Servidores públicos já podem escolher o banco de sua preferência para receber salário

Uma boa notícia caso você seja servidor público (federal, estadual, distrital ou municipal): desde segunda-feira, você já pode solicitar a portabilidade de salário, que nada mais é do que o exercício do direito de escolher em qual banco irá receber o salário. Na verdade, o que ocorre é uma transferência automática dos créditos de salário, do banco onde você atualmente recebe o valor do contra-cheque (denominado “banco pagador”), para o banco de sua preferência. Esse direito está regulamentado pelas Resoluções 3.402 e 3.424, do Conselho Monetário Nacional, sendo que os empregados da iniciativa privada já possuíam esse direito desde 2009. Segue notícia extraída do portal Terra:

“Os servidores públicos que recebem pagamento em conta-salário poderão, a partir desta segunda-feira, pedir a transferência automática do dinheiro para o banco que escolher. Esses trabalhadores foram os últimos a ter acesso ao benefício, uma vez que os da iniciativa privada têm esse direito desde 2009. Com o prazo maior para a entrada em vigor do benefício ao funcionalismo público, os Estados e Municípios puderam oferecer por mais tempo o atrativo dos pagamentos aos servidores na hora de leiloar as folhas às instituições financeiras.

De acordo com as regras estabelecidas pelo governo, para transferir o salário para outra conta diferente da aberta pelo empregador, é preciso que a indicação seja feita por escrito à instituição financeira. O banco é obrigado a aceitar a ordem no prazo de até cinco dias úteis e os recursos devem ser transferidos para o banco escolhido pelo empregado no mesmo dia do crédito do salário, até as 12h. […] No site do Banco Central (BC), há uma série de perguntas e respostas sobre a conta-salário.”

Essa notícia é boa sobretudo para quem tem conta em dois ou mais bancos, mas praticamente é obrigado a manter conta num determinado banco (geralmente BB ou CEF) só por conta do recebimento do salário, mas que realiza toda sua movimentação financeira por outro banco (geralmente privado).

A portabilidade de salário é um direito cujo exercício não depende de aceitação do banco onde você tem conta, ou seja, uma vez manifestada a vontade de transferir o crédito do salário para outro banco, o (gerente do) banco atual em que você recebe salário nada pode fazer: ele é obrigado a acatar a ordem, sob pena de responder a sanções perante o Banco Central do Brasil.

Como alguém disse na Internet: “É o fim do cativeiro!!!!” rsrsrs

Créditos da imagem: Free Digital Photos

Mini FAQ

A data de pagamento do meu salário sofrerá alteração com a portabilidade de salário?

Não. Você continuará recebendo o salário na mesma data em que está acostumado, respeitando os horários previstos pelos normativos do Conselho Monetário Nacional. Se recebe todo dia 2, continuará recebendo todo dia 2. Se recebe dia 21, continuará recebendo todo dia 21. Se recebe todo dia 28, continuará recebendo todo dia 28.

Solicitada a portabilidade, preciso fazer todo mês a renovação do pedido?

Não. Você faz a solicitação uma única vez para o atual banco pagador, que fica obrigado a fazer a transferência do crédito do salário para o banco de sua escolha, de forma automática, e sem custo, todos os meses.

Posso encerrar minha conta-corrente no atual banco pagador do salário?

Entendo que não, uma vez que o pedido de portabilidade é realizado junto ao atual banco, e não junto à secretaria de recursos humanos do órgão público em que você trabalha. Pelo mecanismo da portabilidade, o crédito do salário continua sendo originariamente depositado no banco pagador, o qual, entretanto, transfere automaticamente o crédito do salário para o banco de sua escolha, sem que você tenha que fazê-lo manualmente, gastando tempo e dinheiro com tarifas (DOC ou TED). [resposta sujeita à revisão. Caso eu esteja equivocado, favor postar a observação na caixa de comentários].

Já que não posso encerrar minha conta no banco pagador, o que devo fazer para evitar a cobrança de tarifas bancárias no atual banco pagador?

Peça para mudar seu atual pacote de serviços para uma Conta de Serviços Essenciais, que é gratuita, e lhe dá direito a alguns serviços sem cobrança de tarifas. Uma outra alternativa, caso você tenha conta no BB, é solicitar a migração para um pacote de Conta Digital, que permite utilizar o Banco do Brasil sem pagar tarifas em todas as transações realizadas por meios eletrônicos ( Internet , Terminal de Autoatendimento e Celular). E procure movimentar sua conta no banco pagador pelo menos 1 vez por mês (nem que seja realizando um saque de R$ 10 em caixa eletrônico), pois o banco pode lhe cobrar tarifa por inatividade.

Bancos já começam a se posicionar para conquistar a conta-salário dos servidores públicos

Alguns leitores, na prática, já realizam uma transferência de salário para outro banco, de sua preferência, só que de forma manual. O que eles fazem é, assim que o crédito do salário cai na conta, realizar um TED ou DOC para outro banco em que fazem toda a movimentação financeira principal. A vantagem prática da portabilidade de salário é eliminar esse passo manual, uma vez que tudo é feito automaticamente no sistema interbancário, e tem como consequência imediata dois efeitos de grande repercussão, um de natureza psíquica, uma vez que elimina a necessidade de você fazer esse processo manualmente, liberando mais tempo para outras atividades, e outra de natureza financeira, na medida em que faz você economizar com o custo do TED ou DOC que pagaria caso realizasse a transferência de forma manual.

A portabilidade deve estimular a competitividade entre os bancos, e quem ganha com isso é o consumidor, que terá mais opções na hora de escolher o banco mais adequado ao seu perfil de uso e às suas necessidades. Afinal, receber salário do funcionalismo público significa, para os bancos, receber dinheiro certo todo mês, possibilitando às instituições financeiras o oferecimento de seus produtos e serviços. A reportagem do InfoMoney retratou bem essa situação:

“Santander

Com o início da portabilidade dos salários, o Santander decidiu disponibilizar uma oferta especial para os servidores públicos que optarem receber seus salários pelo banco: “é o salário livre Santander, que disponibiliza a conta Free, sem tarifa mensal no pacote de serviços da conta corrente já a partir da abertura”, explica o banco.

A oferta do Santander inclui o cartão Santander Free, livre de anuidade e tarifas, desde que o cliente use o cartão uma vez por mês no crédito, sem limite mínimo de compras. Analisando a possibilidade de portabilidade, o vice-presidente Comercial do Santander, Pedro Coutinho, acredita que é algo positivo, pois permitirá aproximar mais os bancos e seus clientes, além de dar mais competitividade e transparência ao mercado, com ganhos para todos os envolvidos.

O Santander também faz modificações para clientes de alta renda, que estão no seu segmento Van Gogh. Os clientes que optarem pela portabilidade terão 50% de desconto no pacote de serviços da conta-corrente.

Banrisul e Banco do Brasil
Os possíveis clientes do Banrisul também terão tarifas mais atrativas. O banco afirmou que pretende lançar condições diferenciadas em alguns produtos direcionados aos servidores públicos que optarem por receber seus salários no banco. Serão novas condições de crédito imobiliário, cartões de crédito e débito, CDC veículos, 13° salários e outros.

Atualmente o Banrisul tem uma base de 500 mil funcionários públicos, detendo as folhas de pagamento do governo estadual e de 85% das 496 prefeituras do Rio Grande do Sul. O diretor comercial do banco, Jone Pfeiff, afirmou que “a portabilidade preocupa, mas temos produtos e serviços diferenciados para os servidores”.

O Banco do Brasil, por sua vez, é a instituição financeira que processa o maior número de folhas de pagamento de servidores públicos no País. De acordo com o banco, são 1,516 milhão de servidores federais, 3,104 milhões de servidores estaduais e 2,058 milhões de municipais.

De acordo com a assessoria de imprensa do banco, serão feitas algumas alterações para reter e mesmo atrair novos clientes, por conta da portabilidade, porém, o banco não pretende divulgar abertamente sua estratégia.

Avaliando a portabilidade, o BB não acredita que vá perder clientes, já que há tempos vem fazendo investimentos para atrair e reter clientes. “Desde 2009 o BB está investindo na ampliação da rede de atendimento, contratação de funcionários, modernização de equipamentos de autoatendimento e de processos que permitem ofertas aos clientes produtos e serviços customizados”, explica o BB em nota.

Itaú Unibanco e Caixa
O Itaú Unibanco também mostra-se a favor da portabilidade e “entende que é um legítimo direito do trabalhador”, explica a Superintendência de Comunicação Corporativa. O banco já avisou que está preparado para atender os novos clientes e “está empenhado em levar os melhores produtos e serviços e em ser o banco líder em satisfação de seus clientes”.

Por fim, a Caixa também se posicionou frente à portabilidade, avaliando-a como uma grande oportunidade para o servidor público. “Os servidores que optarem por receber seu salário na Caixa contarão com benefícios especiais que incluem o crédito imobiliário com as melhores taxas do mercado, limites pré-aprovados em operações de crédito comercial como cheque especial, CDC e cartão de crédito e condições especiais para crédito consignado, dentre outros”, afirmou a assessoria de imprensa do banco.

Além disso, os servidores contarão com isenção de tarifas da Cesta de Serviços por um ano, e condições atrativas para produtos de seguradoras, com destaque para a previdência privada”.

Resta saber se os dois grandes potenciais candidatos a perda de receitas com a perda de (salários dos) clientes, quais sejam, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, realmente oferecerão atrativos para fazer a retenção desses mesmos clientes. Se você for servidor público e estiver descontente com o tratamento oferecido pelo seu atual banco pagador, não vacile: procure desde já um banco que ofereça um tratamento decente e que seja compatível com seu perfil de uso e suas necessidades. Utilize a conta-salário como “barganha” em negociações com instituições financeiras privadas, principalmente no que tange às famigeradas tarifas de cestas de serviços bancários (que custam de R$ 10 a R$ 55 mensais): pergunte quais vantagens você teria se fizesse a transferência automática de salário para o banco “A” ou banco “B”, no que tange a seguros, financiamentos, investimentos (taxas de CDB DI, p.ex.), previdência, DOCs/TEDs gratuitos, cartões de crédito, cartões de débito etc. Na Internet, um dos melhores portais sobre serviços bancários é o blog Bank Review, mantido pelo meu amigo Fernando Rosa. Pode ser um excelente ponto de partida.

Como solicitar a portabilidade de salário

Baseado no modelo de  Termo de Transferência Automática de Salário disponível na página do Banco Santander, fiz as adaptações necessárias e salvei o arquivo .pdf respectivo aqui no blog. Ele pode ser baixando clicando no link a seguir: Solicitação de transferência de salário.

Se você decidir realizar a portabilidade do salário, salve o arquivo em seu computador, imprima duas vias e preencha-o com seus dados pessoais. Entregue uma das vias ao gerente da sua agência bancária, e fique com a outra, após ser carimbada e devidamente protocolada, com a data e assinatura de quem recebeu. Caso o banco se recuse a aceitar o documento, sob o argumento de que “não poderia carimbar e assinar documentos levados pelo cliente”, peça então que lhe tragam um termo-padrão de transferência de salário que eles próprios devem possuir. Caso ainda assim eles insistam em negar o pedido, acione o SAC do Banco, e paralelamente, por medida de precaução, acione o Banco Central do Brasil, registrando sua reclamação na própria página do BACEN.

Por último, vale lembrar que as cooperativas de crédito também estão habilitadas a receber a conta-salário dos servidores públicos, conforme matéria publicada no jornal Valor Econômico – grato ao leitor Ricardo pelo envio do link!

Agora já são seis as modalidades de portabilidade disponíveis

Ah, sim, e não esqueça que a transferência de salário é apenas um dentre os benefícios oferecidos pela portabilidade. Na verdade, conforme escrevi no artigo Aproveite os benefícios da portabilidade (em cinco áreas), você também pode solicitar a portabilidade dos seguintes serviços:

1. Portabilidade do número da linha telefônica.

2. Portabilidade de planos de previdência privada.

3. Portabilidade de dívidas (crédito)

4. “Portabilidade” de ações e títulos do Tesouro Direto.

5. Portabilidade de planos de saúde, e agora…

6. Portabilidade de salário.

Termino esse artigo com a mesma conclusão estampada naquele texto:

Pare de perder dinheiro. Saia do comodismo. Se a sua atual empresa na qual você tem conta de telefone, planos de previdência privada ou de saúde, dívida, salário ou ações e títulos públicos, cobra caro pelos serviços que presta, faça já a portabilidade, e comece a ter mais dinheiro no bolso, e mais qualidade nos serviços prestados.

Faça valer esse direito tão precioso e, às vezes, tão desconhecido. Tomara que a portabilidade continue se expandido, e tenhamos outros serviços em que possamos fazer a transferência de prestador de serviços. Todos só tem a ganhar: as boas empresas, que ganham maior participação no mercado por méritos próprios, e os consumidores, que se livram do joio, e vão para onde está acontecendo a colheita do trigo. :D

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

68 Responses to Servidores públicos já podem escolher o banco de sua preferência para receber salário

  1. Jônatas R. Silva 5 de janeiro de 2012 at 7:44 #

    Guilherme,
    Como servidor do Estado tenho que receber salário no BB. Tenho uma conta digital e faço pouco uso dela. Mas confesso que ultimamente estou bastante satisfeito com o atendimento do BB, o home banking é bem rápido e no 0800 eu consigo falar com pessoas e não com robôs.

    A CC que mais utilizo é a do Santander, sou cliente Van Gogh e não tenho custos. A vantagem foi me oferecida se eu passasse a receber salário com eles. Este, o salário como servidor Federal.

    Também tenho uma conta no Bradesco, esta utilizo apenas para investimento em CDB. Utilizo o HB apenas para consulta de saldos. Não tenho custos também.

    Em resumo, tenho conta em 3 bancos diferentes sem pagar nenhum centavo de tarifa em nenhum deles.
    O Santander é o que me oferece maiores vantagens, o Bradesco o que me remunera melhor em meus investimentos e o Banco do Brasil tem o melhor HB, didático e rápido.

    Abraço.

  2. Flavio 5 de janeiro de 2012 at 8:55 #

    Curiosa essa notícia, pois sou servidor federal desde 2005 e no início recebia meu salário no Itaú, sem nenhum atraso (no 1º dia útil do mês o dinheiro estava lá). Depois abri conta no BB, pela maior facilidade de se encontrar caixas automáticos desse banco em Brasília, e passei a receber meu salário nesse banco.

  3. Carlos 5 de janeiro de 2012 at 20:41 #

    Finalmente!
    Vou me livrar do Banco do Brasil!

  4. Jason 6 de janeiro de 2012 at 15:48 #

    Guilherme,

    A conta salário é diferente da conta corrente. Não é preciso manter a conta corrente no banco pagador.

    Será aberta uma conta salário para cada servidor público no banco pagador. O salário será creditado nessa conta e depois transferido para a conta corrente. Essa transferência poderá ser feita para qualquer conta corrente do servidor, em qualquer banco, para isso basta que seja solicitado por escrito ao banco pagador.

  5. Guilherme 6 de janeiro de 2012 at 17:23 #

    Jônatas, perfeita sua estratégia de uso dos serviços bancários, escolhendo os melhores em cada perfil de necessidade!

    Flavio, alguns órgãos públicos já mantêm sua folha de pagamento com bancos privados, esse deve ser o caso da instituição em que você trabalha.

    Carlos, rsrsr

    Jason, grato pela explicação, principalmente pela diferenciação entre conta-salário e conta-corrente!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. Pablo 7 de janeiro de 2012 at 13:26 #

    Achei muito interessante o post. Já tive a oportunidade de alertar meus colegas de trabalho para o fato da portabilidade bancária entrar em vigor a partir deste ano para o setor público.

    Como também sou empregado da iniciativa privada, tive uma péssima experiência com o banco Santander. Na universidade privada onde ensino, houve uma migração de todos os pagamentos para o Santander. Sendo assim, a instituição financeira já havia aberto previamente contas correntes em nome de cada empregado. Recusei-me a assinar o contrato e solicitei a abertura da minha conta-salário, eis que eu ja tinha ciência da portabilidade bancária.

    Ocorre que a abertura da conta-salário deve ser formalmente requerida pelo empregador, daí já se pode imaginar a burocracia. De todo modo, foi aberta a conta-salário e em seguida me dirigi ao banco para solicitar a portabilidade. Para minha surpresa, os empregados do banco desconversavam, dizendo que a portabilidade entraria em vigor posteriormente, outros diziam que não existia a portabilidade.

    O que eu pude perceber foi que os empregados eram praticamente orientados a dificultar a efetivação da portabilidade. Depois de várias tentativas frustradas e de um quase “bate boca”, eu fiz uma reclamação no SAC da instituição financeira (para obter o número de protocolo) e uma reclamação/denúncia na página do Banco Central. Em cinco dias recebi uma ligação do Santander me dando instruções para solicitação da portabilidade e em quinze dias recebi uma comunicação formal por AR do Santander com cópia para o Banco Central sobre a solução do problema.

    Após tomadas as providências, nunca mais tive problema algum. Meu salário é depositado na conta-salário (isenta de tarifas bancárias) e imediatamente e automaticamente transferida por TED (ainda que o valor venha a ser o de DOC) para a minha conta corrente da outra instituição financeira de preferência.

    Então, logo se vê que na prática as vezes é bem difícil fazer valer normas desta natureza.

  7. Jônatas R. Silva 7 de janeiro de 2012 at 14:46 #

    Tenho percebido que não há diferença entre os bancos, falo da Instituição em si. O que difere são os funcionários. Alguns atenciosos e conhecedores da lei que devem seguir, outros burocratas e sem a mínima vontade de atender bem o cliente.

    Para ser sermos bens atendidos temos que ter dito a sorte de pegar um funcionário competente e com boa vontade.

    O BC deveria lançar uma resolução obrigando todos os funcionários de bancos a assinar o Feed do Valores Reais, assim estariam sempre informados.

    Abraço gente.

  8. Alessandra 7 de janeiro de 2012 at 21:42 #

    Isso não é portabilidade!!! Na verdade, não estamos escolhendo aonde vamos receber, já que permaneceremos presos à movimentação do Banco em que já estamos!!!

  9. Guilherme 7 de janeiro de 2012 at 21:50 #

    Pablo, excelente seu depoimento! Demonstra que devemos ser insistentes em fazer valer nossos direitos.

    Jônatas, é verdade, o problema costuma ser o elemento humano que com quem interagimos nas agências…. o que, na verdade, não era para acontecer assim.

    Sobre a sugestão do BC…..rsrsr…gostei e fico lisonjeado!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. Guilherme 7 de janeiro de 2012 at 21:57 #

    Alessandra, creio que o Pablo esclareceu bem a dúvida que eu tinha em relação à questão dos vínculos com o Banco Pagador (originário).

    É possível, uma vez feita a portabilidade, encerrar a conta-corrente originária, desde que se certifique que a conta-salário (mantida no banco pagador originário) permaneça ativa. Como ela não gera cobrança de tarifas, não haverá prejuízo para o servidor público.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  11. Alessandra 7 de janeiro de 2012 at 22:01 #

    Ah! Vale lembrar que o Banco Santander não nos deu um conta-salário como deveria, e sim nos impôs uma conta corrente para recebemos o nosso salário. O pior é que a maioria dos servidores descobriram que não tinham uma conta salário quando tiveram problema com o Santander… E que foram, digo, são muitos!!!

  12. Alessandra 7 de janeiro de 2012 at 22:07 #

    Retifico: o Santander NÃO nos deu uma conta salário, mas uma conta corrente…

  13. Guilherme 7 de janeiro de 2012 at 22:14 #

    Alessandra, sugiro tomar as mesmas providências que o leitor Pablo efetuou, a fim de garantir seu direito de manter somente uma conta-salário lá, caso seja de sua preferência.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  14. Alessandra 7 de janeiro de 2012 at 22:17 #

    Guilherme, achei importantíssimos este espaço e todos os artigos que estão disponíveis esclarecendo sobre a portabilidade!!! Mas diante do que eu tudo que eu li e em minha reflexão, ainda não percebo que esta possibilidade seja uma real portabilidade… Para mim portabilidade é a minha instituição a qual tenho laço empregatício pague diretamente aonde desejo receber… Desde já, agradeço pela sua atenção e pelas contribuições. Fique com Deus!

    • Ivanilson 11 de abril de 2016 at 14:39 #

      Perfeita análise não existe mesmo portabilidade.. isso é enganação.. o certo é voce escolher onde recebe…

  15. Guilherme 7 de janeiro de 2012 at 22:24 #

    De fato, Alessandra, a portabilidade, para ser 100% genuína, teria que ser feita diretamente do órgão público pagador para o banco de sua preferência, sem passar pelo banco pagador originário (ainda que nesse se mantenha apenas uma conta-salário gratuita). Obrigado pela participação, e contribua sempre com seus comentários, que são importantes!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  16. andre 12 de janeiro de 2012 at 12:06 #

    No caso de o cliente ter previdência privada, seguro de vida e empréstimos, todos esses itens são portados também?

    Tenho conta no BB apenas pelo fator de ser funcionário público, mas gostaria de migrar para o Santander.

  17. Guilherme 15 de janeiro de 2012 at 13:30 #

    André, somente é transferido aquilo que você solicitar, ou seja, a conta-salário. Se você quiser realizar a migração dos demais produtos/serviços do banco, será necessário fazê-los de modo “manual”.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  18. marcia 18 de janeiro de 2012 at 22:29 #

    Gente !!! Que felicidade …então nos livraremos de prefeitura vender folha para banco. ???
    Enfimmmm vamos estar livre do BB ????

  19. Guilherme 22 de janeiro de 2012 at 18:35 #

    Márcia, a partir de agora você pode escolher qualquer banco para receber o salário.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  20. meimes 23 de janeiro de 2012 at 17:39 #

    Se a conta em que recebo salário estiver negativada eles podem trancar a transferência?

  21. Gouvea 25 de janeiro de 2012 at 14:27 #

    Olá Guilherme, sugiro um post sobre os sites dos órgãos públicos que tem notícias e outras utilidades para o contribuinte, serviços que são de grande utilidade mas que são desconhecidos por nós; então suigro que nós devemos também exaurir o máximo que o Poder Público pode nos oferecer já que todos nós pagamos por isso. Abaixo segue uma lista de sites que considero importantes:

    PS: nÃO estou conseguindo postar os links dos sites dos órgãos públicos.

    Abraços.

  22. Guilherme 27 de janeiro de 2012 at 7:24 #

    Sugestão anotada, Gouvea!

  23. SHIRLEY 15 de março de 2012 at 13:02 #

    SOU FUNCIONARIA MUNICIPAL JÁ RECEBO MEU PAGAMENTO NA CONTA SALARIO DO BANCO DO BRASIL AGORA A PREFEITURA QUE QUE EU RECEBA NO ITAÚ BANCO QUE EU NAO QUERO!!!!JA QUE EU RECEBO ELES PODEM MUDAR DE CONTA SEM A MINHA AUTORIZAÇÃO???O QUE FAÇO???

  24. ALUIZIO 2 de abril de 2012 at 7:34 #

    FUI POR DUAS VEZES NO BANCO PARA SOLICITAR A PORTABILIDADE DE MINHA CONTA E A GERENTE ME DISSE QUE TENHO UM CDC SALARIO VINCULADO À MINHA CONTA E QUE NÃO SERIA POSSIVEL ACATAR MEU PEDIDO SO QUE ANTES DELE ME FALR ISSO O BANCO JÁ TINHA PROCOLADO MEU PEDIDO QUERO SABER SE MESMO ASSIM TENHO DIREITO OU NÃO DE MUDAR DE BANCO

  25. jose paulino neto 4 de abril de 2012 at 22:15 #

    uufa, acabou a escravidão, recebo pelo bb desde que me impuseram esta condição, na minha cidade o atendimento do bb é horrível. só pra ter uma ideia para falar com um atendente no bb de minha cidade tenho que ter disponibilidade de pelo menos de prazo.adeus bb que alivio!

  26. esther de azevedo monteiro 10 de abril de 2012 at 9:27 #

    Como ficam os empréstimos do funcionário que tem conta no Itaú ou
    no Santander, ao migrar para o BB ou CAIXA ECONOMICA?

  27. patricia 11 de abril de 2012 at 23:13 #

    e como ficam os debitos automaticos de emprestimos feitos nos bancos cdc, e outros

  28. Raimundo 21 de abril de 2012 at 19:44 #

    O que posso fazer para o banco depositar o meu dinheiro no banco que em fiz a portabilidade? Pois já há 03 pagamentos o banco não deposita.

  29. delcio 23 de abril de 2012 at 21:39 #

    cliente com dividas, limite nas contas, emprestimos, se transferirem seu salario para outro banco, como fica no banco de origem.

  30. Sara 4 de maio de 2012 at 18:08 #

    Olá,quero saber se a partir de que tenho uma conta corrente, se for transferido,sera cobrado a taxa do banco atual + o da transferencia?

  31. LÙCIA 15 de maio de 2012 at 21:47 #

    Com a solicitação da portabilidade de salário do banco pagador, preciso abrir uma conta corrente no banco escolhido?

  32. kelem 21 de maio de 2012 at 9:47 #

    eu recebo pela conta corrente do bradesco para mim pedir pra receber em outro banco como fica meu emprestimo sou funcionaria publica do amazonas posso pede a mudança para outro banco

  33. kelem 21 de maio de 2012 at 9:50 #

    posso mudar do banco bradesco para outro mesmo eu tendo emprestimo e sendo funcionaria publica no amazonas gostaria muito poder o banco bradesco nao gosto nao temos vantagens

  34. marcia helena rocha 31 de maio de 2012 at 21:50 #

    oi boa noite eu gostaria de saber se eu sendo pensionista do estado do pará ,recebo minha pensão em conta corrente4 no banco do estado do pará posso tranferir minha conta para outro banco,mesmo tendo empréstimo consignado e banparacar

  35. estevam 10 de junho de 2012 at 10:50 #

    No caso de restrições no nome, mesmo assim posso transferir minha conta salário?

  36. LÙCIA 11 de junho de 2012 at 23:26 #

    Fui ao Banco pagador para fazer a portabilidade para a Caixa, a Gerente me informou que deveria voltar a Caixa para abrir uma conta salário, que só após esse procedimento poderia retornar com a documentação e fazer o pedido da portabilidade.É assim mesmo? Paga alguma coisa na Caixa para fazer esse procedimento?Muito obrigada.

  37. izael g. 12 de junho de 2012 at 8:11 #

    eu tenho: um um emprestimo pelo banco brasil e pago atraves de boleto fui transferir a minha conta eles falara que eu nao podia devido esse emprestimo queria saber se isso é legal. obrigado

  38. flavio 27 de junho de 2012 at 18:01 #

    QUERIA SABER SE O BANCO PODE PRENDER MINHA CONTA, POR EU TER UM EMPRESTIMO CHAMADO “CDC” ? E COMO MEU SALARIO E R$ 2.000,00, E E DESCONTADO R$ 800,00 DE CDC, ELES TEM O PODER DE DESCONTAR ANTES DE PASSAR PARA O OUTRO BANCO?

  39. mara 2 de julho de 2012 at 11:38 #

    Sou correntista do BB, é lá tambem que recebo meu salário,porém estou atolada em dividas, começou com o cheque especial, depois emprestimo pra pagar o cheque especial, e virou uma bola de neve, estou com muitas dificuldades de sobreviver com as coisas básicas da vida, ah, esqueci de falar do cartão que tambem estou so pagando o minimo,gostaria de dar um tempo do banco deixando de pagar os emprestimos e o cheque especial pra ver se começo a me aprumar e começar do zero, tentei abrir uma conta no bradesco, mas meu nome está no scp, por conta de uma conta telefonica e não consegui abrir a conta, o que faço? estou desesperada, pois tenho filhos e tá muito dificil.

  40. Regina 6 de julho de 2012 at 13:04 #

    fiz a portabilidade para o santander pelas vantagens que me ofereceu, porém o banco bradesco só repassa no outro dia e se o pagamento cai na sexta-feira só recebo na segunda como devo proceder nesse caso

  41. paulo 6 de julho de 2012 at 13:20 #

    Lucia, está correto. Afinal, para migrar para algum lugar, é preciso ter esse lugar. Nem o governo nem o banco original abrem contas para você. É uma tarefa pessoal. Vá a uma agência ou correspondente Caixa e abra uma conta, e assim que formalizar a portabilidade, ganhará os benefícios.

    izael g.
    Se o empréstimo for consignado (desconto em folha, taxas especiais) realmente não tem jeito. Seria preciso migrar esse empréstimo. Afinal, o Banco do Brasil tem taxas menores para quem tem o débito em folha, assim como a Caixa tem taxas menores para quem faz financiamento imobiliário. Se for um financiamento ou cdc comum, basta abrir a conta no banco desejado e alterar no órgão pagador seus dados bancários.

    flavio
    Vide minha resposta acima. Você pode fazer a portabilidade, mas cuidado. Tenha sempre no BB o valor antes do desconto do CDC, ou entrará nos vermelho do cheque especial, cujas taxas são bem maiores e mais perigosas.

    mara
    O ideal seria migrar sua conta para a Caixa, e lá usar o empréstimo a taxas menores para o funcionário público, digamos 0,79 ao mês, e num prazo maior, para diminuir as prestações. Assim, você usa esse empréstimo maior da Caixa para quitar o cheque especial, as parcelas do cartão em atraso e os empréstimos do BB de uma só vez, eliminando a bola de neve. Com o tempo, você pode ir amortizando a dívida com a Caixa. Recomendo também dar uma lida em sites de educação financeira, economia e similares, para uma reeducação monetária em sua vida.

  42. kessia 17 de julho de 2012 at 23:48 #

    Tenho nome restrito no BB desde 2010, e sou funcionária municipal. Nunca fiz acordo com eles e eles até nem me queriam como cliente quando fui abrir a conta. Será que consigo transferir a minha conta salário para a CEF assim mesmo? Seria muito bom… aguardo respostas! Grata.

  43. Moraes 2 de agosto de 2012 at 13:00 #

    Após pesquisar bastante a portabilidade para poder sair do Santander que só me dá dor de cabeça, percebi que há uma “pegadinha” na portabilidade. A conta não pode receber outros depósitos além do salário, e eu recebo diárias de viagem através de ordens bancárias. Ou seja, se fizer a portabilidade, terei problemas para receber minhas diárias quando viajar. Para mim a portabilidade é uma lei feita com detalhes para dificultar o processo, uma enganação…

  44. Breno Brito 8 de agosto de 2012 at 8:11 #

    Parabéns pela materia. Muita esclarecedora. Tirou todas as minhas dúvidas.

  45. Rosineide Jorge 16 de abril de 2013 at 7:39 #

    caso realize portabilidade a prefeituara de também liberar meu consignado pela agência atual ou só com quem ela já tem convênio?

  46. thayane 29 de junho de 2014 at 19:31 #

    Boa noite. A empresa a qual trabalho tem parceria com o Santander, dessa forma eu teria que abrir uma conta nesse banco, porem tenho uma conta corrente no BB…Sendo assim abri uma conta portabilidade no Santander só para receber e transferir pro bb..Será que terá algum custo? No primeiro mês ja é realizada a transferência?

    • Guilherme 30 de junho de 2014 at 20:13 #

      Boa noite,

      A solução no seu caso é bastante simples: peça para o Santander que sua conta seja a de serviços essenciais, e, ao mesmo tempo, solicite de imediato a portabilidade do salário para o BB.

      Dessa forma, não haverá custo algum.

      Sobre a sua última pergunta, creio que somente a partir do segundo mês é que seja realizada a transferência, a não ser que no primeiro mês você consiga fazer a portabilidade num intervalo de tempo bastante grande (p.ex., 20 dias antes de a folha de pagamento fechar).

  47. sueli 13 de agosto de 2014 at 22:57 #

    Olá…sou funcionária pública estadual, estou atolada em dívidas no BB…CDC, cartão de crédito, cheque especial…esse mês meu pgto ficou retido no banco…se eu abrir uma conta salário, minha dívida segue para o novo banco ou fica no BB? A CEF é uma boa opção?

    • Guilherme 14 de agosto de 2014 at 12:40 #

      Olá Sueli, sua dívida fica no BB, mas não sei se você conseguirá transferir a conta-salário, por conta das dívidas existentes. Procure se informar no BB para tentar renegociar suas dívidas.

      Quanto à CEF, depende de seus objetivos com o novo banco, mas é sempre bom fazer uma pesquisa de mercado, até para ver se é possível renegociar suas dívidas com menores taxas em outros bancos.

  48. Luciane 17 de outubro de 2014 at 19:41 #

    Olá, fiz portabilidade há dois meses do BB para o Itaú, porém quando fiz o imposto de renda no começo do ano pedi a restituição pelo bb (era minha conta atual na época). Tal não foi minha surpresa quando fui ao bb e percebi que além não ter a opção de retirar o valor da restituição no caixa eletrônico eles continuam me cobrando as tarifas de pacote de serviços. Parece que não me livro deste banco!

  49. Adriano 12 de fevereiro de 2015 at 9:06 #

    Sou funcionario do Estado de SP e recebo pelo BB !
    Porém , não estou satisfeito …. os juros do consignado são altissimos e isso
    sem falar na ” BURROCRÁCIA ” de alguns funcionarios que parecem fazer de tudo pra não te ajudar .

  50. Marcia Dru 1 de maio de 2015 at 1:07 #

    Tenho uma conta corrente no Itau na qual recebo minha pensão da aeronáutica.abri uma c/c na cx econ.para passar a receber minha pensão na ce.é necessário que eu faça a portabilidade dessa conta para a CE?a gerente do Itau disse que eu tinha que fazer uma conta virtual e através dessa conta seria enviado à minha pensão para a conta da CE.

  51. artidor 11 de junho de 2015 at 10:25 #

    Se eu tenho dividas no banco mesmo assim posso passar a receber meu salario em outro banco?

  52. otivanny 15 de junho de 2015 at 15:28 #

    Eu quero muito fazer esta transferência porque minha agência é a pior que existe pra tudo, mas acho que não posso.

  53. neide teixeira procopio 21 de setembro de 2015 at 16:59 #

    Eu solicitei na instituição pagadora para a portabilidade para a caixa econômica federal, o departamento do pessoal indeferiu, por conta do débito que tenho no banco atual. a determinação é do reitor, um acordo entre ele e o banco. Eu quero saber se existe uma lei que obriga-me a permanecer no banco.

  54. Ana 16 de outubro de 2015 at 11:02 #

    Quero saber se é permitido , sou funcionária municipal do recife fiz portabilidade e o banco do Brasil não deposita o meu salário no primeiro dia ultil do pagamento só deposita dois dias depois. Isso é correto, onde devo ir , uma vez que já Denunciei ao Banco Central e nada aconteceu? O que devo fazer.

  55. Fabiane 24 de novembro de 2015 at 22:28 #

    Gostaria de saber se nesta transição perdemos nossos benefícios de funcionário público como menores juros e taxas? Pq sou correntista no banco banrisul a mais de 8 anos com empréstimos e tudo é agora estou sendo obrigada a abrir conta no Santander. Grata no aguardo.

  56. Antonio Rodrigues Alves 20 de abril de 2016 at 14:38 #

    Sou funcionário publico estadual Minas Gerais e fui obrigado a abrir uma, onde recebo meus proventos, em uma conta, há vários na agencia banco do brasil e quero mudar minha conta receber meus salários para caixa econômica Federal o que tenho que proceder ?

  57. Gleyson 14 de junho de 2016 at 13:17 #

    Ola, eu recebo meu salário em uma conta corrente na Caixa, e eles estão me cobrando todos os meses 15 reais do meu salário isso eles descontão no meu limite especial, tentei tirar esse limite especial mais disseram se eu tirar minha conta fecha. Gostaria de saber se eu fizer essa transferência de banco eles vão me cobrar essa taxa da minha conta antiga? Ou eu posso cancelar essa conta da Caixa quando fizer a alteração de banco?

  58. José Pereira Ribeiro 22 de setembro de 2016 at 16:41 #

    Desde mais ou há dez anos até hoje estou tentando pagar uma dívida para o banco.Cada vez que vou emprestar uma pequena importância, para pagar o próprio banco, para aliviar meu salário, alegam que tem que fazer refin, para novo empréstimo.Sempre fui obrigado a aceitar, com esperança de dar certo. Em resumo, devia 58 prestações de pouco mais de setecentos reais,Hoje estou devendo quarenta e seis prestações de três mil reais. tenho um consignado de mil e quinhentos reais, por mes com este mesmo banco. Devo para cartão de crédito, e não sobra nada para fazer compras alimentícias, agua, luz e celular, médico e remédios..Tentei negociar para abaixar o valor da prestação de três mil, foi negado. Meus proventos vem para este banco, por força de convenio da empresa-fonte de pagamento. O que posso fazer?

    • Guilherme 22 de setembro de 2016 at 17:30 #

      José, entre em contato com a Defensoria Pública de sua cidade, se houver, pois eles devem ter algum meio que possibilite uma negociação em termos melhores com o banco.

  59. José Pereira Ribeiro 23 de setembro de 2016 at 9:09 #

    Muito agradecido.Tenho ainda 46 prestações de refin, no valor de 3000,00. Caso faça portabilidade, como ficará a situação. O banco de origem envia-me o salário integral, ou envia com desconto, qual minha obrigação e direito? Saudações.

  60. José Pereira Ribeiro 23 de setembro de 2016 at 9:12 #

    Agora que vi a mensagem que vocês enviaram-me, sobre a procura da defensoria pública. Muito agradecido. Vou então procurá-la. Saudações.

  61. ANDRE 8 de janeiro de 2017 at 19:10 #

    CASO EU MUDE PARA UM BANCO QUE JA TIVE DEBTO CADUCADO A MAIS DE 5 ANOS O BANCO VAI MIM DAR BENEFICIOS COMO CARTAO DE CREDITO E ETC. SOU SERVIDOR PUBLICO MUNICIPAL

  62. Shakespeare 11 de janeiro de 2017 at 15:15 #

    A Portabilidade não funciona pois a conta salario não muda e assim o vinculo com o banco continua. E mais um engodo do governo. Vejam sou do gdf e so posso receber pelo brb. Assim qualquer emprestimo com taxa menor so pelo brb.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes