O que rende mais: uma LCA a 84% do CDI, uma LFT com taxa zero de custódia, um CDB a 100% do DI ou um fundo DI com 0,5% a.a. de taxa de administração?

Com o atual patamar da taxa básica de juros na casa dos 12,25%, o maior dos últimos 4 anos, não resta dúvidas: os investimentos em renda fixa mais conservadores, ou seja, aqueles que seguem a SELIC/CDI, têm ganhado cada vez mais a preferência do investidor brasileiro, uma vez que seus “concorrentes” têm apresentado desempenho pífio no mercado financeiro.

A poupança perdeu muito de sua atratividade, e, com a taxa SELIC cada vez maior, tem perdido ainda mais espaço nas carteiras dos investidores. As ações estão “andando de lado” há praticamente 7 anos, e sobre elas os pequenos investidores têm investido cada vez menos, já que as pessoas físicas só costumam comprar ações quando, infelizmente, a Bolsa está em alta. Os fundos imobiliários sofrem duplamente: com a alta da taxa SELIC, que faz com que os investidores busquem aplicações mais seguras que rendam mais; e com os sinais cada vez mais evidentes de uma crise no setor imobiliário, haja vista que muitos fundos começam a apresentar problemas de inadimplência de inquilinos e vacância de lajes corporativas e salas comerciais. O dólar ainda é uma incógnita pois, apesar dessa recente escalada na cotação, para ganhar da renda fixa atrelada ao CDI, a moeda norte-americana tem que, por óbvio, apresentar um rendimento no mínimo equivalente, e não se sabe se o dólar ainda tem fôlego para subir mais 13% ou 14%.

E, diante desse contexto todo, como o Governo precisa combater a inflação, cujos índices oficiais já estão batendo na casa dos 7%, ele acaba utilizando a taxa básica de juros como instrumento para tentar viabilizar essa política econômica. Tentar tirar proveito desses juros altos passa a ser, assim, a alternativa que resta ao investidor para maximizar os ganhos na renda fixa, ou pelo menos tentar diminuir os efeitos corrosivos da inflação no poder de compra do dinheiro que foi economizado.

Dentro dessa linha de raciocínio, aplicações como Letras Financeiras do Tesouro (LFTs) do Tesouro Direto, fundos referenciados DI, CDBs pós fixados ao DI, Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) e Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) surgem como opções atrativas para garantir uma boa rentabilidade ao dinheiro investido.

A grande questão que se coloca é: diante de tantas opções na renda fixa, qual delas é a que proporciona a maior rentabilidade líquida, já descontados (eventuais) impostos e taxas?

Afinal, os números, para quem é leigo no assunto, parecem mais confundir do que ajudar. Aparentemente, um CDB que paga uma taxa de 100% do CDI seria mais rentável que uma LCA que paga uma taxa de 84% do mesmo CDI. Porém, no universo dos investimentos, o que ocorre é o contrário: é a LCA que paga mais. Isso porque é preciso conhecer a estrutura de custos dos produtos que estão sendo apresentados, dentre os quais se destaca sua estrutura tributária: nesse caso específico, a LCA rende mais porque sobre ela não incide imposto de renda, o qual, como sabemos, é um dos grandes vilões dos investimentos no mercado financeiro.

Desse modo, como já dizia Jack Bogle, no mercado financeiro, existe uma lógica própria, que constitui até um paradoxo, pois, quanto mais você paga por um produto, menos você recebe.

Fizemos abaixo um quadro comparativo dos principais investimentos em renda fixa disponíveis ao investidor pessoa física, considerando o tempo de investimento e o tipo de aplicação. Algumas premissas foram adotadas:

– Taxa SELIC constante de 12,25% a.a.;

– Mês padronizado de 21 (vinte e um) dias úteis;

– Os CDBs são apresentados com rendimentos que variam de 90% a até 105% do CDI. Observe que os menores rendimentos são obtidos nos bancos de primeira linha (BB, Itaú, Bradesco etc.), enquanto rendimentos de 100% ou mais somente são obtidos, via de regra, em bancos de médio e pequeno porte;

– As LTFs são apresentadas de acordo com a taxa de custódia cobrada pela corretora, 0,25% ou 0,50% a.a., já que isso impacta diretamente no resultado líquido final: quanto menor for a taxa a ser paga, maior a rentabilidade que se obtém. Os custos de 0,3% a.a. devidos ao Tesouro já foram deduzidos do cálculo da rentabilidade líquida;

– Os fundos referenciados DI são apresentados de acordo com a taxa de administração cobrada pelo gestor, de 0,5% ou 1% a.a. Bancos grandes também têm em seu portfólio fundos DI com taxas reduzidas, p.ex., de 0,5% a.a., mas exigem aportes mínimos gigantescos ou muito altos, por exemplo, a partir de R$ 500 mil. Por outro lado, é mais fácil conseguir fundos DI com reduzidas taxas de administração, e com aportes mínimos menores, em corretoras e gestores independentes. Atente, porém, que os fundos de investimento não contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos, ao contrário dos CDBs, por exemplo;

– As LCIs e LCAs são apresentadas em função da rentabilidade líquida que pagam ao investidor.

– Nos fundos de investimentos, não foi levado em consideração o “come-cotas” semestral (IR retido na fonte sobre os rendimentos, da ordem de 15%), que fazem com que a rentabilidade de tais fundos sejam ainda menores. Grato ao leitor Cristiano pela preciosa observação!

Adicionamos a caderneta de poupança ao quadro de investimentos, mas apenas para efeitos de comparação, já que é um produto ainda muito utilizado, principalmente para quem não tem educação financeira suficiente para conhecer investimentos mais rentáveis e até mais seguros.

Vejam o resultado final na tabela abaixo:

LCI LCA CDB LFT Ref DI Poupança

Algumas conclusões se impõem. Vamos a elas.

1. A poupança deve ser completamente descartada, inclusive como reserva de emergências.

Observem que até um CDB que remunera a uma taxa de 90% do CDI oferece uma rentabilidade superior à caderneta de poupança, e a diferença em favor do CDB a 90% do DI, que é o produto mais fraco apresentado, vai aumentando com o decorrer do tempo (efeito dos juros compostos).

Foi-se o tempo em que a poupança era uma boa alternativa de investimento, até como reserva de emergências. Com a inflação beirando os 7%, os ganhos reais (reais, e não nominais) do investimento em poupança são praticamente inexistentes, e ela ainda conta com a desvantagem de você precisar manter o dinheiro até a data de aniversário para ter algum rendimento acrescido.

E, como a tendência esse ano é a SELIC ficar em patamares ainda elevados (na casa dos 12% para cima), não tenha dúvidas: a não ser que não exista outra alternativa para investimento, descarte-a de seu portfólio.

2. A LFT continua sendo uma ótima alternativa para utilização do investimento a curto prazo.

Em bancos de grande porte, dificilmente o investidor pessoa física conseguirá obter, para uma aplicação de valores pequenos, digamos, R$ 3.300,00, um CDB com 100% do DI, ou um fundo referenciado DI com taxa de administração de 0,5% a.a. Para conseguir uma rentabilidade maior, só mesmo investindo em produtos de corretoras e gestores independentes, o que pode não ser aceito por você, por inúmeros motivos, dentre os quais os temores relativos ao risco de crédito e falta de segurança (no aspecto subjetivo) em aplicar nessas instituições financeiras de menor porte.

Em situações assim, bem como em inúmeras outras, a LFT é uma ótima alternativa, principalmente se você conseguir operar por meio de uma corretora com taxa zero de custódia, pois, num caso assim, para um investimento mantido por um prazo de 6 meses (com R$ 3,3k é possível hoje comprar 0,5 LFT), a rentabilidade líquida alcançada (4,59%) superaria aquela que seria obtida num CDB a 90% do CDI (4,21%) e superaria até mesmo a rentabilidade de um fundo DI que cobra 1% a.a de taxa de administração (4,51%).

No Tesouro Direto, também vale a máxima de procurar corretoras que cobrem a menor taxa de custódia possível, a fim de conseguir obter a maior rentabilidade líquida final.

3. Para obter rendimentos líquidos maiores na renda fixa, de duas uma: ou correndo mais riscos (bancos pequenos), ou aportando maiores valores (bancos grandes)

Risco e retorno estão intrinsecamente ligados, já diria William Bernstein, e essa afirmação aplica-se em sua inteireza no caso da conservadora classe de ativos da renda fixa, particularmente daquela pós-fixada à SELIC.

Basicamente, corre-se o risco, para obter maior retorno, na renda fixa, de duas maneiras: ou indo para bancos de médio e pequeno porte, no caso principalmente daqueles que não dispõem de grande soma de dinheiro para investimentos; ou aportando maiores valores, nos bancos grandes. Nesse último caso, o risco se encontra na concentração dos investimentos, pois há possível ocorrência do custo de oportunidade, já que, mesmo em grandes bancos, dificilmente se conseguirá obter uma LCI ou LCA que renda 95% do CDI, ou um CDB com remuneração de uma taxa de 105% do CDI.

Os comentários de centenas de leitores na caixa de discussões de meu post sobre a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) demonstram bem quão difícil é conseguir majorar o percentual de 84% que o BB oferece por padrão para quem dispõe de R$ 30 mil para investimentos nessa Letra. Mesmo quem tem milhões de reais na conta bancária não consegue mais do que 91% do CDI para a LCA do BB, percentual esse que se consegue com relativa facilidade para quem dispões de apenas R$ 1 mil, R$ 5 mil ou R$ 10 mil para investimentos em LCAs em bancos de pequeno porte.

Aqui ainda se deve adicionar uma particularidade, pois as maiores taxas remuneratórias, tanto para as LCIs/LCAs quanto para os CDBs, além de estarem atreladas ao maior risco de crédito da instituição financeira ofertante, ainda estão muitas vezes atreladas a maiores prazos de carência.

Ou seja, se você quiser uma taxa de 90% na LCA do Banco “X”, deve deixar o dinheiro aplicado por 6 meses; porém, se quiser uma taxa de 95% nesse mesmo banco, deve deixar o dinheiro investido por 4 anos. Isso, sem dúvida, aumenta o risco, uma vez que se aumenta proporcionalmente o prêmio que se paga por esse mesmo risco.

4. A isenção de imposto de renda faz toda a diferença

Existem 3 inimigos ferozes contra seus investimentos, e ao qual você deve combater com todas as suas forças. São eles: inflação, tributação e custos operacionais. Essa “tríade do mal”não só tira de você aquilo que você poderia obter a mais em termos de dinheiro entrando efetivamente em sua conta (custos operacionais e impostos), mas também corrói o poder de compra de seu dinheiro, em termos reais (a inflação).

Como podemos ver no quadro acima, as LCIs e LCAs ganharam, disparado, de todos os demais investimentos pós-fixados ao CDI (com exceção do CDB que remunera a uma taxa superior a 100% do CDI, mas ainda assim a partir de 6 meses de investimento). É notável observar que mesmo a LCI/LCA que rende “apenas” 84% do CDI consegue ter um retorno líquido superior ao CDB que paga 105% do CDI – pelo menos até o quinto mês, pois, a partir daí, a tabela regressiva do imposto de renda faz a diferença positiva a favor do CDB, que passa a render mais a partir do sexto mês – 4,93% para o CDB a 105% do CDI contra 4,90% da LCI a 84% do CDI.

Na comparação entre os investimentos que são tributados pelo imposto de renda, a regra número 1 do investidor, para obter o maior retorno líquido, é manter o investimento pelo máximo de tempo possível, preferencialmente acima de 2 anos, uma vez que, a partir de 720 dias de aplicação, o imposto de renda sobre os rendimentos cai para 15%.

Para aplicar na LCA do BB, vai aqui a dica do leitor David (a quem agradecemos) sobre os requisitos necessários:

– Ou ter uma renda comprovada mínima de R$ 8 mil mensais.
– Ou ter investido no BB (Poupança, Fundos, CDB) o mínimo de R$ 100 mil;

E essa nossa conversa sobre tributação nos leva à quinta e última conclusão…

5. Regra geral para todas as aplicações financeiras: não fique “girando capital”, trocando de investimento a cada hora

Por quê isso? Ora, porque, agindo assim, você não só pagará maior imposto sobre os rendimentos (exceto no caso das LCIs e LCAs, que não são tributáveis), como também pagará mais custos a título de taxas de administração e custódia, diminuindo o valor líquido que teria a receber, e – mais importante de tudo – deixará de fazer com que a tal “mágica dos juros compostos” faça seu trabalho de forma correta.

Ademais, como bem alertou o TBB (grato pela dica!), existem outros custos implícitos que não podem ser desconsiderados: pagamento de tarifas de DOC/TED a cada movimentação interbancária, confecção de atualização de cadastro junto às corretoras e às “assets”, tarifas de saque e resgate de dinheiro (impostas por algumas corretoras) etc.

Dê tempo ao tempo. Respeite os prazos de carência de seus investimentos, mantenha-os o máximo possível de tempo em sua carteira, e faça escolhas inteligentes de suas aplicações financeiras, sempre adequando seus investimentos financeiros às suas metas não financeiras.

Conclusão

Não existe investimento com alto retorno e baixo risco. O maior retorno sempre está necessariamente ligado a um maior risco. Da mesma forma que, na Bolsa de Valores, as ações Small Caps têm retornos históricos superiores às ações Mid e Large Caps; na renda fixa o maior retorno também está atrelado a quem oferece maior risco.

Diante da diversidade de ofertas de investimentos atrelados ao CDI/SELIC, é preciso fazer cálculo antes de decidir em qual produto aplicar, tendo em mente, sempre, seus objetivos não-financeiros com o dinheiro investido, e observando, igualmente, o risco do banco emissor dos produtos em que você está pensando em aplicar.

Há de se observar, também, aplicações em investimentos atrelados à inflação, como as NTN-Bs, já que todas estão pagando, no presente momento, mais de 6% a.a. + IPCA:

Tesouro Direto

Como eu disse em outro tópico,

Boas escolhas financeiras farão não só seu dinheiro render mais, como também lhe garantirão que esse mesmo dinheiro estará te conduzindo às suas metas não financeiras de modo mais rápido e seguro possível.

Bons investimentos!

, , , , , ,

398 Responses to O que rende mais: uma LCA a 84% do CDI, uma LFT com taxa zero de custódia, um CDB a 100% do DI ou um fundo DI com 0,5% a.a. de taxa de administração?

  1. 23 de fevereiro de 2015 at 7:26 #

    Show de bola este texto!

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 7:27 #

      Valeu, Uó!

    • paulo 6 de abril de 2015 at 15:50 #

      O Sicoob (banco cooperativa) tem Lca a 100% do cdi com liquidez diaria e mais umas 900 cotas (cada cota vale 1real) por ano para uma aplicação de 30 mil reais . achei bem interessante.

      • Leonardo 7 de abril de 2015 at 12:53 #

        Pra quem já é associado realmente a taxa é muito boa, principalmente pela liquidez.

        • Guilherme 9 de abril de 2015 at 11:48 #

          Concordo, é coisa rara uma LCA/LCI ter liquidez diária.

        • rafael 12 de maio de 2015 at 8:07 #

          Pois é tem um banco da rede sicoob que me ofereceu 1,08% liquido da Selic, achei interessante

      • Vania 28 de maio de 2015 at 11:30 #

        Paulo, bom dia.

        Me desculpe, mas tenho conta corrente no SICOOB e o mesmo não possui investimentos em LCA. Onde você viu esta informação?

        • paulo 20 de julho de 2015 at 15:56 #

          oi Vania
          na verdade eles me informaram errado, não é LCA mas RDC a 100% do CDI mais as sobras, mas também é um bom negocio. Ou também as LCAS das Easyinvest ou outra corretora que pagam quase 100% na LCA/LCI de bancos menores.

          • paulo 20 de julho de 2015 at 15:57 #

            na verdade era RDC – Recibro de deposito de cooperativa a 100% da CDI

      • Fernando 6 de julho de 2015 at 11:20 #

        Poderia dizer qual é essa agência do sicoob?

  2. Flavio Mattos 23 de fevereiro de 2015 at 8:20 #

    Essa moleza do LCA sem IR e sem carência deve acabar. Produto imbatível.

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 8:23 #

      Grande mestre, verdade!

    • paulo roberto 7 de junho de 2016 at 19:46 #

      tem carência sim 90 dias!

      • Guibro 7 de junho de 2016 at 20:42 #

        Na época do comentário, não tinha carência.

        • Maria 21 de julho de 2016 at 17:33 #

          Boa tarde, na verdade existe o RDC com carência e sem carência..exemplo com carência remuneramos até 102% CDI e SEM até 98% CDI, além das sobras da cooperativa, pois como sabem o cooperativismo de credito não tem finalidade lucrativo, então nada mais justo remunerar bem o aplicador e ofertar taxas de juros menores para os tomadores.

          Mas, é bom conhecer a saúde financeira da cooperativa,verificar se faz parte do Fgcoop que garente até 250 mil por CPF ou CNPJ.

  3. Michel 23 de fevereiro de 2015 at 8:29 #

    Tenho comprado LCA e LCI na Órama com taxas variando entre 96% e 97% do CDI para aplicações de no mínimo 1 ano e um valor mínimo aplicado variando ente R$ 5.000,00 e R$ 50.000,00
    Até o momento estes são os melhores investimentos que tenho feito, com rentabilidade superior a qualquer outro

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 8:33 #

      Ótimas taxas, Michel!

    • Antonio 20 de maio de 2015 at 14:01 #

      Qual banco você conseguiu essas taxas?
      Estou querendo tirar uma grana que tenho na poupança.

    • Gilberto 27 de julho de 2015 at 17:57 #

      Michel a Órama é uma corretora?

  4. Longe do Limite 23 de fevereiro de 2015 at 9:13 #

    Parabéns pelo estudo, Guilherme! Esta compilação de informações certamente irá ajudar na decisão de investimento de muitas pessoas!

    Saindo um pouco do objetivo do texto, uma afirmação contida nele acabou me fazendo parar para pensar: as pessoas físicas só costumam comprar ações quando a Bolsa está em alta. Infelizmente, a mais pura verdade… mas isso ocorre, muitas vezes, por desconhecimento. E é este o mal que estudos como o seu ajudam a combater.

    Abraço!

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 9:33 #

      Obrigado, LL!

      Sobre a frase das pessoas físicas na Bolsa, é verdade. Não agir de acordo com o “efeito manada” é um dos grandes desafios psicológicos de todo investidor.

      Abç!

  5. MJC 23 de fevereiro de 2015 at 11:26 #

    No meio desse ano vence algumas aplicações minhas feitas no Tesouro Direto, que fui comprando aos poucos desde 2008. Bom ter visto esse post. Pelo jeito vou ter que procurar um banco pequeno para comprar umas boas LCA/LCI.

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 11:54 #

      As LCAs e LCIs têm “surfado na onda dos juros altos” como o Gabriel Medina tem feito no WCT. 😀

      Mas, no Tesouro Direto, ainda vejo como bem atrativas as NTN-Bs, as quais, no patamar atual, estão com ótima rentabilidade.

      Abç

  6. Ronaldo Suett 23 de fevereiro de 2015 at 11:33 #

    Bom dia,

    Ótimo texto, simples e esclarecedor.

    Forte abraço!

    Ronaldo Suett

  7. David 23 de fevereiro de 2015 at 11:58 #

    As LCIs e LCAs sao imbátiveis para mim, ainda mais vendo este post. Mesmo investindo nelas no BB que paga sem negociação 84% do CDI, elas compensam muito! Elas são uma poupança que paga mais, porque no caso do BB temos liquidez diária um dia após a aplicação inicial e também temos isenção de IR. Se negociarmos com outros bancos menores até o teto de 250k teremos uma rentabilidade maior ainda, porém com uma menor liquidez inicial (carencia). Logo, depende do objetivo da pessoa: ou ela tem uma grana que não vai mexer mais (não precisa mesmo) ou ela tem uma grana guardada no banco e a qualquer momento poderá utilizá-la…. Dai a ideia de ser uma poupança (claro com saldo inicial de 30k).

    O Tesouro Direto para mim compensa apenas para aposentadoria e mesmo assim as NTNBs sem os cupons de juros semestral. Ou até para quem tem a grana para ser guardada e se contente em gastar os cupons de juros semestral das NTNBs (um upgrade no salário mensal), mantendo o poder de compra da grana inicialmente investida para futuras aquisições. O maior problema no TD (NTNBs) é que temos que investir a longo prazo, pois vender os títulos antes do vencimento na maioria das vezes não compensa e logo a sua liquidez perde feio para a das LCAs e LCIs…

    Por isso temos que saber o que queremos, como queremos e para quando queremos…

    Ótimo artigo…. Abs

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 12:04 #

      Excelente depoimento, David!

      Concordo com você: o melhor investimento depende dos objetivos dos investidores em relação ao dinheiro investido. O fato de as LCAs do BB terem liquidez diária o torna um produto um tanto quanto “canibalístico” dentro da própria instituição, no sentido de que nenhum fundo referenciado do próprio BB consegue render mais do que essa LCA.

      O Tesouro Direto realmente tem uma função positiva para a aposentadoria, mas com as Notas, como você bem disse. Outro atrativo do Tesouro, mas para quem gosta de especular, é investir em prefixados em momentos em que se pode inferir uma curva para baixo na taxa de juros, ganhando com o ágio desses papéis.

      Gostei muito da sua última frase, ela espelha e resume bem toda a questão do “melhor investimento”: temos que saber o que queremos, como queremos e para quando queremos…

      Abç!

      • David 23 de fevereiro de 2015 at 12:18 #

        Guilherme,

        Obrigado!!

        Eu invisto nas LCAs do BB como se fosse uma poupança. Precisei de grana, ta lá na conta corrente na hora pelo Internet Baking o quanto eu preciso. Isso para mim é um diferencial pois ainda não tenho condições de ter uma grana investida por longos prazos sem ver, nem juros, nem o principal. Mas que tiver, pode realmente procurar os bancos menores para investir nestes papeis ou as NTNBs do Tesouro.

        Esta opção que voce sugeriu de prefixados no meu perfil sao um pouco da renda fixa hahaha… Pois especular, por si só já é um bom risco e o investimento se torna variável heheheh. Mas é uma boa para quem sabe o que está fazendo e tem outros investimentos “fixos” mesmo para n “quebrar” em “zebras” heheheh…

        Abs e parabéns novamente pelo Blog…

        • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 12:22 #

          Olá David!

          Realmente, a LCA do BB é uma espécie de “poupança turbinada”. E o fato de ela ter resgate automático pesa ainda mais a favor dela.

          Em relação a especular no TD, realmente, é um risco, e eu não recomendo para quem não tem o perfil para isso, pois há a possibilidade de se perder dinheiro fazendo essa espécie de “trade”. O negócio, nesse caso, para quem não gosta, é evitar essas “zebras”….rsrs

          Outra opção para os prefixados é para aquelas pessoas que já querem saber quanto vão ter ao final de determinado prazo, desde que se mantenha o papel até o vencimento.

          Abç!

  8. Cristiano 23 de fevereiro de 2015 at 13:49 #

    Olá Guilherme,

    Não sei se você levou isso em consideração nas tabelas de rentabilidade, mas nos fundos de investimento há os famigerados “come-cotas” nos meses de maio e novembro, que “comem” 15% da rentabilidade apurada nos seis meses anteriores, fazendo com que em tais meses o rendimento seja praticamente zero ou negativo, além de atrapalhar um pouco a “mágica” dos juros compostos, pois há diminuição do principal…

    Abç!

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 19:00 #

      Tem razão, Cristiano, inclusive editei o post e acrescentei essa observação, com os devidos créditos!

      Abç!

  9. Martins 23 de fevereiro de 2015 at 15:10 #

    Uma LCI pagando 99%/CDI e um CDB pagando 120%/CDI já tributado, no mesmo período (360 dias) rendem exatamente o mesmo, mas o CDB leva vantagem pois a LCI corre o risco de tributação enquanto o CDB já é.

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 19:01 #

      Exato, Martins!

      • Anônimo 15 de julho de 2015 at 14:04 #

        Este raciocínio não é exatamente correto, porque alterações na tributação somente alterariam as rentabilidades de novas aplicações em LCIs. Mas entendi a comparação.

        • Guibro 15 de julho de 2015 at 17:56 #

          Amigo Anônimo, não é beeem assim… O mestre Guilherme tem razão.

          Alterações contratuais realmente não podem ser alteradas, o nome disso é respeito ao ato jurídico perfeito. Mas uma lei tributária que venha a aumentar o imposto de renda pode sim afetar os rendimentos futuros, basta ser editada no ano anterior, passando a ser aplicada 90 dias depois…

          Funciona assim: entre hoje e 31/12/2015 vem a lei instituindo IR pra LCI e LCA. Em algum dia de 2016, no mínimo 90 dias depois da edição da lei, o rendimento que vc receber em LCI/LCA vai passar a ser tributado.

          Veja só: o rendimento anterior a 1º de janeiro de 2016 não vai ser tributado retroativamente, mas o rendimento posterior vai ser garfado pelo estado! O que importaria, pra essa lei, seria a manifestação de riqueza, que é o rendimento. Se o rendimento é posterior à lei, CRÉU! E não importa a data do seu contrato com o banco.

          Lembre-se de que estamos no Brasil, onde as regras mudam da noite para o dia, o único interesse do governo é arrecadar e mandar na sua vida e as garantias não são respeitadas. Basta um pouco de criatividade, que nossos governantes e nossos juízes, definitivamente têm, quando é para garfar o cidadão…

          • Guilherme 16 de julho de 2015 at 11:43 #

            Perfeito seu raciocínio jurídico, Guibro!

            Abç!

  10. Gui 23 de fevereiro de 2015 at 18:20 #

    Queria me livrar da poupança e esse post me fez acordar! Vocês conhecem alguma alternativa de curto prazo no BB, que permita a priorização de resgate automático?

    Com cinco mil reais, só encontro opção de referenciado DI com 2% a.a. de taxa de administração, aí acho que não tem tanta vantagem sobre a poupança…

    • Gui 23 de fevereiro de 2015 at 18:31 #

      Quantos % do CDI rende o CDB do BB sem negociação?

      • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 19:04 #

        Gui, da última vez que simulei um investimento em CDB do BB, via Internet Banking, ele estava pagando 85% do CDI.

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 19:04 #

      Olá Gui, esse fundo referenciado DI com 2% a.a. de taxa de administração ainda assim consegue bater a poupança, exceto no primeiro mês, quando empata (por conta do IOF cobrado no fundo). Seguem dados aproximados:

      – 1 mês: 0,65%;
      – 3 meses: 1,97%;
      – 6 meses: 4,10%;
      – 12 meses: 8,66%.

      O fundo DI ainda apresenta a vantagem de ter rentabilidade diária.

      • Gui 24 de fevereiro de 2015 at 11:23 #

        Mas então, esses 8,66%, depois de tirar o IR de 22,5% (menos de 180 dias, que é meu caso), e sem nem descontar o come-cotas, já cai pra 6,7%…

        Poupar e investir no futuro parece crime neste país, de tão desincentivado que é… E isso só aumenta o valor do seu trabalho aqui, Hot! Você é incrível!

        • Luis 25 de fevereiro de 2015 at 19:11 #

          Me desculpe, mas tenho que discordar com seu último parágrafo. Se vc está falando deste país deve ter comparado com outros. Certo? Quanto mais alta é a taxa de juros em outros países? Como é o imposto de renda em outros países?
          É interessante notar quanto o brasileiro se faz de vítima e não percebe que somos privilegiados em renda fixa, com taxa de juros alta. Além disso o imposto de renda do Brasil não é tão alto assim.

          • Gui 26 de fevereiro de 2015 at 10:48 #

            Eu demonstrei com números que, nesse caso, o rendimento será menor que 6,7%. Só que a inflação dos últimos 12 meses (IPCA) foi de mais de 7%. Estamos falando, então, de uma PERDA REAL de dinheiro investido, PERDA DE PODER DE COMPRA. Se você está satisfeito com isso, ok. Eu nunca me satisfarei com situação tão esdrúxula. Poderia discorrer aqui sobre como a ausência de poupança determina o fracasso de uma nação, sobre por que o brasileiro investe tão pouco, e sobre as culpas desse estado fanfarrão na conta, mas estou sem tempo. Abraço!

            • Guilherme 1 de março de 2015 at 22:27 #

              Obrigado, xará!

              Só complementando, os 8,66% já são líquidos do IR de 22,5%, mas não está deduzido o come-cotas semestral.

              Abç!

          • Breno 17 de julho de 2015 at 23:17 #

            Caro Luís, não vejo nenhum privilégio, pois nos demais países principalmente da Europa a inflação é bem próxima de zero, a cobrança de impostos é mais alto que o Brasil, porém tem educação, saúde é uma boa estrutura com boa qualidade de vida.

      • Erick 29 de abril de 2015 at 17:50 #

        a poupança que tem que fazer aniversario mesmo no primeiro mês você ira ganhar mais

  11. TBB 23 de fevereiro de 2015 at 20:04 #

    Parabéns pelo post Guilherme. Gostaria de complementar que no caso do item 5 sobre o giro dos investimentos temos gastos elevados com DOC/TED e confecção e atualização de cadastro junto as corretoras e as assets.

    • Guilherme 23 de fevereiro de 2015 at 21:22 #

      Obrigado, TBB, e excelente observação! Inclusive, editei o post acrescentando sua informação, com os devidos créditos! São os leitores fazendo um verdadeiro post coletivo e colaborativo!

      Abç!

  12. roberto 23 de fevereiro de 2015 at 22:53 #

    Prezado Guilherme,primeiramente quero parabenizá-lo pela excelência de seu blog!
    Gostaria de complementar que no caso de aplicação em LCI/LCA em corretoras independentes, além das taxas citadas acima cobram também uma porcentagem por cada 90 dias do período da aplicação,p. ex.: LCI/LCA de 3 meses:0,1%; se LCI/LCA de 1 ano:4 cobranças de 0,1% e assim por diante.Esta taxa pode ser maior em algumas corretoras! Por isso temos que computar todos estes custos antes de aplicar,estando consciente que o porcentual oferecido pela corretora na prática é menor!

    • Uender 24 de fevereiro de 2015 at 21:33 #

      Aplico em LCI/LCA na Rico e na Easynvest, e esta cobrança que você esta falando ocorre apenas na Rico, onde eles dão a desculpa que cobram esta taxa de intermediação, mas repassam a taxa (%CDI) total da LCI/LCA para o cliente. O que também não é verdade, pois estou aplicando na Easynvest nos mesmos bancos com taxas até maiores que na Rico. LCA Fibra 100% CDI 360 dias por exemplo.

      • Guilherme 1 de março de 2015 at 22:28 #

        Obrigado, Roberto, pela informação!

        Realmente, há corretoras que cobram uma “taxa de intermediação”. Temos que ficar atentos a isso!

        Abç!

  13. Manu 25 de fevereiro de 2015 at 10:01 #

    Grande estou com uma quantia de 3.300 milhões investida em LCA do BB, vc acha que devo deixar como está ou diversificar mais essa quantia.

    • Guilherme 1 de março de 2015 at 22:29 #

      Diversifique. É possível aplicar em NTN-Bs do TD e fundos imobiliários também.

  14. Rosana 25 de fevereiro de 2015 at 15:05 #

    Guilherme,

    Excelente e muito oportuno post!
    Eu ainda considerava a poupança adequada para reservas de emergência, mas após ver a tabela, deu para perceber claramente que não é mesmo um bom negócio. Vou repensar minha estratégia.

    Abraços,

    • Guilherme 1 de março de 2015 at 22:29 #

      Obrigado Rosana!

      Realmente, a poupança só deve ter lugar se não houver alternativa para o dinheiro aplicado.

      Abç

  15. Fábio 25 de fevereiro de 2015 at 17:11 #

    Parabéns Guilherme, como sempre um ótimo texto!! Uma pequena duvida, me interessei pelo LCA do BB tão comentado, no entanto gostaria de saber se procede o que vi: é necessário ter uma conta Estilo!? Saberia dizer os requisitos para se ter uma conta dessas, caso haja, de fato, a necessidade!?

    Desde já obrigado e parabéns, site de conteúdo excelente!!

  16. DDewes 27 de fevereiro de 2015 at 18:54 #

    Excelente!
    Vcs sao ótimos, tenho esses calculos em excel e acompanho as mudancas a cada variavel(selic Ipca CDI…) .
    Como fica as LCA em relacao a impostos se vc ja as tem?

    • Guilherme 1 de março de 2015 at 22:31 #

      Obrigado!

      As LCAs ainda são isentas de IR.

      Abç!

  17. Cheverton 2 de março de 2015 at 5:04 #

    Guilherme, parabéns pelo site.

    Eu tenho 150k na poupança do BB, estou querendo aplicar em 120k em LCA e o restante colocar na minha previdência VGBL (tenho 20 anos). Seria um bom investimento ? Ou Colocaria tudo no LCA ?

    Pensei por em colocar os 30k restantes em LCI.

    Não pretendo mexer no dinheiro tão cedo.

    O gerente me ofereceu esses dois investimentos, pois o LCA não tem IR, e por ser um investimento de baixo risco.

    Obrigado

    • Guilherme 7 de março de 2015 at 20:59 #

      Oi Cheverton, obrigado!

      Sobre sua dúvida: invista todos os R$ 150k na LCA do BB.

      Abç!

  18. Rodrigo 2 de março de 2015 at 10:21 #

    Fiz meu primeiro investimento em agosto passado e foi justamente em uma LCI 98% do CDI… pelo visto comecei com o pé direito, hehe!

  19. Rafael 2 de março de 2015 at 11:46 #

    Recentemente encontrei uma Letra de Câmbio que remunera 128% do CDI, com vencimento em 2 anos. Fiz um aporte pequeno, e mais adiante pretendo fazer outros maiores. Tenho LCAs a vencer nos próximos meses, e essa me parece a melhor opção no momento (mais rentável). Honestamente, me parece imbatível.
    Interessante notar como muitos bancos e financeiras de médio e pequeno porte tem feito “ofertas” cada vez mais agressivas em relação à rentabilidade.

    Quanto a ter um “colchão de emergência”, acho importante que haja liquidez imediata. Títulos públicos só são recomprados às quartas (corrijam-me se estiver errado),então não me parece a opção ideal, nesse sentido. CDBs ou LCs com liquidez diária, remunerando pelo menos 100% do CDI seriam opções interessantes?

    Claro que por ter liquidez diária a rentabilidade oferecida é menor, mas como um fundo de emergência pretendemos jamais precisar usar, o tempo pode passar e as alíquotas de IR no resgate diminuírem, tornando a aplicação, no mínimo, razoável.

    Aproveito para agradecer pelo excelente conteúdo!

    • Guilherme 7 de março de 2015 at 21:00 #

      Olá Rafael, obrigado pelas palavras!

      Sobre sua dúvida, a resposta é sim, ou seja, CDBs e LCs com liquidez diária são as melhores opções, em termos de formação de uma reserva de emergências.

      Abç!

    • Leonardo 7 de abril de 2015 at 13:03 #

      Só atualizando, mas agora, a partir de 30 de março de 2015, o Tesouro Direto tem recompra diária com liquidez em D+1.

    • Gilberto 20 de julho de 2015 at 14:37 #

      Rafael em qual instituição vc conseguiu a remuneração da Letra de Cambio de 128% da CDI.
      Gilberto

  20. Eduardo 2 de março de 2015 at 16:08 #

    Olá Guilherme,

    Excelente artigo.
    Qual foi a taxa do CDI a.a. utilizada para fazer a tabela?

    Obrigado.

    • Guilherme 7 de março de 2015 at 21:00 #

      Olá Eduardo, obrigado!

      A taxa CDI foi de 12,07%, obtida através do site do Tesouro Direto.

      Abç!

  21. Danilo Muniz 4 de março de 2015 at 15:43 #

    Guilherme,

    Sempre que eu vou aplicar algo no tesouro direto eu dou uma lida neste texto, muito bom haha! Eu tenho algumas tabelas em excel que também fazem esses cálculos.

    Estou bem feliz com essas reuniões do COPOM para ser bem sincero, quanto mais eles sobem a SELIC mais eu compro LFT, acho que estou agindo certo não é?

    Abraços!

    • Guilherme 7 de março de 2015 at 21:01 #

      Olá Danilo, está agindo certo, sim!

      Abç!

  22. Marcilio 8 de março de 2015 at 14:36 #

    Tenho previdencia privada BB para meus dois filhos o mais velho tem por volta de 30k e o mais novo 8k, vc acha que devo resgatar e aplicar no td? quais os titulos NTNB ou LFT para longo prazo? ou deveria aplicar em LCI/LCA, já que são isentas de IR?

    • Guilherme 9 de março de 2015 at 18:36 #

      Olá Marcílio,

      Sim, aplique em NTN-Bs, que ganham da inflação e que tendem a render mais que a LFT, que serve apenas como proteção contra a inflação no presente.

      Sugestões de títulos:

      – NTNB 150820;
      – NTNB Principal 150824;

  23. João 10 de março de 2015 at 11:49 #

    Títulos do Tesouro Direto terão recompra diária

    Exame 10/03/2015

    São Paulo – A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou na manhã desta terça-feira (10) uma série de mudanças no programa online de compra de títulos públicos Tesouro Direto.

    Entre as novidades estão a mudança nos nomes dos títulos, que agora serão relacionados às formas de remuneração de cada papel, e a recompra diária dos títulos, que antes só ocorria às quartas-feiras.

    A opção de venda dos títulos pelos investidores será aberta todos os dias úteis, a partir das 18h, e será encerrada às 5h do dia seguinte. Já nos finais de semana e feriados a funcionalidade será oferecida o dia inteiro.

    Com isso, o Tesouro aumenta a liquidez do investimento, ou seja, a facilidade de resgate do valor investido.

    Também foi lançado um novo título para venda, o Tesouro Prefixado 2021 (LTN). Segundo o comunicado do Tesouro Nacional, o papel foi criado para atender a demanda por títulos com perfil mais alongado e sem pagamentos de juros semestrais.

    “Esse papel é ideal para aquele investidor que deseja saber a rentabilidade exata do seu investimento no momento da aplicação e não precisa receber antecipadamente os seus rendimentos”, diz a nota do Tesouro.

    Mudanças nos nomes

    As nomenclaturas dos títulos passarão a contar com expressões que sugerem a forma de remuneração do papel e explicam se ele paga juros semestrais ou se acumula o rendimento para o vencimento.

    As Letras Financeiras do Tesouro (LFTs) passarão a ser chamadas de Tesouro Selic 20XX (LFT), sendo que o “XX” do nome é alterado de acordo com o ano de vencimento do papel. Esses títulos são aqueles que pagam ao investidor a variação da taxa Selic durante o período do investimento.

    Por serem atrelados à taxa básica de juros, esses títulos não geram prejuízos aos investidores quando resgatados antes do vencimento, como ocorre com os outros papéis. Por isso, são considerados os títulos mais conservadores do Tesouro.

    A Letra Nacional do Tesouro (LTN) passará a se chamar Tesouro Prefixado 20XX (LTN), em linha com a forma de remuneração do título, que paga ao investidor uma taxa de juro prefixada, que é determinada no momento da aplicação.

    A Nota do Tesouro Nacional – Série B Principal (NTN-B Principal) mudará para Tesouro IPCA+ 20XX (NTN-B Principal). O título paga ao investidor uma taxa de juro prefixada, mais a variação da inflação medida pelo IPCA, daí a inspiração para o nome.

    A palavra Principal é explicada pelo fato de o título acumular os rendimentos para o vencimento, diferentemente da NTN-B pura, que paga ao investidor os rendimentos a cada seis meses.

    Para difereciar os títulos que acumulam os rendimentos para o vencimento daqueles que pagam a rentabilidade a cada seis meses, os novos nomes também farão menção à peridiocidade de pagamento dos juros. Sendo assim, as NTN-Bs puras, passarão a ser chamadas de Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 20XX (NTN-B).

    Da mesma forma, as Notas do Tesouro Nacional série F, que assim como as LTNs são títulos prefixados, mas se diferenciam por pagar juros semestralmente, passarão a ser chamadas de Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 20XX (NTN-F).

    Veja na tabela a seguir as novas nomenclaturas dos títulos:

    Título Rendimento Remuneração do título
    Tesouro Prefixado 20XX (LTN) Taxa Contratada Somente no vencimento
    Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 20XX (NTN-F) Taxa Contratada Semestral e no vencimento
    Tesouro IPCA+ 20XX (NTN-B Principal) IPCA + Taxa Contratada Somente no vencimento
    Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 20XX (NTN-B) IPCA + Taxa Contratada Semestral e no vencimento
    Tesouro Selic 20XX (LFT) Selic + Taxa Contratada Somente no vencimento
    Mudanças no site

    O site do Tesouro Direto também foi reformulado e o conteúdo ficou mais didático e intuitivo. A página foi adaptada para ser acessada por diferentes plataformas, como desktop, smartphones e tablets.

    Os usuários também passarão a contar com o recurso “orientador financeiro”, uma espécie de gerente virtual que auxiliará os investidores a encontrarem os melhores investimentos de acordo com o seu perfil.

    Segundo a nota divulgada à imprensa pelo Tesouro, as alteraçõe são resultado de uma pesquisa realizada junto a investidores e profissionais da área financeira. “Fazem parte de um projeto de aperfeiçoamento no modo como o Tesouro Direto se comunica com o público”.

    As mudanças foram implementadas a partir de uma parceria entre o Tesouro Nacional, a BM&FBovespa e demais colaboradores.

  24. Fabi 16 de março de 2015 at 10:36 #

    Olá Guilherme,
    Tenho dinheiro aplicado em LCA no BB, mas confesso que estou com receio de que este já não seja um investimento de baixo risco, dado o cenário da nossa economia, a falta de idoneidade dos nossos governantes e a crise no setor agrícola. Estou seriamente considerando tirar todo o meu dinheiro do BB para investir em um plano de previdência do Santander (um banco sólido, e internacional). O plano que me ofereceram possui taxa de administração de 0,9% a.a. e com performance média de 98,55% do CDI nos últimos 12 meses – com variação de 61% (set/14) a 136,7% (fev/14). Tenho ciência da carência de resgate (60 dias) e custos de carregamento (2%), saída (0% após 24 meses) e IR, mas acho que mais do que rentabilidade, estou buscando a proteção dos meus investimentos. Você acha que estou exagerando? Considerando todos esses custos e rentabilidade que mencionei, você acha que um plano de previdência pode ser uma boa alternativa?
    Abç,

    • Guilherme 16 de março de 2015 at 15:13 #

      Olá Fabi,

      Depende de seus objetivos. Se você declara IR pelo formulário completo, e paga uma alta quantia anual de IR, pode fazer sentido essa migração, para aproveitar o benefício fiscal e receber parte do dinheiro de volta.

      Porém, como regra geral, ainda considero a LCA do BB um produto forte e competitivo, graças à isenção de IR e ao fato de ter liquidez diária.

      Abç

  25. Michelle Ribeiro 20 de março de 2015 at 11:36 #

    Oi,quero sua opinião..tenho lucros na minha franquia de 70mil o qur devo fazer aplicar em que?devo comprar minha casa ?

  26. D.D. 24 de março de 2015 at 19:28 #

    Guilherme, está correto a rentabilidade do CDB de 105% sobre o CDI prazo 24 meses (22,98%) ser SUPERIOR a LCA/LCI a 90% do CDI no mesmo prazo (22,77%)? Se sim, por que?

    • Guilherme 24 de março de 2015 at 19:35 #

      Sim, D.D., está, porque a alíquota do IR para aplicações superiores a 720 dias cai para 15%, beneficiando o CDB.

      Abç!

  27. D.D. 24 de março de 2015 at 19:34 #

    Complementando a questão acima: 105% do CDI x 0,85 = Temos rentabilidade liquida de IR de 89,25%, portanto inferior a LCI/LCA de 90% isenta de IR. Ou estou enganado…

    • Guilherme 24 de março de 2015 at 19:37 #

      Tem a questão do cálculo do IR, cuja alíquota é decrescente com o decorrer do tempo!

      • Cristian 19 de maio de 2015 at 0:01 #

        Boa noite

        Guilherme parabéns pelo post, muito esclarecedor..

        Tens como me enviar por e mail esta planilha para simular?

        Abç

        • Guilherme 19 de maio de 2015 at 14:31 #

          Olá Cristian, obrigado!

          Infelizmente, não tenho mais essa planilha.

          Abç!

  28. Afonso Cláudio 27 de março de 2015 at 9:52 #

    Guilherme,

    Parabéns, mais uma vez, pelo excelente matéria!!!!

    Gostaria de pedir um favor: Voce poderia postar o link para a planilha que você fez estas contas??? Eu gostaria de estudar estas fórmulas e adaptá-las a outras condições (aproveitando as premissas que você informou acima).

    Mais uma vez, muito obrigado!

    Abs,

    • Guilherme 27 de março de 2015 at 11:28 #

      Valeu, Afonso!!

      Sobre a planilha, foi um amigo que fez e que me enviou. Vou pedir a ele a planilha, e repassá-la para você.

      Abç!

  29. Flavio 27 de março de 2015 at 11:25 #

    Olá,

    desculpe sou novo no blog e talvez esteja fazendo uma pergunta um tanto igorante.
    Mas quando vc está considerando a rentabilidade líquida de cada um destes investimentos, está fazendo a conta com juros compostos ou a juros simples, nesse ultimo caso, apenas para efeito de comparação.

    Obrigado

  30. Flavio 27 de março de 2015 at 11:30 #

    Apenas como utilidade pública,

    Eu estive fazendo cotações com os bancos que mantenho relacionamento e o Santander Van Gogh me ofereceu uma condição para o LCI interessante, com 102% do DI no resgate em 6 meses e 104% no resgate em 1 ano. Pedindo um aporte mínimo de 30 mil.

    Para quem não tem necessidade de resgate imediato e quer um investimento sem IR, parece ser uma boa alternativa.

    Abraço.

    • Guilherme 27 de março de 2015 at 11:39 #

      Olá Flavio,

      Realmente o valor está muito atrativo. Mas esse percentual do DI é líquido? Acredito que eles tenham feito equivalência com o CDI bruto, pois tais valores, se forem líquidos, estão bem superiores aos percentuais pagos por bancos de pequeno porte, como Indusval, Plural, Sofisa e outros.

      Abç

  31. sebastiao paiva 31 de março de 2015 at 18:04 #

    Guliherme, por favor (desculpe a ignorância, pois sou iniciante).Por que que, na tabela, a LCI/LCA de 84% CDI tá com rentabilidade líquida de 0,80% (mesmo você tendo adotado a SELIC em 12,25%)????

    • Guilherme 31 de março de 2015 at 18:47 #

      Porque eu considero a SELIC de 21 dias úteis.

  32. LUDMILA 31 de março de 2015 at 22:03 #

    Parabéns pelo Post Guilherme, sou nova na area de investimentos e apliquei em LCI na caixa e LCA no BB , porém estou em dúvida referente a inflação. Considerando a liquidez da caixa de 60 dias e do BB sem liquidez e um prazo de 6 meses do investimento como que eu calculo o meu rendimento real subtraído a inflação ? Nao sei calcular, e pelo meu estudo leigo penso que esta aplicação é apenas uma forma de não perdemos valor do dinheiro . Ficaria elas por elas .. Estou errada ?? Poderia clarear minhas ideias ?? Ainda sim, caso opte pela NTNB 150820 meu rendimento seria maior do que a inflação certo? Porem dependerá do meu perfil a longo prazo se nao irei precisar do dinheiro . O que vc me recomendaria ? Valor de 150 k . Obrigada pela ajuda.

    • Guilherme 1 de abril de 2015 at 21:34 #

      Olá Ludmila, obrigado!

      O cálculo do rendimento real é feito apurando a diferença entre a rentabilidade nominal e a taxa de inflação do período. Se for feito em termos anuais, se a LCI der 10%, e a inflação for de 7,5%, o rendimento real será de 2,5%.

      Os investimentos pós-fixados ao CDI costumam ter rendimento real positivo, assim como as NTN-Bs, que sempre terão esse tipo de rendimento.

      Para esse valor, e visando à proteção contra a inflação, considerando investimentos mais conservadores, eu recomendo a LCI ou LCA, pois são investimentos isentos de IR, mas consideraria também a possibilidade de aplicar de 10% a 15% em NTNB 2020, conforme você vislumbrou.

      Abç!

  33. Carlos 1 de abril de 2015 at 19:33 #

    A partir de hoje a aplicação mínima para LCA no BB é de R$ 3.000,0, a 84% CDI.
    Aplico na Easynvest e Banco Sofisadireto…

    • Guilherme 1 de abril de 2015 at 21:34 #

      Grato pela notícia, Carlos!

      Abç!

    • Luis 6 de abril de 2015 at 13:55 #

      Olá Carlos,

      Podes enviar alguma referência para essa informação?
      No site do BB ainda informa q o mínimo de aplicação do LCA é R$ 30.000 (http://www.bb.com.br/portalbb/page100,114,32422,6,0,1,1.bb).

      Também quando tento aplicar pela Internet, recebo o seguinte erro:
      Problema na execução de sua solicitação…
      Aplicação não disponível para seu perfil. (C999-845)

      Alguém tem ideia de pq isso ocorre?

      Obrigado,

      • David 6 de abril de 2015 at 14:33 #

        Luis,

        O minimo eh realmente 30k para aplicacoes em LCA no BB. Esse seu erro é porque para aplicar em LCA no BB vc tem que obedecer os seguintes criterios:

        – Ou ter uma renda comprovada mínima de 8k mensal
        – Ou ter investido no BB (Poupança, Fundos, CDB) o mínimo de 100k

        Se obedecer um dos dois acima, vc entra em contato com o seu gerente e mande ele rodar o seu perfil de investimento novamente no sistema do BB que na hora libera para vc aplicar em LCA lá….

        Abs

        • Luis 6 de abril de 2015 at 14:37 #

          Olá David.

          Muito informativo esse seu comentário!
          Obrigado!

          No meu caso ainda não cumpro nenhum desses critérios e pelo jeito, infelizmente, não vou poder aplicar em LCA.

          @Guilherme, acredito que seria importante enfatizar a informação desse comentário dentro do corpo do seu blog post. Assim fica claro para as pessoas quais são os requisitos e expectativas sobre o investimento.

          • Guilherme 9 de abril de 2015 at 11:36 #

            Olá Luis, vou fazer esse procedimento!

            Grato pela dica!

            • Lucas Cavalheiro 6 de maio de 2015 at 0:57 #

              O mesmo aparece aqui para mim. LCA indisponível.

              Mas há a opção no BB de aplicação em LCI – 80% do CDI, liquidez diária e aplicação inicial de R$ 1000,00.

              Tá lindo já.

              O mais perto disto eu só consigo um CDB no Banco Intermedium de 104% do CDI (20k inicial). Liquidez diária.

              Pela comodidade de não depender de TEDs/DOCs para a corretora e do resgate automático em caso de emergências, acho válido o LCI do BB.

  34. sebastiao paiva 2 de abril de 2015 at 11:29 #

    Por favor, Guliherme, quais os cálculos que vc faz (usando o mês com 21 dias úteis, como vc falou) para chegar na tabela, da LCI/LCA de 84% CDI, a essa rentabilidade líquida de 0,80% (mesmo você tendo adotado a SELIC em 12,25%) ??

    • Guilherme 2 de abril de 2015 at 11:44 #

      Multipliquei o valor de 84% do CDI diário por 21 dias para chegar nos 0,8%. Há uma pequena variação entre a SELIC e o CDI, sendo o CDI um pouco menor.

  35. sebastiao paiva 2 de abril de 2015 at 11:32 #

    Outra coisa: todos sites usam essa referencia do mês com 21 dias para, na situação descrita calcular rendimentos?

  36. sebastiao paiva 2 de abril de 2015 at 14:27 #

    Desculpe, esse valor de 0.80 que tá na tabela não tou conseguindo de jeito nenhum:
    1)Nem dessa forma: 12.25×0.84
    =10.29
    10.29÷252
    =0.0408333333
    0.0408333333×21
    =0.8575
    2 Nem dessa forma: 12.25÷252
    =0.0486111111
    0.0486111111×0.84
    =0.0408333333
    0.0408333333×21
    =0.8575.Qual o cálculo pra se chegar a esses 0,80% da tabela????

    • Luis 2 de abril de 2015 at 14:31 #

      Juros compostos:

      12.25×0.84 = 10.29
      1+10.29/100 = 1.1029
      Esse foi o valor anualizado, para chegar no valor de 21 dias:
      1.1029^(21/252)-1 = 0.008195322 = 0.819%

      • Guilherme 2 de abril de 2015 at 18:09 #

        Obrigado Luís, os seus cálculos estão perfeitos.

        Abç!

    • Mauro 28 de abril de 2015 at 10:29 #

      Sebastião, bom dia.

      Você pode acompanhar a variação diária do CDI no site: http://www.portaldefinancas.com/cdidiaria.htm

      Dessa forma o cálculo seria assim:

      Percentual do CDI pago pelo BB = 0,84%
      CDI diário = 0,047138 (dia 28/04/2015)
      Dias úteis = 21 dias

      Assim temos:

      0,84% * 0,047103 * 21 = 0,8315%

      • Luis 28 de abril de 2015 at 15:45 #

        Mauro,

        Bom link da CDI diária! Não conhecia.

        Usando juros compostos seriam = 0.8342%
        A diferença é que ao invés de ser o juro sobre o mesmo nos 21 dias (*21), ele é sobre o capital anterior + juros.

        Assim:
        (84% * 0,047103% +1)^21 -1 = 0,8342%

        Isso seria aproximadamente 10,48% ao ano.

  37. sebastiao paiva 2 de abril de 2015 at 15:03 #

    Agora entendi Luis. Muito obrigado!!!Vc percebeu q eu estava em apuros.Valeu aí amigo.Obrigado também Guilherme.Eu nao entendi qdo vc falou porque estou no início dos estudos.Recomenda algum material para iniciantes???

    • Guilherme 2 de abril de 2015 at 18:11 #

      Olá Sebastião, procure um livro de Excel em matemática financeira, vai te ajudar bastante. No Google dá pra ter uma noção dos livros disponíveis.

      Abç!

  38. Gabi 7 de abril de 2015 at 17:03 #

    Olá Guilherme,

    Parabens pelo site! Tem me ajudado muito a esclarecer muitas duvidas. Mas parece que quanto mais a gente lê, mais duvidas vão surgindo! Então vamos lá: Eu tenho USD 3.000 guardados em casa e uma LCI no BB. Nesse momento, eu deveria vender esses dolares e aplicar o valor em reais na minha LCI? Ou até mesmo iniciar outro tipo de aplicação com esse valor, como por exemplo uma LFT? É interessante diversificar ou o melhor seria mesmo aumentar cada vez mais o valor aplicado na LCI?

    Obrigada!

    Abraço!

    • Guilherme 9 de abril de 2015 at 11:40 #

      Olá Gabi, obrigado.

      Antes de mais nada, a resposta depende de seus objetivos com o dinheiro.

      Se não for utilizar o dinheiro para viagens, e pretende conservá-lo para um objetivo futuro, vale a pena migrar os dólares para uma LCI ou LFT.

      Abç

  39. Filho 10 de abril de 2015 at 2:26 #

    Guilherme, primeiramente parabéns pelo site e pelo forma didática que consegue transmitir conhecimento as pessoas.
    Sou filho único e há alguns meses estou tentando (com muita dificuldade) ajudar minha mãe em seus investimentos. Tenho 29 anos.
    Ela tem aquele perfil bastante conservador que confia cegamente no gerente do banco, o que acredito que seja uma falha grave.
    Essa característica, inclusive, custou caro a ela há algum tempo. Devido a confiança que depositava em um gerente que antes era de um outro banco que ela era cliente, investiu quase toda suas economias em CDB no Banco Rural. Infelizmente o valor total era de 3 milhões, divididos em duas aplicações. Uma aplicação na pessoa física, outra na jurídica. Até agora conseguimos recuperar 250 mil em cada aplicação através do FGC. Em um total de 500 mil. Os outros 2,5mi sabe-se lá quando e se receberemos.
    .
    Enfim… Preferi contar esse detalhe pra você entender o porque hoje tenho tanta preocupação com os investimentos dela.
    Há mais de uma década ela possui uma aplicação no Bradesco Previdência Privada, o uso será realmente para uma futura aposentadoria. Hoje ela tem 55 anos.
    O modalidade desta aplicação que ela pretende usar para uma futura aposentadoria é PVT – PGBL FIX 10. O saldo atual disponível é de 1.700.000,00 aproximadamente. Ela não faz resgates nesta conta, nem pretende fazer. O uso realmente é para aposentadoria. ps: O que significa valor de contrib. 746.000,00 . A corretora só nos deu um pequeno demonstrativo com o valor do saldo atual e deste tal valor de contrib.
    Minha primeira duvida é. Para aposentadoria, neste caso, existe riscos dela perder dinheiro?

    Agora vou chegar ao ponto que de fato me levou a escrever a você…
    Fora esse PGBL para aposentadoria que citei acima, minha mãe possuia um pouco mais de um milhão guardados, e a gerente aconselhou ela a investir na previdencia privada. Isso há uns 2 anos. E ela o fez. Hoje seus “investimentos” estão divididos em duas aplicações:
    VGBL PRIVATE F10: 560.000
    VGBL PRIVATE F15: 858.000
    .
    Nosso objetivo é fazer o resgaste desse dinheiro pra investirmos em um centro comercial nos proximos 2 anos. Inclusive ela faz grandes aportes no VGBL F15, e alguns aportes pesados tambem. O que acredito que seja totalmente errado. Pois a taxa de carregamento e outras possiveis taxas nos resgates devem corroer todo o investimento. Fora a taxa de administração que incide sob o valor total aplicado.
    .
    Nesse meio tempo consegui acesso ao gerente de investimentos do bradesco da minha cidade, e ele reconheceu que foi um grande equivoco ter aplicado todo esse montante em na previdencia privada. Um dinheiro que pretendemos
    usar em no maximo 3 anos.
    Ele nos sugeriu investir esse valor total, que hoje gira em torno de 1,42 milhão, no LCI com rendimento de 85% do CDI. No proprio, bradesco, logico.
    Quero sua ajuda, por favor… Qual aplicação voce nos sugeria ? Lembrando que não pretendemos diversificar muito. Pois esse dinheiro infelizmente não é meu, e sim da minha mãe. Uma cliente extremamente conservadora. Não quero algo que renda o máximo de dinheiro… Meu objetivo é uma aplicação em que ela possa fazer alguns aportes e resgates a cada 2… 3 meses. E que não perca dinheiro outra vez.
    O que voce me indicaria ? Abraço e muito obrigado. Desculpa pelo longo texto.

  40. Filho 10 de abril de 2015 at 2:34 #

    Só uma pequena correção:
    Onde escrevi:
    “Inclusive ela faz grandes aportes no VGBL F15, e alguns aportes pesados tambem.”
    quis dizer:
    “Inclusive ela faz grandes aportes no VGBL F15, e alguns RESGATES pesados tambem.” (coisa de 200 mil…).
    Em um aporte de 200 mil em novembro passado por exemplo, o carregamento foi no valor de 2400 reais. O que dá 1.2% de taxa de carregamento… Uma tristeza.
    .
    Enfim… Só mandei esse outro comentario pra deixar tudo bem claro, depois pode ate apagar este e manter o outro mais longo. Abraço e espero sua ajuda. Muito obrigado desde já.

    • Guilherme 10 de abril de 2015 at 13:32 #

      Olá, Filho, obrigado pelas palavras, e o parabenizo pelo interesse em melhorar os investimentos de sua mãe, os quais, infelizmente, ainda hoje, estão em veículos de investimentos muito ruins, que rendem pouco, e só satisfazem os interesses do banco, que ganha polpudos valores em taxas de carregamento e administração.

      Minha recomendação é você fazer o resgate total desses valores que estão no VGBL, e transferi-los para a LCI do Bradesco (somente se tiver liquidez diária, pois pelo que você disse sua mãe costuma fazer retiradas de dinheiro), ou então procurar outro grande banco, como o BB, e tentar negociar uma taxa de LCA mais atrativa que esses 84%.

      Isso ocorre porque, como sua mãe costuma fazer resgates pesados também, com o investimento em LCI ou LCA, não há tributação sobre os saques.

      Outra alternativa é transferir essas aplicações para o Tesouro SELIC, cuja liquidez é diária e proporciona uma segurança adicional em relação aos investimentos num banco privado, ainda que do porte do Bradesco.

      Sobre o valor contido no PGBL, é preciso verificar se ele foi feito de acordo com a tabela regressiva ou progressiva do IR. Se foi feito com a tabela progressiva, penso valer a pena sacar o dinheiro, e transferi-lo para uma aplicação que tenha rentabilidade e liquidez diária, como o Tesouro SELIC. Se foi feito com a tabela regressiva, é preciso verificar qual seria a alíquota do IR que incidiria em caso de saque.

      Se for a menor alíquota, 10%, vale a pena sacar e fazer a aplicação num investimento com rentabilidade diária, como Tesouro SELIC.

      Abç e boa sorte.

  41. Cristiane 10 de abril de 2015 at 17:26 #

    Guilherme, boa tarde.
    Tinha um valor R$ 50 mil parado na conta (BB) e a gerente já vinha insistindo pra eu aplicar. Sempre tive receio por causa das taxas e também de ser “enganada” pelo gerente por causas metas que eles bater e etc..Ela disse que investiria R$45,000 na previdência e depois de uns dois meses mais R$5.000 para que se eu precisasse retirar em 6 meses não houvesse cobrança de taxa. Ontem comentei sobre o assunto com uma pessoa e me perguntou porque eu (a gerente) não tinha investido em LCA. Fiquei preocupada e decidi fazer uma pesquisa sobre a diferença entre as aplicações encontrado sua página. Poderia me dar uma luz?! Grata e abraços.

    • João 10 de abril de 2015 at 19:11 #

      Qual é dúvida?

      • Guilherme 11 de abril de 2015 at 16:35 #

        Bom, João, eu acho que a Cristiane quis saber se era negócio investir em previdência.

        Se for essa a dúvida, eu penso que o melhor caminho é fazer o aporte na LCA, em que não há cobrança de taxas de administração ou de impostos no resgate.

        LCA e previdência privada são produtos de investimento bem diferentes.

        Anç

  42. Davidysson 10 de abril de 2015 at 18:06 #

    Olá, sugestão de calcular o LCI em 80% do CDI para clientes do Banco do Brasil que não tem o perfil para aplicar no LCA, pra saber se vale a pena… No LCI a aplicação mínima é de R$ 1.000,00, remunera 80% do CDI, e a carencia de resgate é de 60 dias, a partir dai possui liquidez diária. Grato

    • Guilherme 11 de abril de 2015 at 16:37 #

      Olá, ela rende aproximadamente o mesmo que um CDB a 100% do DI, de modo que é uma opção interessante sim, sobretudo pela isenção de IR e pela dificuldade de se conseguir um CDB no BB a essa taxa do CDI.

      Abç

  43. Ernane 14 de abril de 2015 at 1:53 #

    Olá, Guilherme.

    Sou cliente do BB e pretendo fazer investimento em LCI. Vi que o cálculo feito é de 80% do CDI.
    Levando em consideração que tenho montante de R$ 6.000,00 disponível para investimento, é lucrativo investir em corretora como a Easymoney que remunera 97% do CDI para investimentos de 24 meses? Obrigado desde já!

    Abs,

    • Guilherme 19 de abril de 2015 at 10:10 #

      Olá Ernane,

      Se esses 97% forem do CDI líquido, sem dúvida, é uma ótima aplicação.

      Contudo, considere que esse é um prazo longo, e que geralmente há carência a ser cumprida.

      Além disso, há riscos de o compromisso não ser honrado pelo banco.

      Abç

  44. Junior 14 de abril de 2015 at 1:56 #

    Ola tenho 37000 em CDB do sicoob a 98% CDI ha 4 meses, vale a pena mudar pra LCA do BB 80% ou 84% do CDI liquidez de 60 dias.
    Ate pensei em pegar esse dinheiro e comprar um lote na região por 40 mil.

    Tenho um reserva na poupança de 7 mil.

    Pode me ajudar?

    • Guilherme 19 de abril de 2015 at 10:11 #

      Olá Junior, vale a pena migrar para a LCA do BB. Rende mais.

  45. Murilovisks 16 de abril de 2015 at 10:05 #

    Parabéns pelos esclarecimentos! De grande valia.
    Tenho depositado 100k em poupança. Após ler o post, decidir aplicar na LCA BB.
    Inicialmente, pretendo investir 50k em LCA e 30k em LCI, permanecendo com 20k para fundo de emergência.
    A questão é:
    1) Eventual tributação, atingirá aqueles que já possuem o investimento?
    2) Há prazo de vencimento? Digo, tal data o valor deve ser todo resgatado?
    3) A taxa pactuada, ela permanece mesmo diante de uma alta/baixa da selic?
    4) Após o prazo de carência, é possível acompanhar os rendimentos diários ou somente na data de resgate?
    Mais uma vez, reitero meus agradecimentos pelas informações disseminadas.

    Att.

    • Guilherme 19 de abril de 2015 at 10:12 #

      Olá Murilo, obrigado!

      Sobre suas dúvidas:

      1) Não.
      2) Há, e ele é informado no momento da aplicação.
      3) Sim, permanece a mesma.
      4) É possível acompanhar os rendimentos diários.

  46. Murilovisks 16 de abril de 2015 at 10:11 #

    Fazendo um adendo, li o regulamento da LCA BB e vi que há dois tipos:

    a) BB LCA Pré-fixada – Caracteriza-se pela existência de valor de resgate no ato da
    compra do título. O cliente já sabe quanto irá receber no vencimento da LCA.
    b) BB LCA Pós-fixada – Caracteriza-se pela não existência de valor de resgate pré-
    estabelecido. A correção monetária do título se dará com a aplicação dos
    encargos negociados, pro rata temporis.

    Poderia discorrer sobre os tipos oferecidos e qual seria mais vantajoso?

    • Guilherme 19 de abril de 2015 at 10:13 #

      A Prefixada estipula uma taxa fixa no momento da aplicação.

      A pós-fixada acompanha a variação da taxa SELIC.

      No momento atual, vale a pena a pós-fixada, pois há expectativa de a SELIC subir mais um pouco.

      • Murilo 20 de abril de 2015 at 22:22 #

        Grato pelos esclarecimentos!
        Excelente o blog!
        Parabéns pela iniciativa.

  47. ThiagoLima 24 de abril de 2015 at 10:03 #

    Trabalho em uma universidade que tem uma cooperativa. Numa breve visita o atendente explicou que ao associar-se o funcionário tem entre 1% a 10% do salário descontado em folha para a compra de cotas e que o rendimento é fixado a taxa selic. Caso haja uma espécie de lucros (não entendi muito bem) o mesmo tem uma taxa que é dividido para os associados. Mediante a esse cenário, ainda acha que compensa procurar investimentos como CDB, LCI, LFT?

    • Guilherme 25 de abril de 2015 at 20:38 #

      Thiago, eu não sei como funciona o sistema dessa cooperativa, portanto, não tenho como lhe responder.

      Procure se informar com quem é cooperado há mais tempo, para ver se realmente o sistema tem funcionado a contento.

      Abç

  48. Murilovisks 27 de abril de 2015 at 8:38 #

    Prezado Guilherme, mais uma vez registro meus agradecimentos pelas informações e esclarecimentos prestados por Vossa Senhoria,

    Aderi à LCA BB, após ler seu post, os comentários e os esclarecimentos.
    Gostei do investimento.
    Entretanto, fiquei com outra dúvida. A rentabilidade é diária, mas incide somente sobre o valor aplicado ou tem-se juros em cima de juros? Após uma semana, fiquei com a impressão que não se trata de juros compostos, é isso mesmo?
    Desde já, agradeço.

  49. lemes 28 de abril de 2015 at 11:18 #

    Parabéns Guilherme, ótimo site, sou novo aqui, e muito leigo na área, é o seguinte, estou com um montante x parado em uma conta poupança na caixa, e recentemente abri uma cc no bb e queria que você me ajudasse, qual seria a melhor opção, deixar parado na poupança da caixa ou tentar algum investimento no bb levando em consideração que não seja alto essa montante minha, e que em breve irei aumenta-lá .

    • Guilherme 28 de abril de 2015 at 16:46 #

      Obrigado, lemes, no seu caso, tente algum investimento no BB porque a poupança está rendendo muito pouco.

      Na verdade, o melhor mesmo é aplicar no Tesouro Direto, que agora tem liquidez diária e permite aportes de valores baixos, por exemplo, R$ 30 ou R$ 50.

      Abç

  50. Vinicius 28 de abril de 2015 at 18:16 #

    É possível negociar essa taxa do lca do bb ? Ou essa taxa de 84% é fixa ? Tenho 800 mi em Lcas de diferentes bancos médios … Mas ainda não tenho conta no bb e gostaria dessa informação antes de abrir uma conta lá… Vc tem idéia ? Obrigado

  51. Vinicius 28 de abril de 2015 at 18:46 #

    Obrigado pela ajuda ! E sobre a lci da caixa ? Sabe se dá pra negociar ?

    • Guilherme 28 de abril de 2015 at 20:12 #

      A CEF também é um banco difícil de negociar. Parece que eles têm uma tabela de valores prefixada. Sugiro conversar com um gerente para ver essa possibilidade de taxas melhores.

  52. Anderson 30 de abril de 2015 at 11:23 #

    Olá Guilherme,

    Primeiramente, parabéns pela matéria e pelo comprometimento em responder a todos.

    Como não entendo muito desta área, Gostaria de uma ajuda sua se possível.

    Li hoje uma matéria que informava que a taxa Selic subiu para 13,25% e me perguntei como isso afeta um plano de previdência que tenho a dois anos.
    Para ser sincero, olho mensalmente os rendimentos e tenho tido a impressão que ele não está “rendendo”.

    Comecei aplicando R$ 200,00 no primeiro ano e hoje estou aplicando mensalmente R$ 350,00 em um plano de previdência privada (Itau VGBL RF plus), com a ideia de aumentar conforme a situação financeira venha a melhorar..
    Atualmente tenho algo em torno de R$ 8500,00. Minha intenção é manter esse dinheiro “trabalhando” para mim pelos próximos 20 ou 30 anos.

    Seria interessante resgatar esses dinheiro e investi-lo em uma LCA BB, uma vez que quando eu vier a resgatá-lo, terei o desconto do IR, diminuindo consideravelmente o valor do lucro líquido obtido?

    Desde já, agradeço atenção.

  53. Anderson 30 de abril de 2015 at 11:56 #

    Retificando***
    favor desconsiderar o primeiro comentário

    Olá Guilherme,

    Primeiramente, parabéns pela matéria e pelo comprometimento em responder a todos.

    Como não entendo muito desta área, Gostaria de uma ajuda sua se possível.

    Li hoje uma matéria que informava que a taxa Selic subiu para 13,25% e me perguntei como isso afeta um plano de previdência que tenho a dois anos.
    Para ser sincero, olho mensalmente os rendimentos e tenho tido a impressão que ele não está “rendendo”.

    Comecei com um valor mínimo X e aplicando R$ 200,00 no primeiro ano. Hoje estou aplicando mensalmente R$ 350,00 neste plano de previdência privada (Itau VGBL RF plus), com a ideia de aumentar conforme a situação financeira venha a melhorar…

    Atualmente tenho algo em torno de R$ 8500,00. Minha intenção é manter esse dinheiro “trabalhando” para mim pelos próximos 20 ou 30 anos.

    Seria interessante resgatar esses dinheiro e investi-lo em algum outro plano? Qual?

    As LCA BB me pareceram algo muito interessante, porém, necessitam de um investimento mínimo correto? de R$ 30.000? ou com o valor que tenho na minha previdência seria possível aderir a uma?

    Para quem já tem uma valor superior a R$ 30.000, seja em poupança, previdência ou algum outro plano, qual seria o melhor plano a se investir esse montante e quais os riscos envolvidos? Pode haver perdas ao invés de lucro, ou é possível resgatar após um período (seja bom ou ruim), pelo menos o valor inteiro que foi investido?

    Poderia me ajudar com relação as perguntas acima por favor e se possível, enviar algumas dicas para um futuro financeiro próspero.

    Desde já, agradeço atenção.

    Mais uma vez, Obrigado

    • Guilherme 1 de maio de 2015 at 14:55 #

      Olá Anderson, obrigado!

      Sobre sua dúvida, vamos lá: a melhor ideia é sacar todo o dinheiro investido nesse Itaú VGBL e aplicar a quantia no Tesouro Direto, em Tesouro Direto IPCA, que renderá muito mais do que esse VGBL do Itaú.

      Digo isso porque seu pensamento é de acumulação de reservas financeiras visando a uma aposentadoria.

      Como você já demonstrou na prática ter a disciplina necessária para os aportes mensais, considero o Tesouro IPCA o melhor investimento nesse sentido.

      O risco envolvido é o de você sacar o dinheiro antes do vencimento e ter eventualmente um prejuízo. Porém, se mantiver o dinheiro até a data de vencimento do título, não correrá riscos, e receberá exatamente o contratado.

      Eu sugiro o Tesouro IPCA 2035, que tem prazo de 20 anos, e tem oferecido ótimas taxas, que você jamais encontrará no Itaú VGBL.

      Além disso, é bem mais barato, e você sentirá o dinheiro trabalhando a seu favor a cada mês que passa.

      Abç

      • Anderson 4 de maio de 2015 at 10:19 #

        Guilherme, Bom dia.

        Obrigado pela sugestão.

        Sobre o Tesouro direto IPCA0235, que você sugeriu-me, como funciona o rendimento:
        é diário ou mensal?
        Rende juros sobre juros ou o rendimento é somente sobre o valor que depositei?
        Nele, eu consigo continuar fazendo os meus depósitos mensais para acumular e consequentemente aumentar tanto a minha “reserva”, quanto o rendimento sobre ela?
        Há desconto de IR?

        Há algum lugar especifico(seguro) onde eu deva realizar esse investimento ou pela internet, posso fazê-lo sem me preocupar?

        __________________________________________________________

        Além deste, tenho uma poupança (Feita antes de 2012), com um valor um pouco maior do que a previdência, cujo intuito é guardar e utilizar para alcançar objetivos pessoais; ou eventuais emergências que me façam ter que “utilizá-lo”, parcial ou total.

        Seria melhor aplicar este dinheiro em algum outro plano, ou, para o meu objetivo, mantê-lo na poupança já é o suficiente?

        Mais uma vez, muito obrigado pela atenção.

        • Guilherme 4 de maio de 2015 at 13:46 #

          Anderson, boa tarde:

          1) Rendimento diário;
          2) Rende sobre o valor depositado;
          3) Sim, pode fazer depósitos mensais;
          4) Sim, segue o padrão da alíquota regressiva de IR;
          5) Sim, no site do Tesouro Direto: https://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto
          6) Eu recomendo tirar da poupança e transferir o valor para uma LFT, que rende praticamente o dobro da poupança e ainda tem liquidez diária. Mas deixaria uma pequena parte, talvez 30%, na poupança, para saques de emergência que podem precisar ser feitos em D+0

          Abç

          • Anderson 5 de maio de 2015 at 0:21 #

            Obrigado Guilherme

  54. Neto Suassuna 1 de maio de 2015 at 18:48 #

    Guilherme, boa tarde!
    Estou com uma quantia de R$ 2.000,00 para dar entrada no Tesouro e, ficarei aplicando 250,00 por mês. O meu intuito é a aposentadoria( daqui uns 20 para 30 anos)
    Estou quase na mesma situação do Anderson, qual seria a sua sugestão?

    • Guilherme 4 de maio de 2015 at 13:39 #

      Boa tarde, Neto!

      Para você, Tesouro IPCA 2035!

      Abç!

  55. JC 4 de maio de 2015 at 16:21 #

    Olá, Guilherme.

    Tenho um valor na poupança do BB e quero investir. Conversei com o gerente do meu banco hoje ele me orientou investir na LCI.

    Qual seria melhor, LCI ou LCA?

    Tempo de investimento, mínimo 10 meses.

  56. gabriel 5 de maio de 2015 at 23:03 #

    olá guilherme, meus parabéns pelo site! feliz em adentrar neste site e ver informações tão úteis como estas, meus sinceros agradecimentos!

    Sou novato em aplicações.

    Tenho interesse em investir em LCI na CEF pois já tenho cc lá, com taxa de 83,34% do CDI.

    Ou seja para calculo de rendimento pego taxa DI hj: 13,13%
    13,13 x 83,34% = 10,94 a.a :12 = 0,91% ao mês, esse é o rendimento real?

    Obrigado pela atenção!

    • Guilherme 7 de maio de 2015 at 18:20 #

      Sim, esse é o rendimento final líquido.

      Abç

  57. REGINALDO MEDEIROS ALVES 7 de maio de 2015 at 12:59 #

    Ótimos esses comentários!

    Parabéns, Guilherme.

  58. vinicius 7 de maio de 2015 at 22:05 #

    Ola. Por que uma pessoa que tem menos de 250mil (tendo em vista o FGC) vai aplicar em lci no BB a 85% se pode aplicar no banco x ( de pequeno ou médio porte) a 98%? A principio, não vejo nenhum risco ai…

  59. van 8 de maio de 2015 at 10:57 #

    Bom dia. Estava pesquisando sobre títulos e acabei lendo todos os comentários.
    Hoje tenho aplicações em operações compromissadas no Itaú, LCA no BB e um VGBL renda fixa tbem no BB, além de um fundo de ações Cielo.
    Quero aplicar mais 150 k e estava analisando o tesouro direto, porém não entendo muito.
    Quando consulto a página do tesouro, aparece as rentabilidades. Ex: IPCA 15052035 rendeu mais de 8% no mês anterior, mas o que vou receber não seria a tx de compra mais o IPCA, que hoje seria mais ou menos 13%? Na data de vencimento?
    Tenho dúvidas e acabo jogando tudo na LCA de novo, que acho mais atrativa.
    Porém também estou insegura pois ultrapassaria os 250k garantidos.
    Alguma luz?
    Obrigada.

    • Guilherme 10 de maio de 2015 at 10:26 #

      Olá van,

      Sim, você recebe em torno de 13% na data de vencimento, se mantiver o título até lá.

      Na verdade, a variação mensal de rentabilidade se refere ao caso de você resgatar o título nesse intervalo. Tanto pode haver lucro como prejuízo, pois o título sofre a variação de preços do mercado.

      Quanto aos seus investimentos, recomendo aplicar em Tesouro IPCA, pois tende a render mais que qualquer investimento pós-fixado ao CDI.

      Abç

  60. FABIO ROCHA 10 de maio de 2015 at 14:33 #

    Boa tarde Guilherme!

    Estou com uma dúvida:

    Uma LCI no BB paga 80% do CDI. Hoje consultando a página cetip, o valor da taxa DI está em 13,13%.

    Então o 13,13 x 80% = 10,50%.

    Nesse caso o uma valor de R$ 1.000,00 aplicado nessa LCI renderá R$ 10,50 por mês de juros?

    Obg.

    Fábio Rocha

    • Guilherme 10 de maio de 2015 at 16:11 #

      Boa tarde, Fabio!

      Na verdade, ela rende 10,50% ao ano. É preciso calcular o valor mensal e diário.

      O valor diário do CDI está em 0,048967 http://www.portaldefinancas.com/cdidiaria.htm

      Desse modo, considerando um mês com 21 dias úteis, o cálculo ficaria assim:

      0,8 * 0.048967 * 21 = 0,82264.

      Desse modo, os R$ 1.000,00 renderiam aproximadamente R$ 8,22 no primeiro mês de juros.

      Abç

  61. Danilo 11 de maio de 2015 at 14:15 #

    Guilherme, boa tarde.

    Primeiramente parabéns pelo artigo.

    Uma dúvida:

    Estou aplicando 80k em uma LCI de um banco de pequeno porte que paga 100% do CDI na taxa pós ou 13,48% na pré (Carência 361 dias). Apesar da Selic estar subindo devo aproveitar a taxa pré ou acreditar que teremos uma alta ainda maior na Selic e em paralelo a ela a CDI e optar pela taxa Pós? Posso ficar tranquilo pela garantia do FGC referente ao banco?

    Abçs.

    • Guilherme 11 de maio de 2015 at 18:27 #

      Olá Danilo, boa tarde, e obrigado.

      Você pode repartir a aplicação em duas partes: metade na taxa pós, e outra metade na pré.

      Eu penso que a SELIC ainda possa subir um pouco mais, mas deve ficar por aí.

      Uma taxa de 13,48% isenta de IR é excelente.

      Sobre a garantia do FGC, sim, pode ficar tranquilo.

      Abç

  62. eduardo 12 de maio de 2015 at 15:26 #

    Ola!!! Com relacao as aplicacoes de cdb no banco do brasil q tem irpf, é possivel restituiçao? Minha esposa trabalha mas geralmente restitui 40 ou 50 reais…eu pago irpf…sera q compensa transferir o dinheiro pra ela? As nossas declarações são separadas

  63. eduardo 12 de maio de 2015 at 15:35 #

    Ola Guilherme
    Tenho 100k para investir no bb…vejo q existem diversas possibilidades de investimento…minha esposa trabalha e restitui irpf…se eu optar em transferir o dinheiro pra ela e aplica-lo em algum rendimento q tenha tributação do irpf, é possível restituição?

    • Guilherme 12 de maio de 2015 at 21:30 #

      Não é possível a restituição de IR nesses casos, Eduardo.

  64. Cássio 13 de maio de 2015 at 3:33 #

    Me ajuda a entender uma coisa, procurei uma cooperativa de crédito falando que gostaria de investir 30 mil. Eles me passaram uma aplicação que rende 95% da selic e tem cobrança de IR proporcional ao período investido, ele está falando de CDB? Porém ele não mencionou porcentagem de CDI.

  65. Almir de Almeida 18 de maio de 2015 at 0:25 #

    Olá Guilherme,
    Estou com 64 anos, já sou aposentado pelo INSS, e quero parar de trabalhar ano que vem. Minhas economias estão investidas em LCI na CEF com taxa de 0,92% do CDI. Gostaria de saber qual seria o melhor investimento onde ficasse protegido da inflação e fizesse aportes para completar minha aposentadoria.
    Abraço

    • Guilherme 18 de maio de 2015 at 18:12 #

      Olá Almir,

      No seu caso, o mais indicado é o Tesouro IPCA+, que garante uma proteção contra a inflação.

      Abraços

  66. Marcelo 21 de maio de 2015 at 10:42 #

    Bom dia!
    Muito bom o seu trabalho nesse blog.
    Pessoal, fiquem atentos: Parem de fazerem os seus investimentos nos grandes Bancos, (Caixa Ec. Federal, Banco do Brasil, Itau, Bradesco,) etc, esses tipos de bancos tem em todo lugar e a todo momento alguém esta oferecendo dinheiro pra eles e com isso eles pagam muito mal… procurem um boa financeira que elas oferecem um ótima opção de investimentos em vários Bancos de pequeno porte que pagam bem melhor que os grandes bancos e seus investimentos tem a garantia do FGC de até R$250.000,00 por CPF em cada banco. Boa sorte pra todos.

    • Guilherme 21 de maio de 2015 at 20:37 #

      Olá Marcelo, obrigado!

      Exato, nesse grupo de instituições ainda podem ser citadas as corretoras de valores, que funcionam como intermediárias dos bancos de pequeno porte, oferecendo taxas bastante atrativas para LCIs e LCAs.

      Só é preciso ficar atento aos riscos da operação, e limitar o capital investido até o teto do FGC.

      Abç!

    • Marina 29 de junho de 2015 at 13:31 #

      Disse tudo Marcelo.
      Se alguém se interessar posso enviar minha tabela de taxas.
      Lendo os comentários notei que os exemplos de taxas estão bem abaixo desta tabela. Abs.

      • Gilberto 20 de julho de 2015 at 15:23 #

        Olá Marina será que vc poderia enviar a sua tabela de taxas de investimento.

        Abs

      • paulo 20 de julho de 2015 at 16:03 #

        marina me manda sua tabela por favor?

  67. Luana 21 de maio de 2015 at 11:39 #

    Guilherme,

    Atualmente tenho 40 mil aplicado em poupança, e sempre que posso vou depositando meus ganhos extras. Tenho 40 anos e as vezes utilizo essa reserva para emergências. Um casal de amigos que falou que aplicaram 30 mil no LCI da CEF e que em 90 dias esse valor rendeu 1.200 reais.

    Sou cliente CEF e Bradesco, o que me sugere? Procurar os dois bancos e ver qual deles me oferece uma melhor taxa e o menor prazo de carência para liquidez?

    Estou tendendo a investir 30 mil em LCI ou LCA, o que me indica? Os 10 mil restante me aconselha a deixar na poupança mesmo, para utilizar como fundo de emergência?

    Parabéns pelo blog e pela forma didática com que escreve sobre finanças, tornando mais fácil a compreensão do leitor.

    Grata,

    Luana

    • Guilherme 21 de maio de 2015 at 20:40 #

      Olá Luana,

      Inicialmente, parabéns pelo esforço em poupar os R$ 40 mil!

      Sobre sua dúvida, eu não conheço a taxa do Bradesco, mas a da CEF me parece que é a mais indicada, não só porque você é cliente do banco, mas também porque a LCI da CEF possui liquidez diária após 60 dias, o que a torna um investimento bastante atraente, inclusive para fins de depósito da reserva de emergência.

      Você pode proceder exatamente da forma como pensou: inicialmente, aplique R$ 30 mil para entender o funcionamento da LCI, e deixe R$ 10 mil na poupança.

      Passados 60 dias, se gostar da LCI e dos rendimentos dela, sugiro tirar os R$ 10k da poupança e transferi-los para a LCI, já que a rentabilidade da LCI é bem superior à da poupança.

      Abç

  68. Daniel 22 de maio de 2015 at 10:17 #

    Guilherme,

    Quanto você acha que consigo de rendimento no LCI para 1 M? O que você sugere?

    Valeu e parabens pelo post.

    • Guilherme 22 de maio de 2015 at 13:01 #

      Daniel, no próprio BB acho que não consegue mais que 84% mesmo.

      A sugestão seria ir para corretoras e bancos médios e pequenos, mas, nesses casos, fazer várias aplicações de até R$ 180 mil, por conta do limite do FGC, de até R$ 250 mil.

      Abç!

      • Daniel 1 de junho de 2015 at 15:33 #

        Guilherme,

        A Caixa ofereceu 0,9104 no LCI liquidação 60 dias…o que você acha?

        • Guilherme 1 de junho de 2015 at 18:09 #

          É uma boa taxa, Daniel, se for 91,04% do CDI.

          Se for 0,9104% ao mês, aí passa a não ser uma taxa tão boa assim.

  69. Luciano 24 de maio de 2015 at 23:27 #

    Guilherme, parabéns pelo teu material, sou muito leigo no tesouro direto, primeiramente estou vendo a diferença de cada título atualmente. Como irei ter uma filha agora, gostaria de comprar um ou mais títulos para prazo de 15 a 20 para complemento de um início de aposentadoria (tenho 35 anos), ou propriamente um capital para ela. Se eu investisse em uma LFT neste prazo, como posso simular os valores futuros no vencimento do título q.terei de retorno? Existe alguma planilha para isso? Você acha q para acumular um capital, a LFT se torna ideal ou uma Ntn e mais vantajosa, ou faço ou pgbl para minha filha? Abraço.

    • Guilherme 25 de maio de 2015 at 17:59 #

      Olá Luciano!

      A simulação de investimentos de valor futuro com LFT é difícil de se fazer, porque a taxa SELIC flutua com o decorrer do tempo.

      Para acumulação de capital, o Tesouro IPCA+ se apresente como melhor alternativa para sua filha, uma vez que tende a render mais também.

      Abç!

  70. leduska 25 de maio de 2015 at 4:41 #

    Tenho 100 mil p plicar.Fui ao Bradesco e ofereceram LCI p 1 ano e tenho 80mil q seria p complementar minhas despesas mensais com que pudesse dar os juros mensais.O q vc acha e quanto acha q pode render essas aplicações? Agradeço seus esclarecimentos. Em tempo sou isenta do IR até hoje terei q declarar e passarei a PG?

    • Guilherme 25 de maio de 2015 at 18:00 #

      Olá Leduska, essa LCI depende do valor percentual do DI que oferecem. Geralmente, é de 0,8% a.m.

      A LCI é isenta de IR.

  71. Diego 27 de maio de 2015 at 15:59 #

    Guilherme boa tarde,

    Tenho o perfil conservador, tenho meus recurso aplicados somente em poupança, mas quero diversificar e distribuir estes recursos da poupança em outras aplicações que superem a defasada poupança , tenho um montante de R$20.000,00 para estas aplicações.

    Pesquisei e achei interessante o BB Renda Fixa LP Parceria 10 mil, taxa de adm de 0,80% e taxa de saída de 1,20% (mas não tenho a intenção de resgatar antes do prazo minimo), e 15% de IR após os 720 dias.

    Qual sua orientação e em qual outra aplicação poderia esta utilizando os outros R$10.000,00

    E parabéns pelo excelente post!

    • Diego 27 de maio de 2015 at 16:14 #

      Tem a LCI também, mas a remuneração do BB é de 80% do CDI será que compensa?

      Obrigado.

      • Guilherme 27 de maio de 2015 at 22:48 #

        Olá Diego, obrigado!

        Sobre onde aplicar esse montante, não tenho dúvidas: Tesouro SELIC. Mesmo aplicando na corretora do próprio BB, você ainda terá um rendimento líquido final maior do que o BB Renda Fixa LP Parceria, uma vez que o Tesouro Direto não cobra taxa de saída.

        O ideal é investir através de uma corretora que não cobre mais do que 0,2% a.a. de taxa de custódia, para seu dinheiro render mais.

        Abç!

        • Diego 29 de maio de 2015 at 17:11 #

          Guilherme boa tarde,

          Muito obrigado pela atenção, então seria interessante investir os 20 k no Tesouro SELIC?

          Minha dúvida agora é os custos, o BB cobra 0,5% a.a de taxa de custódia, ainda é interessante mesmo com essa taxa?

          Você deu a ideia de procurar uma corretora ,como tenho receio até por falta de conhecimento. Você poderia me indicar uma corretora de sua confiança com quem já tenha feito o faz transações?

          Gostaria de agradecer também, pois através de seu post, e os diversos comentários, pude conhecer a CONTA DIGITAL, que já estou solicitando a migração da minha conta normal para a digital, que me ajudará muito principalmente nas transferências de DOC/TED sem cobrança de taxas, para as futuras transações com as corretoras de valores.

          Desde já agradeço pelas excelentes informações.

          Abraço

          • Guilherme 30 de maio de 2015 at 18:43 #

            Diego, algumas corretoras que oferecem serviços dos quais testei e outros leitores testaram e não houve problemas são: MyCAP, InvestHB, Socopa e EasyInvest.

            Considero mais interessante procurar corretoras outras que não a do BB.

            Sobre os 20k, sim, é interessante investir no Tesouro SELIC.

            E que bom que tenha aderido à Conta Digital, a economia vai ser enorme!

            Abç

  72. yuri XS 28 de maio de 2015 at 0:47 #

    ola Guilherme. investi em lci 120 mil e tenho 60 mil na poupança. gostaria de adicionar uma parte na letra. a letra vence em marco, se eu adicionar uma parte eu poderia retirar os rendimentos em marco.

    • Guilherme 28 de maio de 2015 at 20:07 #

      Olá Yuri, depende do prazo de carência da letra, se ela tiver liquidez diária, sim, você poderá tirar.

  73. Almir de Almeida 28 de maio de 2015 at 8:50 #

    Bom dia Guilherme.
    Para complementar minhas dúvidas, quando eu me aposentar, os valores depositados em IPCA+ ficam retidos até a data do resgate?. Eu posso fazer retiradas mensais sem comprometer os rendimentos?
    Como informei tenho todo valor atualmente aplicado em LCI a 92% com liquides até junho de 2016. Seria melhor eu manter LCI até junho ou resgato o valor total e aplico agora.
    Por favor me ajude.
    Abraços
    Almir de Almeida.

    • Guilherme 28 de maio de 2015 at 20:09 #

      Boa noite, Almir,

      Sim, os valores ficam retidos até a data de vencimento, quando os recursos são depositados em conta-corrente.

      Se você fizer retiradas mensais, você irá comprometer o rendimento dos valores retirados, mas manterá a rentabilidade dos demais valores já aportados.

      Quanto a resgatar a LCI agora ou não, fica a seu critério.

      Abç

  74. Nilson 31 de maio de 2015 at 12:59 #

    Prezados,

    Tenho 250k aplicados na LCA do BB e 260k aplicados em renda fixa (come cotas). Gostaria de transferir os 260k que estão aplicados em renda fixa para LCA ou LCI pelo prazo minimo de 720 dias. Qual a melhor opção ?

    Grato.

    • Guilherme 31 de maio de 2015 at 13:49 #

      As duas opções se equivalem, Nilson.

      Procure a que esteja pagando o CDI mais alto.

      Abç

  75. Helicon 31 de maio de 2015 at 14:55 #

    Prezado Guilherme,

    Um título de renda fixa atrelado ao IPCA mais taxa. Como será o cálculo? Aplica-se o IPCA primeiro e depois a taxa? Ou, a taxa e depois o IPCA?

    • Guilherme 31 de maio de 2015 at 15:02 #

      O cálculo é feito simultaneamente, ao final do vencimento do título, penso eu.

  76. Marcela 31 de maio de 2015 at 16:30 #

    Boa tarde Guilherme.

    Primeiramente quero te parabenizar pelo excelente blog e a forma dedicada que você dispõe seu tempo para nós leitores e principalmente, os como eu, leiga.
    Minha dúvida é a seguinte, estou no mesmo patamar infeliz de estar com meu investimento na poupança que atualmente não está interessante pelo o que andei lendo e me informando..
    Tenho 80 mil ao total, pretendo deixar 20 mil na poupança, valor este que usarei em breve e aplicar os 60 mil sem previsão de retirada..
    Estou pensando no LCI, mas li um informativo que a mesma não terá mais a isenção do IR, confere? Caso seja afirmativa tal notícia, ainda continua sendo vantajoso o investimento nela?
    Meu noivo comentou do LFT, não sei como funciona…
    Meu banco é o Santander, você tem conhecimento das taxas deles?
    Qual investimento seria melhor eu aplicar este montante? As sugestões não precisa ser necessariamente as que citei, como disse sou leiga…
    E qual banco seria melhor aplicar?
    Muito obrigada pela atenção

    • Guilherme 31 de maio de 2015 at 18:29 #

      Olá Marcela, inicialmente, grato pelos elogios!

      Quanto à sua dúvida, penso que o melhor investimento acaba sendo o Tesouro SELIC, ou a LFT que seu noivo citou.

      Rende ao redor de 10% a.a., já líquido de impostos e taxas, e, portanto, bem mais que a poupança, que está no patamar dos 6% a 7% a.a.

      Não tenho conhecimento dos produtos do Santander, mas penso que o Tesouro SELIC é a opção mais adequada para você.

      A LCI também é uma alternativa. Ela ainda é isenta de IR, mas não se sabe até quando.

  77. Carlos 2 de junho de 2015 at 9:56 #

    Apenas não entendi como um Fundo DI com 0.5% de taxa de administração consegue render mais que um CDB 100% DI para um prazo de 1 ano.
    Fundos DI não aplicam em DI de bancos, como conseguem taxas maiores que 100% do DI?

    • Guilherme 2 de junho de 2015 at 22:35 #

      É que os fundos DI aplicam em títulos públicos federais indexados à SELIC, enquanto os CDBs remuneram uma porcentagem do CDI, que tem um leve deságio em relação à SELIC.

  78. Gustavo 3 de junho de 2015 at 1:20 #

    Bom dia Guilherme.

    Tenho 100mil na poupança na Caixa. Gostaria de migra pra 80mil para LCA no Banco do Brasil.
    Porém a poupança é multidatas com vencimentos em ums 20 dias diferentes….
    Seria uma boa opção?
    Como poderia fazer essa transferência sem perder muito a rentabilidade ? Pois teria que aplicar 60mil de uma só vez

    • Guilherme 3 de junho de 2015 at 20:02 #

      Boa noite, Gustavo,

      Sim, seria uma boa opção.

      No seu caso, vale a pena sacrificar um pouco da rentabilidade da caderneta para aplicar os R$ 60k de uma só vez na LCA do BB, porque, na LCA do BB, os rendimentos dos diversos “pedaços” são unificados numa só data, facilitando o controle do investimento.

      Abç

  79. Matheus Tramonte 8 de junho de 2015 at 12:48 #

    Olá Guilherme, muito bom artigo, estou iniciando agora uma busca por um investimento melhor, sou leigo no assunto e tenho adquirido conhecimento recentemente lendo artigos esclarecedores como o seu por exemplo, tenho 70k na poupança do BB e gostaria de investir este dinheiro sem precisar dele, podendo deixa-lo alguns anos, será o LCA do BB uma boa aplicação? Ou talvez a LCI , não sei se há muita diferença, se devo dividir o dinheiro no investimento. E a taxa SELIC pode subir mais então LCA pós-fixada teria um resultado melhor?

    • Guilherme 8 de junho de 2015 at 14:00 #

      Olá Matheus, já que você não tem necessidade de dinheiro no curto prazo, a LCA do BB pode ser uma boa opção sim.

  80. Felipe 10 de junho de 2015 at 12:03 #

    Oi. Parabéns novamente pelo site. Tenho um dúvida. Vi o que o tesouro ipca s/ juros semestrais rende mais que o tesouro selic. A minha dúvida se posso e obtenho rentabilidade superior com tesouro ipca em relação ao selic, se fizer pequenos saques antes do vencimento. Por exemplo: A cada mês retirar/vender um pouco. Caso for necessario. Mais com intuito de obter renda para alguma emergência. Estaria fazendo um colchão de emergência. Como vc citou no artigo sobre lca do bb. Só que seria c/ tesouro ipca. Vejo todos falando tesouro selic. Mas, fiquei com essa dúvida sobre o tesouro ipca.

  81. Luis 14 de junho de 2015 at 22:18 #

    Guilherme, parabéns pelo excelente trabalho. Considerando rentabilidade e risco, você optaria por colocar R$ 30 mil numa LCA do BB (84% do CDI parece ser o limite do banco) ou numa outra instituição menor que pagasse mais, como a Easynvest, que paga 97% do CDI? Por falar nisso, quais seriam as suas indicações de instituições financeiras para aplicar em LCA com boa rentabilidade? Muito obrigado!

    • Guilherme 15 de junho de 2015 at 14:41 #

      Olá Luís, obrigado!

      Eu optaria por uma instituiçõa menor que pagasse mais, para aproveitar justamente essa onda da SELIC em alta.

      Quanto às instituições financeiras, procure aquelas que contem com o selo CETIP Certifica, e que registrem o título (LCA) no seu CPF, além de terem boa classificação de risco (A, por exemplo).

      Abç!

  82. Diego 15 de junho de 2015 at 14:45 #

    Guilherme boa tarde,

    Primeiramente muito obrigado pela dicas sobre os investimentos, estão sendo muito uteis me ajudando a me libertar da poupança e assim conseguindo melhorar a rentabilidade do nosso suado dinheiro.

    Gostaria da sua opinião, tenho 60k aplicado na poupança, 10k na taxa antiga e 50k na atual taxa da caderneta.

    Estou pensando em deixar os 10k na taxa antiga como reserva de emergências e em resgatar o montante de 50k e investir esse valor no Tesouro Selic 2021, é aconselhável?

    Você acha interessante diversificar com outros títulos como por exemplo: Tesouro IPCA+ 2019 (NTNB Princ) 15/05/2019 IPCA 6,71% e Tesouro Prefixado 2018 (LTN) 01/01/2018 prefixado 13,44%? Ou poderia me sugerir outras formas de distribuir esse montante de 50K.

    Desde já agradeço!

    • Guilherme 15 de junho de 2015 at 14:57 #

      Olá, Diego, inicialmente, obrigado pelas palavras, e também te parabenizo por ter juntado essa quantia considerável! Agora é hora do dinheiro trabalhar mais pra você, afinal, você tem trabalhado duro por ele!

      Eu estou com você: mantenha os R$ 10k na poupança antiga.

      Sobre os R$ 50k, uma sugestão é reparti-lo em duas partes: metade em Tesouro SELIC, e metade em Tesouro IPCA+ 2019. O Tesouro Prefixado não é muito recomendado, pois ainda há chance de a SELIC continuar subindo.

      Abç!

      • Diego 15 de junho de 2015 at 15:06 #

        Guilherme boa tarde,

        Muito obrigado pela atenção e lhe parabenizo mais uma vez por ajudar tantas pessoas conservadoras e leigas sobre investimentos.

        Ajuda esta sem custo, simplesmente pelo prazer de ajudar, compartilhar conhecimentos e agregar valores.

        Muito sucesso, parabéns!!!

  83. Danilo 15 de junho de 2015 at 15:08 #

    Guilherme, parabéns pelo conteúdo extraordinário e pelas dicas fundamentais. Estão sendo essenciais nesses momentos difíceis da economia.

    Gostaria de sua opnião. Vou me casar em 2017.
    Vou aplicar 20k e fazer aportes de R$ 1.700,00 mensais iniciando mês que vem para cobrir as despesas. Haverá retiradas conforme for fechando os fornecedores, porém após 14 meses. Qual melhor maneira de investir? Levando.em consideração o curto prazo, as retiradas, IR,etc.?

    Abraços

    • Guilherme 15 de junho de 2015 at 15:19 #

      Olá Danilo, obrigado!

      Parabéns pelo casamento e pelo excelente planejamento financeiro para o evento! Sem dúvida, esse planejamento lhe fará ter toda a tranquilidade financeira para pagar todas as despesas sem sobressaltos.

      Sobre sua dúvida, eu considero que esse é um investimento que tem “data certa para ser utilizado”, portanto, quanto mais conservador o investimento, melhor, uma vez que você busca atingir os objetivos não financeiros em data certa, com o seu investimento financeiro, abrindo mão de uma eventual maior rentabilidade – afinal, o foco aqui é segurança e preservação de capital.

      Além disso, é preciso ter liquidez para fechar com os fornecedores. Nada de investimentos com carências muito longas, portanto.

      Diante desse cenário, o melhor investimento para seu capital, conjugando todos os fatores acima, e levando também em consideração a data de 2017, é o Tesouro SELIC 2021.

      É a certeza de que seu dinheiro continuará rendendo os bons juros da renda fixa no Brasil, mas que também lhe dará todo o suporte financeiro necessário para pagar as despesas programadas.

      Abç!

      • Danilo 15 de junho de 2015 at 16:06 #

        Mais uma vez obrigado pelas palavras e pela dica. =)

  84. R.R.A 16 de junho de 2015 at 14:29 #

    Parabéns Guilherme, post muito esclarecedor..

    Cara tenho 34k investido em LCI a 80% CDI, do BB, pois para investir em LCA o minimo é 100k, seria o melhor investimento, pois não quero correr maiores riscos.
    oque voce acha?

    • Guilherme 16 de junho de 2015 at 20:10 #

      RRA, obrigado.

      Eu acho que você consegue investir na LCA a 84% do CDI com seus R$ 34k.

      Se não conseguir, esses 80% estão bons, contudo, você poderia obter um rendimento superior se investisse no Tesouro SELIC.

      Abç

  85. Carlos 23 de junho de 2015 at 13:57 #

    Levando em conta a selic atual e perspectivas de mais aumentos, convem migrar de lca 84% para LFT selic 2021?

    • Guilherme 23 de junho de 2015 at 21:41 #

      Sim, Carlos, a partir de 2 anos de aplicação, o Tesouro SELIC já rende mais.

  86. Julio 24 de junho de 2015 at 14:41 #

    Caro Guilherme,
    Parabéns pelo seu post, VC está dando verdadeira aula sobre finanças.
    Amigo, tenho 30 k para investir e penso em LCA do BB, pois sou correntista.Estou certo ou devo ir para o tesouro SELIC

    • Guilherme 25 de junho de 2015 at 19:31 #

      Obrigado, Julio!

      Bom, basicamente, depende de seus objetivos em relação a essa quantia.

      Se for para reserva de emergências ou resgate dentro de 90 dias, Tesouro SELIC, em razão da liquidez diária.

      A LCA BB somente se recomendaria em caso de um uso em curto prazo acima de 90 dias, p.e.x, entre 90 e 120 dias.

      Abç

  87. NIVALDO FERREIRA 25 de junho de 2015 at 12:23 #

    Olá, Guilherme !!
    Gostaria de saber qual a melhor aplicação para 50 k que estão numa poup. ?
    LCA ou LCI ? só tenho conta no Itaú e me ofereceram 85 % do CDI numa ag. da caixa. para 2 anos de carência. Não tenho necessidade de saque.
    Abç !

    • Guilherme 25 de junho de 2015 at 19:32 #

      Olá Nivaldo!

      Esses 85% do CDI para LCI da CEF estão num patamar interessante de investimentos. Eu iria por ele, se você realmente conseguir suportar a carência de 2 anos.

      Abç e bons investimentos!

  88. íCARO EMANUEL 26 de junho de 2015 at 0:50 #

    olá Pessoal! muito Bom o artigo, Deu pra ter um panorama Bem Legal..

    Então atualmente ando simulando investimentos por este site:
    https://www.easynvest.com.br/investimentos/cdb-e-lc/

    O que acham? alguma outra referencia boa , melhor..

    Tenho conta na Caixa e no BB.. Eles tem Simulação?

    Estou com 10mil para investimento rápido e 30 para poder deixar de 6 meses a um ano…

    No Caso LCI e LCA sempre Arrasando..

    Porém a gerente da Caixa me Ofereceu o FIC PREMIUM;
    Disse ela que agora o investimento minimo é de 20 mil..
    e que para este proximo mês subirá para 300mil;
    e que deveria aproveitar…

    e ai pessoal alguém pode me ajudar?!

  89. íCARO EMANUEL 26 de junho de 2015 at 0:52 #

    Quais os Bancos Pequenos atualmente que oferecem belas taxas do CDI?!

    • Guilherme 28 de junho de 2015 at 11:19 #

      Olá Ícaro, eu penso que, para seu perfil, o Tesouro SELIC é a melhor opção, pois rende bem e é um investimento conservador.

    • Marina 29 de junho de 2015 at 13:36 #

      Olá, Icaro
      Se quiser podemos falar sobre o assunto, posso te enviar um comparativo de taxas… abs. Marina

      • íCARO EMANUEL 29 de junho de 2015 at 20:08 #

        Oi, Marina com certeza.

        Meu email é icaroesb@gmail.com

        Estou interessado em aprender como funciona a Dinâmica do Mercado;

  90. aleandro 27 de junho de 2015 at 22:28 #

    A respeito do Sofisa Direto, eu vi que esse banco tem investimentos atraentes, além de as transações serem totalmente online.

    Contudo, ele é pouco conhecido.

    Será que posso investir nele?

  91. Dott Macchia 2 de julho de 2015 at 15:46 #

    90% do CDI é realmente o mínimo que se consegue em CDB? Meus investimenos no CDB do Itau é de 84%, outros de 88%. Outra vez fiz simulação no Itau que dava 90%. No citibank é de 82%.

    É isso mesmo ou estou vendo algo errado?

    • Guilherme 3 de julho de 2015 at 20:22 #

      Dott, os valores percentuais variam, no caso de grandes bancos, como Itaú e BB, é difícil conseguir 90% ou mais.

      Já bancos pequenos e corretoras de valores chegam a oferecer fácil mais de 100% do CDI.

      • Marcela 3 de julho de 2015 at 21:18 #

        Boa noite Guilherme.
        Qual corretora você me indicaria para aplicar 60 no tesouro/lft?

      • Dott 5 de julho de 2015 at 14:05 #

        Sim, mas o que determina, em um determinado bando, a rentabilidade do CDB?

        Meu volume de investimento pode influenciar? O dia, semana, ou mês de aplicação são determinantes para a rentabilidade? E, por fim, os bancos, principalmente os grandes, publicam uma lista de quanto está a rentabilidade de suas CDBs?

        Muito obrigado pela sua resposta.

        • Guilherme 5 de julho de 2015 at 18:08 #

          Olá Dott,

          A rentabilidade é influenciada por diversos fatores, dentre os quais os mais importantes são o volume de investimentos (quanto maior, maior o percentual), e o tempo de aplicação (quanto mais alongado, maior o percentual).

          Os grandes bancos em geral não publicam essa tabela de rentabilidade.

          Muitas vezes, o melhor a fazer é ir numa agência, ou telefonar/mandar email para seu gerente, para saber qual é a melhor taxa disponível. Os gerentes conseguem, às vezes, uma taxa melhor do que aquela prefixada no Internet Banking.

          Abç

          • Dott 5 de julho de 2015 at 19:51 #

            Entendi.

            E depois de eu investir, por exemplo, 50 mil a 84%. É possível apos 3 meses aumentar essa taxa para, por exemplo, 88%, sem ter que sacar o investimento?

            Mais uma vez, muito obrigado.

            • Guilherme 5 de julho de 2015 at 20:43 #

              Geralmente não, pois o percentual é fixo.

              Porém, há alguns CDBs denominados de “escalonados” que permitem o aumento do percentual após determinado lapso de tempo. P.ex., até 6 meses, 80% do CDI, de 6 meses a 1 no, 85% do CDI, de 1 ano a 1a6m, 90% do CDI…

              São os denominados CDBs Fidelidade. Procure ver se no seu banco tem esse tipo de CDB.

  92. Dott 5 de julho de 2015 at 14:06 #

    *banco – “em um determinado bando” leia-se “em um determinado banco”

  93. Gustavo 9 de julho de 2015 at 21:54 #

    Boa noite Guilherme!
    Qual melhor opção para investir 70k durante 3 meses?
    1 _Fundos DI Master no Itau
    2 _LCA a 84% do cdi no BB
    3 _ CDB sicoob 100% do cdi com 20% de IR

    • Guilherme 10 de julho de 2015 at 10:02 #

      Bom dia, Gustavo!

      A LCA a 84% do CID renderá mais.

      Abç!

      • Carlos 10 de julho de 2015 at 19:30 #

        Exatamente os 90 dias de carencia q o BB ta exigndo por lei.
        Alguem sabe como ta a previsao de IR sobre lca? Dizem q vai comecar em 2016.
        sera q vigora apenas pra novas apmicacoes? Isso iria matar novas aplicacoes em lca haja vista q eh a principal atratividade dele

        • Guilherme 12 de julho de 2015 at 21:13 #

          Olá Carlos,

          Por enquanto, são apenas boatos.

          Caso se concretize, valerá apenas para novas aplicações.

          Abç!

  94. Raphael 13 de julho de 2015 at 4:33 #

    Prezado Guilherme, primeiramente quero parabenizá-lo por sua colaboração aos desprovidos de conhecimentos em economia como eu. Lendo as diversas pastagens fiquei ainda na década dúvida de quando aplicar na SELIC ou LCI ou LCA. E qual razão na maioria das vezes a melhor opção são as aplicações no Banco do Brasil, ao invés, de bancos menores? Desde já agradeço, caso possa me aclarar estas dúvidas, já que pretendo investir uns 30 mil que estão aplicados na poupança pelo banco do Brasil.

    • Guilherme 16 de julho de 2015 at 10:47 #

      Olá Raphael, obrigado.

      As aplicações não são no BB, mas também na CEF, apresentam um menor risco, por serem bancos públicos federais. Não é que sejam as “melhores opções”, mas é que seriam as de menor risco, embora, no fundo, as menos arriscadas, dentro do panorama do mercado financeiro, sejam os títulos do Tesouro Direto.

      Tudo enfim vai depender de seu perfil de risco. Se quiser ganhar um pouco mais de rentabilidade, mas assumindo maiores riscos, as Letras de bancos de médio e pequeno porte são as que têm maior rendimento.

      Abç

  95. Morruga 13 de julho de 2015 at 14:20 #

    Prezados
    Nao sou da área financeira porem achei esse blog muito rico em detalhes e deu para aprender algumas coisas sobretudo sobre aplicação LCA e dai fica minha duvida.
    Tenho uma poupanca de 50mil na extinta variacao 01 de poupanca do BB. Sera mais rentavel (e o quanto seria?) transferir esse valor para a LCA (mesmo com a carência de 3 meses que o BB coloca)?. Desde já obrigado!!!

    • Gui 13 de julho de 2015 at 17:08 #

      Em um ano, a diferença será de 4,3%; ou seja, na LCA vc vai terminar o ano com mais de dois mil reais a mais do que teria se tivesse continuado de preguiça na poupança.

      • Morruga 13 de julho de 2015 at 17:57 #

        Gui
        Muito obrigado por sua resposta curta, direta e objetiva. Acho que ja perdi uns 10 mil pra mais…vou falar com o diretor do banco e analisar urgentemente essa mudanca.
        Abs

        • Guibro 13 de julho de 2015 at 18:23 #

          Se você não quiser deixar todo o seu dinheiro congelado por três meses, tb pode investir uma parte agora (pra LCA no BB, o mínimo inicial é 30k), esperar um tempo e depois colocar o resto… O que não pode é achar que poupança é investimento (mesmo sendo a “velha”, aliás, aqui mesmo no Valores Reais vc pode aprender que a “velha” não tem absolutamente nada de especial).

          • Morruga 13 de julho de 2015 at 18:29 #

            Gui
            Como nao e um $ para ser usado agora acho mais vantajoso aplicar tudo. Pena foi nao ter sido instruido a mais tempo. Fiquei preocupado por fechar essa poupança de rendimento um pouco maior que a atual, pq fechando-a nao poderei novamente abri-la, mas segundo o que li e o que vc respondeu, realmente o rendimento e altamente preguiçoso. Vou ate explicar a dois colegas que estavam na mesma duvida!

            • Guibro 13 de julho de 2015 at 18:35 #

              Tente não ficar totalmente “zerado”, a gente nunca sabe… Outra coisa: a poupança velha não rende mais do que a poupança nova, não! Ela pooode vir a render, caso a SELIC seja reduzida abaixo de 8,5%, o que está muito longe de acontecer, muito longe mesmo…

              • Morruga 13 de julho de 2015 at 18:37 #

                Então o melhor negocio seria manter essa poupança sempre ativa mas com pouco valor e transferir uns 95% para o LCA…

                • Guibro 13 de julho de 2015 at 18:55 #

                  Não! O que vale é a data do depósito! Desapega da poupança velha!

                  • Guilherme 16 de julho de 2015 at 10:48 #

                    Exato! As resposta do Guibro foram excelentes.

  96. Diego 15 de julho de 2015 at 11:36 #

    Guilherme bom dia,

    Parabéns pelo post excelente, tem me ajudado muito, obrigado.

    Hoje efetuei minha primeira compra. Comprei o Tesouro IPCA+ 2019 com as seguintes taxas:

    Taxa Pactuada: IPCA + 6,56 %
    Valor Total: R$ 9.982,10
    Data da compra: 15/7/2015
    Data do vencimento: 15/05/2019

    Usei as informações do site do tesouro:

    IPCA Acumulado 12 meses 8,13
    Taxa Selic Diária – 30/04 13,15%

    Rentabilidade líquida após taxas e I.R. (a.a.): 13,04% (Com essa taxa esta rendendo 1,09 a.m)

    A pergunta é: Posso levar essa simulação a sério? Corro o risco de perder rentabilidade já que esta atrelado ao IPCA? O mais importante Fiz um bom negócio investindo nesse titulo rsrs?

    Informo que deixarei até o vencimento!!!!

    Desde já obrigado.

    • Diego 15 de julho de 2015 at 13:38 #

      Desculpe esqueci de mencionar, eu tenho ainda 20k no tesouro selic 2021, ainda continua sendo uma boa opção os títulos publicos na atual fase economica do pais? Seria legal eu aplicar também em CDB, LCI, LCA ou comparando com o Tesouro é melhor nessa linha?

      Obrigado.

      • Guilherme 16 de julho de 2015 at 10:52 #

        Olá Diego, parabéns pela compra!

        Sobre suas dúvidas, vale dizer que a simulação mostra apenas uma hipótese considerando os valores atuais. É difícil projetar o que acontecerá até 2019, mas o fato é que você fez um ótimo investimento.

        Correr risco de perder rentabilidade é possível, mas não no sentido de você receber menos do que investiu, mas sim se a inflação continuar a subir e, consequentemente, também a parte do Tesouro IPCA da taxa prefixada. Mas não se preocupe: mantendo o título até o vencimento, você já está garantindo uma excelente rentabilidade, hoje superior até a 1% ao mês bruto.

        Sobre o Tesouro SELIC, continua, sim, a ser um ótimo investimento, em face do atual patamar da taxa de juros no País.

        Abç

        • Diego 16 de julho de 2015 at 11:00 #

          Guilherme bom dia,

          Muito obrigado pelo retorno, e mais uma vez parabéns, você tem me ajudado muito, graças a você a cada dia tenho procurado a aprender mais sobre investimentos e assim me fazendo perder o medo podendo diversificar meus investimentos e sair de vez da poupança.

          • Guilherme 16 de julho de 2015 at 11:48 #

            Bom dia, Diego, fico feliz de ler essas palavras, continue aprendendo que você só tem a ganhar!

            Abç!

  97. Marcelo 15 de julho de 2015 at 20:18 #

    Guilherme, parabéns pelo Blog, esclarecedor. Vou ser bem direto, tenho um valor X para investir que hj está na poupança, o Gerente e o corretor do Bradesco sugeriram que eu investisse boa parte ou sua totalidade no VGBL F 10, com rentabilidade líquida anual de 12,39 %. Tenho impressão que estão querendo me enfiar esse VGBL, não seria melhor LCI ou LCA ? Outra questão é que não disse a eles que quero plano de previdência e sim o melhor rendimento para minha aplicação, o que acha ?

    • Guilherme 16 de julho de 2015 at 10:54 #

      Marcelo, obrigado.

      Com certeza, você acertou em cheio: eles querem te empurrar esse produto VGBL.

      Eles sugerem o que é melhor pro patrão deles (banco), e não o que é melhor pra você. Quase sempre não há coincidência de opções.

      Certamente LCI ou LCA renderão mais.

      Abç

      • Marcelo 16 de julho de 2015 at 13:17 #

        Guilherme eu que agradeço a análise. Vou questionar um outro item, em relação aos investimentos, vida e Previdência oferecido pelo Bradesco( são dois outros planos) um deles corrigido pelo IGPM e outro pelo IPCA, estou com a mesma impressão que estão querendo me empurrar produtos de previdência de qualquer maneira…. a dúvida é : LCI e LCA continuam sendo a melhor alternativa ?

        • Guilherme 16 de julho de 2015 at 13:49 #

          Oi Marcelo, sem dúvida, esse povo de banco é incansável, querem a qualquer custo te empurrar produtos de péssima qualidade…..rsrs…..

          Sem dúvida, vá de LCI e LCA, e seu dinheiro renderá bem mais.

          Abç!

  98. Franciso 22 de julho de 2015 at 10:58 #

    Bom dia Guilherme,

    Queria uma informação sua sobre a corretora Santander, sou cliente deles á mais de 10 anos e invisto no tesouro direto NTNB e LTF. Você acha que é melhor sair dela e procurar outra corretora com custo zero? No meu pacote eles não cobram DOC e TED por isso estou meio confuso em trocar.

    • Guilherme 22 de julho de 2015 at 21:38 #

      Oi Francisco.

      A corretora do Santander cobra 0,4% a.a. de taxa de custódia. É uma das maiores taxas praticadas no mercado.

      Sugiro que você procure uma corretora mais barata, com no máximo 0,1% ou 0,2% a.a. A diferença é significativa, e cobre com folga, dependendo do valor investido, eventual custo com DOCs e TEDs, que você mesmo disse que não teria, pelo pacote que está incluso em sua cesta de serviços.

      Abraços!

  99. Luiz 23 de julho de 2015 at 15:47 #

    Guilherme, parabéns pelo blog, muito útil, principalmente para pessoas leigas no assunto como eu. Tenho um valor de 45k na poupança BB e penso em aplicá-lo na LCI no mesmo banco cuja remuneração é de 80% do CDI.Vi aqui no blog que bancos de menor porte pagam taxas superiores, mas prefiro manter o dinheiro no BB, por segurança. Gostaria de saber se vale a pena investir na LCI e qual a diferença de ganho em relação à poupança. Obrigado.

    • Guilherme 25 de julho de 2015 at 14:34 #

      Olá Luiz, no seu caso, vale a pena investir na LCI sim, pois rende mais, aproximadamente 2% a.a. líquido.

      Abç

  100. carlos 25 de julho de 2015 at 1:08 #

    sei nao, ainda acho a poupança melhor do que guardar dinheiro embaixo do colchão, alem do mais quando preciso de algum graninha vou la e saco de boa, desisto de tentar entender esse tipo de investimento, por mais explicado que seja, prefiro continuar trabalhando duro e depositar minha graninha na boa. ja tenho 30k fazendo miseros depositos mensais, eu simplesmente esqueço que esta lá. rsrs

    • Guibro 26 de julho de 2015 at 23:39 #

      Acha bonito ser preguiçoso?

      😉

  101. tradered 27 de julho de 2015 at 22:44 #

    Olá, Srs. Tenho 100 mil reais. Quero investir e não tenho pressa alguma em resgatar ou fazer pequenas retiradas. O que me sugerem? Obrigado.

  102. Luiz 30 de julho de 2015 at 20:22 #

    Obrigado, Guilherme. Fui de LCA, Valeu!

  103. André 1 de agosto de 2015 at 14:30 #

    Olá,
    os juros de LCA são contados nos finais de semana também? ou apenas dias uteis.

  104. tradered 8 de agosto de 2015 at 12:18 #

    Obrigado pelo serviço prestados a todos nós.

  105. DHis 10 de agosto de 2015 at 19:18 #

    Guilherme, li tantos comentários mas ainda estou em dúvida sobre as vantagens e desvantagens entre optar pelo Tesouro Selic ou Tesouro IPCA, caso o objetivo seja aplicar por 5 anos ou mais, por exemplo. Obrigada pelo seu tempo e por compartilhar seus conhecimentos!!! Abç

    • Guilherme 15 de agosto de 2015 at 11:27 #

      Olá DHis, depende de seus objetivos com o dinheiro.

      Se a intenção é fazer a manutenção de um colchão de segurança, ou acumular recursos para um objetivo pré-definido, como compra de um imóvel ou carro, o Tesouro SELIC é a melhor opção.

      Agora, se você pretende construir uma carteira de aposentadoria, que garanta o poder de compra da moeda, o Tesouro IPCA é a opção mais recomendada.

      Abç!

      • tradered 15 de agosto de 2015 at 12:28 #

        Se vc aplica 40 mil (lca, por exemplo) e compra um veículo financiado, é óbvio que vc perderia, porém, ao final de 4 anos vc teria pago o carro e ainda teria os 40 mil multiplicados, devido aos juros compostos no rendimento. É muito absurdo tal procedimento?

        • Guilherme 23 de agosto de 2015 at 16:40 #

          Olá trade, mas você teria que pagar as parcelas do financiamento mês a mês.

          Tem que “botar na ponta do lápis” pra verificar se há real ganho financeiro na operação.

          Abraços

          • Mauricio 14 de outubro de 2015 at 11:06 #

            Faço isto com “juro zero” (carro 0km financiado com a montadora, valor do empréstimo 40k + 2k de encargos). Ex: Tenho uma LCI de 83% da CDI (Caixa) de 130k que rendeu 5mil em 4 meses… faço saques mensais (mínimo 1mil) e pago a parcela do veículo. Foi uma opção para não sacar os 40k de uma vez só… a dúvida: estou recebendo 20k de uma ação judicial, o que seria melhor: antecipar parcelas do veículo, reduzindo os saques, ou reaplicar o dinheiro? Neste caso já tenho a manha: como a Caixa só permite reaplicar 30k, deverei sacar 10k antes… ou seria melhor pegar esses 20k e aplicar em PGBL? Como tenho 2 empregos formais, pago muito IR e penso que seria uma boa opção…

            • Guilherme 14 de outubro de 2015 at 18:49 #

              Maurício, eu anteciparia as parcelas do veículo, pois dessa forma, você “livraria” uma parcela substancial do investimento na LCI da Caixa, que poderia render mais com uma amortização maior das parcelas do financiamento.

              Abraços!

  106. Eduardo 17 de agosto de 2015 at 1:44 #

    Alguém sabe qual o percentual do CDI que a Caixa Econômica está pagando em LCI ??? Não acho essa informação nem no site da caixa. Grato.

    • Guilherme 23 de agosto de 2015 at 16:50 #

      Aproximadamente 84% do CDI.

      • Mauricio 14 de outubro de 2015 at 11:08 #

        A minha LCI foi negociada em maio por 83%… valor investido 130k

  107. João Capetini 18 de agosto de 2015 at 14:48 #

    Olá! Podem me informar a remuneração da LCA/LCI do BB? E o vlr Mínimo?

    • Eduardo 18 de agosto de 2015 at 15:46 #

      Banco do Brasil

      LCI – Mínimo de R$ 1.000,00. Disponível para qualquer correntista (qualquer perfil). Remunera com 80% do CDI.

      LCA – É necessário ter renda mensal de pelo menos R$ 8.000,00 ou possui R$ 100.000,00 atrelado a conta (poupança, CDB, etc). Remunera com 84% do CDI.

      • Guibro 18 de agosto de 2015 at 16:19 #

        Calma, calma!

        Quanto à LCI, ok!

        Quanto à LCA: o investimento inicial mínimo é de 30 (trinta) mil reais. Os aportes seguintes só precisam ser superiores a 3 (três) mil reais. A remuneração foi reduzida para 83% do CDI. Não precisa ter renda alguma…

        Esses investimentos são (hoje, enquanto a fome do governo não vem) isentos de IR e o CDI está em 14,13%.

        Então:

        LCI = mil reais = 80% do CDI = 11,30%;
        LCA = 30 mil reais = 83% do CDI = 11,72%.

        • Eduardo 18 de agosto de 2015 at 16:35 #

          Eu acabei de sair da minha agência com essas informações. Sem atender os perfis de renda mínima (8k) e/ou montante mínimo em conta (100k) não é possível investir em LCA, ao menos não no BB.

          • Eduardo 18 de agosto de 2015 at 16:38 #

            Sobre a informação do mínimo a ser investido em LCA, é sim de 30k o mínimo, porém só é possível investir o correntista que atende algum dos requisitos que citei. O que não é o meu caso. Por isso não sai de lá com uma LCA. kkkkkkkkkkkk

            • Guibro 18 de agosto de 2015 at 16:40 #

              Ou a regra mudou hoje ou (mais provavelmente) te enrolaram, meu chapa… Tenta pelo Internet Banking, tenta com outro atendente, mas não se dê por vencido, não.

              • SRT 18 de agosto de 2015 at 17:55 #

                Pessoal, consultando agora, os aportes no BB (LCA) são a partir de R$ 5.859,90 (internet banking).

                • Guibro 18 de agosto de 2015 at 19:18 #

                  SRT, eu chuto que você tinha investido os 30 mil e agora está com menos que isso, então o sistema exige que você alcance os 30 mil exigidos pra fazer novos aportes… Então esse valor de R$ 5.859,90 vai reduzir bem pouquinho amanhã, e depois, e depois, justamente pelo rendimento da LCA…

                  • Eduardo 18 de agosto de 2015 at 22:45 #

                    Guibro,

                    Vc sabe o percentual de LCI que a caixa econômica está pagando ? Já procurei bastante essa informação, porém sem sucesso. Obg ! Abraço.

                    • Mauricio 14 de outubro de 2015 at 11:14 #

                      Fiz a aplicação em maio, 83% do CDI (opção com resgate a partir do 91º dia).

              • Eduardo 18 de agosto de 2015 at 18:12 #

                Eu tenho os 30k para investimento mínimo em LCA e, de fato, a opção de LCA não fica “disponível” para mim através do bankline do Banco do Brasil. Portanto, devo ser muito azarado mesmo. Vc consegue LCA do BB sem possuir 100k e sem renda de ao menos 8k ??? Disponibiliza o telefone da tua agência ai q vou migrar p/ ela. Vlw ! Abraço.

  108. Hugo 22 de agosto de 2015 at 15:43 #

    Tenho 60k parados em conta poupança da Caixa Econômica e queria fazê-lo render mais, já que com a inflação e a Selic nos patamares que estão, a rentabilidade é praticamente nula.

    Minha ideia seria investir 50k em outro investimento de baixo risco e deixar os 10k restantes na poupança, tendo em vista que em uma ou outra eventualidade retiro de 500 reais a 1000 reais, em média 1 ou 2 vezes no ano, mas sempre repondo o que foi retirado nos meses seguintes da retirada.

    Detalhe: também possuo conta corrente no Banco do Brasil.

    Considerando minha pretensão de não mexer no aporte de 50k por pelo menos 18 meses, qual investimento seria mais interessante pra mim na opinião de vocês? Seria bom considerar também a transferência desses 50k para a conta corrente do Banco do Brasil caso tenha um investimento melhor lá?

    Obrigado pela atenção.

    • Guilherme 23 de agosto de 2015 at 17:21 #

      Hugo, como você quer aplicar os R$ 50k num investimento de baixo risco por 18 meses, que é um prazo relativamente longo, sugiro LCI da CEF, LCA do BB, ou Tesouro SELIC.

      • Hugo 25 de agosto de 2015 at 3:14 #

        Obrigado Guilherme pelas sugestões.

  109. Jane 24 de agosto de 2015 at 10:31 #

    Parabéns pelas dicas Guilherme.

    Tenho uma dúvida, apliquei em 15/04/2013 R$ 9.926,25 no Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035 (NTNB), entretanto hoje o saldo líquido é de R$ 8.609,77. O que aconselha? Tenho outras aplicações no BB LCA e outra VGBL.

    • Guilherme 27 de agosto de 2015 at 22:25 #

      Olá Jane.

      O valor menor é devido às oscilações de mercado, que fazem com que o preço do título seja menor hoje.

      Mas não se preocupe: levando o título até a data de vencimento, você irá ver seu dinheiro crescer, recebendo exatamente a taxa acordada.

      Portanto, recomendo você manter a aplicação até a data de vencimento.

      Abraços

      • Jane 28 de agosto de 2015 at 9:12 #

        Obrigada Guilherme

  110. Paulo 29 de agosto de 2015 at 17:25 #

    Olá Guilherme, parabéns pela excelente qualidade de seus ensinamentos. Gostaria de tirar uma dúvida. Desejo aplicar para resgate em curto prazo, nesse sentido o Tesouro SELIC seria o mais indicado? Há carência mínima para resgate? Há possibilidade de perda com resgate antecipado? O imposto é pago somente ao término do prazo de vigor do título ? E finalmente, há o efeito come-cotas?

    • Guilherme 1 de setembro de 2015 at 19:21 #

      Olá Paulo, obrigado!

      1) Sim, é o mais indicado;

      2) Não, a liquidez é diária;

      3) Não há risco de perdas;

      4) O imposto segue a tabela regressiva dos demais investimentos em renda fixa;

      5) Não há come-cotas. Essa é uma vantagem sutil, mas super importante, do Tesouro Direto como um todo.

      Abraços!

      • Marcela 1 de setembro de 2015 at 20:37 #

        Olá Guilherme, qual tua opinião da corretora Easynvest?
        Ta com taxa zero adm.
        Tenho 60k para investir, estou pensando no Tesouro SELIC.

        • Guilherme 1 de setembro de 2015 at 21:09 #

          Oi Marcela!

          Tenho leitores no blog com relatos satisfeitos sobre a EasyInvest.

          Aproveite que lá eles têm taxa zero e invista no Tesouro SELIC, que é um dos melhores investimentos em renda fixa no Brasil hoje.

          Abç!

          • Marcela 1 de setembro de 2015 at 22:53 #

            Olá Guilherme.
            Muito obrigada pela elucidação.
            Sucesso
            Abçs

  111. Anderson 31 de agosto de 2015 at 18:46 #

    Olá,tenho aplicado 15k,na lci do bb, tem alguma outra aplicação que renda mais que lci?

    • Guilherme 1 de setembro de 2015 at 19:22 #

      Anderson, LCIs de bancos menores pagam taxas melhores.

  112. katia 1 de setembro de 2015 at 20:20 #

    Oi, Guilherme!
    tenho um capital investido há um ano da seguinte forma: 20% em LCA e 80% VGBL (BB). Será que seria melhor migrar do VGBL para LCA, ou agora eu perderia muito devido o IR, pois o percentual do IR diminui com o tempo. Não tenho necessidade de lançar mão do capital do VGBL mas se aparecer algum bom negócio, sim. Por isso tenho uma parte em LCA para poder lançar mão quando precisar.
    Grata .
    Katia

    • Guilherme 1 de setembro de 2015 at 21:08 #

      Olá Kátia!

      O VGBL do BB rende muito bom, pois existem as taxas de administração e o imposto de renda.

      A LCA do BB não tem nem taxa de administração nem IR. Ou seja, fica com você o rendimento líquido total!

      Minha sugestão, simples e direta: saque o valor que está no VGBL, e aplique a quantia integral na LCA!

      Abç!

  113. Paulo 2 de setembro de 2015 at 14:45 #

    obrigado mais uma vez. Guilherme. Estive lendo que, em caso de resgate antecipado, seja qual for o título do tesouro direto, o investidor está sujeito à marcação a mercado do valor do título, quer dizer apesar do valor nominal continuar rendendo como pactuado, este valor só é garantido na hipótese de se resgatar no vencimento. Havendo antecipação do resgate costuma ocorrer perda de rentabilidade e em certos títulos até perda financeira. Há ainda a questão do ágio e deságio que gostaria que você explicasse o funcionamento, desde já muito grato

    • Guilherme 2 de setembro de 2015 at 15:11 #

      Paulo, no caso do Tesouro SELIC não há marcação a mercado, logo, não há ágio ou deságio na compra/venda do título. Pode vender antecipadamente à vontade que não haverá perdas nominais.

      Abç

  114. Mari 3 de setembro de 2015 at 11:51 #

    Olá Guilherme,
    Tenho uma aplicação no BB em LCA, nos valores e vencimentos: R$ 144 – 9/3/2016; R$ 20 – 19/12/2016; R$ 9 – 21/3/2016; e R$ 331 – 13/4/2017 (valores projetados p/ o vencimento).
    Preciso de sua orientação, pois farei um resgate de R$ 15 mil, e não sei de qual parcela (ou parcelas) seria o mais recomendado retirá-lo. Adicionalmente, informo que faço mensalmente resgates para emergências, no valor de 1 mil, não me preocupando em qual das parcelas retirar. Por favor, faça os comentários ou críticas necessárias. Agradeço.

    • Guilherme 4 de setembro de 2015 at 13:55 #

      Olá Mari,

      Na verdade, o BB faz o resgate automático do dinheiro das LCAs mais antigas, não se preocupe.

      Abraços!

  115. Anderson 3 de setembro de 2015 at 19:37 #

    Olá, Guilherme muito obrigado pela sua dica,gostaria de saber de mais uma coisa,qual banco menor que você me indicaria para investir?

    • Guilherme 4 de setembro de 2015 at 13:56 #

      Olá Anderson, há vários bancos menores em que você pode investir, minha dica é sempre não aplicar mais do que R$ 200k, e com prazos de vencimento curtos, de 3 a 6 meses, para você ter mais liquidez nos produtos.

  116. Elma 7 de setembro de 2015 at 18:24 #

    Olá Guilherme!
    Excelente blog, tenho aprendido bastante com suas dicas.
    Gostaria de uma sugestão: recebo em minha conta a pensão de minhas 2 filhas menores. Como tenho meu próprio salário e ele é suficiente para nosso sustento, estou “guardando” a pensão das meninas na poupança para ser usado por elas no futuro. Já acumulei cerca de R$17.000,00 para cada uma e mensalmente entra em cada poupança R$1.000,00. Minhas filhas já possuem VGBL, que contribuo mensalmente. Pretendo sair da poupança. Qual a melhor opção para investir o que já acumulei? LCA? Tesouro? Outro tipo de investimento?

    • Guilherme 9 de setembro de 2015 at 18:28 #

      Olá Elma, obrigado pelas palavras!

      Sobre sua dúvida, a resposta é Tesouro SELIC. Você terá ganhos substancialmente maiores do que tem atualmente aplicando na poupança.

      Eu sugiro também rever o investimento em PGBL, e aplicar a quantia correspondente num produto mais rentável, como o próprio Tesouro SELIC, ou LCA, ou ainda Tesouro IPCA+. Isso porque qualquer desses investimentos baterá com folgas a rentabilidade do PGBL.

      Abraços!

  117. Elma 10 de setembro de 2015 at 13:32 #

    Obrigada Guilherme!

    Vou seguir sua dica quanto à saída da poupança.

    Quanto à escolha pela previdência, pretendo manter porque, embora o rendimento não seja atrativo, há a cobertura previdenciária para o caso de invalidez ou morte do responsável financeiro. Fiz a opção pelo VGBL, porque não uso as contribuições para abater no IR.

    Abç

    • Guilherme 10 de setembro de 2015 at 20:29 #

      Oi Elma!

      Nesse caso, por conta dos benefícios adicionais da invalidez e morte, penso que o VGBL é a opção realmente mais adequada.

      Abraços!

  118. Raquel Coimbra 24 de setembro de 2015 at 8:02 #

    Guilherme, vendi um imóvel e estou pretendendo aplicar 200 mil em LCA no BB. Vc acha que tem algum risco? Hoje quanto renderia mensalmente?

    • Guilherme 2 de outubro de 2015 at 11:48 #

      Raquel, não há riscos. Mensalmente, rende em torno de R$ 1,6 mil.

  119. Paulo 24 de setembro de 2015 at 11:06 #

    Ola para investir 100 conto em lca e lci qual a % do BB e da Caixa E Federal obrigado!!!

    • Replied 27 de setembro de 2015 at 15:03 #

      Pergunta 10! Quero saber também, pois aplicação de 30 mil é o valor inicial, já em 100k deve haver um aumento na taxa de remuneração, não é possível que seja a mesma. Acompanhando as repostas.

  120. emerson 28 de setembro de 2015 at 13:15 #

    Olá amigo, ótimo post.!!
    pretendo começar a montar uma carteira de investimentos, porém não sei por onde começar, pois estou começando a entender como funciona o mercado de investimentos… Me confundo um pouco ainda com as taxas e tal…
    Pretento começar com R$ 1.000 inicial e aportes de R$ 200 mensal…
    Qual tipo de investimento vc me aconselha a fazer?
    haja vista tenho conta no bb. E não pretendo usar pelos próximos 12 meses…
    Me ajudem, e desde já muito obrigado…

    • Guilherme 2 de outubro de 2015 at 11:50 #

      Emerson, obrigado!

      Eu sugiro começar pela montagem da sua reserva de emergências, num produto conservador e com liquidez diária. Por exemplo: CDB do BB.

      Depois, recomendo aplicar no Tesouro SELIC.

      Abraços!

      • emerson 3 de outubro de 2015 at 13:12 #

        Quando vc diz Tesouro Selic, seria as LFT’s?
        e a partir de quanto eu posso começar a investir?

        Muito obrigado Guilherme, sua ajuda tem sido de grande importância…

        • emerson 3 de outubro de 2015 at 13:21 #

          Vi que Tesouro Selic 2017(LFT) esta com Taxa(a.a.) de 0,02%…
          está correto?
          realmente vale a pena?

          • Guilherme 4 de outubro de 2015 at 20:32 #

            Emerson, sim, é o Tesouro SELIC, ou LFT.

            Você pode começar a investir nesse título a partir de R$ 72.

            E vale bastante a pena. A taxa dele é de mais de 1% ao mês. Não se preocupe com os 0,02%.

            Abç

  121. Enric 28 de setembro de 2015 at 21:25 #

    Neste mês de setembro comprei no banco PAN, 5k em LCI a 94,5% (180dias) . Comprei através da corretora Rico. Vi coisas melhores, mas valorizo muito o rating. O Banco PAN tem um rating pela Fitch = AA. Outra boa compra boa que fiz neste mesmo mês, foi a LC da DACASA FINANCEIRA, 125% do CDI. O ruim é a falta de liquidez, 2 anos.

  122. Enric 28 de setembro de 2015 at 21:29 #

    Aguem que invista através das corretoras, EASYNVEST E RICO pode me informar quanto tempo demora para verificar na CETIP o registro do investimento?

  123. Enric 28 de setembro de 2015 at 21:37 #

    Sugiro a todos que investem em pequenos bancos e que queriam pesquisar bons investimentos, que acessem o incrível site http://www.jurus.com.br/ – Nele você tem as principais corretoras e um excelente filtro. Nunca vi coisa tão simples e pratica.

  124. emerson 5 de outubro de 2015 at 8:07 #

    Guilherme Bom dia e obrigado pela sua ajuda…
    Vi que no bb onde possuo conta eles cobram 0,50% ao ano de taxa, vc acha que se investir através do bb terei algum ganho?
    Se não através de qual vc me indica? Lembrando que começarei a investir no tesouro selic com aportes mensais do valor minimo pois estou priorizando minha reserva de emergências…

    E sobre a Lci do bb é verdade que posso começar com investimentos de R$ 1.000?
    se verdade, vale a pena os 80% do CDI que pagam?

    um abraço…

    • Guilherme 5 de outubro de 2015 at 19:50 #

      Emerson, boa noite,

      Recomendo você procurar uma corretora que cobre uma menor taxa de custódia, como EasyInvest, Spinelli, Socopa etc.

      Sobre a LCI do BB, sim, a partir de R$ 1 mil é possível investir, mas o percentual do CDI está baixo.

      Abraços

      • emerson 6 de outubro de 2015 at 22:00 #

        Guilherme vi que a rico cobra 0,1% porém possui conta no bb onde sou cliente, e por isso não teria que pagar ted correto.
        vc acha que vale mais a pena comprar os titulos do tesouro seliic atravez da rico, ou da Easyinvest que não cobra taxa alguma nesse serviço porem teria que pagar o ted?
        O que vc acha?

        muito obrigado!

        • Guilherme 7 de outubro de 2015 at 5:46 #

          Emerson, depende do valor que você irá gastar a título de TED, e do valor dos aportes.

          Se o valor gasto a título de taxa de custódia for superior ao custo da TED, vale a pena investir pela Rico. Se for o contrário, a EasyInvest.

          Abraços!

          • emerson 14 de outubro de 2015 at 12:58 #

            Guilherme mais uma vez muito obrigado pelas dicas.

            acabei abrindo minha conta na rico pois não iria compensar pagar ted para investir pela easynvest…

            gostaria de te fazer duas perguntas…

            1- Quantos dias levam para liquidar(concluir) a compra de um título?

            2- Se eu comprar por exemplo 50% de um tesouro prefixado 2018 (LTN); e quiser fazer aportes mensais até o dia de seu vencimento… estaria comprando os títulos com a mesma taxa da primeira compra ou seja estaria aumentando a quantidade daquele título que comprei ou seria outras compras todos os meses? Com outras taxas?
            E para o Ipca+ seria a mesma regra?

            Um abraço e muito obrigado

            • Guilherme 14 de outubro de 2015 at 18:51 #

              Emerson, vamos lá:

              1) Em média, uns 2 dias úteis;

              2) Você estará comprando os novos títulos com as taxas que estiverem sendo praticadas no dia da compra; valendo a mesma regra para novas compras de IPCA+.

              Abraços e bons investimentos!

              • emerson 16 de outubro de 2015 at 10:04 #

                Guilherme, mais uma vez… MUITO OBRIGADO!!!
                Depois que conheci seu blog mudei minha forma de vê a minha vida financeira…

                Estou formando minha reservas de emergências e investindo no tesouro selic…
                Você acha mais vantajoso concentra todos os aportes apenas no tesouro selic, lembrando que estou, por enquanto, fazendo aportes de em média R$ 200,00 pois estou concentrando a maior parte na reserva de emergência…
                Ou vc acha que vale a pena diversificar e comprar tanto o selic como o prefixado e o ipca+… Fazendo pequenos a portes em cada um deles mensalmente buscando rentabilidades diferente?

                Muito obrigado pela ajuda meu amigo…

                • Guilherme 17 de outubro de 2015 at 19:36 #

                  Muito obrigado pelas palavras, Emerson!

                  Sobre sua dúvida: continue concentrando seus investimentos no Tesouro SELIC, a fim de ter uma reserva de emergências robusta.

                  Por enquanto, não recomendo diversificar para o Prefixado e IPCA+.

                  Continue com sua estratégia, que é a mais adequada para suas finalidades.

                  Abç!

  125. Anderson Oliveira 9 de outubro de 2015 at 7:40 #

    Conheci esse site hoje e fiquei animado a continuar economizando. Comecei a economizar faz 4 meses. Tenho 10k na poupança do BB e consigo guardar 1,5k por mês. Existe alguma opção de investimento no BB que eu possa fazer e que renda mais do que a poupança. Você poderia me dar alguma orientação. Sou totalmente leigo no assunto de finanças e pretendo fazer uma economia forçada durante uns 36 meses para complementar na compra de um imóvel. Grato pela atenção e parabéns pelo site.

    • Guilherme 9 de outubro de 2015 at 11:14 #

      Anderson, no seu caso, no BB, um CDB pós-fixado que renda 90% do CDI, no mínimo; ou um fundo referenciado DI com taxa máxima de 1% a.a. seriam boas escolhas.

      Porém, a melhor escolha, é, sem dúvida, o Tesouro SELIC.

      Abraços!

      • Guibro 9 de outubro de 2015 at 11:42 #

        Com pouco dinheiro, no Banco do Brasil, só LCI e Tesouro Direto. Eu iria de LCI. São 90 dias de carência (sem poder movimentar), depois a liquidez é diária, tira quando quer e cai na conta instantaneamente. Aplicações a partir de mil reais. Rendimento isento de taxas e de imposto de renda, 80% do CDI = 11,304% atualmente.

        • Guilherme 11 de outubro de 2015 at 18:23 #

          Bem lembrado,Guibro, a LCI também seria uma alternativa.

          Abç

  126. Rafael 20 de novembro de 2015 at 2:30 #

    Boa Noite, Guilherme.

    Minha dúvida é de principiante, mas vamos a ela.
    Disponho de 10k para investir e estou pensado em LCI no BB (devido à praticidade). Após o período de carência (90 dias) posso sacar quantias imediatamente desde que eu respeite o limite mínimo? Posso realizar novos investimentos na LCI mensalmente (ou com uma certa frequência)? depois de quanto tempo poderei sacar a quantia total investida?. Tenho interesse em não fazer aportes em menos de 2 anos, mas não posso assegurar que isso ocorrerá.

    Desde já deixo aqui meus Parabéns pelo seu comprometimento para com os leitores!

    • Guilherme 20 de novembro de 2015 at 18:45 #

      Olá Rafael, boa noite!

      Vamos lá sobre suas dúvidas:

      1) Sim, pode sacar imediatamente as quantias mínimas;

      2) Pode sim, realizar mensalmente, ou à medida que você tiver recursos novos;

      3) Você pode sacar as quantias totais investidas decorrido o prazo de 90 dias de cada aplicação ou aporte novo.

      Um grande abraço e bons investimentos!

  127. tradered 20 de novembro de 2015 at 20:19 #

    Olá, mais uma vez, obrigado pelo seu excelente trabalho. Eu tenho 100 mil. Vou aplicar 60 mil no Tesouro Selic e 40 mil vou pagar os retroativos da contribuição do INSS, assim poderei me aposentar imediatamente. Receberei 800 reais mensais os quais depositarei no montante da aplicação. Em 4 anos recupero os 40 mil investidos. Terei 55 anos, ou seja, 14 anos de salário de aposentado. Tudo isso para não aguardar até 65 anos e aposentar por idade. Acha que é um bom caminho esse meu plano?

    • Guilherme 21 de novembro de 2015 at 19:12 #

      Sem dúvida, tradered, é um ótimo caminho.

      Muitos negligenciam o INSS, porém, ele é o plano de previdência mais completo que existe, pois tem um “pacote de benefícios” que nenhum plano de previdência privada oferece.

      Siga com a sua estratégia que é excelente. :-)

      Abraços!

  128. Julio 21 de novembro de 2015 at 21:18 #

    Guilherme,

    Tenho 280 mil para aplicar, quero usa-lo para dar entrada em um imóvel e algum tempo, talvez em dois anos ou três.
    Além disso, tenho a possibilidade de guardar 4 mil por mês.
    Considerando esse perfil qual investimento você me recomenda?
    Recebo um salário pelo Banco do Brasil e outro pelo Santander.

    obrigado,

    • Guilherme 23 de novembro de 2015 at 19:13 #

      Julio,

      O seu investimento financeiro tem um destino “não financeiro”, e ainda por cima com “data determinada para acontecer”.

      Nesse contexto, você deve buscar aplicações financeiras que lhe deem a maior segurança possível de que você tenha o dinheiro guardado quando chegar a hora de comprar o imóvel.

      Assim, recomendo fortemente o Tesouro SELIC do Tesouro Direto.

      Abraços

  129. Guibro 3 de dezembro de 2015 at 9:48 #

    BB aumentou pra 50k o mínimo pra LCA =/

    • Guilherme 9 de dezembro de 2015 at 20:36 #

      Oi Guibro, obrigado, fiz o post, e adicionei você como uma das fontes da informação! :-)

  130. Thiago 14 de dezembro de 2015 at 23:24 #

    Guilherme,

    tenho R$100 mil para investir. Pretendo juntar para comprar um imóvel daqui uns 4 a 5 anos, mas pode ser que eu possa precisar de parte deste dinheiro antes deste prazo.

    Hj este dinheiro esta aplicado em um LCA do BB que paga 83% do CDI.

    Onde conseguir maior rentabilidade, LCA, Tesouro Selic ou Tesouro IPCA ?
    É interessante dividir o dinheiro entre estas aplicações?
    Onde investir os novos montantes que eu for juntando?

  131. Gustavo 18 de dezembro de 2015 at 1:33 #

    Guilherme,
    Deixei 100k durante 3 meses no BB em aplicação em LCA a 0.83% do CDI…
    Completado esse período o banco do Brasil resgatou, automaticamente e sem que eu solicitasse, toda minha aplicação para a conta corrente…

    Não solicitei a resgate…
    O gerente disse para eu aplicar esse investimento em CDB do BB, pois o sistema do banco resgatou o investimento e, para deixa-lo em LCA eu teria que reaplica-lo por mais 3 meses. Ficando o dinheiro bloqueado por mais 3 meses sem poder resgata-lo.
    Minha pergunta:

    – Tenho o direito de deixar minha aplicação em LCA e resgatar a partir da data que eu quiser? Pois não solicitei o resgate…
    – O bb pode resgatar minha aplicação, sem que eu solicitasse?
    – o que deu fazer para não ter perdas de juros?

    Obrigado

    • Guibro 18 de dezembro de 2015 at 9:31 #

      Deixa barato não, pode ser algum funcionário do banco querendo bater meta às suas custas… aconteceu algo parecido com uma amiga (o gerente resgatou LCA e aplicou em título de capitalização sem ela pedir) e ela conseguiu resolver ameaçando ir à ouvidoria do banco.

      • Guilherme 7 de janeiro de 2016 at 9:30 #

        Olá Gustavo,

        Concordo com o Guibro. Mexeram em seus investimentos sem sua autorização. Isso é grave.

        Recomendo colocar o caso direto na Ouvidoria do BB, assim como disse o Guibro.

        Abraços!

    • Derek 5 de abril de 2016 at 18:54 #

      A LCA (assim como o CDB) tem prazo de vencimento. Quando vence o prazo o montante é automaticamente creditado na conta.

  132. Thiago 18 de dezembro de 2015 at 10:09 #

    Guilherme,

    tenho R$100 mil para investir. Pretendo juntar para comprar um imóvel daqui uns 4 a 5 anos, mas pode ser que eu possa precisar de parte deste dinheiro antes deste prazo.

    Hj este dinheiro esta aplicado em um LCA do BB que paga 83% do CDI.

    Onde conseguir maior rentabilidade, LCA, Tesouro Selic ou Tesouro IPCA ?
    É interessante dividir o dinheiro entre estas aplicações?
    Onde investir os novos montantes que eu for juntando?

    • Guilherme 7 de janeiro de 2016 at 9:29 #

      Olá Thiago!

      Esse dinheiro tem “data marcada pra ser utilizado”, então, a segurança do investimento tem que ser a prioridade.

      Como o prazo é superior a 2 anos, o Tesouro SELIC ganha da LCA do BB. Ele ainda ganha por possibilitar novos aportes sem valores mínimos exorbitantes.

      Dessa forma, minha sugestão é concentrar tudo no Tesouro SELIC.

  133. Vagner 9 de janeiro de 2016 at 12:22 #

    Bom dia. Tenho um investimento em LCA no BB. Completou 30 dias ontem. Investi 190k a 83% do CDI. O Banco me pagou R$ 1.746,10. Porem fazendo as contas do valor que ta o CDI 14,14 ao ano o que daria 1,1783 ao mês. Sendo que 83% desse valor da 0,9779% e nao os 0,9110% que o banco me pagou. Nessa brincadeira o banco ta deixando de me pagar R$ 111,91. Procede esse calculos?

    Grato

    • Guibro 9 de janeiro de 2016 at 18:57 #

      Vagner, posso muito bem estar errado, e nesse caso tenho certeza de que o Chefe intercederá.

      Mas 14,14% ao ano é o resultado de 1,108225% ao mês, durante 12 meses.

      Já 83% de 14,14% ao ano dá 11,7362%, que por sua vez é o resultado de 0,929329% ao mês, durante 12 meses.

      E isso já é um arredondamento, porque fizemos o cálculo em meses, sendo que o CDI é diário.

      Então eu acho que o problema está nas suas contas, que foram feitas como se os juros fossem simples, e não compostos, mas também não consigo dizer com certeza que as contas do banco estejam certas.

      • Guilherme 11 de janeiro de 2016 at 18:40 #

        Oi Guibro e Vagner,

        O Guibro está correto com os cálculos. Acrescento apenas que o CDI não é exatamente igual à SELIC, havendo um pequeno “deságio”.

        O Edmilson deu umas dicas que podem te ajudar => http://www.valoresreais.com/2014/02/24/o-que-e-letra-de-credito-agronegocio-lca/#comment-773545

        Abraços

        • Vagner 12 de janeiro de 2016 at 20:59 #

          Boa noite.

          Obrigado aos amigos…

          Realmente utilizando os cálculos pelo CETIP as contas batem com o pago pelo Banco, infelizmente. RS. Procurarei rentabilidade melhor quando vencer o prazo de 90 dias.

          Gostaria de saber se todo mês posso aplicar uma quantia mínima de minha economia em um banco pequeno, totalizando por exemplo 12 aplicação de 5.000,00 em um ano?

  134. Vagner 10 de janeiro de 2016 at 20:03 #

    Boa Noite.

    Guibro, obrigado pelo resposta.

    Considerando o CDI 14,14 eu dividi pelos 12 meses, então não é. Eu tenho que multiplicar os 83% que o banco me paga pelo valor do CDI, que realmente deu esse valor que você mencionou. Agora, como eu chego nesses 0,929329% ao mês que você citou? Fiz um monte de conta aqui inclusive, olhando os post antigos e não chego a esse valor! E o pior ainda é que os cálculos do banco deu menos…

  135. marcos 26 de janeiro de 2016 at 0:37 #

    ALGUEM SABE a taxa do LCA DO SICOOB?

  136. Renato C 28 de janeiro de 2016 at 18:34 #

    Guilherme, os títulos do TesouroDireto LFT são indexados à Selic, correto? Deste modo, há um pequeno retorno maior do que se fosse atrelado ao CDI.

    Esta diferença foi considerada neste seu levantamento?

    Pelo que vi, esta diferença da Selic para o CDI acarretou, nos últimos 2 anos, em 1% a mais de juros anuais para a Selic.

    Será que, hoje, um CDB que pague 100% do CDI rende realmente menos que uma LFT com 0 de custódia (levando-se em conta todas as taxas, é claro)?

    Abraços, Renato C

  137. Renato C 28 de janeiro de 2016 at 19:21 #

    Considerei um prazo de 3 anos e a diferença da Selic para o CDI, para mim, ficou confusa (não sei se chega de fato a 1% anual), pois há diversas composições.

    http://www.portaldefinancas.com/cdi1415.htm
    http://www.portaldefinancas.com/selic1415.htm

  138. Renato C 28 de janeiro de 2016 at 19:23 #

    *E quando disse 0 de custódia, me referi à taxa da corretora 0, já que a taxa do Tesouro Direto não há como fugir.

  139. Renato C 28 de janeiro de 2016 at 20:04 #

    Pesquisei e, pelo que vi, esta diferença da Selic para o CDI tão grande (1%) não procede.

    Um CDB de 100% do CDI é mais vantajoso que uma LFT, em função da taxa do TD, para o prazo de 2/3 anos.

    • Guilherme 29 de janeiro de 2016 at 17:08 #

      Olá Renato C!

      Preciosas suas observações.

      De fato, as taxas de custódia do Tesouro Direto, aquela obrigatória, que não tem como escapar, acaba tornando o Tesouro SELIC levemente inferior ao CDB com 100% do CDI.

      A tabela do post reflete isso.

      Portanto, correta a sua última conclusão:

      “Um CDB de 100% do CDI é mais vantajoso que uma LFT, em função da taxa do TD, para o prazo de 2/3 anos”.

      Inclusive para prazos menores, como os que estão no artigo, o CDB 100% do CDI bate o TDSelic.

      Abraços!

  140. Ernaldo Mendes 14 de fevereiro de 2016 at 9:07 #

    Para quem faz ou pretende fazer aplicações e de grande importância esse espaço para todos.

  141. Rafael 8 de março de 2016 at 17:47 #

    Boa tarde a todos. Sou novo no mundo dos investimentos porém consegui juntar 200k através de construção de casa e juntando meu salário. Apliquei 90k em IPCA 2019 e 110 em selic. Os 90k só pra ver de novo em 2019 e o selic ficou de reserva de emergência. Pergunta: onde vocês consideram interessante enviar novos aportes de dinheiro? Tenho ainda 45k na poupança como uma reserva de emergência emergencial kkkkk.

    • murillo 8 de abril de 2016 at 15:01 #

      CDB ou LCA

  142. Karla Soares 20 de março de 2016 at 6:53 #

    Faço parte do pensamento de diversificar os investimentos. Mas sempre estar atento ao mercado. Já perdi muito dinheiro por não saber como investir.

  143. Derek 5 de abril de 2016 at 19:02 #

    Com a queda da taxa da LCA no BB (80% do CDI) resolvi migrar meus aportes mensais pro TD. De cara peguei NTNB-P/2019 a 7,26%aa.

    Com a queda das taxas das NTNB estou com pé atrás de investir nos pré fixados.

    Será que invisto nos TD/Selic ou fico nas LCA 80%do CDI do BB ??

    • murillo 8 de abril de 2016 at 15:00 #

      pq pé atras dos pre? deveria dar mais confiança saber q tera aquela taxa sendo que o resto das taxas caem

      • Derek 8 de abril de 2016 at 18:01 #

        Em tempos de tanta incerteza, as outras taxas podem subir mais que a taxa pŕe do título. Por isso o pé atrás? Ou vc acha que é muito receio da minha parte?

        • Guilherme 9 de abril de 2016 at 8:24 #

          Derek, a escolha dos prefixados vai muito da sua visão sobre o futuro das taxas de juros.

          Hoje em dia, boa parte do mercado acredita que a inflação tende a cair, o que fará com que as taxa SELIC caia, e, consequentemente, os atuais títulos prefixados tenham uma valorização de mercado, embora você receba exatamente aquilo que pactuou se mantiver o título até o vencimento.

          Porém, o cenário político econômico ainda é de bastante instabilidade, e, portanto, há um certo risco de a inflação continuar alta.

          Enfim, por conta da baixa remuneração da LCA BB, que piora cada vez mais, eu investiria mais no Tesouro Direto.

          • Derek 10 de abril de 2016 at 19:24 #

            Mas fazendo as contas, com as taxas do Tesouro Direto, o rendimento de 80,25% do CDI das LCA do BB nem está tão ruim. Quase empata o rendimento líquido do TD-Selic. Vou esperar os títulos de inflação passarem dos 7% ou então apostar nos pŕé fixados.

            • Guilherme 11 de abril de 2016 at 11:09 #

              Sim, Derek,

              O problema maior da LCA do BB é que qualquer aporte adicional terá que suportar a carência de 90 dias, enquanto no TD a liquidez é diária.

  144. Marcelle 13 de abril de 2016 at 16:19 #

    Oi, pessoal,

    Tenho aplicação na LCA rendendo a 84% q vence só no final do ano. Para as próximas aplicações(no minimo de 15k) acha que é mais vantajoso o TD ou LCI de banco pequeno com rendimento acima de 90% do DI? (teria que garimapar ainda)
    No caso de optar pelo TD, qual desses três acham mais vantajoso?

    – Tesouro IPCA+ 2019 (NTNB Princ) 15/05/2019 IPCA 6,30% 2.368,52
    – Tesouro Prefixado 2019 (LTN) 01/01/2019 prefixado 13,21% 715,47
    – Tesouro Selic 2021 (LFT) 01/03/2021 SELIC 0,02% 7.677,88

    • Guilherme 13 de abril de 2016 at 18:36 #

      Marcelle, depende dos seus objetivos de resgate do dinheiro. Você pretende manter o investimento por quanto tempo? 1 ano, 2 anos, 3 anos? E qual seria o seu objetivo com o investimento?

      Os títulos apresentam perfis adequados para diferentes tipos de objetivos.

      Nos dê mais informações, para que possamos também dar uma opinião mais embasada. 😉

  145. geannf 18 de abril de 2016 at 19:01 #

    Guilherme, gostaria de uma dica sua. Sou correntista do BB e gostaria de fazer um investimento.

    Qual vc me aconselha: CDB DI ou LCA

    Não gostaria de ficar com o dinheiro preso, pois caso precise fazer alguma retirada de emergencia.

    • Guilherme 20 de abril de 2016 at 12:20 #

      Gean, no seu caso, o CDB DI é melhor, porque a LCA tem uma carência inicial de 90 dias.

      Somente procure fazer o investimento na agência conversando com o gerente, pois a taxa praticada no Internet Banking é bem fraca, e conversando com o gerente é possível melhorar a taxa.

  146. Roberto 21 de maio de 2016 at 20:25 #

    Belo artigo Guilherme, parabéns!

    Como atual crise politica, com um dólar bem volátil, qual a melhor forma de investimento nesse cenário?

    Abçs

    • Guilherme 23 de maio de 2016 at 8:14 #

      Roberto, obrigado.

      Bom, o “melhor investimento” depende de seus objetivos com o dinheiro.

      De maneira geral, para quem pretende usar o dinheiro a curto prazo, a renda fixa pós-fixada ao DI ainda é a alternativa mais segura.

  147. Karyna Fernandes 15 de julho de 2016 at 22:48 #

    Boa Noite Guilherme!

    Tenho 60 anos e acabei de me aposentar. Tenho poupanca, CDB, LCI e 70K em um fundo come cotas. Gostaria de entrar no LCA mas a taxa esta em 78% no BB. O que voce me aconselha?Grata!

    • Guilherme 16 de julho de 2016 at 10:53 #

      Boa noite, Karyna!

      Vou responder na mesma linha de resposta de outra leitora:

      Primeiro você precisa saber dos objetivos com esse dinheiro, o que você pretende com ele.

      Precisa também verificar se você já possui uma reserva para emergências.

      Já que você pretende investir em LCA, recomendo estudar sobre essa modalidade de investimentos. Temos vários artigos aqui no blog a respeito, procure na seção de Arquivos => http://www.valoresreais.com/arquivos/

      Lamento não poder te dar uma orientação precisa agora, mas entendo que você precisa antes responder a essas questões fundamentais antes de investir seu dinheiro nessa aplicação financeira.

      Precisa também estudar sobre alocação de ativos e avaliar uma coisa chamada “grau de tolerância ao risco”. Aqui no blog temos diversos artigos a respeito também.

      Penso que você mesma pode responder a todas as perguntas acima, inclusive a que você formulou, depois de estudar e adquirir conhecimento financeiro suficientes sobre seu estado atual nas finanças pessoais e investimentos.

      Bom, mas para te dar uma ideia, essa taxa do BB para a LCA está muito ruim, seria preciso procurar outro banco, mas aí você precisa saber se você está disposta a investir em outro banco. Daí a necessidade de instrução financeira, relatada acima.

      Abraços!

      • Karyna Fernandes 16 de julho de 2016 at 14:32 #

        Bom dia Guilherme!
        Obrigada por responder. Tenho dinheiro reservado para emergencia.

        Sou conservadora com minhas aplicacoes. J’a perdi dinheiro na bolsa e la nao volto mais.
        As aplicacoes que j’a possuo sao fruto de economias que fiz ao longo da vida. Nao as usarei para nada por um longo tempo. Se precisar no futuro, ai sim tirarei os juros para complementar minha aposentadoria. Todas as aplicacoes estao liberadas e a taxa de IR esta em 15%. Tenho conta no BB e Bradesco. A taxa do Bradesco para LCA tamb’em nao me pareceu atraente. Nao tenho problema em ir para outro banco. Qual o que vc recomendaria? Tenho pensado em resgatar tudo e por em CDB que no momento esta em 99% do CDI, ou/e VGBL. O que vc acha?
        Abraços!

        • Guilherme 17 de julho de 2016 at 10:11 #

          Karyna, bom dia!

          Como seu perfil é de conservadora, você teria que necessariamente escolher um investimento em renda fixa.

          Você sabe a diferença entre os CDBs e o VGBL que estão te oferecendo? Sabe a diferença entre eles e o Tesouro SELIC? Sabe dizer se existe carência para resgate no CDB e no VGBL? Qual é a taxa de administração e onde é investido esse dinheiro que é aplicado no VGBL?

          Obrigado e abraços!

          • Karyna 21 de julho de 2016 at 13:33 #

            Boa Tarde!
            Realmente nao sei a diferenca entre CDB/VGBL.
            A carencia para o CDB e de 30 dias e do VGBL 6 meses.
            Quanto as demais perguntas, irei indagar.
            Obrigada!

  148. Daniel 16 de julho de 2016 at 14:01 #

    Boa tarde e parabéns pelo blog!

    Tenho uma dúvida simples, mas sobre a qual não consegui achar a resposta na internet. Fiz uma aplicação em um determinado fundo de investimento, no valor de R$ 10.000,00, que era a aplicação mínima possível.

    Neste mesmo fundo, é possível fazer aportes adicionais de no mínimo R$ 3.000,00.

    Supomos que eu aplique, todo mês, mais R$ 3.000,00.

    Em um ano, portanto, teria os R$ 10.000,00 (iniciais), com mais R$ 33.000,00 (11 aplicações de R$ 3.000,00).

    Minha dúvida surge quanto ao IR, já que a alíquota depende do tempo de aplicação.

    Se, no final do ano, eu optar por resgatar R$ 10.000,00, qual seria a alíquota do imposto, já que eu não posso escolher qual fração da aplicação eu irei resgatar?

    Ou indo além: se eu decidir resgatar R$ 13.000,00 , como ficaria essa conta?

    A dúvida é relevante pois, caso os novos aportes retornem o tempo de aplicação à estaca zero para fins de tributação, seria mais interessante aplicar em outros fundos ao invés de simplesmente fazer aportes.

    Desde logo agradeço

    Daniel

    • Guilherme 17 de julho de 2016 at 10:07 #

      Olá Daniel, bom dia, e obrigado!

      Sobre sua dúvida, o sistema do banco sempre irá resgatar os aportes mais antigos, e realizar o cálculo do IR em cima desses aportes.

      Abraços

  149. Jose 26 de julho de 2016 at 14:23 #

    Boa Tarde Sr.Guilherme.
    Tenho 50 mil reais. Posso fazer aportes de 1000 reais por mes.
    Quero investir e não tenho pressa alguma em resgatar ou fazer pequenas retiradas. O que me sugere? Obrigado.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes