Valorizando os autores brasileiros: 7 livros para alimentar seu cérebro com educação financeira de qualidade

Uma das coisas que mais me impressiona no público que lê o Valores Reais é a diversidade e variedade da audiência.

Embora boa parcela do público do blog seja constituída por leitores antigos e assíduos, o que demonstra o valor de se criar trabalho que produza efeitos a longo prazo, outra grande parcela do público é constituída por leitores novos, leitores que estão iniciando sua jornada rumo ao melhor controle do seu dinheiro.

Por isso, tão importante quanto tratar de temas, digamos assim, “avançados” na área das finanças pessoais, é tratar de temas básicos, que cumpram o papel de incentivar aquelas pessoas, que estão começando agora seu processo de educação financeira, a darem continuidade aos seus estudos autodidatas no campo das finanças.

Um exemplo desse último grupo de textos é aquele que escrevemos em fevereiro do ano passado, Faça um favor a si mesmo: comece a economizar dinheiro, focado em ajudar pessoas que se encontram na situação de endividadas, ou seja, cujo patrimônio líquido está negativo, gastando mais do que sua renda poderia suportar.

Dando continuidade a essa missão de orientar os novos leitores na área das finanças pessoais, forneceremos hoje a indicação de 7 ótimos livros de autores brasileiros, cuja leitura é muito indicada para quem está no começo de seu processo de educação financeira.

E por quê indicar livros?

Livros financeiros

Pelo simples fato de que é preciso alimentar o cérebro dessas pessoas com os alimentos certos, conforme já escrevi, aliás, em outro artigo, Você se alimenta do quê?

As pessoas que constroem dívidas (passivos), e não patrimônios (ativos), geralmente se colocam voluntariamente numa situação de exposição muito forte às propagandas de consumo. Seu cérebro é constantemente e fortemente bombardeado por comerciais publicitários e vitrines físicas e virtuais dizendo que você só será feliz se tiver um carro de luxo, roupas de marca, viagens caras etc. etc. etc.

Seu cérebro é bombardeado pelo próprio ambiente em que vive, onde predominam pessoas com grau zero de instrução financeira, mas que não hesitam em exibir seus relógios de grife, celulares de última geração, símbolos de status social, e carros SUV (pagos em 60 prestações, com juros de 1,99% ao mês).

Não há como negar: você é influenciado por aquilo a que se expõe, e, quanto mais você mergulha nesse ambiente de vergonhoso padrão de consumo, mais afundado você ficará financeiramente.

Então, está mais do que na hora de começar a reverter esse quadro. Mas como?

Começando a dar ao seu cérebro os alimentos certos, que farão com que suas ações e seus comportamentos em relação ao dinheiro tenham outro padrão. A mudança no bolso começa com a mudança na mente. A amígdala (parte do cérebro responsável pelas emoções) só é “domada” pelo córtex pré-frontal (parte do cérebro responsável pelo planejamento, principalmente de longo prazo), quando você passa a alimentar mais, digamos assim, seu córtex pré-frontal.

E os livros são o primeiro passo para mudar o curso dessa história. Aliás, os livros são um investimento com excelente potencial de retorno. São um ótimo ponto de partida, que farão com que você mude a forma de enxergar sua relação com o dinheiro.

Abaixo, indico 7 excelentes livros. Todos têm em comum o fato de terem sido escritos por autores brasileiros, mas não é  apenas por causa disso que os estou divulgando.

Estou divulgando-os principalmente porque o conteúdo deles é feito sob medida para quem pretende construir uma nova história na sua relação pessoal com o dinheiro.

Além disso, boa parte deles é constituída por amigos meus, que me honram com o privilégio de desfrutar de sua amizade e do vasto conhecimento e sabedoria que adquiro constantemente com tais diálogos, seja dentro, seja fora do blog. Você mesmo será capaz de identificar alguns deles, que comentam assiduamente na caixa de comentários do blog. Desfrute!

1. Método para a educação financeira: da sensibilização à ação, de Jônatas Silva.

Jônatas é meu amigo de longa data, e tinha um ótimo blog sobre finanças pessoais, o Efetividade.blog. Atualmente, ele escreve no Jônatas.net.

1. Método educação financeira

Vejamos a sinopse oficial do livro:

“Método para a Educação Financeira não é um livro que apresenta formas de você enriquecer. Ele expõe uma filosofia de controle financeiro que vai da sensibilização à ação.

J. R. Silva defende como primeiro passo a sensibilização, pois acredita que somente um indivíduo conscientizado da importância de controlar receitas e despesas é capaz de assumir o controle do dinheiro.

O autor, depois de sensibilizar o leitor sobre a importância de assumir o controle financeiro de sua vida, apresenta técnicas para o efetivo gerenciamento do fluxo de caixa; explana sobre a importância de se manter uma reserva financeira para emergências e apresenta diversos produtos de investimentos disponíveis no Brasil, tanto em Renda Fixa como em Variável.

Um diferencial deste livro é sua objetividade, pois depois de apresentar a gama de produtos disponíveis, ele não fica em cima do muro, e deixa, de forma clara, as suas preferências.

Esta é uma obra singular, de leitura fácil, sem jargões econômicos e que o levará a repensar a sua relação com o dinheiro”.

Eu tive o grande privilégio e honra de escrever o prefácio da obra, e reafirmo aqui tudo o que eu disse naquela ocasião: o livro apresenta o singular diferencial de expor um método de controle da vida financeira de forma clara e didática, com a vantagem de tal método ser exposto entrelaçando aspectos particulares da vida do próprio autor.

Ou seja, ele vivenciou o método antes de montá-lo, o que confere total credibilidade à obra, pois as informações contidas no livro passaram no teste da realidade. Conteúdo de primeira linha, escrito por uma pessoa que tem facilidade para a comunicação. Você só tem a ganhar.

2. Economizar sem perder o prazer de viver, de Cleiton Oliveira

Esse é mais um interessante livro que nasceu a partir de experiências práticas do autor, que também tem um blog de finanças pessoais, o Resenha Virtual, além de participar ativamente da caixa de comentários do blog.

De acordo com a sinopse do livro:

Neste livro, Cleiton Oliveira apresenta o método MOBILE que desenvolveu, a partir do atendimento a diversos clientes ao longo de mais de 5 anos, seu principal objetivo é ajudar as pessoas na realização de seus sonhos e para que possam aprender a consumir de forma consciente e inteligente. Você aprenderá a lidar de maneira saudável com suas finanças pessoais, sempre com o foco no equilíbrio financeiro e na conquista de seus objetivos.

Quanto é necessário acumular para realizar seus sonhos?  É possível fazer a reserva financeira mesmo endividado? Você aprenderá sobre como alcançar esses e outras metas através de 06 simples passos:

Monitorar – Iremos monitorar todas as despesas do mês.

Objetivar – Definir os sonhos e objetivos a serem alcançados.

Balancear – Verificar os gastos e partilhar para uma melhor qualidade de vida.

Investir – Iniciaremos os investimentos e aplicação do conceito pague-se primeiro.

Lapidar – Analisaremos e aperfeiçoaremos as fases anteriores.

Exaltar – Exaltaremos os esforços realizados e caminharemos rumo ao Sucesso.

2. Economizar sem perder prazer viver

O grande mérito do livro do Cleiton é transmitir ao leitor a ideia de que é possível economizar e viver bem ao mesmo tempo.

Existe uma falsa crença, muito difundida na sociedade, de que só é feliz quem gasta dinheiro e, portanto, quem não economiza. Essa crença é completamente infundada, já que normalmente o que ocorre, na prática, é exatamente o contrário: só é feliz quem consegue economizar e controlar o dinheiro, e não deixar o dinheiro controlar você.

Cleiton propõe aquilo que a maioria das pessoas não consegue fazer: equilíbrio. É possível ter satisfação na vida e ao mesmo tempo construir patrimônio. São coisas que não se excluem: antes, se complementam.

3. O poder do método, de Cleiton Oliveira (eBook)

O maior sintoma da falta de educação financeira numa família é a perda do controle dos gastos. Resumindo em uma só palavra: dívidas.

O endividamento nunca é criado do nada, como se fosse algo brotado de uma suposta “geração espontânea”.

Pelo contrário: o endividamento é sempre resultado de ações conscientes de gastos inconsequentes.

Nesse livro, o Cleiton Oliveira elabora uma estratégia passo a passo de como sair do vermelho, de forma programada, disciplinada e planejada. E diz com experiência de causa, pois ele mesmo saiu da situação de endividado para a de investidor. Ou seja, o método elaborado por ele não sai de algum laboratório de faculdade: saiu de sua experiência concreta.

Particularmente para mim, o livro teve uma importância prática incrível no tocante à importância de registrar as metas de longo prazo no papel. Pode parecer besteira, mas visualizar os objetivos de longo prazo numa planilha, com números concretos expostos de modo sistemático, nos ajuda a repensar se os nossos gastos do cotidiano estão ajudando ou prejudicando no cumprimento dessas metas. Só essa informação já valeu o livro inteiro. E para quem está endividado, então, o livro multiplica sua utilidade, como ferramenta para auxiliar as pessoas a saírem de vez do caos provocado pelo endividamento.

Veja uma sinopse atualizada do livro:

O livro O poder do Método – Como Eliminar as Dívidas e Prosperar Financeiramente é um livro que vai salvar muitos brasileiros das dívidas.
O número de consumidores negativados no País em 2017 está na casa dos 59,4 milhões de pessoas, quase 60% da população, aponta estimativa elaborada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).
Cleiton Oliveira, com uma linguagem simples, didática e objetiva, traz neste livro uma rica leitura e apresenta a estratégia mais poderosa para cortar o mal das dívidas pela raiz.
O autor introduz um Método exclusivo que contêm os passos necessários para eliminar as dívidas e alcançar a tão sonhada prosperidade financeira.
Seu conteúdo é enriquecido com o autorrelato do autor sobre sua experiência com o dinheiro, exemplificando como construímos nossa relação com as finanças a partir das nossas vivências familiares (e que nem sempre são as mais saudáveis), e que podemos romper com este padrão de aprendizado financeiro ao fazer novas escolhas que nos levam a lidar com dinheiro de uma forma que de fato nos traga felicidade.
Cleiton arregaçou as mangas e produziu um material valiosíssimo e transformador para as famílias que buscam uma luz ao fim do túnel. Além de explicar os motivos e as origens desse tipo de problema, o livro oferece um passo a passo de como resolver até os casos mais graves de superendividamento, e também orientações sobre como evitar que o problema volte a acontecer no futuro.
Sem medo algum de errar, afirmo categoricamente: é o livro mais completo para eliminar as dívidas. Após a leitura ficará claro que desistir dos sonhos não é uma opção para quem está disposto a lutar.

4. Os mitos do dinheiro, de Gabriel Torres

Quem lidava com informática nos anos 90, ou no começo dos anos 2000, certamente já recorreu alguma vez na vida do precioso manancial de conhecimento disponível no Clube do Hardware. Eu mesmo lembro que imprimia os tutoriais sobre escolha de placas de vídeo, tutoriais esses disponíveis no Clube, para montar um computador pessoal.

Pois bem, o Gabriel Torres, que é o fundador do Clube, é um voraz leitor de livros sobre investimentos e educação financeira, tendo publicado diversas resenhas no site pessoal Terremoto. Além disso, ele escreveu muitos livros na área da computação.

Mais recentemente, ele publicou o livro Os mitos do dinheiro, que narra um pouco a experiência pessoal dele rumo à independência financeira.

Mitos Dinheiro

Segue a sinopse oficial:

“Por que com tantos livros sobre “como ficar rico” no mercado as pessoas continuam com problemas financeiros? Por que as pessoas ainda acham que dinheiro não traz felicidade e que ganhar dinheiro é pecado? Por que as pessoas gastam dinheiro comprando o que não precisam, com o dinheiro que não têm, para impressionar outras pessoas? Por que tem gente que acha que vai ficar rica fazendo exatamente a mesma coisa que a maioria das pessoas faz, se a maioria das pessoas não é rica?

Quais são os fatores psicológicos que nos impedem de obter sucesso? Esses e muitos outros temas são debatidos em Os Mitos do Dinheiro, um livro que é parte autobiografia, parte manual didático, onde Gabriel Torres conta a sua história pessoal e sua maneira de pensar que o permitiu se tornar um milionário aos 34 anos de idade.

Os Mitos do Dinheiro o convidará a repensar suas finanças, seus hábitos de consumo e seu estilo de vida. Uma coisa é certa: você não será mais o mesmo após a sua leitura”.

Fiquei muito surpreso e lisonjeado de ter sido contactado pelo próprio autor, quando do lançamento da obra, prova de sua humildade, e de seu valor. O mais interessante disso tudo é que o Gabriel é uma dessas raras pessoas com habilidades notáveis em duas áreas (quase que) completamente distintas entre si: computação de um lado, finanças e educação financeira de outro.

5. Pare de jogar dinheiro fora, de Douglas Caixeta

O Douglas é leitor antigo e assíduo do blog, sempre com comentários de alta densidade e grande profundidade, e que contribuem de forma estrondosa para o enriquecimento dos debates que se seguem à publicação dos textos.

Pare jogar dinheiro fora

Pois o Douglas que participa positivamente do blog é também o mesmo que publicou essa excelente obra.

O subtítulo do livro é “aprenda de forma simples e descontraída tudo sobre economia e investimentos”. Todos sabemos que muitos dos conceitos que povoam o universo da economia e dos investimentos causam arrepio ao mais leigo dos iniciantes no mundo da educação financeira.

Para vencer esse problema, que é comum a várias áreas mais técnicas do conhecimento, Douglas escreve numa linguagem simples a importância de aprender a importância de tais conceitos, a fim de tomar decisões mais inteligentes sobre o que fazer com o seu dinheiro no campo dos investimentos.

Segundo a sinopse do livro:

“O objetivo do livro é ensinar ao leitor sobre economia e investimentos, sem ser maçante e sem usar termos técnicos.

Para nível iniciante e intermediário, o leitor será capaz de entender como funciona a economia dos países, relacionar taxa de juros e inflação e também entender sobre os investimentos, tanto em renda fixa como em renda variável. O foco é o Brasil. Sem uso de analogias americanas, os exemplos são todos brasileiros, para investimentos no Brasil e o entendimento da economia brasileira e como tirar vantagem disso.

O livro fornece explicações detalhadas sobre finanças pessoais, como manter um orçamento, como investir seu dinheiro em ações, fundos imobiliários e renda fixa. Serão apresentados também exemplos de onde NÃO investir o seu dinheiro. Toda explicação vem com exemplos, gráficos e números, mostrando o porque de cada argumento, mas não é um livro didático, e sim uma leitura fluida e descontraída.

Usando uma linguagem simples, os mais leigos podem sair do zero para se tornarem investidores de sucesso. Quem já investe poderá aprender a analisar empresas, fundos imobiliários e bancos. Além de conhecer estratégias de investimento em ações, dividendos e FIIs. O livro não usa termos técnicos, mas sem perder a complexidade de cada tópico.

O livro aborda desde finanças comportamentais até investimento em ações. Sempre descomplicando cada tópico você entenderá sobre planejamento financeiro (orçamento), economia e investimentos. Termos como Cetip, FGC, agências de rating, crise do sub-prime, depreciação, CDBs, LCIs, LCAs, Tesouro Direto, Debêntures, CRIs, ficarão claros e simples.

Outros assuntos abordados: Previdência privada, investimento em imóveis, títulos de capitalização, bolsa de valores e fundos imobiliários. Cada nova palavra ou termo financeiro é seguido de sua explicação.

É um guia completo para gerenciamento do seu dinheiro”.

Há versões em formato impresso e para o Kindle.

Num dos primeiros comentários do Douglas no blog, escrito em 2014 (comentário aqui), ele escreveu:

“Mais um excelente post. Seu blog é muito bom. Percebe-se em cada post como a escrita é pensada e traz conteúdo de verdade ao contrário de 90% dos blogs por aí”.

Pois hoje chegou o dia de parafraseá-lo 😉 e dizer:

“Mais um excelente livro. Seu conteúdo é muito bom. Percebe-se em cada capítulo como a escrita foi pensada e traz conteúdo de verdade, ao contrário de 90% dos livros por aí”.

6. Case com seu banco com separação de bens, de Beto Veiga

É absolutamente indispensável ter uma relação adequada com as instituições financeiras, sabendo utilizá-las em seu proveito, e não o contrário.

Para isso foi escrito esse livro pelo Beto Veiga, autor do blog Finanças Desvendadas. De acordo com a sinopse:

Case com seu banco com separação de bens é o título do livro de relacionamento bancário publicado pela editora Saraiva.

Um texto voltado ao público em geral, que tenha ou não conhecimento dos conceitos bancários, escrito em linguagem acessível. A ideia é familiarizar o leitor para poupá-lo de custos desnecessários com as operações financeiras.

O título tem o intuito de chamar a atenção das pessoas para o problema da assimetria de informação entre o banco e o cliente. Assim, o leitor verá que não é preciso muito para entender o funcionamento dos bancos, a forma como eles ganham dinheiro, e como ele, leitor, pode se livrar de custos com tarifas bancárias e taxas de juros elevadas nos empréstimos e reduzidas nas aplicações financeiras.

  • Livre-se do pagamento de custos e tarifas desnecessárias.

  • Reconheça as armadilhas das “orientações” tendenciosas

  • Entenda como funcionam os fundos de investimento

  • Saiba como se proteger de possíveis quebras de bancos

  • Aprenda como evitar as operações de crédito dispendiosas

4. Case com seu banco

Existe uma visão estereotipada dos bancos, de acordo com a qual eles seriam os vilões de sua vida financeira, e você, a vítima do sistema.

Porém, isso somente ocorre se você for um ignorante em educação financeira. Com as ferramentas mentais certas, é possível equilibrar os termos dessa relação, e passar a utilizar os serviços bancários a seu favor.

7. Dinheiro é um santo remédio, de Conrado Navarro e André Massaro

Nada mais justo do que encerrar essa coletânea especial de livros com meu amigo Conrado Navarro, amigo de longa data, e um dos maiores incentivadores para que o Valores Reais tivesse vida longa.

Os verdadeiros amigos ficam felizes quando você tem sucesso. Aliás, eles incentivam que você tenha sucesso.

No mundo de hoje, muitas pessoas buscam amizades exclusivamente para satisfazer interesses próprios, ainda que seja à custa do bem-estar dos outros. São poucos os que ficam felizes que você tenha sucesso, e são mais raros ainda aqueles que incentivam que você tenha sucesso, sem pretender absolutamente nada em troca.

Posso afirmar, sem medo de errar, que esse blog foi criado e mantido porque teve dois mentores, na área das finanças pessoais, do mais alto gabarito: o Conrado, fundador do excelente blog Dinheirama, e o Zé da Silva, do excepcional Clube do Pai Rico. Embora eles não possam ser considerados “dinossauros” em termos de idade (afinal, ainda estão no famoso mid-30’s….rsrs), em termos de cronologia da blogosfera financeira, eles pavimentaram a estrada para que hoje tivéssemos uma quantidade bem maior de blogs sobre o assunto (embora ainda eu ache numa quantidade bastante pequena, comparado ao tamanho do Brasil, e comparado à carência de educação financeira por essas terras).

Pois bem, o Navarro se juntou ao André Massaro, outro craque das finanças pessoais, para juntos escreverem esse ótimo livro, cujo público-alvo é principalmente aqueles que estão em fase de aprendizado financeiro. Confiram as notas de lançamento:

Você já parou para pensar como muitas pessoas confundem saúde com a ausência de doenças? Da mesma forma, muita gente associa “saúde financeira” com “ausência de dívidas”. O assunto é sério e precisa ser encarado com mais interesse e profundidade.

É com muita alegria que comunico a você, leitor e entusiasta da educação financeira, o lançamento do meu novo. Em “O dinheiro é um santo remédio” (clique para comprar), escrito com o André Massaro, você vai descobrir qual o verdadeiro significado de “saúde financeira” e, mais importante, como alcançá-la!

“O dinheiro é um santo remédio” é um livro de linguagem simples e leitura agradável, porém com muito conteúdo. Com ele você vai aprender quais são as “doenças financeiras” que afligem as pessoas, quais são as suas causas e os seus sintomas.

E o melhor: aprenderá também como diagnosticar as “doenças financeiras” que podem estar complicando sua relação com o dinheiro (e seu desejo de enriquecer) e como fazer um tratamento completo para colocar suas finanças em forma, de uma vez por todas!

Nosso objetivo é que você atinja o estado de saúde financeira “ZERO-DEZ-DEZ”: Zero Endividamento, Dez por cento de suas receitas investidas todo mês e Dez meses de renda guardados em uma reserva para emergências. Você é capaz e nós temos as ferramentas para ajudá-lo.

Dinheiro é um Santo Remédio

Eu gostei particularmente da metáfora que eles fazem em relação à saúde física. De fato, quem vive acumulando dívidas vive, em verdade, acumulando “doenças financeiras”, prejudicando a si próprio, cujas consequências a longo prazo são extremamente severas, causando inclusive doenças físicas.

Conclusão

“Desde que eu tenha um livro em minhas mãos, eu não sinto que estou desperdiçando meu tempo.” – Charlie Munger (fonte: Clube do Pai Rico)

Como eu já disse antes, o bom do livro é o fato de ele ser um instrumento democrático e de fácil manuseio em qualquer canto ou situação. Podemos fazer uma leitura enquanto estamos na sala de espera de um consultório, no portão de embarque de um a rodoviária ou aeroporto, à noite, na cama, antes de dormir, sentado numa mesa ou até mesmo deitado num sofá num fim de semana – aliás, a leitura de livros costuma ser bem mais útil como forma de lazer do que passar o tempo em frente à televisão. Livros não dependem de tomadas, baterias ou carregadores (exceto o Kindle…rsrs), dependem, basicamente, da vontade e da disposição do leitor em descobrir as novidades que estão para serem desvendadas em suas páginas.

Ademais, você se sente estimulado a montar a sua própria biblioteca financeira, ou seja, um espaço na sua estante reservado somente a livros sobre finanças pessoais. O interessante disso tudo é que, quanto mais você lê, mais você fica apto a lidar com seu próprio dinheiro.

Aumentar o conhecimento financeiro melhora suas atitudes em relação ao dinheiro. Faz de você uma pessoa mais saudável financeiramente, e mais responsável financeiramente. Viver em paz e realizar sonhos se tornam tarefas muito mais fáceis.

E você, que já é leitor assíduo de livros, que outros livros recomenda para nossos leitores que precisam de ajuda financeira?

Print Friendly, PDF & Email

,

16 Responses to Valorizando os autores brasileiros: 7 livros para alimentar seu cérebro com educação financeira de qualidade

  1. Sherpa 21 de agosto de 2017 at 10:04 #

    Economia é a ciência da riqueza, Nassau Senior (teoria da abstinência). Como o tema de hoje é leitura essa é uma contribuição para propósito de pesquisa e posteriori aprofundamento. Boa leitura e uma ótima semana.

  2. Cleiton Oliveira 21 de agosto de 2017 at 10:06 #

    É uma imensa honra estar nesta lista de feras. É muito gratificante poder compartilhar com a propagação da Educação Financeira.

    “E os livros são o primeiro passo para mudar o curso dessa história. Aliás, os livros são um investimento com excelente potencial de retorno. São um ótimo ponto de partida, que farão com que você mude a forma de enxergar sua relação com o dinheiro.” – Essa frase já diz tudo.

    O livro pode ser nosso guia, nosso mentor que nos ajudará a alterar as crenças e os hábitos negativos que estão enraizados em nossa mente.

    “E os livros são o primeiro passo para mudar o curso dessa história.”

    Um grande abraço

    • Guilherme 22 de agosto de 2017 at 17:08 #

      Cleiton, honra é a nossa de podermos contar com autores tão qualificados a nos ensinar os “caminhos das pedras” na educação financeira!

      Abraços!

  3. Márcia 21 de agosto de 2017 at 14:09 #

    Olá,

    talvez eu seja redundante nas indicações, mas para novos leitores indico o Bolsa Blindada, da Patrícia Lages, que foi uma boa surpresa, e os livros do Gustavo Cerbasi, Investimentos Inteligentes e Casais inteligente enriquecem juntos.

  4. cleiton 21 de agosto de 2017 at 16:17 #

    Excelentes indicações e que legal que temos bons livros brasileiros e de autores que estão em blogs do nosso dia a dia.

  5. Célia 22 de agosto de 2017 at 6:53 #

    Muito bom, Guilherme!
    Eu não conhecia vários dos livros que você citou.
    Gosto muito dos livros do Gustavo Cerbasi. Li todos e tirei muitas lições para a vida.
    Obrigada pelas dicas!

  6. Tatiana Ishii 22 de agosto de 2017 at 8:32 #

    Como sempre ótimo artigo, com excelentes indicações de leitura.
    Muito obrigada!!

  7. Rosana 24 de agosto de 2017 at 18:11 #

    Guilherme,

    Gostei do seu post valorizando os autores brasileiros.
    Ainda não conheço a maioria dos livros que citou, mas vou procurá-los, pois conhecimento e informação nessa área são sempre bem vindos.

    Achei muito interessante o fato de alguns deles serem leitores assíduos do Valores Reais.

    Abraços,

    • Guilherme 24 de agosto de 2017 at 19:17 #

      Obrigado, Rosana!

      É verdade, muito legal esse intercâmbio entre os leitores, que sempre contribuem com opiniões qualificadas no blog.

      Abraços!

  8. Sandro 29 de agosto de 2017 at 1:03 #

    Boa noite Guilherme! Bacana esse post! Confesso que só conhecia o Cleiton, o Gabriel e a dupla Conrado e Andre. Vou procurar ler os outros indicados.
    Conhecer autores brasileiros é fundamental para aprofundarmos questões que dizem respeito à nossa realidade.
    Em Economia, muitos dos problemas estudados tem como soluções o que já foi feito no exterior, ou seja, em situações totalmente diferentes da que vivemos. Por isso, muitas vezes, produzem resultados ineficientes ou até piores do que o problema inicial.
    Um exemplo, na minha opinião, são os livros que discorrem grande tempo falando sobre hipotecas imobiliárias, que é algo que pouquíssimas pessoas vivenciam no Brasil.
    Ou então que falam sobre empreendedorismo, sem conhecer a complexidade tributária e burocrática, além do acesso restrito ao crédito, que o micro e pequeno empresário enfrentam…
    Enfim, parabéns pelo artigo!

    • Guilherme 1 de setembro de 2017 at 9:25 #

      Olá, Sandro, grato pelas palavras!

      Você tem razão: é preciso tomar bastante cuidado com certos conteúdos importados de outras culturas, que não funcionam exatamente igual aqui.

      O exemplo das hipotecas e do empreendedorismo cai como uma luva nesse sentido.

      O Kiyosaki mesmo tem diversos livros importantes de educação financeira, mas alguns dos conceitos dele se encaixam melhor no mercado e no contexto dos EUA, exatamente dentro dos exemplos citados por você.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes