[Promoção Multiplus/Accor Hotels] Utilizando os pontos/milhas para além das passagens aéreas

12 Flares Twitter 4 Facebook 8 Google+ 0 Filament.io Made with Flare More Info'> 12 Flares ×

Em 99% dos casos – literalmente falando – é preferível utilizar os pontos/milhas para resgate de bilhetes aéreos. A troca de pontos por brindes como tostadeiras, cafeteiras e congêneres raramente vale a pena: gasta-se um montão de pontos por um produto que não vale o preço em reais pelo qual ele é vendido nas lojas. Por exemplo: um iPad pode ser trocado por 140 mil pontos. Ok, mas por esse preço, um casal pode ir para a Europa – e voltar. Sendo que um iPad dificilmente vale o preço de dois bilhetes ida-e-volta para a Europa…

E eu disse “literalmente falando” porque são bastante raros os casos onde os pontos valem a pena ser trocados por produtos que não sejam passagens aéreas. Até em termos estatísticos se percebe que mais de 97% dos pontos acabam sendo trocados, no final das contas, por bilhetes-prêmio.

* Atenção à validade da promoção, pessoal: começa apenas no dia 26/07 (e termina em 31/08…)

A promoção aí de cima é um desses raros casos em que se pode fazer um uso sensato dos pontos fora da compra de bilhetes aéreos. Mas, é claro, o aproveitamento desse tipo de promoção depende muito do perfil da pessoa, de seus gostos, e de suas necessidades. Se você, por exemplo, tem pontos a expirar no referido programa, não está conseguindo trocá-los por passagens aéreas, ou simplesmente gosta de utilizar os hotéis da rede Accor, essa promoção de “paridade” de pontos Multiplus com os pontos Le Club Accor Hotels permite que você extraia o máximo valor dos pontos Multiplus – afinal, com essa promoção, 20 mil pontos Multiplus equivalem a U$ 600 de hospedagem (na conversão “normal”, 20 mil pontos Multiplus equivalem a U$ 300 de hospedagem).

Mas esse tipo de promoção pode não ser útil ao seu perfil, ou às suas necessidades. Isso porque, ao se fidelizar a determinada marca de hotéis, ou de programa de fidelidade de cia. aérea, você acaba tendo que arcar, no mínimo, com o custo de oportunidade, representado pelo sacrifício de outra opção que poderia ser tão vantajosa quanto – ou até mais. Sabe-se, por exemplo, que, ao transferir seus pontos para o Multiplus, você fica limitado às opções de resgate da TAM e das cia. aéreas parceiras da Star Alliance, cuja disponibilidade de resgate de prêmios nem sempre é boa – sinceramente, para mim, o Multiplus Fidelidade parece estar “involuindo” para se tornar um SkyPesos “a la TAM” (sem trocadilhos, por favor! :D), afinal, exigir 100 mil pontos na Econômica ou 200 mil na Executiva para trocar por uma perna de uma viagem para os EUA ou Europa é dose, hein!? :(

Ademais, os pontos que você transferiu para o Fidelidade TAM ficam “presos” nesse programa, não podendo ser transferidos, por exemplo, para o Smiles, o qual, além de oferecer resgates na malha aérea da Gol, ainda lhe possibilita fazer resgates em cias. aéreas parceiras, tais como American Airlines (embora essa parceria esteja com os dias contados), Air France, Delta, e, em breve, da Qatar Airways. Daí a minha regra de bolso em relação a programas de milhas: só transfiro pontos do cartão de crédito para algum programa de fidelidade quando existe uma promoção que possa ser aproveitada. Do contrário, deixo esses pontos quietinhos, dormindo na conta do cartão de crédito.

Além disso, ao optar por se fidelizar aos hotéis da rede Accor, você acaba sacrificando todas as demais opções de hospedagem existentes em suas futuras viagens – tem gente que prefere se fidelizar a preço baixo, independente da marca ou cadeia de hotéis, ao passo que tem gente que prefere se fidelizar a uma cadeia de hotéis, independente de não apresentar preço mais baixo. Compensa isso? A resposta é: depende unicamente do seu perfil, de seus gostos, de suas necessidades. Não há uma resposta única. É preciso ponderar e pesar na balança vários fatores, tais como disponibilidade de hotéis da rede em sua futura viagem, qualidade dos hotéis existentes, e, sobretudo, preço e localização. A rede Accor é bastante forte – quando se compara com seus principais concorrentes no âmbito dos programas de fidelidade de hotéis (Priority Club, Hilton Honors, Starwood Preferred Guest, Marriott Rewards etc.) – no Brasil e América do Sul em geral, na Europa e na Ásia.

Mas é bastante limitada quando se trata de América do Norte. Em Miami, por exemplo, que é um dos principais destinos turísticos do brasileiro, a rede dispõe somente de um hotel (Sofitel), que ainda por cima se enquadra no segmento de luxo da marca (ou seja, apresentam diárias mais caras), e, não bastasse isso, fica bastante longe da praia e do centro da cidade (ou seja, longe de Miami Beach, região de Downtown etc.). Por outro lado, quem não se fideliza à marca e/ou não liga para programas de fidelidade de hotéis consegue encontrar – no nosso exemplo, Miami – uma imensa variedade de hotéis com muito mais opções de hospedagem, e uma maior variedade de preços também.

Em contrapartida, o brasileiro que prefere fazer viagens pelo Brasil encontrará uma ampla variedade de hotéis dessa rede em muitas cidades brasileiras, principalmente os da marca Ibis, que virou sinônimo de hotel de categoria econômica – tanto é assim que o Ricardo Freire, do blog Viaje na Viagem, criou um divertidíssimo Ibismômetro, uma espécie de “Índice Big Mac” da hotelaria, a fim de medir o poder de compra de cada moeda a partir da comparação dos preços locais de hospedagem no hotel Ibis (e é impressionante como os hotéis Ibis de SP e RJ “ficaram” caros, nesse comparativo mundial!).

Desse modo, ao mesmo tempo em que existe uma recompensa por trás da fidelização, há também uma contrapartida, representada na forma de custos de oportunidade e, sobretudo, na menor liberdade na escolha de opções de transporte aéreo e hospedagem. É preciso pesar bem os prós e os contras na hora de decidir se vale a pena se associar a um programa de fidelidade, e também  na hora de transferir os pontos para qualquer um deles. Porque, uma vez transferido, não se pode voltar atrás: é preciso, a partir daí, gastá-los, com prudência e sabedoria. :wink:

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

, ,

88 Responses to [Promoção Multiplus/Accor Hotels] Utilizando os pontos/milhas para além das passagens aéreas

  1. RABUGENTO (@RABUGENTO) 18 de julho de 2012 at 6:50 #

    Só transfiro os pontos de meu cartão de crédito quando realmente vou usá-los.

    Os valores da rede ACCOR de Hotéis estão absurdos realmente em São Paulo e no Rio de Janeiro.

    Com o valor de R$ 250,00 a diária simples, cobrado no Rio de Janeiro pelo IBIS, se adicionarmos o valor de estacionamento e também do café da manhã, conseguimos nos hospedar em um hotel mais confortável com direito até a um bom jantar como no Flórida da Rede Windsor.

    Quero mais é que a Multiplus faça convênio com outras empresas aéreas já que a TAM está saindo da Star Aliance.

    Sou rabugento mesmo e não tenho dinheiro sobrando para jogar fora.

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 10:05 #

      Pois é, Rabugento, os valores estão estratosféricos para algumas cidades do País.

      Sobre a questão dos convênios, a hipótese mais provável é a TAM ingressar na OneWorld, já que a proprietá…quero dizer, sócia da TAM, a LAN :D, pertence a essa aliança global. O ruim disso é que ficaríamos órfãos da Star Alliance no Brasil (ao menos em termos de empresas genuinamente nacionais), o que talvez se compense no futuro caso a Gol resolva entrar mesmo na compra da TAP (que pertence à Star), como afirmam alguns boatos.

      Sinceramente, torço para que a Gol se recupere da pindaíba que se encontre e volte a ficar “no azul” financeiramente. Mais: torço para que o Smiles se fortaleça como programa de fidelidade, pois para um país de dimensões continentais como o Brasil, é muito ruim ficarmos nas mãos de um só programa de fidelidade forte.

      E sobre a sua última frase….kkkk…você não é rabugento, você é frugal, isso sim! :)

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  2. Flavio 18 de julho de 2012 at 11:43 #

    Também só transfiro pontos do cartão quando vou emitir um bilhete.

    Nunca achei outro uso para os pontos que fosse mais vantajoso.

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 10:07 #

      Plenamente de acordo. Só em raras ocasiões vale a pena resgatar pontos para outros produtos/serviços.

  3. alexandra 18 de julho de 2012 at 17:51 #

    Muito boa essa promoção! No início do ano resgatei 32.000 pontos do meu cartão para a Multiplus e os transferi para a Accor. Com essa quantidade de pontos, na mesma promoção, resgatei US$960 em hospedagem e paguei 1 semana de hospedagem em Barcelona com esses vouchers. O Hotel Novotel ficava muito bem localizado, ao lado da Torre Agbar e tinha um serviço excelente. Para voar para Barcelona, comprei uma passagem da TAM para Madri( com antecedência de 8 meses) por US$1050. Se fosse usar meus pontos para resgatar essa passagem teria pago 80.000 pontos, ou seja, sairia perdendo, já que com 32.000 eu resgatei US$960 em hospedagem….Algumas análises: as cias aéreas estão fazendo diversas promoções e aqui nos Brasil suas passagems chegam a custar R$60,00 ou R$70,00 em alguns casos.Já imaginou usar 20.000 pontos por uma passagem que poderia ter custado R$140?? Comprando com antecedência, podemos encontrar trechos para os EUA ou EUR por tarifas muito baixas. Atualmente, é muito melhor trocar seus pontos por produtos ou serviços que agregam mais valor na troca do que exatamente por passagem aérea. Entendo que fomos acostumados a ver valor nas passagens, pois custavam muito caro, mas não é essa a nossa realidade atualmente. Sou totalmente favorável! Temos que pesquisar. abraço a todos!

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 10:22 #

      Alexandra,

      Seu belíssimo comentário daria um excelente guest post! Parabéns! :D

      Será que viajamos no mesmo voo!? rsrsr….também comprei essa passagem da TAM pelo mesmo valor (só não fui pra Barcelona :D).

      E veja que excelente negócio você fez: comprou a passagem com dinheiro, e ainda ganhou 12.000 pontos no Fidelidade TAM (e isso sem contar os pontos acumulados no cartão de crédito, que deve ter dado em torno de mais 1.500 pontos na conta do cartão, se você pagou sua passagem com um cartão Platinum que pontua 1,5 ponto a cada dólar). Além do upgrade automático para a categoria Azul no Fidelidade TAM e Silver na Star Alliance – o que representa 10kg adicionais de franquia de bagagem para voos internos no Brasil e 1 mala extra para viagens para Europa e EUA, dentre outros benefícios da categoria Silver – pelo ganho das milhas qualificadas para status elite no programa de fidelidade, você ainda pode, com esses 12 mil pontos, resgatá-los de novo para o Le Club da Accor, nessa nova promoção, o que representa então 6 vouchers de U$ 60 cada, totalizando U$ 360 em benefícios utilizáveis na rede Accor (que, é bom que se diga, paga não somente diárias, mas também cafés da manhã, refeições etc.).

      Façamos de novo os cálculos então: a sua passagem, financeiramente falando, no final das contas, não custou U$ 1.050, mas sim U$ 1.050 – U$ 360 = U$ 690! E, “de lambuja”, ganhou um status elite na categoria Silver da Star Alliance.

      Quanto nos defrontamos diante de situações como essa, fica evidente que vale mais a pena pagar as passagens com dinheiro do que emitir essas mesmas passagens com as absurdas quantias de pontos exigidas para resgate (80 mil, para passagens que podiam ser compradas com U$ 1.050).

      Parabéns pela estratégia, Alexandra! E bons passeios e boas viagens! :D

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  4. Flavio 18 de julho de 2012 at 22:16 #

    Alexandra, tens toda razão. Emitir trechos domésticos não tem valido a pena ultimamente (exceto em promocões, como a Gol às vezes faz por 3.000 milhas).

  5. Flavio 19 de julho de 2012 at 8:37 #

    Para ilustrar: tenho 10mil milhas Smiles que vão vencer em agosto. Tentei usá-las para emitir um trecho BSB-SDU em novembro. Preço da passagem: R$ 95,00. Para comprar com milhas poderia usar as 10mil ou pagar R$85,00 e usar só 1.000 milhas.

    Acabei comprando por R$ 95,00 mesmo…

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 10:24 #

      Perfeita sua estratégia, Flavio!

      Eu, no seu lugar, faria exatamente a mesma coisa. :)

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. andre gustavo 19 de julho de 2012 at 8:46 #

    Não só concordo como pratico o que a Alexandra falou.O caminho é exatamente esse!

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 10:24 #

      Isso mesmo, André! Temos que dar valor às nossas milhas!

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  7. Eduardo Veiga 19 de julho de 2012 at 14:33 #

    Mocidade, dá pra emitir uma ida e volta pra Europa com 40.000 pontos no Multiplus.

    40.000 pontos no Multiplus viram 20.000 pontos Le Club
    20.000 pontos Le Club viram x 2,5 = 50.000 avios na Iberia. O que te permite um Round Trip para a Europa.

    Abraço

  8. RABUGENTO 19 de julho de 2012 at 14:41 #

    Essa quantidade de Avios serve também para a British?

    Consegue fzer o mesmo que na Iberia?

    Não sei porque não simpatizo com essa empresa.

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 20:42 #

      Rabugento, sua antipatia pela British por acaso seria pelo fato de ela cobrar sobretaxas de combustível altíssimas? :lol:

      Abç!

  9. Eduardo Veiga 19 de julho de 2012 at 15:25 #

    Rabugento,

    outro dia fiz simulações de emissão de passagem pelo Iberia Plus e os vôos da British exigiam um pouco mais de milhas Avios, em torno de 62.000 pts. Mas fiz poucas simulações; seria interessante fazer muitas simulações para ter um embasamento melhor.

    Ah, e só havia saídas de Rio e São Paulo.

    Abraço

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 20:56 #

      Vou relatar aqui minha experiência de tentativa de emissão de um bilhete-prêmio pela Iberia utilizando as cias. aéreas da One World. Eu sintetizo essa advertência com uma simples frase: “verificar disponibilidade é uma coisa, comprar é outra coisa, completamente diferente”.

      Fiz várias simulações no site da Iberia, para voos para a América do Norte, utilizando cias. da One World. Após simular diferentes dias, eu havia conseguido encontrar disponibilidade para determinados dias. Aí, cliquei no botão “Consultar”, e verifiquei a quantidade de avios necessárias.

      De posse dessas informações, fiz então a transferência de um lote de pontos A-Club para o Iberia Plus. Fiz novamente a simulação para testar disponibilidade naquelas datas que o sistema havia encontrado, e, felizmente, ainda havia disponibilidade.

      Dei, então, sequência à compra, uma vez que, a essa altura do campeonato, eu já tinha avios suficientes. Na tela seguinte, preenchi os meus dados, e cliquei no botão “Continuar”.

      Para minha total surpresa E DECEPÇÃO, na página seguinte, apareceu a seguinte mensagem de erro:

      “Se verificou uma descrepância entre o preço mostrado e a disponibilidade real de lugares nos voos seleccionados, por favor mude a selecção e tente de novo”.

      Ou seja, a disponibilidade que o sistema havia detectado não passava de FALSA disponibilidade.

      Eu achava que o problema estava no browser (Firefox), então, mudei o navegador para Internet Explorer, e então Chrome. E nada!

      Como último recurso, telefonei para a central de atendimento (que fica na Espanha, então, preparem o “portunhol”…rsrs…. ou espanhol, para aqueles que dominam o idioma). Qual o resultado!? Nenhuma disponibilidade para aquelas datas. Aliás, para aquele mês inteiro!

      Resultado: meus avios ficaram “encalhados” no programa, pois fui enganado pelo sistema da Iberia.

      A minha sorte é que a validade deles é de 3 anos, e uma movimentação na conta (como novas transferências) é suficiente para evitar a expiração das milhas (bem diferente, aliás, dos programas nacionais, que são absolutamente inflexíveis e ruins nesse aspecto).

      Bom, só para não dizer que nem tudo foram tempestades, consegui emitir tranquilamente alguns trechos internos na Europa, no site da Iberia, mas utilizando voos Iberia.

      Porém, para emissão de bilhetes em cias. One World, fiquem com “uma pulga atrás da orelha”: sugiro ligarem para o call center da Iberia da Espanha e verificarem se REALMENTE existe a disponibilidade que possa eventualmente ser constatada no site. Em caso positivo, não emitam pelo telefone, mas sim pelo site, pois no site os custos de emissão são menores.

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. RABUGENTO (@RABUGENTO) 19 de julho de 2012 at 18:15 #

    Minhas saídas seriam mesmo de São Paulo ou do Rio.

    Eu estou em Barão Geraldo e o Filho está em Macaé.

    • Guilherme 19 de julho de 2012 at 20:58 #

      Rabugento, para aproveitar bem a taxa de conversão em que 2 pontos Le Club viram 5 Avios Iberia, é preciso transferir os pontos para o Iberia Plus, e não para o Executive Club. :wink:

  11. Guilherme 19 de julho de 2012 at 20:45 #

    Para quem quiser mais informações sobre como é voar na Iberia, recomendo a leitura dos 656 comentários postados no post Iberia: Vale a Pena Voar Nela?, no blog Aquela Passagem: http://www.aquelapassagem.com.br/iberia-vale-a-pena-voar-nela/

    Abç!

  12. Gustavo 19 de julho de 2012 at 23:29 #

    A Accor pra ficar excelente precisa expandir a rede na América do norte!!

    • Guilherme 20 de julho de 2012 at 9:19 #

      Concordo, Gustavo!

      Por enquanto, quem usa a Multiplus tem a alternativa de enviar os pontos para o HHonors, da rede Hilton, que apresenta uma taxa de conversão que guarda equivalência com a taxa do Le Club (U$ 300 a cada 20.000 pontos Multiplus), e uma ótima disponibilidade de hotéis nos EUA.

      A mecânica do Hilton Honors – e dos programas de fidelidade de hotéis de matriz americana, de maneira geral – é bastante diferente da mecânica do Le Club. Para resgate de pontos por diárias, eles adotam uma classificação baseada em categorias, geralmente de 1 a 7: quanto maior a categoria em que se enquadra o hotel, maior é a quantidade de pontos exigida (1 = mais simples, 10 a 20 mil pontos; 7 = luxuoso, 50 mil pontos).

      Para quem está acostumado com o “padrão-voucher” do Le Club, isso assusta um pouco no começo, mas é preciso lembrar, por outro lado, que o acúmulo de pontos também leva em conta outro padrão. Isso porque, para cada dólar gasto em hospedagem na rede Hilton, ganham-se 10 pontos HHonors, como regra. Dessa forma, 1.000 dólares em hospedagem resultam em 10 mil pontos HHonors. Já no Le Club, cada euro gera apenas um ponto Le Club, de forma que 1.000 euros totalizam 1.000 pontos – isso como regra básica de hospedagem num hotel do tipo Ibis, e considerando que o associado está no nível básico do programa de fidelidade.

      É claro que há formas de maximizar o acúmulo de pontos dependendo da categoria do associado, do tipo de hotel escolhido e de eventual promoção de pontos extras que possa estar rolando.

      Outra pecularidade do Hilton HHonors é o sistema de Double Dipping, ou seja, na mesma estadia, o cliente acumula pontos HHonors e também milhas aéreas da cia. elegível. Essa é uma característica exclusiva do HHonors e um baita diferencial desse programa de fidelidade. Basta lembrar, mal comparando, que a hospedagem em hotéis Accor gera pontos apenas na sua conta Le Club, ou por milhas aéreas (se escolher a opção automática de conversão), mas nunca pontos + milhas aéreas (p.ex., 10 pontos + 10 milhas aéreas por cada quantidade “X” de euros gastos).

      Por outro lado, o sistema de troca de pontos Multiplus por pontos HHonors têm o mesmo padrão de trocas por pontos Le Club, como eu disse acima. Com 20 mil pontos Multiplus, consegue-se (a) U$ 300 em vouchers Le Club (5 vouchers de U$ 60 cada, sendo que cada voucher custa 2.000 pontos Le Club), ou: (b) 40 mil pontos HHonors, o que é suficiente para 1 estadia em hotel da categoria 6, do tipo Conrad, cuja diária gira, como regra, em torno de … U$ 300!

      Ou seja, pelas regras atuais (excluindo-se a promoção que vai rolar), há uma equivalência entre os pontos HHonorns e os Le Clubs, na conversão dos pontos Multiplus.

      o fato é que na América do Norte o programa da rede francesa Accor não tem grande popularidade. Apenas 1% de todos os associados Le Club no mundo provém daquela região (a maioria esmagadora ainda se concentra na Europa, até pelo fato de a matriz ser francesa, daí a ampla disponibilidade de hotéis naquele continente).

      Ademais, não há nenhum cartão de crédito emitido nos EUA que permita o acúmulo de pontos Le Club (e olha que os EUA são “a terra” dos cartões de crédito – e do consumismo de maneira geral), o que dificulta ainda mais a popularização do referido programa de fidelidade em terras norte-americanas.

      Na verdade, eu penso que o próprio Le Club deveria implementar algumas mudanças, para tornar mais atrativo o programa. Elas incluem:

      – Possibilidade de pagar com vouchers as estadias pré-pagas promocionais, do tipo daquelas que surgem nas Super-Quartas: atualmente, só é possível resgatar vouchers naquelas reservas cujas diárias são mais caras, o que acaba fazendo o consumidor pagar mais caro para resgatar os pontos;

      – Extensão dos benefícios Platinum às categorias de hotéis intermediários, pelo menos: o late check-out, por exemplo, só está disponível para os hotéis do segmento mais luxuoso da rede. Eles poderiam pelo menos estender alguns desses benefícios para os hotéis da rede Mercure e Novotel. Entendo que o late check-out seria difícil de gerenciar em hotéis de alta rotatividade de clientes, como alguns Ibis, mas restringi-lo a somente alguns segmentos da rede seria tornar menos atrativa a associação às categorias mais avançadas do programa de fidelidade.

      – Melhoria dos próprios benefícios da associação Platinum: enquanto associados elite de programas congêneres (Gold no Hilton, Gold no SPG etc.) contam com, por exemplo, café da manhã cortesia, esse mesmo tipo de benefício poderia ser estendido aos membros Platinum do Le Club, sem a necessidade de ter que usar os vouchers para isso. Mas, para que isso pudesse acontecer, a rede provavelmente teria que “dificultar” um pouco a conquista dessa associação, pois hoje é muito fácil conseguir esse nível de associado no Le Club (por exemplo, com 20 ou 25 mil pontos transferidos de cartão de crédito, é possível garantir o nível Platinum no ano em referência).

      Enfim, como todo programa de fidelidade de hotéis, o Le Club tem seus pontos negativos e seus pontos positivos. Quem está acostumado a usar com frequência os hotéis da rede pode extrair bom proveito dos benefícios da associação, com os pontos Multiplus.

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

      Abç!

      • Flavio 20 de julho de 2012 at 10:16 #

        Guilherme,

        No HHonors você escolheu o HHonors Points and Variable Miles ou Fixed Miles?

        • Guilherme 22 de julho de 2012 at 9:55 #

          Flavio, na verdade não me decidi.

          Como a oferta de hotéis no Brasil é bastante fraca, não há muitas possibilidades de acúmulo de pontos HHonors pagando-se pelas estadias. Ademais, a taxa de conversão de pontos Multiplus por pontos HHonors está dentro da média do mercado. Dessa forma, eu já descartaria a primeira opção do Double Dip (10 pts HH + 5 pts HH Bônus).

          Entre o variable e o fixed, a meu ver depende do tipo de estadia que você irá utilizar. Se ficar numa estadia de apenas uma ou duas noites, vale mais a pena o fixed, pois o acúmulo de milhas por estadia é bastante vantajoso. Por outro lado, numa estadia mais longa, tende a valer mais a pena usar a opção variable, pois o acúmulo de milhas tende a ser maximizado.

          Numa estadia paga, eu tendo a optar pelo fixed – na verdade, eu acabei de escolher essa opção. :)

          É isso aí!
          Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  13. Igor 20 de julho de 2012 at 11:15 #

    Sobre a transferência dos pontos pra Accor e resgate na Ibéria… só faltou você considerar a promoção dobro de pontos, Eduardo… ou seja, o round-trip sai por 20k pontos Multiplus!! :D
    E eu sou a pessoa mais feliz do mudno!!!! auhuahauhauah

    Veja só:
    20k Multiplus = 20k Le Club = 50k Avios = rt europa, eua, etc!!!
    dá pra usar na british e em toda one world!!

    • Guilherme 22 de julho de 2012 at 9:56 #

      Bem lembrado, Igor!

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  14. Andre Assuncao 22 de julho de 2012 at 9:57 #

    Hotmar, e seus excelentes pontos de vista! Parabéns!

  15. alexandra 22 de julho de 2012 at 18:02 #

    Guilherme, obrigada pelo incentivo!!!!! precisamos ajudar as pessoas a fazerem melhor uso dos programas. Eu sou fã de pontos e estou usando a Multiplus de forma que a Rede me ajude a conquistar meus sonhos. Conte comigo. bjao

    • Guilherme 26 de julho de 2012 at 21:08 #

      É isso aí, Alexandra, parabéns pela disciplina e boas viagens com os pontos! :)

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  16. Maurício 25 de julho de 2012 at 21:42 #

    Muito obrigado pelo post! Eu não comentei anteriormente, mas estou acompanhando os posts, amanhã mesmo já vou transferir meus pontos pra Accor pra aproveitar a promoção.

    Excelente dica! Obrigado novamente!

    • Guilherme 26 de julho de 2012 at 21:09 #

      Valeu Maurício!

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  17. Gustavo 27 de julho de 2012 at 0:29 #

    Guilherme, só consegui responder ao seu comentário agora! Mas parabéns, acho que seu texto merecia um post separado! Realmente, o Le Club ficaria muito melhor com as modificações que vc sugeriu!! Abraços!!

  18. Didogs 29 de julho de 2012 at 16:35 #

    Tinha aproveitado a promoção do fim do ano passado e mandei 1,5 milhão de pontos do Multiplus para o Le Club.

    Nessa vou mandar todo o saldo que eu tenho disponível. Até a data final mandei mais 4,2 milhões de pontos. Com isso, metade dos meus pontos adquiridos no último ano foram para o Le Club, só essa metade recompôs o valor total dos meus pontos.

    Já usei USD 10 mil em estadias, incluindo parceiros da Accor, como o Club Med de Punta Cana, onde já reservei e paguei inteiramente com vouchers USD 3.600 para 10 dias em janeiro do próximo ano.

    Depois de amanhã faz 1 ano que comecei a pagar contas com cartões de crédito. Investi até hoje quase R$ 69 mil, e já resgatei R$ 135 mil, e posso ainda resgatar R$ 355 mil.

    • Thiago 23 de agosto de 2012 at 15:23 #

      Caro Didogs,
      Utilizo a mesma sistemática de acúmulo de pontos que vc, por gentileza informe um meio de contato para conversarmos a respeito e trocarmos experiências.
      Abraços,

      thiagof9@outlook.com

    • Fabiano 15 de outubro de 2012 at 15:43 #

      Didogs, como você fez para emitir um voucher para o Club Med? O pessoal de lá não sabe dar informação alguma relativa a isso.

      Obtigado pela ajuda.

  19. Chalub 29 de julho de 2012 at 21:30 #

    Sou cadastrado na Multiplus e no Le Club e não recebi nenhum e-mail… Também não vi nenhuma informação nos respectivos sites, apesar de, em tese, já estar valendo a promoção. Alguém já fez uma simulação pra ver se está rolando mesmo?

  20. Didogs 30 de julho de 2012 at 19:24 #

    Chalub, entra na página do Multiplus, no ícone da Accor é que você verá as opções de resgate, com a tarja vermelha de promoção.

    Essa promoção é válida para todos, e não só para quem recebeu o email; o email foi só um lembrete para quem é cadastrado na mala direta do Multiplus.

    Inclusive, já mandei os pontos no dia em que abriu a promoção, dia 27. Leva mais alguns dias para entrar no Le Club. Limpei o Multiplus, mandei tudo para o Accor.

  21. andre gustavo 2 de agosto de 2012 at 10:19 #

    Caro Hotmar:

    Sou leitor assíduo do Valores Reais,e como tal,gostaria de te informar, caso já não saiba, que as regras do KM de vantagens mudaram novamente. Agora, a cada 1000 pontos transferidos, cobra-se uma taxa de R$ 26,00, e por 2000 pontos, R$49,00. Porém, o limite de transferência de 10 mil milhas/ano deixa de existir. Logo de cara, pensei se tratar de uma furada, mas, ao entrar no site do Smiles, percebi que, para comprar 10 mil milhas, eu desembolsaria R$ 530,00. As mesmas 10000 milhas via KM de Vantagens custariam R$ 245,00. Ou seja, menos da metade!

    Então pergunto: o programa dos postos Ipiranga realmente não vale a pena? Ainda mais com a atual promoção do Multiplus com a Accor de 1:1?

  22. Tiago 2 de agosto de 2012 at 21:28 #

    Junto com essa alteração, eles poderiam ter trocado o nome para KM de DESvantagens. Pagando esses R$ 245 para transferir 10.000 pontos para o Multiplus, você estará provavelmente pagando todo o custo da Ipiranga para “comprar” os pontos da Multiplus.

    Esses “km” não valem nada, perceba que todas as possibilidades de troca de pontos do programa são “descontos” oferecidos por outras empresas. Um ou outro pode até compensar, principalmente se você ia mesmo adquirir aquele bem ou serviço, mas não é nada de outro mundo.

    A grande vantagem do programa era a transferência para a Multiplus, que agora praticamente não compensa mais. É verdade que pagar R$ 245 para obter 10.000 Multiplus não é tão ruim, mas quantos abastecimentos você precisa para juntar os 10.000 km? A vantagem que você oferece à Ipiranga ao abastecer sempre em seus postos é desproporcional ao que você recebe em troca.

    • Renato C 3 de agosto de 2012 at 3:51 #

      Perfeito, Tiago !

    • andre gustavo 3 de agosto de 2012 at 6:16 #

      Ok, Tiago, concordo com você. Mas em situações pontuais, como a promoção de paridade para o Le Club, que vai até 31/08, compensa, creio eu.

      Os R$245,00 comprariam 10.000 pontos Multiplus, que virariam 10.000 pontos Le Club, que viram U$ 300,00 (R$ 600,00).

      Ou seja, a hospedagem na rede Accor sairia por menos da metade do preço.

  23. Tiago 3 de agosto de 2012 at 11:07 #

    Realmente Andre, pra quem já tem os km de vantagens, vale pagar a taxa e depois transferir para o Le Club, ou emitir uma passagem que custa normalmente mais que R$ 245. O que eu acho que não vale a pena é continuar juntando pontos no km de vantagens.

    Especificamente quanto ao Le Club, é bom saber que ele não funciona tão bem quanto parece. Primeiro, porque você não pode usar os vouchers para pagamento antecipado pelo site, que sempre tem tarifas melhores, e, segundo, porque eles dão uma cotação do dólar bem ruinzinha na hora de converter. Mas, de qualquer forma, transferindo 1:1 com o Multiplus vale a pena.

    • andre gustavo 3 de agosto de 2012 at 14:06 #

      Em Buenos Aires a cotação que o Ibis me deu foi excelente, já não posso falar o mesmo do Ibis da Av. Paulista. Nunca tive qualquer problema com a transferência de pontos, crédito dos mesmos, e nunca faço pagamentos antecipados, pois posso ter que cancelar a viagem por algum imprevisto, embora as tarifas melhores realmente tenham que ser pagas antes. Abs

  24. Virgilio 3 de agosto de 2012 at 14:37 #

    Alguém sabe informar a validade para resgatar os vouchers com o valor da promoção de 2.000 pontos por R$ 120,00? Uma vez transferido os pontos para o programa de fidelidade da rede Accor, qual seria o prazo para utilização?

    Estou pensando transferir um certo montante, depende da validade da promoção, parece que é para utilizar em um prazo de 6 meses (será que é depois de resgatado o Voucher?).

    Estou engatinhando, será que alguém pode ajudar.

    • Guilherme 4 de agosto de 2012 at 12:07 #

      Virgílio, a situação é a seguinte: você pode transferir pontos da Multiplus para o Le Club, e, uma vez transferidos os pontos para sua conta Le Club, eles não prescrevem, desde que você faça uma movimentação na sua conta por ano (por exemplo, uma estadia de uma noite, paga). Para converter seus pontos num voucher, aí sim é que há prazo, que é de 6 meses a contar da data de emissão dos vouchers (que é feita pelo próprio site do Le Club, de forma bastante fácil e prática).

      Por exemplo, se você solicitar a emissão de um voucher hoje, 04.08.2012, ele terá validade por 6 meses, ou seja, até 04.02.2013. Se você solicitar a emissão de um voucher, digamos, em 09.09.2012, ele terá validade até 09.03.2013. É dentro desse prazo de 6 meses que você tem que se hospeder num dos hotéis da rede, e utilizar os respectivos vouchers.

      • Moacir 10 de agosto de 2012 at 16:25 #

        Boa tarde Guilherme!!

        Retorno ao blog para te amolar mais um pouco…rs

        Desculpe se a pergunta for cretina pois já está respondida, mas só para confirmar: Após eu transferir meus pontos Multiplus para o Le Club eles não expiram nunca para fins de troca por vouchers???

        Se não for abusar, como funciona o resgate de vouchers no Le Club?? Já vi que valem por seis meses após a solicitação, mas tenho dúvida se com os vouchers eu descontaria exatamente o preço que encontro na consulta de hotéis ou se existe algum preço “batizado” na utilização de vouchers??

        Mais uma vez parabéns pelo site!!!!

        • Guilherme 12 de agosto de 2012 at 19:03 #

          Olá Moacir!!

          1) Sim, eles não expiram nunca, desde que haja uma movimentação anual na conta, que pode ser até feita por transferência de pontos. Eu adoto uma postura mais cautelosa, e opto por me hospedar uma vez por ano num hotel Ibis qualquer – estadia paga de apenas uma diária – apenas para “garantir”, se é que você me entende….rsrsrs

          2) Não existe preço batizado na utilização dos vouchers. Já que não é possível usá-los para as diárias promocionais, que são as mais baratas, faça a reserva utilizando a opção mais flexível, que permite cancelamentos sem penalidades, e, no dia do check-in, apresente os vouchers normalmente, quando o funcionário solicitar o pagamento antecipado da diária.

          Qualquer outra dúvida, estou à disposição!

          É isso aí!
          Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  25. Moacir 16 de agosto de 2012 at 13:50 #

    Obrigado pela ajuda Guilherme.

    Seu site já me ajudou a economizar bastante dinheiro e ganhar mais com aplicações bem orientadas!!!

    Última dúvida, prometo que não te amolo mais com relação à Accor, rs: sobre os vouchers, se eu emitir um voucher da Accor, outra pessoa pode utilizá-lo??Ainda sobre esse tema, sabe se existe algum “mercado negro” de vouchers, assim como de milhas???rs

    Desde já agradeço a ajuda mais uma vez!!

    • Guilherme 16 de agosto de 2012 at 19:53 #

      Obrigado pelas palavras, Moacir!

      Respostas: pode sim, tranquilo! Essa é uma grande vantagem dos vouchers, já que eles não são emitidos “ao portador”, ou seja, “vinculados” a uma pessoa determinada. Sobre o “black market”, ao que eu saiba, não existe.

      Qualquer outra dúvida, estou à disposição!

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  26. Moacir 21 de agosto de 2012 at 9:20 #

    Olá Guilherme…

    Mais uma vez venho te incomodar um pouco aqui…rs
    Transferi 50K pontos para a Accor e está me “coçando” para transferir pela Iberia onde consultei e existem boas opções para vôos para Madri.
    Li no post que para pegar vôos pela Oneworld não é tão simples como parece, mas sabe dizer se para resgatar pela Iberia mesmo é tão complicado assim, tendo em vista que conseguiria uma passagem ida e volta para Madri por 50K Avios.
    Na minha cabeça a conta é a seguinte: 20K multiplus = R$ 600,00 = 50K Avios = 1 passagem ida e volta para Madri.

    O que acha da minha matemática e planos??

    Mais uma vez obrigado

    • Guilherme 21 de agosto de 2012 at 20:15 #

      Oi Moacir!

      Sua matemática está ótima! E é isso mesmo, é possível transferir esses pontos da Accor para a Iberia, com essa excelente taxa de 1:2,5 onde 20k pontos Le Club convertem-se em 50k pontos Iberia Plus.

      A emissão de prêmios pelo site da Iberia, voando Iberia, é bastante fácil e prática. Tudo é feito online, sem burocracia. Não sei como está agora, mas fiz algumas simulações mês passado para voos Brasil-Madrid-Brasil e encontrei uma disponibilidade muito boa!

      A coisa complica um pouco quando se trata de emissão pelas parceiras One World, onde a disponibilidade é mais restrita, e às vezes “fantasma”, como ocorreu comigo certa vez com tentando emitir prêmios para voar pela LAN no site da Iberia Plus.

      Quer mais uma dica legal? É possível transferir Avios do Iberia Plus para o Executive Club, programa de milhagens da British Airways, também na paridade 1:1. Ou seja, 10 mil Avios Iberia Plus podem ser transferidos para o Executive Club, onde você teria então 10 mil Avios British Airways.

      Para fazer isso, é necessário estar cadastrado há pelo menos 3 meses antes de fazer a transferência. Uma vez cumprida a “carência”, faça o login no Executive Club, e, na barra lateral esquerda, clique em “Manage My Account”. Em seguida, clique na opção “Combine my Avios”.

      O programa da British tem prós e contras. Como pontos positivos, é possível emitir bilhetes one way, ou seja, só de ida, ou só de volta. Também é possível, assim como na Iberia, emitir online prêmios pelas cias. parceiras da aliança One World.

      Como desvantagens, cito as sobretaxas de combustível, para voos British, que encarecem bastante os custos das passagens prêmio. Elas podem chegar a mais de U$ 500! Nesses casos, certamente vale mais a pena emitir pela Iberia, e voar até Madrid, se o destino for Europa.

      Sua matemática está corretíssima, e é isso mesmo. Ida e volta para a Europa por apenas 20 mil pontos Fidelidade TAM – na verdade, 18.200, se você aproveitou os bônus de 10% (18,2k + 10% 1,8k = 20k). E o que sobrar de pontos Le Club, você pode usar para pagar hospedagens na rede Accor – o que inclui não apenas as diárias em si, mas também refeições, bebidas e boa parte dos serviços consumidos no hotel.

      Ou seja, barba, cabelo e bigode garantidos nas suas próximas férias. :D

      É por essas e outras que fiz questão de noticiar essa promoção, pois se trata de uma maneira inteligente e eficiente de fazer um bom planejamento de férias gastando pouco.

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  27. Charles 3 de setembro de 2012 at 13:05 #

    Acumulei 70.000 milhas Multiplus e como queria ir para Portugal, verifiquei antes no site da TAP (Victoria) a quantidade necessária para voar na data pretendida, e lá estava: 35.000 milhas para cada trecho. Liguei para a TAM para fazer a troca dos bilhetes, por esta empresa ser a representante da Star Alliance no Brasil, qual não foi minha surpresa ao descobrir que a TAM combra 40.000 milhas em cada trecho operado pela TAP, ou seja, a mesma passagem se comprada pela TAM sai 5.000 a mais. Não é um voo operado pela TAM que é mais caro que o operado pela TAP. O voo é da TAP, que quando utilizamos milhas da Multiplus sai mais caro.

    • Guilherme 5 de setembro de 2012 at 20:05 #

      Obrigado pela informação, Charles. Uma pena que a TAM tenha uma política tão ruim de emissão de prêmios com pontos.

  28. Charles 3 de setembro de 2012 at 13:09 #

    Continuando…
    Será que eu consigo transferir estes pontos Multiplus para o le club e então emitir os bilhetes pela Iberia?

    • Guilherme 5 de setembro de 2012 at 20:06 #

      Sim, você consegue, Charles, no entanto, desde o começo desse mês, o envio está na proporção de 2 pontos TAM = 1 ponto Le Club. Melhor aguardar a próxima promoção 1:1 envolvendo o Multiplus e o Le Club.

  29. Didogs 7 de setembro de 2012 at 13:05 #

    Finalizada a promo fechei em pouco mais de 6 mi de pontos transferidos e só faltam entrar 170 mil no Leclub, ja mandei 380 k para a Iberia para fazer 950 k e vou emitir 12 passagens ida e volta para Miami (executiva na volta) para a familia vamos pegar um cruzeiro no carnaval, esse mes completei 13 mi de pontos investi 85k e ja recuperei 166k na media de retorno de 344 por bloco de 10k (5 mi de resgates ) , fiz um orcamento essas passagens se fosse comprar na tam em classe economica foram orçadas as 12 em 35898 k se colocar o preço da executiva nao quero nem calcular o retorno já esta em mais de 950 reais o bloco de 10 mil pontos.

  30. Wilian Delatorre 7 de setembro de 2012 at 15:02 #

    Didogs, parabéns pela organização e estratégia, estou percebendo que está tudo na ponta do lápis. Não sei se vc já notou mas estou encontrando mais assentos disponíveis no Iberia Plus do que no Executive Club da British, eu ACHO que isso está ocorrendo porque na tela de busca do Iberia Plus aparecem todas as classes disponíveis e no EC é preciso selecionar a classe antes da busca.

    Abraços!

  31. josé Neto 8 de setembro de 2012 at 12:15 #

    Prezados

    Uma dúvida sobre utilização dos pontos Accor. Posso pagar todas as despesas do hotel com os voucher?

  32. josé Neto 8 de setembro de 2012 at 12:17 #

    Outra dúvida… Não sei quanto gastarei em minhas diárias, devo emitir uma quantidade maior de voucher do que realmente irei utilizar? E se houver sobras??

  33. Didogs 9 de setembro de 2012 at 13:13 #

    Wilian o que eu descobri é que o sistema do Executive club só visualisa vôos diretos com os parceiros diferente da Iberia que visualisa os diretos e as opções com escalas tambem que podem resolver em alguns casos não me importo desde que a data seja mais adequada , confirmei isso quando liguei para lá inclusive pelo telefone do Iberia plus o atendente tambem não visualisa e escalas eu disse te tinha visto no site e ele pediu desculpa e falou que pela central telefonica apenas voos diretos, não sei se sempre foi assim ou é agora todavia sempre emiti pelo site mesmo.
    José Neto pode desde que a reserva não seja pré-paga aquela que requer pagamento imediato e não é possivel modificar, todas as outras despesas do hotel podem ser pagas com vouches desde alimentação até serviçõs especias qualquer coisa que vá para a sua conta para ser paga no check out, o voucher tem uma validade de 6 meses apos a impressão o que eu faço é imprimir a quantidade que vou utilizar para os proximos 6 meses e levo a cada vez que me hospedo sempre uma quantidade extra para os gastos de alimentaçao ex tenho uma reserva de 600$ para outubro (10 vouchers) outra de 1200$ para novembro mais (20 vouches) nessa priveira de outubro já levo os 30 voucher e normalmente gasto com alimentação se por ex se gasto mais pago tudo com voucher ate o limite de não gerar troco pois não tem troco sobre os vouches
    por exemplo se deu 630$ pago com 10 vouchers e os 30$ que faltam pago no cartao de credito. Como uso varias vezes dentro dos 6 meses não tenho problemas com validade , mas para que só vai utilizar 1 vez ao ano nas ferias sugiro imprimir somente a quantidade já certa para utilizar sem sobras.

  34. Antonio Carvalho 10 de setembro de 2012 at 8:55 #

    Pessoal, fiz a transferência de pontos do multiplus para o Le Club e por enquanto só vieram a metade dos pontos (na conversão 2:1.. parece que a outra metade vem depois… mas também já fui fazer uma conversão no le club para avios e está aparecendo a opção de 2:1…. será que estou fazendo errado? alguem pode me ajudar?

    • Guilherme 11 de setembro de 2012 at 21:25 #

      Antonio, procure a opção de transferir as milhas para o programa Iberia Plus, aí aparecerá a taxa 1:2,5 ;-)

      É isso aí!
      Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  35. rtonello 10 de setembro de 2012 at 16:36 #

    boa tarde e parabéns pelas informações.
    tenho uma dúvida: Tenho pontos no programa Le club da rede ACCOR e vou fazer uma reserva on-line no site ACCOR em um hotel na Itália, onde a moeda corrente é o Euro. Posso fazer esta reserva em dólar e no check out pagar com vouchers em dólar? Uma vez que é mais vantajoso imprimir os vouchers em dólar pois a razão é de 50%, ou seja, 1 voucher = 60 dólares ou 40 euros, e a razão dos mesmos hoje é de 27%.

    Ab
    rtonello

    • Guilherme 11 de setembro de 2012 at 21:26 #

      Pode rtonello, sem problema algum. Entretanto, alguns leitores têm relatado alguma dificuldade na utilização de vouchers em dólar, na Europa.

  36. Didogs 12 de setembro de 2012 at 9:01 #

    Na Italia recebem em dolar sim e fazem a conversão via taxa de cambio em julho foi 1,22 , só em Barcelona no Pullman skipper que fizeram a paridade 60$=40 Euros= 2000 pontos então no houve vantagem nenhuma em levar em dolares, em Monaco tive que imprimir no Hotel em Euros tambem não aceitaram em dolar

  37. Tiago 12 de setembro de 2012 at 13:44 #

    Boa tarde,

    Poderia tirar uma dúvida por favor? No dia 30/08 transferi 4000 pontos para Accor, deveria receber qtos pontos? Pelo que entendi, deveria que constar 4000 pontos enviados pela TAM e não 2000 certo?

    Data de chegada Data da transação Descrição da transação Número de noites Saldo de pontos
    12/09/2012 12/09/2012 Courtesy Bonus 0 2000
    11/09/2012 11/09/2012 Courtesy Bonus 0 2000
    08/09/2012 08/09/2012 Earn Partner : Earn Tam 0 2000

    Obrigado,

    Tiago.

    • Thiago 12 de setembro de 2012 at 21:12 #

      Boa noite tiago,

      Comigo aconteceu da mesmo forma, será que eles erraram?

      • Guilherme 23 de setembro de 2012 at 9:37 #

        Tiago e Thiago, a Accor fez uma certa confusão quanto ao processamento dos pontos, mas agora já está tudo normalizado.

        É isso aí!
        Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  38. annie 17 de setembro de 2012 at 18:36 #

    Gente, em relacao ao uso dos pontos para ficar hospedado nos hoteis… Alguem chegou a mesma conclusao que eu?? MAIOR ENGANACAO… veja bem, para usar seus pontos em estadias, voce precisa comprar vouchers. So que os vouchers, que voce utilizara para pagar o hotel, só pode ser entregue e usado NA HORA na mesa da recepcao do hotel. Entao voce nao tem como fazer reserva para um hotel!!!! Se eu quiser me hospedar na espanha eu vou ter que chegar na hora e ver se tem vaga e usar o voucher, pq vc nao pode fazer reserva. Veja o regulamento aqui:
    “Posso pagar antecipadamente minha estadia on-line com meu voucher Le Club Accorhotels Rewards?
    O pagamento em vouchers de hotel Le Club Accorhotels Rewards deve,
    obrigatória e unicamente, ser feito no hotel. Esse voucher não pode
    ser utilizado para pagar antecipadamente, total ou parcial, uma
    estadia nem para garantir uma reserva.
    No caso de uma tarifa pré-paga não cancelável e não modificável, por
    exemplo, somente as despesas pagáveis no local poderão ser pagas com o voucher Le Club Accorhotels Rewards.”
    Ou seja, vc nao consegue reservar o hotel pq pra reservar tem q pagar (do seu bolso) e vc nao pode usar o voucher.
    Que absurdo. Nao da pra usar voucher entao..???

    • Anderson 18 de setembro de 2012 at 10:16 #

      Annie: Não é desse jeito que você escreveu. Você faz a reserva pelo site da rede Accor e realiza o pagamento no hotel, no check-in ou check-out, dependendo do hotel.
      Essa informação que você pegou no regulamento significa que você não pode usar vouchers para pagar as tarifas promocionais, que são aquelas pagas antecipadamente no momento da reserva.

      Para usar os vouchers você tem que reservar a opção de quarto “sem restrições”. Essa opção é mais cara que as promocionais, mas por outro lado você pode cancelar sem penalidade.

      Observe que quanto você tenta fazer uma reserva, algumas opções tem um cadeado com o texto “Pagamento on-line seguro”. São essas reservar que não podem ser pagas com vouchers. As demais sim.

  39. annie 19 de setembro de 2012 at 17:40 #

    vou olhar de novo entao pq eu achei mto estranho se a logistica fosse essa ninguem nunca ia conseguir usufruir dos hoteis, pq ninguem vai viajar sem reservar hotel. Pq quando eu tentei simular reservar o hotel, eu vi que ele botava la o preco que dava das diarias e pra reservar ele ja me cobrava o preco total e me pedia os dados do cartao… por isso nao entendi. Eu tenho entao q procurar a opcao que nao me cobra cartao/pagamento online, eh isso?

  40. annie 19 de setembro de 2012 at 17:44 #

    eu nao achei no site a opcao de fazer reserva sem que ele me peça meus dados do cartao de credito pra ja me descontar o valor total!! :(

  41. annie 19 de setembro de 2012 at 18:54 #

    Anderson, ignore meus comentarios acima…. achei no site o q vc falou e agora entendi. Muito obrigada!!

    • Anderson 20 de setembro de 2012 at 8:32 #

      Ok. Disponha.

  42. Rodrigo 18 de outubro de 2012 at 12:49 #

    Perco de 600 a 1.000 pontos mensais no TAM Multiplus. Existe algum meio de renovar este prazo, transferindo estes pontos a expirar para uma outra conta ou adquirir um serviço onde eu possa retornar os pontos mesmo que haja perda de alguns? Alguém pode me dar algums dica?

    • Marcelo 13 de novembro de 2012 at 13:40 #

      Rodrigo, me escreve um email pra gente trocar uma ideia sobre essa sua perda de pontos!

      Abraco!
      Marcelo (mpmpcelo@gmail.com)

  43. Alex 31 de dezembro de 2012 at 13:25 #

    Boa tarde!!!

    Pessoal, as dicas e experiências relatadas aqui tem sido de grande valia para uma multidão de viajantes. Agora, tenho dúvidas em relação a conversão dos vouchers em dolar para pagamento em hotéis accor aqui no Brasil. Qual é a cotação utilizada? Encontrei uma reclamação no site reclameaqui em que um usuário em 08/2012 diz que o valor da conversão foi 1,84 real por dolar enquanto na época o dolar comercial valia 2 reais e o turismo médio 2,10. Quais sao os valores utilizados pela accor?? Se forem valores próximos a 1,84 passa a nao valer a pena.

  44. Didogs 11 de fevereiro de 2013 at 1:12 #

    Alex
    normpalmente são abaixo do cambio oficial sim ,até porque eles não são instituição financeira para fazer cambio, o que ocorre é que eles podem estipular um cambio para aceitar o pagamento em outras moedas, se o turista achar o cambio desfavoravel, pode fazer a troca com o seu banco e pargar em moeda local, o que ocorre é que no caso dos voucher não tem como fazer temos que aceitar o cambio deles, ja que é uma bonificação de pontuação, mas mesmo a 1,84, 10 mil pontos da accor valerão 552,00, bem acima da média do valor de 10 mil pontos tam (300,00)

  45. amanda 9 de julho de 2013 at 17:26 #

    Alguem me explica como uso meus pontos multiplus para pagar diarias em.hotel?
    Quero ir para o chile tenho pontos mas nao sei se sao o suficiente para pagar as diarias!

    • Guilherme 9 de julho de 2013 at 19:52 #

      Oi Amanda, você pode usar seus pontos Multiplus para troca nos programas da rede Hilton (1:1,25) e Accor Le Club (1:0,5).

      Como você pretende ir ao Chile, a opção mais vantajosa é enviar seus pontos para o Accor Le Club. 4 mil pontos Multiplus geram 2 mil pontos Le Club, e esses 2 mil pontos, por sua vez, geram um voucher de 60 dólares.

      Abç!

      • Fábio 13 de julho de 2013 at 13:38 #

        Guilherme no caso de reservas em Ibis nacional, esses 60 dólares serão convertidos para real na taxa do dia da geração do voucher?

        • Guilherme 13 de julho de 2013 at 14:36 #

          Fábio, sim, mas se deve atentar que o Ibis, e os hotéis da rede Accor de uma maneira geral, praticam sempre um deságio na cotação.

          Isto é, se a cotação oficial do dólar comercial no dia de sua chegada estiver em, por exemplo, R$ 2,27, a cotação do “dólar Accor” poderá ser, por exemplo, de R$ 2,07.

          Abç

          • Fábio 13 de julho de 2013 at 14:39 #

            Bem que os bancos podiam fazer isto para pontuar os nossos pontos né rs.
            Essas empresas.. rs

            • Guilherme 13 de julho de 2013 at 17:10 #

              Rsrs….Fábio, concordo….

              Só vejo dois bancos seguirem a cotação do dólar comercial: a Caixa nos cartões de crédito, e o Santander nos cartões de débito. O resto acaba criando uma cotação própria do dólar, o que dificulta as coisas pra gente.

              Abç!

  46. Jenner 25 de julho de 2014 at 15:59 #

    sempre que viajo me hospedo nos hotéis da rede do ibis. Gostaria de saber sobre algum plano de fidelização para que nas próximas possa ganhar algum bonus. Fim de ano estarei indo para o Rio de janeiro e voltarei a me hospedar no ibis da lapa que gostei muito. Obrigado.

    • Guilherme 26 de julho de 2014 at 13:34 #

      Sim, Jenner, o Ibis faz parte da rede Accor, que tem um programa de fidelidade chamado Le Club.

      A inscrição nesse programa é grátis, e, apresentando seu cartão ou nº Le Club no check-in em sua próxima hospedagem no Ibis, você já estará acumulando pontos, que podem ser trocados para obter descontos em viagens futuras.

      Saiba mais clicando aqui: https://s-leclub.accorhotels.com/enrollment-light-form-loyalty1.action

      Abç

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes

12 Flares Twitter 4 Facebook 8 Google+ 0 Filament.io 12 Flares ×