Macete para obter redução/isenção na mensalidade do pacote de serviços do Itaú Personnalité e HSBC Premier: manter custódia de ações na corretora do banco

Semana passada, publicamos um artigo intitulado Macete para ganhar um pouquinho mais de pontos no Fica Mais: manter custódia de ações em mais de uma corretora, em que mostramos ser possível maximizar o acúmulo de milhas aéreas por meio de uma estratégia consistente em manter custódia de ações em duas ou mais corretoras. Tal estratégia tem como seu público-alvo os milheiros que vêm até aqui em busca de dicas como acumular milhas/pontos sem uso de cartão de crédito ou pagamento de contas na fatura do cartão ou estratégias para não pagar anuidade do cartão de crédito.

Pois bem.

A dica de hoje se dirige sobretudo a aqueles que são correntistas do Itaú Personnalité ou do HSBC Premier, têm um volume considerável de ações talvez até custodiados em corretoras independentes, mas ainda assim são obrigados, por não terem investimentos (sobretudo em renda fixa) de vulto no banco, a arcar com as altas tarifas de mensalidade dos pacotes de serviços que eles cobram: R$ 49 no caso do Personnalité, e R$ 53 no caso do Premier (isso considerando os pacotes mais completos). A dica é simples: mantenha a custódia de ações na corretora do seu banco, mas não opere por elas (motivos abaixo enumerados). Se você tiver mais de R$ 100 mil em ações, no caso do Itaú Personnalité, obterá 100% de desconto na tarifa da mensalidade, conforme informação disponível na página do banco na Internet:

A mesma isenção é concedida para clientes Premier que têm em custódia na conta da corretora do HSBC mais de R$ 110 mil:

Quando eu falo em “ações”, aqui, fica subentendido que isso abrange também os ETFs e fundos imobiliários. Tá certo que é uma “pancada de dinheiro” para muita gente, mas também deve ter muita gente por aí, cliente ou do Personnalité ou do Premier, sendo debitado de uma tarifa que poderia ser reduzida ou até completamente eliminada, com um simples ato de transferência de custódia.

Não se esqueçam de que ambos os bancos podem até não cobrar a tarifa de mensalidade do pacote, mas cobram tarifa de custódia: no caso da Itautrade (corretora do Itaú), o valor é de R$ 10,80. Já na corretora do HSBC, é a tarifa padrão de R$ 6,90, que pode ser abatida integralmente se o cliente realizar pelo menos uma ordem de compra/venda no mês, na qual pagará a nada módica quantia de R$ 18 por operação realizada. No Itaú não tem nada disso, e a corretagem via home broker é mais pesada ainda: R$ 10 fixos + 0,3% do valor da operação. Daí o motivo da minha afirmação acima: deixem as ações “quietinhas” nessas corretoras, mas evitem operar com elas (daí também o motivo pelo qual essa dica serve mais para investidores de longo prazo, que não ficam girando a carteira freneticamente).

Mesmo assim, ponderando bem os ônus e benefícios, correntistas de ambos os bancos podem tirar proveito dessas regras para ter liberdade de aplicar os recursos alocados em renda fixa, nos produtos dos bancos, para opções mais atrativas existentes fora dos bancos, como Tesouro Direto, debêntures, letras de crédito imobiliário etc. Aliás, por falar em Tesouro Direto, vai aqui uma curiosidade: para fazer essa matéria, consultei o HSBC para saber se o Tesouro Direto também valia para obtenção da redução/isenção do pacote mensal de tarifas. Para minha surpresa, a resposta foi positiva, esclarecendo o banco que Tesouro Direto se incluía na expressão “produtos da Corretora de Ações”. Embora a taxa de custódia do TD da corretora do HSBC não seja lá grandes coisas (0,3% a.a.), não deixa de ser intrigante o fato de que manter investimentos em títulos do TD possa contar pontos para a redução/isenção da tarifa mensal de serviços tanto quanto um investimento num fundo de renda fixa tradicional do banco…

Embora eu acredite que os movimentos desses dois grandes bancos de varejo nada tenham a ver com os esforços da Bovespa de atrair 5 milhões de investidores para a Bolsa de Valores, é possível fazer algumas especulações e indagar os motivos pelos quais esses bancos resolveram considerar o volume de investimento em ações no cálculo da média mensal para fins de obtenção de benefícios com redução de tarifas. Tal fato, em primeiro lugar, não deixa de ser estranho, pois, numa situação limite, podemos imaginar um cliente com R$ 100 mil totalmente investidos em ações do Banco do Brasil (BBAS3), custodiados no Itaú, e obtendo isenção total de tarifas. Ou então, um cliente concentrado em ações do Bradesco (BBDC4), com volume de R$ 110 mil, custodiadas no HSBC, e obtendo, igualmente, a isenção total de tarifas.

No caso do HSBC, como se trata de um banco com presença global, a ordem para tal talvez tenha partido da matriz no exterior, baseada em experiências em outros países. Talvez não.

Já no caso do Itaú, acredito que um dos motivos que tenha contribuído para essa nova sistemática de pontuação tenha sido o lançamento do seu fundo imobiliário, o Kinea Renda Imobiliária (KNRI11). Como muitos correntistas estavam tirando dinheiro das aplicações que mantinham no banco, e direcionando-as para a compra de imóveis, o banco sentiu a necessidade de criar um produto que fizesse com que o dinheiro desses mesmos correntistas ficasse “preso”, de alguma forma, dentro do banco. Daí surgiu a idéia desse fundo imobiliário.

No entanto, provavelmente correntistas que nunca haviam investido em ações, e que haviam transferido o dinheiro das aplicações de renda fixa (que pontuavam) para o KNRI11 (que até então não pontuava), de repente se viram penalizados de duas formas: primeiro, com a cobrança da tarifa de custódia de R$ 10,80, e, segundo, pela cobrança da mensalidade, uma vez que, ao mesmo tempo em que tiravam dinheiro de um investimento que pontuava, colocavam esse mesmo dinheiro num outro produto do banco que não pontuava. Daí, o Itaú reformulou a sistemática de pontuação, passando então a considerar investimentos custodiados na corretora para o cálculo do volume médio mensal de investimentos. No entanto, como iria dar muito trabalho ficar verificando em cada conta se havia ou não o KNRI11 em carteira, eles resolveram ampliar a base de cálculo, considerando também qualquer outro ativo custodiado na Itautrade.

Mas… isso são apenas especulações. Não se sabe os verdadeiros motivos (pelo menos eu não sei….rsrssr).

Independentemente disso, temos aqui uma estratégia interessante que permite aos correntistas desses dois bancos minimizarem os custos com tarifas bancárias, sem ter que necessariamente investir nos produtos de renda fixa bancários – e bem sabemos que a matemática não mente: Tesouro Direto tem dado um banho nos fundos dos bancos de varejo. Se você tem conta em algum desses bancos, adota uma visão de longo prazo da Bolsa, vendo-a como mecanismo de formação de poupança para aposentadoria, não fica girando muito a carteira (na verdade, só adota uma estratégia típica de “holder”), pode ser um fator a considerar executar as ordens de compra na corretora independente na qual você já tem conta (para não gastar absurdos em taxas de corretagem desses bancos, acima explicitadas) e, gradualmente, transferir a custódia para o banco, Itaú Personnalité ou HSBC Premier, do qual é correntista.

Essa estratégia torna-se mais eficiente ainda no caso de você investir em fundos imobiliários com o objetivo de construção de um fluxo de caixa mensal, como abordamos no artigo 3 estratégias com investimentos em fundos imobiliários – FIIs. Como esse tipo de investimento é, por sua própria natureza, mais difícil de se ficar “girando”, e, além disso, permite o recebimento de um fluxo mensal de caixa, uma maneira condizente de conciliar o recebimento do fluxo de caixa numa conta em que o dinheiro possa ser sacado com a isenção de tarifas é justamente transferindo sua custódia para uma corretora de banco, uma vez que o fluxo de caixa servirá para ser “consumido” (com mesada, por exemplo).  Com isso, se evita também a necessidade de ter que ficar transferindo, mensalmente, o dinheiro dos aluguéis da conta da corretora para a conta do banco, o que poderia acarretar, inclusive, no pagamento de tarifas adicionais (as famigeradas tarifas de saque, que algumas corretoras cobram).

No caso específico do Itaú Personnalité, existe uma vantagem adicional, que consiste na consideração do volume de investimento em ações para aplicação, em melhores condições, de outros investimentos. Por exemplo, com R$ 30 mil, consegue-se um % “x” de CDI, para CDB pós-fixado. No entanto, quando se tem, por exemplo, R$ 50 mil em ações custodiadas na Itautrade, o banco faz uma leitura do volume global de investimentos, e tem condições de oferecer um percentual “X” + 5%, por exemplo, para CDI de CDBs pós-fixados.

E os outros bancos: BB Estilo, Santander Van Gogh, Bradesco Prime?

Nada feito. Nesses bancos, não há vantagem alguma em manter custódia de ações nas respectivas corretoras. Além das altas taxas de corretagem e de custódia (inerentes, aliás, a quaisquer grandes bancos), manter, digamos, R$ 100 mil ou R$ 10 mil em ações na corretora desses bancos não fará diferença alguma na hora de pleitear redução/isenção de tarifas no pacote mensal de serviços.

Agora, se você não precisar tanto assim de serviços bancários, nem gosta de ficar pagando tarifas por serviços que não utiliza, o melhor a fazer, a fim de maximizar a economia, é aderir a um pacote de serviços essenciais, como escrevi nesse tópico: Ter conta em banco sem pagar tarifa de manutenção: Conta de Serviços Essenciais. Leiam também o artigo do Jônatas, autor do blog Efetividade, C/C Digital do BB. Taxa ZERO inclusive no DOC/TED, que é uma modalidade de conta diferente daquela de serviços essenciais.

Tomara que a iniciativa pioneira do HSBC, e depois implementada pelo Itaú, possa se espalhar para outros bancos (alô BM&F Bovespa!? Que tal agir nessa área também?). Trata-se de uma maneira conveniente para redução de custos com tarifas bancárias, além, é claro, de garantir uns pontinhos extras no Fica Mais (não que isso signifique grande coisa, mas, para quem é viciado em acumular milhas, pode também ser um argumento a mais para diversificar as contas de corretoras, desde que isso não implique aumento demasiado de custos nem dificuldades permanentes de gerenciamento de múltiplas contas). 😉

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

, ,

25 Responses to Macete para obter redução/isenção na mensalidade do pacote de serviços do Itaú Personnalité e HSBC Premier: manter custódia de ações na corretora do banco

  1. Diogo Costa 20 de agosto de 2011 at 1:08 #

    Oi Guilherme bem interessante essas informações. Guilherme fiquei com uma dúvida em relação ao Fundo Kinea Renda Imobiliária, estou nele desde o início e não há cobrança da taxa de custódia (R$10,80), pelo que eu entendi você disse que o cliente era penalizado de duas formas e uma delas seria essa cobrança da custódia?! Bom de qualquer modo posso ter interpretado errado.
    PS – Você opera em quais corretoras? Conhece algo sobre a Banif, acha confiável e o custo x benefício vale a pena?! Abraço.

  2. Correntista bb 20 de agosto de 2011 at 1:57 #

    Os correntistas do Banco do Brasil tinham, até pouco tempo, a vantagem de obter descontos por ter lotes de ações do próprio banco em custódia. Acabo de descobrir que isso acabou. :(

  3. Jean Paulo 20 de agosto de 2011 at 14:28 #

    Não sei o que acontece comigo no Bradesco, pois tenho um pouco de ações vinculada ao banco, uma debênture etc.. Eles me isentaram da tarifa de manutenção da conta me deixando um pacote completo de serviços. Não sou cliente Prime. Utilizo bastante o cartão de crédito somente. Tenho um Visa Platinum com isenção permanente de anuidade.
    Será que somente pela movimentação do cartão de crédito acabo tendo todos estes benefícios?

  4. Jean Paulo 20 de agosto de 2011 at 14:51 #

    Ah.. E tenho um CDB também. Nada expressivo…

  5. Leandro 20 de agosto de 2011 at 16:56 #

    Eu era clinte da corretora do BB, com mais de 100mil em carteira. Me cobravam custodia (R$9,00) e mais corretagem tipo R$10 + x% (nao lembro exatamente) e me permitiam um limite de R$800,00 no cartao de credito! Quando solicitei um aumento no limite, recusaram, pois eu nao tinha renda….. e mole? Cancelei o cartao, transferi tudo pra Spinelli e agora pago uma conta universitaria de 2,90 de manutencao e NUNCA mais uso corretora do BB. Desaconselho fortemente.

  6. Jean Paulo 21 de agosto de 2011 at 0:06 #

    Um amigo meu tinha conta no BB. Ele pediu um cartão de crédito. Ele queria internacional, pois pretendia fazer algumas comprar pela internet. Disseram que não poderiam dar este. Ofereceram um Visa Nacional. Não tendo alternativas, ele aceitou. Para surpresa dele, veio com R$90,00 de limite! E mole?!? Não entendo tais atitudes.. Hilário.. Como o caso seu caso Leandro…

  7. Jônatas R. Silva 21 de agosto de 2011 at 18:28 #

    Oi Guilherme, mais uma vez obrigado pela citação do meu blog.
    O que percebo é que devemos sempre ficar atentos. Pesquisando achamos formas de minimizar os custos; 20 ou 30 reais mensais a menos, ao longo de 30 anos faz uma grande diferença. Fiz umas contas rápidas e descobri que 25 reais mensais na caderneta de poupança somam ao final de 30 anos mais de 30 mil reais. É um carro popular zero. Devemos realmente pensar bem.

    Abraço.

  8. Eduardo 22 de agosto de 2011 at 11:33 #

    Oi Guilherme,

    Já havia comentado sobre esta estratégia no Personnalité no final do ano passado nos comentários do post http://www.valoresreais.com/2010/12/07/a-matematica-nao-mente-tesouro-direto-da-um-banho-nos-fundos-dos-bancos-de-varejo-desde-que/
    Lembra?
    Abs

  9. Guilherme 23 de agosto de 2011 at 21:17 #

    Diogo, você provavelmente tem investimentos no banco acima de R$ 100 mil. Acredito que uma das tarifas das quais você fica isento, pelo volume de investimentos, seja justamente a tarifa de custódia. Opero pela Mirae. A Banif é interessante, só acho o valor da corretagem do lote padrão caro. Ela é boa para TD, para ações recomendo procurar uma com custos mais baixos.

    Correntista, é verdade. É o BB piorando cada vez mais o seu programa de relacionamento…

    Jean, é provável que sim. O Bradesco é um banco que, pelo que apurei, preza bastante a relação com bons clientes, procurando retê-los com benefícios adicionais, como isenção de diversas tarifas.

    Leandro, muito legal seu depoimento. Uma pena que o BB não valorize clientes que tenham volume expressivo de investimentos. Eu também desaconselho operar por corretoras de bancos.

    Jean, R$ 90 de limite!!!??? Nossa, esse BB decepciona….

    Jônatas, nossa, que cálculo bacana! Mostra que todas as economias que pudermos fazer valerão a pena!

    Eduardo, reli os comentários daquele artigo! Você está adotando uma estratégia bastante interessante para aproveitar os benefícios do banco, com redução de tarifas, ao mesmo tempo em que procura otimizar investimentos fora do banco também.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. zuga 20 de setembro de 2011 at 18:42 #

    Oi pessoal o post e meio antigo mas vai direto em um problema que eu estou tendo, o banco santander de uma hora pra outra parou de contabilizar o montante que eu tenho em ações e começou a me cobrar a taxa de manutenção de conta além da taxa de custódia extorsiva, como faço para levar pra o ita[u pq tb sou correntista do itaú e lá tenho os descontos devido ao montate aplicado lá ser maior, obrigado.

  11. Guilherme 21 de setembro de 2011 at 6:43 #

    Zuga, solicite ao Santander instruções para o preenchimento de uma OPA (ordem de transferência de ativos).

    A propósito, não sabia que o Santander contabilizava o montante investido em ações da corretora para fins de redução na tarifa do pacote de serviços…

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  12. zuga 21 de setembro de 2011 at 15:28 #

    Obrigado pela dica, na verdade eu era cliente do banco real e não sei se por negociação mas as minhas ações do banco santander contavam para dar desconto nas tarifas(não vou vender agora porque elas dão um bom rendimento anual e estão baratas demais, vou segurando elas mais um pouco…), mas agora cada vez que eu vou no banco santander é uma pessoa diferente que me atende e desse jeito não tem como negociar nada com ninguém porque penso que eles tem metas e se eles ficam abrindo a brecha eles acabam piorando o randicap deles em relação as metas, e a gerente da minha conta só conheço por telefone porque quando eu vou no banco ela está almoçando, sempre vou lá depois da 1:00 então não conheço ela pessoalmente.
    Enfim ta foda mexer com o santander agora, vou largar mão e ficar só no itaú por que lá consigo entrar depois do horário pra resolver qualquer coisa e eles num ficam com aquela aporrinhação do horário e dentre outras coisas.
    Sempre passo aqui para dar uma olhada nos posts.
    Bom é isso, obrigado e abraço

  13. Guilherme 23 de setembro de 2011 at 6:35 #

    Zuga, que situação complicada… Torço para que você consiga obter um tratamento melhor no referido banco!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  14. Sementes 9 de fevereiro de 2012 at 19:27 #

    Muito bom seu artigo. O HSBC dá o desconto mesmo se o dinheiro ficar parado na conta investimento? Para quem faz trade é uma questão interessante, pois o $ fica quase sempre “esperando” para agir.

    Abraços!!

    Fred

  15. David D. 22 de fevereiro de 2012 at 16:39 #

    Me corrija se estiver enganado, mas manter a custodia do TD no Itau Personalite custa 3% a.a. (taxa de admnistracao) enquanto no Banif por exemplo a taxa e zero. Nesse caso ja nao valeria a pena a economia com isencao nos pacotes do banco.

  16. Igor 23 de fevereiro de 2012 at 0:11 #

    No Personnalite a taxa é de 0,5% a.a.
    De qualquer forma, no Banif e em outras é ZERO.

    Esse 0,5% até que não é ruim perto da taxa de administração dos fundos, mas havendo uma que cobre zero, faça as contas para prazos longos, ela se torna um valor consideravel.

  17. Diogo Costa 23 de fevereiro de 2012 at 11:12 #

    Essa taxa de administração (entenda-se de custódia, pois quem vai administrar o dinheiro é você e não a corretora), tem que ser somada aos custos do Tesouro Direto (custódia: 0,3% ao ano + 0,10% de taxa de negociação). Ou seja, realmente a Banif é mais vantajosa, assim como outras que não cobram a taxa de custódia. Abraços.

  18. Guilherme 25 de fevereiro de 2012 at 17:59 #

    Sementes, infelizmente não. O dinheiro tem que estar necessariamente alocado em ações ou Tesouro Direto.

    David, é como o Igor e o Diogo disseram: prefira manter os investimentos de TD em corretoras que cobram taxa zero. A economia vale a procura por essas corretoras mais baratas.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  19. Antonio 2 de março de 2012 at 1:04 #

    Diogo e Guilherme,
    Tb tenho Kinea no Personnalité, mas ainda não atingi o limite de 100k pra isenção total de tarifas, eu tb percebi q nunca fui cobrado os R$ 10,80 de custódia, embora isso me tenha sido dito no atendimento via chat com uma funcionária da corretora!
    Minha especulação é q eles não cobram a custódia de quem tem o Kinea, mas talvez cobrem de quem tenha outras ações/fundos custodiados lá!
    Esse mês comprei cotas de outros fundos imobiliários (e mantive o q já tinha do Kinea), vamos ver o q rola daqui pra frente!

  20. Guilherme 4 de março de 2012 at 19:37 #

    Antonio, por uma questão de bom senso, o Itaú não deverá cobrar a custódia só porque você está mantendo cotas de outros fundos imobiliários no Itaú, pois entendo que não pode haver discriminação em função do tipo de ativo mantido pelo cliente. Convém lembrar, ademais, que o Itaú indiretamente (ou diretamente mesmo) está se beneficiando pela custódia das cotas, uma vez que os rendimentos caem direto na conta-corrente do cliente, o que significa ingresso de recursos em contas de depósito na instituição.

    Qualquer novidade, nos avise!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  21. Antonio Alves 16 de maio de 2014 at 15:29 #

    Guilherme,
    Vou fazer uma observação: recentemente o Itaú e o HSBC (embora no site ainda não mudou), que mantém descontos por volume aplicado na corretora, conforme seu artigo, mudaram suas políticas de cobrança de ativos de renda fixa (ex. Debêntures): de 20 reais anuais (pro rata mês) pela cobrança da custódia mensal (13,80 e 18,00, respectivamente), exceto BNDESPar (6,90 semestre caso não tenha ações). Para quem mantêm ações também, ótimo, unificou e ainda pode obter isenção, caso do HSBC quando operar no mês. Como não é o meu caso, pois estas corretoras são de corretagem cara para o meu perfil (0,3%+10,00 e 18,00 respectivamente), foi uma péssima notícia (ainda sou um pequeno investidor e custo fixo, mensal, pra mim é caro). Desta forma a estratégia de manter cada tipo de ativo (renda fixa e ações) em bancos diferentes devido a custos, está cada vez menor. No meu caso vou continuar com corretora independente para TD e Debêntures e Ações no Bradesco (pois 0,25 % é interessante para mim), mas vou ter que migrar para a DigiConta, pois a poupança tá perdendo para a inflação (pra manter isenção na tarifa). Estou tentando a mais de mês a mudança, e o próximo passo é o Banco Central, para eliminar as tarifas (mensal e ted).
    Abraços, Antonio Alves.

    • Guilherme 16 de maio de 2014 at 15:40 #

      Olá Antônio, obrigado pela notícia.

      De fato, a notícia é péssima, pois irá implicar em aumento de custos para quem tem ativos de renda fixa nas corretoras desses bancos.

      Sua nova estratégia, corretora independente para TD, e Debêntures e Ações no Bradesco, é a mais acertada tendo em vista seu perfil de investidor.

      Tomara que dê tudo certo na migração da sua conta no Bradesco para a cesta digital.

      Abç e bons investimentos!

  22. André 23 de maio de 2015 at 22:05 #

    O Itaú recentemente retirou esse benefício, para os clientes comuns não existem nem mais o desconto independe de saldo, para os clientes uniclass esse se mantém em apenas 1 pacote, e para os clientes Personnalite mantém-se em todos os pacotes, mas “considerará a soma dos valores mantidos em CDB, operações
    compromissadas, poupança, previdência e fundos”. NO HSBC agora não tem mais regras claras para a isenção de tarifas no Premier, o cerco vai fechando.

    • Guilherme 24 de maio de 2015 at 17:48 #

      Grato pela informação, André.

      É, os bancos cada vez mais piorando seu relacionamento com os clientes…

      Abç

Trackbacks/Pingbacks

  1. Santander Van Gogh segue o caminho do Itaú Personnalité e HSBC Premier e permite que custódia de ações na corretora do banco conte para redução/isenção do pacote de serviços « Valores Reais - 10 de setembro de 2012

    […] artigo escrito no ano passado, Macete para obter redução/isenção na mensalidade do pacote de serviços do Itaú Personnalité e…, demos uma dica para quem, sendo cliente Personnalité ou Premier, tivesse o desejo de reduzir os […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes