

Autores: John Gottman e Nan Silver

Número de páginas: 263

Editora: Objetiva

Preço médio: R$ 35

Compre o livro no Submarino (clique aqui)

1 | A verdade sobre os casamentos felizes: pesquisa de laboratório em Seattle

Apesar dos inúmeros benefícios do casamento para os cônjuges, em termos emocionais, de saúde e até financeiros, os autores constataram que é absurdamente pequena a quantidade de pesquisas embasadas em sólidas evidências científicas voltadas para a forma de manter um casamento estável e feliz, daí a importância da pesquisa que resultou na descoberta desses sete princípios.

De início, um mito é derrubado: o de que um casamento dá certo quando os conflitos são bem resolvidos. Outros mitos são também derrubados: o de que neuroses podem destruir um casamento, o de que casos extraconjugais são a primeira causa de divórcio etc.

O que faz, então, um casamento funcionar? É a profunda amizade existente entre os cônjuges, o que se traduz em respeito mútuo e prazer na companhia um do outro. E a arma secreta que mantém um casal feliz é a tentativa de reparação, isto é, qualquer afirmação ou ato que impede que a negatividade fique fora de controle.

2 | Como fazer um prognóstico de divórcio

São seis os sinais que evidenciam um divórcio à vista. O primeiro sinal é a abordagem ríspida, que é o pior modo de iniciar uma discussão. O segundo sinal é representado por aquilo que os autores denominam de “os quatro cavaleiros do Apocalipse”, que são, na ordem: crítica, desprezo, defensividade e incomunicabilidade. O terceiro sinal é a saturação, ou seja, um cônjuge saturado foi atingido pela negatividade de outro de forma tão opressiva que o deixou traumatizado. O quarto sinal é a linguagem corporal, e o quinto, as tentativas de reparação sem sucesso. O sexto sinal são as recordações desagradáveis sobre aspectos do passado.

3 | Princípio 1: Aprofundar o conhecimento mútuo

O primeiro princípio para um casamento dar certo é construir um mapa afetivo do parceiro, isto é, estar bem familiarizado com o universo do outro cônjuge. Casais que têm mapas afetivos detalhados estão mais bem preparados para lidar com situações estressantes e geradoras de conflito.

4 | Princípio 2: Cultivar a afeição e a admiração

A essência de qualquer casamento saudável é a amizade, e uma forma de fortalecê-la passa pelo cultivo dos aspectos positivos do outro cônjuge. Isso também diminui a probabilidade de faltarem com o respeito um ao outro quando tiverem opiniões diferentes.

5 | Princípio 3: Estar voltado um para o outro

O hábito faz o casamento, e são os pequenos detalhes do dia-a-dia que fazem a diferença na consolidação de casamentos duradouros. Achei particularmente reveladora essa passagem do texto (p. 89):

“Muitas pessoas pensam que o segredo para manter um parceiro ao seu lado é um jantar à luz de velas ou umas férias à beira-mar. Mas o verdadeiro segredo é estarem voltados um para o outro nas pequenas situações da vida diária. Um programa romântico à noite só intensifica realmente o ardor quando o casal manteve a chama acesa tendo contato nas pequeninas coisas da rotina diária.”

A forma mais eficaz para ativar esse princípio, nos testes de laboratório realizados pelos autores, consiste nas famosas reuniões de final de dia para conversar sobre como o dia transcorreu com o cônjuge. E a regra principal aqui é falar sobre qualquer assunto, desde que tenha ocorrido fora do casamento. Esse não é o momento para discutir eventuais conflitos do casal, mas sim uma oportunidade para dar apoio emocional um ao outro a respeito de outras áreas de suas vidas.

Ao final desse capítulo, assim como em todos os outros, são propostos exercícios para fazer o princípio em foco ser ativado na vida do casal.

6 | Princípio 4: Aceitar as opiniões do parceiro

Está comprovado cientificamente: os melhores casamentos são aqueles em que o marido trata a mulher com respeito e não se opõe em dividir autoridade e tomar decisões com ela. Parece que esse capítulo foi dirigido aos homens….rsrs…. pois são eles, de acordo com os autores, os mais resistentes a compartilhar a tomada de decisões do casal. Eis outro dado revelador (p. 115):

“O marido que aceita as opiniões de sua esposa também tende a ser um pai excepcional. Ele se familiariza com o mundo dos filhos e tudo sabe sobre seus amigos e seus receios. Como não tem medo de emoções, ele ensina os filhos a respeitarem seus próprios sentimentos – e a si próprio. Ele também deixa de ver o jogo de futebol a que está assistindo na televisão, se for necessário, porque deseja ser lembrado como um pai que tinha tempo para os filhos”.

————————

Amanhã publicaremos a segunda parte da resenha, comentando os capítulos 7 a 11, e fazendo a conclusão final. Não percam! Smile

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

,

24 Responses to Resenha: Sete princípios para o casamento dar certo, de John Gottman e Nan Silver – Parte I: Introdução, e Capítulos 1 a 6

  1. Henrique Carvalho 16 de outubro de 2010 at 22:20 #

    Guilherme,

    Estou impressionado com sua capacidade de leitura e de resenhar livros. Ler e ainda por cima resenhar 1 livro por semana não é para mortais não…

    Parabéns pela dedicação!

    Grande Abraço!

  2. Guilherme 17 de outubro de 2010 at 11:04 #

    Olá, Henrique, obrigado pelas palavras!

    As leituras são fascinantes, e escrever as resenhas é uma maneira saudável de compartilhar conhecimento que possa adicionar valor aos leitores do VR!

    Complemento dizendo ser possível a todos resenhar um livro por semana. Essa é uma atividade que requer prática, para adquirir habilidade. Com o tempo e a persistência, é possível fazer até mais!!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  3. Willy Fog 17 de outubro de 2010 at 21:13 #

    Também fico impressionado com a capacidade do Guilherme de resenhar 1 livro por semana aqui no blog.
    .
    Sorta nossa leitores do blog. 😀
    .
    Abcs

  4. Guilherme 18 de outubro de 2010 at 20:19 #

    Obrigado, Willy!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  5. J 20 de outubro de 2010 at 16:14 #

    Tá esgotado no Submarino!

  6. Guilherme 21 de outubro de 2010 at 8:29 #

    J, tente esses outros meios para conseguir o livro:

    – Trocando Livros;

    – Estante Virtual;

    – Bibliotecas da faculdade pública ou particular local.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  7. Danielle 5 de janeiro de 2012 at 8:01 #

    Nossa, não consigo achar este livro em nenhum lugar! Estou disposta a comprar este livro de alguém com depósito na conta bancária! Por favor me mande email, [danielle ][ingles]@ gmail, sem barrinhas. Obrigada

  8. Guilherme 6 de janeiro de 2012 at 17:25 #

    Se alguém quiser ajudar a Danielle, é só entrar em contato pelos meios por ela fornecidos.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  9. lizi 16 de março de 2012 at 13:36 #

    Olá faço das palavras da Danielle as minhas, quero muito este livro, e estou disposta a pagar com deposito na conta bancaria..meu email: lizjennifer10@hotmail.com..por favor me ajudem

  10. lizi 16 de março de 2012 at 13:39 #

    Guilhuerme esta sugestao que vc deu, trocando livros ou em estantes virtuais, como assim, não entendi? sao sites?..troca o livro mesmo? como assim..pode me ajudar..quero muito este livro e nao encontro..obrigada

  11. Guilherme 17 de março de 2012 at 15:00 #

    lizi, é isso mesmo. No site Trocando Livros, há permuta de livros entre os participantes. Quanto ao livro, sugiro tentar obter um empréstimo junto à biblioteca de uma faculdade pública ou particular, ou então mandar um email para a editora, perguntando se eles têm ainda algum livro em estoque.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  12. lizi 26 de março de 2012 at 8:46 #

    Obrigada pela resposta Guilherme, mas já procurei em algumas bibliotecas de faculdades públicas e particulares, mas nada..até tentei este site trocando livros, mas está dando indisponivel o site temporariamente, queria muito ter este livro, compra-lo, caso conheça alguém que possa me vender, tem o meu email acima, faço o depósito bancário.

    Grande abraço tb!

  13. Guilherme 27 de março de 2012 at 9:49 #

    Olá, lizi, sugiro então entrar em contato com a Objetiva perguntando se existe algum livro no estoque dela. Às vezes, as editoras mandam exemplares de cortesia para faculdades da área de interesse do livro publicado. Me parece que esse livro é do setor de psicologia. Nesse sentido, veja com uma faculdade de psicologia se há exemplar disponível da obra. Algumas vezes pode ser que encontre o livro num setor específico de uma biblioteca universitária.

  14. lizi 19 de abril de 2012 at 22:05 #

    Olá guilherme, tudo bem…poxa não encontrei de nenhuma das formas que me sugeriu, a todas seguir, inclusive entrando em contato com a própria objetiva..vc não pode me vender o livro que tem não?….rssss..pode parecer engraçado..rsss, mas é serio, tenho muito interesse..obrigada pela atenção…caso possa, me responda..bjoss

  15. lizi 20 de abril de 2012 at 14:06 #

    Guilherme para dizer que não encontrei o livro, eu encontrei, mas no idioma em ingles, disponivel no site da livraria Saraiva.

  16. Guilherme 22 de abril de 2012 at 9:46 #

    Olá, lizi, agradeço a atenção e a disposição de comprá-lo de mim, é que eu tive também dificuldades para comprá-lo (tanto que foi de segunda mão a compra), e queria ficar com ele até para servir de base para futuros posts… 😉

    Como você está realmente muito interessada no livro, vão aqui mais algumas dicas:

    – Entrar em contato com o Conselho Regional de Psicologia, para ver se ele tem um exemplar do livro;

    – Procurar por um psicólogo/psicoterapeuta que tenha mestrado/doutorado: falo isso porque provavelmente ele deve ter uma biblioteca particular, e nesse caso não custaria nada você perguntar para ele se tem o livro em seu acervo pessoal;

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  17. lizi 23 de abril de 2012 at 22:55 #

    Rsss…me desculpe o atrevimento a pedir pra comprar de vc..rsss, imagino que tenha tido dificuldades sim..e vou tentar tb as demais sugestões que me deste.

    Muito obrigada pela sua generosa atenção, em sempre me responder!!!!

  18. Guilherme 24 de abril de 2012 at 19:53 #

    lizi, torço muito para que vc consiga em breve o exemplar do livro!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  19. Rosana 11 de maio de 2014 at 10:27 #

    Guilherme,
    Gostei da primeira parte da resenha, parece ser um livro muito bom!
    Vou procurar também.
    Abraços!

  20. Mônica Japiassú 6 de março de 2015 at 14:08 #

    Estou lendo esse livro e amando! Ele é repleto de questionários e exercícios ótimos para quem está precisando retomar a cumplicidade que é comum no início de todo relacionamento.
    Recomendo muito!

    • Guilherme 7 de março de 2015 at 21:13 #

      Que bom que esteja gostando do livro, Mônica!

      Abç!

  21. Carlos Silva 2 de abril de 2016 at 13:23 #

    Prezados,

    Este livro é um divisor d’água. Tudo que é raro, é precioso, é único sempre estará na profundeza do mar, no centro de uma montanha, na mente de um gênio, no coração apaixonado por fazer o outro feliz e um mundo melhor. Somente aqueles que não desistem conseguem contemplar o sobrenatural…

    A paz

Trackbacks/Pingbacks

  1. Valores Reais » Resenha: Sete princípios para o casamento dar certo, de John Gottman e Nan Silver – Parte II: Capítulos 7 a 11, e Conclusão Final - 17 de outubro de 2010

    […] Essa é a segunda parte da resenha do livro Sete princípios para o casamento dar certo. A primeira parte pode ser lida aqui. […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes