Rentabilidade atualizada das debêntures BNDESPar de 2010

2 Flares Twitter 2 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io Made with Flare More Info'> 2 Flares ×

Ano passado, escrevemos uma matéria sobre a nova emissão de debêntures BNDESPar, fazendo comentários gerais sobre as três modalidades de investimentos que estavam disponíveis ao investidor pessoa física. Não só o post foi um sucesso, sendo, até o presente momento, um dos 5 artigos mais comentados do blog em todos os tempos, como também as próprias debêntures vêm apresentando excelentes rentabilidades. Quem nos forneceu as informações a respeito foi o culto leitor Flávio, na caixa de comentários daquele artigo:

“Prezado Guilherme,

Passados 6 (seis) meses da emissão de debêntures do BNDES, divulgo abaixo a rentabilidade das séries até o presente momento, de acordo com o preço do rendimento de cada ativo e não o seu preço de mercado:

BNDS15 (PREFIXADA) = 6,02% equivalente a 109,47% do CDI (5,49%)
BNDS25 (PÓS-FIXADA A 3 MESES) = 5,64% equivalente a 103,46% do CDI (5,44%)
BNDS35 (IPCA) = 7,46% equivalente a incríveis 136,73% do CDI (5,40%)

As séries iniciaram em datas diferentes: 13, 14 e 15/12/2010, respectivamente.

BNDS35 largou na frente em virtude da disparada da inflação (4,30% no período), mas irá crescer menos a partir de agora com a estabilização dos preços, sua taxa acrescida da inflação (real) é de 6,2991%.

BNDS15 com taxa de 12,51% obteve bom rendimento e suporta mais uma alta de taxa por parte do COPOM (atualmente a taxa está em 12,25%). Irá perder terreno caso as taxas subam mais do que a taxa de emissão.

BNDS35 com taxa pós-fixada a cada 3 meses, está rodando atualmente com uma taxa de 12,19%, contudo é a mais segura em caso de aumentos maiores nas taxas de juros até o vencimento(01/01/2014), porque é repactuada a cada 3 meses (a próxima será em 01/07/2011).

Concluindo, todas estão ganhando do indicador de curto prazo. Uma boa diversificação fez quem comprou um pouco de cada uma.

Parabéns aos detentores”.

Parabéns mesmo! :D

O mais interessante é observar que as debêntures do ano anterior, de 2009, também estavam apresentando rentabilidade acima do CDI, conforme comentários do mesmo leitor Flávio no dia 15.09.2010:

“Desde que começou a ser corrigida (17/12/2009) até 14/09/2010, a debênture do BNDES de série prefixada (taxa de 12,74% a.a.) e vencimento 01/01/2013, já rendeu 9,20% (correção pela curva) e vale 1092,023256, enquanto que 100% do CDI rendeu no mesmo período 6,81%. Portanto, a debênture já rende 135% da taxa referencial de recursos de curto prazo. Daqui para frente, as perspectivas são boas, uma vez a taxa futura de juros para 2013 está muito menor (11,75%aa) do que a taxa da debênture. Não é à toa que o ativo é negociado no mercado secundário com ágio. Parabéns aos detentores. Vamos até o vencimento, sem come-cota, sem taxa de administração e com IR de 15%. Valeu a pena poupar…”

O leitor Érico postou uma dúvida que pode interessar a outros leitores:

“Amigos,

Comprei uma quantidade de debêntures do BNDESPar, mas até hoje não consigo informações, comprovantes nem nada a respeito.

A minha corretora diz que foram compradas, e o dinheiro realmente saiu da minha conta na corretora, e que eu devo em breve receber algum comprovante por correio.

Minha duvida é se todos que compraram estão assim… sem comprovantes físicos da compra. Alguém já recebeu algo a respeito? Para o imposto de renda devemos ter comprovantes, quem comprou em anos anteriores recebeu certinho?

Abraços,

Erico”

Novamente, o expert Flávio postou informações preciosas a respeito:

“Erico, na maioria dos casos, as debêntures ficam custodiadas na CBLC, que é a custódia da BM&F Bovespa, a mesma onde ficam custodiadas as ações. Portanto, se você possui ações na corretora onde foi efetuada a adesão à oferta pública de debêntures, você deve estar recebendo o Extrato Mensal de Custódia com as informações sobre a quantidade. Alguns acionistas não recebem o extrato em casa mas podem consultar pela Internet. Entretanto, reparei no extrato de dez/2010, que a CBLC não informou a cotação das debêntures, somente a quantidade, resultando em valores zerados. Se você quiser saber os valores de referência (de acordo com o rendimento do ativo) das debêntures a cada dia, acesse o site do agente fiduciário da emissão:

http://www.pentagonotrustee.com.br/Site/PrecosUnitarios

Lembre-se, que os valores de referência são os valores da curva de rendimento e não o valor negociado no mercado secundário.

Você também pode consultar as debêntures do BNDESPar e outras emissões no site abaixo:

http://www.debentures.com.br/exploreosnd/consultaadados/sndemumclique/

digite emissor BNDESPar
digite BNDS15/BNDS25 ou BNDS35
clique em PU HISTÓRICO

Abraços.”

São os leitores literalmente fazendo o blog acontecer! Agradeço ao leitor Flávio pelas ricas informações e análises sempre pertinentes postadas nas caixas de comentários!

E parabéns a todos os detentores das debêntures BNDESPar!

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

,

32 Responses to Rentabilidade atualizada das debêntures BNDESPar de 2010

  1. Major 17 de junho de 2011 at 0:37 #

    Eu comprei estas debêntures em dezembro/2010 só que elas aparecem para mim com códigos diferentes:

    BNDP-D51 – Pré Fixada (01/01/2014) (12,51% a.a.)

    BNDP-D52 – Flutuante (01/01/2014) (DI + 0,30% a.a.)

    BNDP-D53 – IPCA (15/01/2017) (IPCA + 6,2991%)

    Não sei se tem a ver mas a Link fez alguma besteira quando eu fiz as reserva das debêntures e eles acabaram não comprando no lançamento e sim alguns dias depois no mercado de balcão.

    Será que é por isso que tem códigos diferentes ? Será que eu fui lesado de alguma forma por esta confusão da Link ?

  2. Henrique Carvalho 17 de junho de 2011 at 13:52 #

    O Flávio é excelente nestes assuntos ligados a Renda-Fixa!

    @Major: Fique tranquilo. Os códigos são diferentes mas os ativos são os mesmos.

    É apenas um conflito de denominação por parte de cada orgão.

    Acho que a Bovespa, CBLC e Anbima deveriam unificar os códigos para não confundir o investidor…

    Abraços!

  3. MJC 17 de junho de 2011 at 15:06 #

    Os valores não estão batendo com o extrato do CEI, alguém sabe pq?

    Segundo o CEI, os valores são: 1058.49, 1044.79 e 1045.64. No site http://www.pentagonotrustee.com.br/Site/PrecosUnitarios os valores são superiores.

    Qual é o correto e pq?

  4. João 17 de junho de 2011 at 15:11 #

    Caro Major,

    Adquiri no lançamento normal através da corretora Ágora e a liquidação foi em 13/12/10. Estão aparecendo com o mesmo código das suas.

    Qual foi o erro da sua corretora? Será que a minha teve erro e não fui informado???

    Obrigado!

  5. MJC 17 de junho de 2011 at 15:20 #

    Major, pra mim também aparece bndp51. Mas eu acho que ela e a bnds15 sao a mesma coisa… Mas seria bom se alguem confirmasse.

  6. Elmo 17 de junho de 2011 at 22:01 #

    Grande iniciativa do Valores em nos manter informados! Fiquei feliz em saber que acertei ao investir nestas debentures. Consultei o site antes de comprar minhas debentures para saber em qual série investir (acabei diversificando) e tb recentemente antes de comprar FII do BB. O Valores tem sido minha principal fonte de referência em investimentos e espero que continue exercendo este importante papel!

  7. Flávio 18 de junho de 2011 at 18:56 #

    Prezado Guilherme, obrigado pelas palavras e muito oportuno você ter feito um post sobre o assunto. Gostaria de corrigir uma informação no meu comentário. Onde lê-se “BNDS35 com taxa pós-fixada a cada 3 meses”, o certo é “BNDS25 com taxa pós-fixada a cada 3 meses”.
    Como bem falou o Henrique:
    BNDP-D51 é igual a BNDS15, assim como BNDP-D52 é igual a BNDS25 e BNDP-D53 é igual a BNDS35.
    Nos extratos da CBLC, que pertence a BM&FBovespa e também faz custódia de ações, aparece BNDP-D51/D52/D53. A numeração refere-se a 5º emissão da empresa (BNDES) e o número das séries (1º,2º e 3º).
    Quanto a diferença de preço, a explicação é que a CBLC utiliza o valor “marcado a mercado”, ou seja aquele em que teoricamente o investidor poderia vender no mercado antes do vencimento. Contudo, o valor informado no comentário acima é o valor corrigido pelo rendimento do ativo. Para quem vai ficar com o ativo até o vencimento, até porque vender no mercado secundário não é tão fácil quanto é o Tesouro Direto, o valor do rendimento do ativo é o mais importante.

  8. Evertonric 19 de junho de 2011 at 17:48 #

    Que maravilha, comprei um pouquinho de cada. Tenho as três, e estou no páreo…
    Grato ao Flávio, por nos fornecer as rentabilidades atualizadas, e ao Guilherme por publica-las.
    Abraços!!

  9. MJC 19 de junho de 2011 at 18:51 #

    Flávio, considerando que eu vou ficar com elas até a data de vencimento, a rentabilidade real então está bem acima do mostrado no extrato do CEI. Fiquei feliz ao ouvir isso. Muito bom!

    Obrigado pelas explicaçōes,
    MJC

  10. Guilherme 19 de junho de 2011 at 22:27 #

    Elmo, obrigado! Sempre buscamos informar investimentos que possam ser atraentes aos investidores. As debêntures têm sido um caso de comprovado sucesso! E parabéns também a todos os demais leitores que investiram nelas!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  11. sh11 21 de junho de 2011 at 15:57 #

    Onde (em que site) eu posso acompanhar o rendimento
    das debêntures do BNDESPAR?

    Eu até gostaria de poder investir mais em debêntures, mas
    todos os lançamentos que eu vejo (99%) são só para investidores
    qualificados…

  12. Guilherme 22 de junho de 2011 at 7:03 #

    sh11, tente acompanhar num dos sites indicados pelo Flávio, acima listados.

  13. Fabio 22 de junho de 2011 at 15:35 #

    Gostaria da sua opnião sobre os produtos do banco sofisa direto
    Achei excelente a rentabilidade e gostaria do seu parecer.
    Obrigado e parabéns pelo blog

  14. Guilherme 23 de junho de 2011 at 14:06 #

    Fábio, valeu!

    Sobre os produtos do Sofisa Direto: são opções interessantes, desde que se tomem as devidas cautelas: limitação do investimento (incluindo capital investido + rentabilidade esperada) dentro do limite de R$ 70k, e inexigibilidade do valor lá investido para saques imediatos, uma vez que ele é uma plataforma totalmente online, dentre outros fatores.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  15. sh11 24 de junho de 2011 at 16:03 #

    Oi, seria interessante se vcs pudessem fazer uma matéria das
    debentures da Renner.

  16. Augusto Rodrigues 12 de agosto de 2011 at 23:14 #

    Caros,

    Fiquei em dúvida em relação a utilidade do link abaixo, reportado neste post e por um leitor do blog (Flavio, acho):

    “…
    http://www.debentures.com.br/exploreosnd/consultaadados/sndemumclique/

    digite emissor BNDESPar
    digite BNDS15/BNDS25 ou BNDS35
    clique em PU HISTÓRICO
    …”

    Isso quer dizer que o PU HISTORICO reflete o rendimento de cada serie de debenture emitida pelo BNDESPAR ?

    Outra dúvida seria sobre os valores expressos no extrato da BOVESPA de cada debenture que eu adquiri (comprei a mesma quantidade de cada serie)

    Esses valores são os valores de venda das cotas no mercado secundário OU significam outra coisa ?

    Obrigado,

  17. Augusto Rodrigues 13 de agosto de 2011 at 11:50 #

    Caros,

    Baseado nos posts e comentários deste blog, encontrei o link abaixo que indica como realizar os calculos da rentabilidade das debentures do BNDSPAR, entre outras debentures.

    http://www.debentures.com.br/exploreosnd/consultaadocumentacao/cadernodedebentures/cadernodedebentures_f.asp?op_exc=&cnpj=00383281000109&dcto=#

    Valeu e muito obrigado a todos.

  18. Guilherme 16 de agosto de 2011 at 19:46 #

    sh11, sugestão anotada!

    Augusto, taí mais uma alternativa de investimento em renda fixa. Tomara que as novas medidas do governo estimulem a liquidez no mercado secundário desses papéis.

  19. Fabio 17 de novembro de 2011 at 20:54 #

    Será que esse ano haverá nova emissão de debentures? Estava nos meus planos resgatar uma parte aplicada num CDB que está pagando 87% do CDI para comprar essas debentures. Costuma ser em novembro as emissões da bndespar.

  20. Guilherme 18 de novembro de 2011 at 7:13 #

    Fabio, vamos torcer para que sim.

    Quanto ao seu CDB, há alternativas mais rentáveis no mercado, seja em CDBs de bancos médios/pequenos, seja em títulos do Tesouro Direto. Uma LFT com corretora que não cobre taxa de custódia está pagando o equivalente a 96% do CDI. Sugiro fazer uma pesquisa. =))

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  21. Fabio 18 de novembro de 2011 at 17:44 #

    Obrigado por responder Guilherme. Eu já invisto no TD com objetivo de longo prazo. Esse CDB que eu falei faz parte da minha reserva de emergências. Só que eu estou achando esse colchão meio gordinho demais. Vou dar uma “afinada” dele. Essa parte que quero resgatar estou em dúvida entre BNDESPAR (se houver), Sofisa Direto ou TD mesmo. Se houvesse certeza de emissão de debêntures eu escolheria BNDESPAR.

  22. Guilherme 22 de novembro de 2011 at 16:51 #

    Fabio, legal que esse valor esteja reservado para o colchão de segurança. Sobre o tamanho do colchão, sugiro uma leitura nesse artigo: http://www.valoresreais.com/2011/01/04/o-tamanho-da-reserva-de-emergencia-varia-de-acordo-com-as-circunstancias-de-vida-de-cada-pessoa/

    E sobre as 3 opções, eu também iria de debêntures BNDESPar…

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  23. Fabio 22 de novembro de 2011 at 20:30 #

    Guilherme, depois de ler este artigo (acho que já tinha lido uma vez há alguns meses atrás) eu tive certeza de que meu colchão estava muito grande para meu perfil. Mesmo com o resgate planejado ainda sobra cerca de 6 meses de salário líquido nesse CDB.
    Já deve ter um ano desde que acompanho seu excelente blog e ele com certeza foi um dos grandes responsáveis pela a minha evolução como investidor. Eu sempre tive disciplina para poupar mas por muitos anos eu fiz besteiras como aplicar em fundos DI com taxa de administração de 4% a.a., em CDB com 78% do CDI, etc. O engraçado é que naquela época eu já conhecia o Tesouro Direto e sabia que os custos eram bem menores. Mas mesmo assim eu preferia a comodidade de ter o dinheiro “mais próximo” de mim, aplicado no banco. Foi quando eu achei o Valores Reais que “a ficha caiu” e parei da dar polpudos retornos aos bancos com taxas de administração abusivas.
    Mais uma vez agradeço.

  24. Peter 24 de novembro de 2011 at 9:47 #

    Tenho a mesma pergunta do Fabio. Será que este ano vai ter outra emissão de debêntures?
    Investi em 2009 e 2010 e fiquei com apetite para mais. Nestes dois anos fui pego de sorpresa e só consegui arrumar valores pequenos às pressas. Este ano me antecipei, juntei uma quantia maior, mas até agora não vi nada sobre uma nova emissão. Alguem aqui sabe?

  25. Guilherme 25 de novembro de 2011 at 16:50 #

    Fabio, muitíssimo obrigado pelos comentários! Continue lendo e participando, o retorno dos leitores é fundamental para que possamos prosseguir com nosso trabalho de educação financeira!

    Peter, ano passado, a essa altura do campeonato (final de novembro) já havia notícia sobre as debêntures. Pelo andar da carruagem, parece que esse ano não irá haver emissão… porém, a esperança é a última que morre! Se soubermos de algo, iremos prontamente avisar aqui no blog!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  26. Flávio 19 de dezembro de 2011 at 22:53 #

    Segue mais uma atualização das debêntures. Ao completar pouco mais de 1 ano, as debêntures seguem obtendo uma performance acima da taxa referencial de curto prazo (CDI). Com base em 19/12/2011, temos as seguintes rentabilidades:

    BNDS15 (PREFIXADA) = 12,72% no período equivalente a 107,27% do CDI (11,81%)
    BNDS25 (PÓS-FIXADA A 3 MESES) = 12,05% no período equivalente a 102,31% do CDI (11,77%)
    BNDS35 (IPCA) = 13,47% no período equivalente a 114,00% do CDI (11,72%)

    As séries iniciaram em datas diferentes: 13, 14 e 15/12/2010, respectivamente.

    BNDS35 continua na frente em virtude da alta inflação no período (6,69%) e foi acrescida da taxa real de juros, que é de 6,2991%aa. Sua prima (NTN-B 2017) está sendo negociada a 5,28%aa, portanto a debênture é negociada com ágio no mercado secundário.

    BNDS15 com taxa de 12,51%aa obtém um bom rendimento e beneficiou-se das quedas promovidas pelo COPOM que trouxeram a meta de taxa de juros (TMS) para 11%aa com perspectivas de novas quedas. Também é negociada com ágio no mercado secundário, tendo em vista a taxa da LTN 2014 (seu par de comparação) está sendo negociada com taxa de 10,46%aa.

    BNDS35 com taxa pós-fixada a cada 3 meses, está rodando atualmente com uma taxa de 11,40%aa, mas esta rentabilidade vai até 02/01/2012, quando será repactuada com uma taxa muito mais baixa (em torno de 10,35%aa). Esta não é negociada com ágio no mercado secundário.

  27. Guilherme 22 de dezembro de 2011 at 17:47 #

    Flávio, obrigado por nos trazer a atualização das rentabilidades das debêntures BNDESPar! Quem fez o investimento nesses títulos não tem do que reclamar! É como se fosse garantir uma rentabilidade de título privado com a segurança de título público.

    Uma pena que nesse ano não tenhamos tido essas debêntures. Mas quem sabe ano que vem!?

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  28. Peter 14 de março de 2012 at 8:27 #

    Olá, amigos dos debêntures BNDESpar,
    Estão lançando uma nova edição dos debêntures. Já está aberto a inscrição que vai ate 3 de abril. Eu vi ontem no site do Banco Itaú/Investshop. Outros bancos e corretoras deveriam também ter as informações.

    Bons investimentos
    Peter

  29. Guilherme 16 de março de 2012 at 9:47 #

    Grato, Peter! Fiz inclusive um novo artigo a respeito: http://http://www.valoresreais.com/2012/03/12/nova-emissao-de-debentures-bndespar-versao-2012

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  30. Beneci Sousa 23 de abril de 2013 at 15:18 #

    Gostaria de saber como vender acoes do bndp-d51, d51 e d53. pois dentro do home broker do bradesco quando tento colocar informacao para venda, diz: “papel nao disponivel”. grata

    • Guilherme 23 de abril de 2013 at 16:17 #

      Beneci, a melhor maneira de vendê-las é entrando em contato com a mesa de operações. Isso pode ser feito via telefone, com a central de atendimento da corretora do Bradesco!

  31. Augusto Rodrigues 16 de dezembro de 2013 at 12:44 #

    Caros,

    Alguem sabe informar porque os valores PU Histórico das debentures BNDS15, BNDS25 e BNDS35 diferem dos sites abaixo:

    http://www.pentagonotrustee.com.br/PrecosUnitarios.aspx

    1 – Selecione Ativo BNDS15
    2 – Selecione o intervalo inicial para 22/11/2013
    3 – Selecione o intervalo final para 22/11/2013
    4 – Clique em procurar
    5 – O valor PU Histórico do BNDS15 é de 1.416,23623400

    Enquanto que no site abaixo:

    http://www.debentures.com.br/exploreosnd/consultaadados/sndemumclique/

    1 – Digite ou selecione emissor BNDESPar
    2 – Digite ou selecione BNDS15
    3 – Selecione o intervalo inicial para 22/11/2013
    4 – Selecione o intervalo final para 22/11/2013
    5 – Clique em PU Histórico
    6 – O valor PU Histórico do BNDS15 é de 1.415,573950

    Porque dois valores diferentes no mesmo PU Histórico de um mesmo ativo ?

    Qualquer ajuda é bem vinda.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes

2 Flares Twitter 2 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 2 Flares ×