[Guest post] Tire suas contas do débito automático!

O blog Valores Reais mais uma vez tem a honra de contar com um texto de primeiríssima qualidade produzido por um de vocês, caros leitores. 😉

Trata-se do Fábio Assolini, que nos brinda com reflexões e argumentos para você não usar o débito automático.

Isso mesmo.

Em um texto publicado há cerca de 8 anos, datado de dezembro de 2010 (clique aqui), eu havia comentado sobre as vantagens de usar o débito automático.

Porém, como toda e qualquer ferramenta colocada à disposição do consumidor, o serviço de débito automático apresenta vantagens e desvantagens. As empresas de consumo recorrente (serviços de telefonia pós-paga, Internet, TV a cabo etc.), por exemplo, vivem alardeando suas vantagens, afinal, uma conta paga automaticamente evita inadimplência e garante receita. Mas e para o consumidor? Será que existe uma vantagem na mesma e inversa proporção?

É a partir de indagações como essas que o Fábio expõe seus argumentos sobre as desvantagens do débito automático.

O texto está imperdível, e certamente abordará pontos de reflexão sobre os quais você não havia pensado antes.

Boa leitura!

……………………..

“O débito automático das contas de consumo e até mesmo de outros gastos não regulares é uma facilidade e comodidade oferecida por todos os bancos no Brasil. Nunca mais você irá se esquecer de um pagamento, ou atrasar e pagar multas e juros porque não recebeu a fatura por causa da última greve dos Correios.

Controle total das suas contas, todas pagas em dia, sem nenhum atraso – essa é a comodidade oferecida pelo débito automático. Seu banco oferece o serviço gratuitamente. As empresas e concessionárias prestadoras de serviços rogam para que você adote essa forma de pagamento. Você não tem nada a perder.

Porém, se você deseja ter um controle maior das suas finanças pessoais, deve tirar suas contas do débito automático, hoje mesmo. Há boas razões para fazer isso, e fique tranquilo, isso não vai tomar todo o seu tempo – a tecnologia permite fazer tudo de forma rápida e fácil, sem precisar ir ao banco ou ao caixa eletrônico para pagá-las.

Sei que esse blog já defendeu o uso do débito automático no passado. Acredito que, naquela época, a dica era válida como fator de ganho de tempo, mas quero aqui fazer um contraponto, pois hoje a tecnologia evoluiu a tal ponto que você pode controlar suas contas facilmente, pagando e controlando tudo usando seu smartphone, sem perder muito tempo.

Os motivos para tirar as contas do débito automático

Primeiro, vamos aos motivos para tirá-las do débito automático: havia vários meses que eu não verificava minha conta de telefone celular. Na verdade, eu olhava apenas o valor total, que seria debitado todo mês da minha conta corrente. Como era sempre o valor esperado, então, não tomava o trabalho de checá-la em detalhes.

Para minha surpresa, quando resolvi fazer isso, vi que há 7 meses a empresa estava cobrando um serviço de software que nunca tinha solicitado. Liguei para a empresa para reclamar, mas só foi possível realizar o ressarcimento de 4 parcelas, das 7 que paguei. Como estamos no Brasil, onde as concessionárias de serviço não respeitam seus clientes, praticando cobranças abusivas de serviços não comprados, checar a conta mensalmente é sua obrigação.

Isso fará você identificar mais rapidamente os abusos, e assim poder reagir, pedindo ressarcimentos e cancelamentos, evitando prejuízos. Deixando sua conta no débito automático é mais uma facilidade que irá colaborar para que você não verifique suas contas em detalhe.

Além disso, o simples fato de verificar suas faturas todos os meses fará você se questionar dos valores gastos, levando-o a buscar alternativas mais baratas ou mesmo cancelar serviços não essenciais. Com a conta em mãos, você terá noção de quanto está gastando. Se você está em modo automático, seus olhos não veem e seu bolso não sente, isso leva ao comodismo e aceitação das condições oferecidas pelo prestador de serviço, resultando em perda de dinheiro.

Depois de muito tempo assinando TV a cabo, me dei conta que não tenho tempo de assistir aos canais de TV – estava pagando e não usando. A maioria dos canais assistidos eram os abertos e gratuitos. Efetuei o cancelamento sem dó, adotando a nova TV digital que já chegou aqui na cidade. São 720 reais economizados por ano.

Outra prática pouco ética adotada no Brasil pelas concessionárias de serviços é a venda de novos planos para novos clientes em valores inferiores aos pagos pelos atuais clientes. Se você tem sua Internet faz 2 anos e paga 240 reais mês, os novos clientes dessa empresa, assinando o mesmo serviço, irão pagar 180 reais. Isso porque as concessionárias de serviços adequam as mensalidades dos clientes antigos somente se eles pedirem.

Com a conta em mãos todos os meses, você vai se lembrar de ligar lá, negociando condições melhores ou pedindo uma readequação do seu plano. Muitas vezes você encontrará opções mais vantajosas, como uma Internet mais rápida pelo mesmo valor, ou um plano de celular com mais minutos e mais barato.

Outro problema que você irá evitar ao pagar a conta manualmente, todo mês: às vezes, o débito pode não ocorrer, seja por falta de saldo na sua conta, seja por problema do próprio banco. Fui cliente de um banco que foi comprado por outro, e, no processo de migração dos clientes, algumas contas cadastradas no débito automático não foram adicionadas ao novo sistema, e,  consequentemente, não foram quitadas.

Fui perceber isso somente após 2 meses, por ter recebido um aviso da empresa. Paguei multa e juros pelo atraso, mesmo que a culpa não tenha sido minha. Ao pagar manualmente, você irá evitar esse problema.

Muita gente argumenta: “mas a conta pode atrasar ao chegar pelo Correio, daí pagaria multas”. Justamente por isso as empresas estão ávidas em oferecer as faturas digitais, quase sempre enviadas por e-mail. Faturas impressas tem custo de impressão e envio, esse custo as empresa querem definitivamente cortar; para isso adotam políticas de incentivo aos clientes que abandonarem a fatura impressa.

A mesma empresa que me fornece Internet em casa concedeu 10 reais de desconto todo mês pelo simples fato de adotar esse esquema de recebimento da fatura. A de celular me concedeu 500 MB por mês no pacote de Internet para adotar a fatura digital. Outro benefício: você terá todas as faturas em seu e-mail, o que permite um acesso e busca facilitadas.

Serviços de pagamentos digitais

Segundo, vamos a um excelente motivador para tirá-las do banco: você pode pagá-las com seu cartão de crédito, e assim ganhar milhas. Existem várias empresas financeiras que prestam este serviço, inclusive os bancos, mas estes costumam cobrar caro pelo serviço (que antes era oferecido gratuitamente, mas a ganância falou mais alto).

Existem opções gratuitas e melhores, como o MercadoPago, que possibilita o pagamento de até 4 mil reais por mês, sem custos. Os benefícios aqui são claros: pagando com seu cartão de crédito, você ganha até 40 dias de prazo para efetivamente desembolsar a quantia, além de acumular milhas no programa de fidelidade do seu cartão, permitindo um desconto ou até mesmo dando a isenção total da anuidade do cartão.

Já vi gente inclusive que abre contas em nome da esposa, da mãe, e assim vai distribuindo os pagamentos das contas, usando diferentes cartões, garantindo um gasto mínimo, que irá colaborar na isenção da anuidade.

Alguns serviços de pagamentos de contas ainda têm oferecido cashback se você usá-los regularmente. O RecargaPay dá até 50 centavos de cashback para cada conta paga, o Cellcoin dá 20 centavos para cada conta paga. Pode parecer pouco, mas faça uma conta rápida e veja quanto poderia ganhar no ano.

Tire proveito da tecnologia

Pra terminar, muita gente afirma: “não tenho tempo pra pagar nem controlar essas contas”. A maioria de nós hoje usamos smartphones, com muitas funções e aplicativos úteis, permitindo, por exemplo, o pagamento de uma conta no próprio celular. Todos os serviços de pagamento de contas listados acima oferecem aplicativos móveis.

As contas chegam por e-mail. Para controle pessoal, eu uso e recomendo o Google Agenda, registrando os pagamentos com seus devidos valores. O bom desse serviço é que ele emite lembretes regulares das contas que tenho que pagar. Com 20 minutos, pago as contas que irão vencer na semana, de forma rápida, sem esquecer nenhuma.

Conclusão

Aproveite os benefícios que a tecnologia nos traz!

Com tais práticas você garantirá um melhor controle das suas contas mensais, além de tirar proveito dos modernos serviços de pagamentos.

Créditos da imagem: Free Digital Photos

Print Friendly, PDF & Email

30 Responses to [Guest post] Tire suas contas do débito automático!

  1. Evandro 12 de março de 2018 at 3:15 #

    Ótimo texto! Nunca tinha pensado por esse lado, até porque costumo conferir minhas contas mesmo em débito automático. O único problema é o de questionar a operadora, pois dependendo do valor, bate aquele desânimo de ter que ficar pendurado falando com um atendente de telemarketing atrás do outro até ter um protocolo pra reclamar na ANATEL, por exemplo.

    O que me chamou a atenção no texto foram os serviços de pagamentos digitais com cashback (Cellcoin e Recargapay) que eu não conhecia. Pelo que vi no site, não há cobrança de mensalidade nem taxas, eles simplesmente pagam as contas com a recarga que você faz do cartão de crédito e te recompensam por isso. Afinal, o que eles ganham? São seguros?

    • Anônimo 12 de março de 2018 at 10:36 #

      Esses serviços de pagamentos digitais também me chamaram a atenção. Inclusive me surgiu uma ideia para geração de pontos do cartão. Só não tenho certeza da legalidade desse procedimento. Efetuar pagamento de boletos de depósito na nuConta própria . Assim seria possível gerar faturas gordas todo o mês. Acho que não deve ser legal.

  2. Simplicidade e Harmonia 12 de março de 2018 at 6:59 #

    Guilherme,

    Interessante post.
    Eu nunca usei o DDA exatamente por não ter muito controle sobre o preço exato das contas e pelo que se está pagando.
    Além disso, um caso ocorrido com uma colega me fez desconfiar ainda mais desse sistema. Por um erro bancário, uma conta de luz que deveria ter sido debitada não foi e 3 meses depois a empresa concessionária foi em sua casa para cortar a energia elétrica.
    Com a correria cotidiana cada vez maior, muitas vezes esquecemos de verificar se os agendamentos de contas – o que inclui o DDA – foram devidamente processados. Por isso, prefiro pagar minhas contas com uns 3 dias de antecedência. Às vezes ainda utilizo o agendamento, mas sempre verifico se foi pago mesmo, pois se houver um erro bancário, quem pagará por ele somos nós.

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    • Guilherme 13 de março de 2018 at 10:11 #

      Oi Rosana, verdade. Eu também confiro “manualmente” se as contas foram efetivamente pagas, com a confirmação de pagamento junto à própria operadora, que hoje em dia facilmente se consegue acessando sua conta no site dela.

  3. Michael 12 de março de 2018 at 7:59 #

    Reflexao interessante.

    Para mim, a questao seria diferente do que DDA vs Debito Automatico vs Manual. Cada opçao poderia ser facilmente gerenciada segundo o seu proprio perfil.

    A comodidade a mais, pelo menos para mim, seria a tal Baixa Automatico (tambem conhecido como o Resgate Automatico). Ai sim, a tentaçao de “deixar a conta rolar” seria perigosa demais, afetando diretamente os seus investimentos e os rendimentos deles, inclusive a tributaçao. Em caso de um erro feio, de por exemplo colocar um, ou alguns, zero’s a mais na conta, eu preferiria muito mais um saldo negativo em conta corrente, em vez do simples “sumiço” dos investimentos rsrs.

  4. SwineOne 12 de março de 2018 at 11:10 #

    Tenho somente uma conta no débito automático. Gostaria de tirá-la, mas a operadora (Net) dá R$ 10 de desconto para colocar no débito automático. É uma vantagem grande demais para não usá-la. Até pensei em deixar a conta no débito automático, mas bloquear o pagamento todo mês e fazer via Mercado Pago, mas dá um pouco de trabalho e fico com medo de algo dar errado e ser cobrado duas vezes. Fora que ouvi dizer que, após um certo número de meses fazendo esse procedimento, a operadora remove a conta do débito automático, e aí passa a vir sem o desconto. Pesando os prós e contras, decidi por deixar no débito automático mesmo.

    • Guilherme 12 de abril de 2018 at 7:12 #

      De fato, Swine, o uso do débito automática em alguns casos proporciona economia de dinheiro, então basta adicionar um mecanismo de verificação manual de controle, para checar se está tudo em ordem.

  5. Nazinha das Finanças 12 de março de 2018 at 14:06 #

    Prezados,

    Gostaria de pontuar sobre a desvantagem do uso do débito automático e o desinteresse em acompanhar as contas.
    Acho que o controle de gastos é algo rotineiro e deve ser feito mensalmente, e independe da conta em débito ou lembrar de pagar no aplicativo do banco.
    Tenho as contas de luz, água e telefone em débito, e apenas a de telefone recebo via e-mail. Condomínio, parcela do carro eu pago no aplicativo e o transporte escolar em mãos.
    Todos os meses eu olho o consumo das contas básicas e se há alguma cobrança indevida.
    Como olho todas as minhas contas sempre que há possibilidade de renegociar planos eu faço, em média anualmente.
    Já ocorreu da conta de luz não ser quitada e eu receber uma carta de cobrança, mas por verificar com frequência o aplicativo do banco eu lembrei que tinha sido debitada e enviei um comprovante para a concessionária, que resolveu prontamente.

    Agora, gostei muito da dica dos serviços pagos, onde pode colocar no cartão e ganhar milhas e o cashback.

    Enfim, cabe a cada um ter o hábito de verificar suas contas e o que é melhor para o controle de gastos. De minha parte ainda é mais interessante manter essas contas no débito e as demais pra pagar pelo aplicativo.

    Um abraço!

  6. Eduardo 12 de março de 2018 at 14:48 #

    Primeiramente, parabéns por trazer informação de qualidade.

    Eu costumava pagar a fatura do cartão de crédito com outro cartão de crédito para acumular mais milhas, entretanto, como os bancos começaram a cobrar por boleto pago, abandonei essa prática.

    Não conhecia essa possibilidade pelo Mercado Pago. Serviria para esse propósito? Entrei no site e não encontrei maiores informações

    • Guilherme 13 de março de 2018 at 10:15 #

      Grato, Eduardo, por suas palavras.

      Em relação à sua dúvida, sim, os valores mensais pagos no Mercado Pago no limite máximo de até R$ 4 mil (somatório de todas as contas) não pagam tarifas.

      O pagamento deve ser realizado obrigatoriamente pelo app do celular, sendo desejável (ou necessário) você possuir uma conta no Mercado Livre com cartões de crédito cadastrados lá.

      • Eduardo 14 de março de 2018 at 16:39 #

        Maravilha. Vou testar

      • Eduardo 14 de março de 2018 at 17:10 #

        Será que eu posso todo mês emitir um boleto de R$ 4000 no Banco Inter tendo eu mesmo como beneficiário e pagar usando o Mercado Pago?

  7. André 12 de março de 2018 at 15:43 #

    Bons pontos para reflexão, Guilherme!

    Não estou muito por dentro sobre esses serviços de pagamentos digitais. Vou dar uma olhada para conhecer, embora eu não use cartões com milhagens. Mas para quem utiliza, pode ser uma boa.

    Entretanto, não consigo concordar muito com o primeiro argumento. O problema não está em manter as contas no débito automático, mas sim em não conferir o saldo a pagar. Não vejo nenhum conflito em manter o DA e conferir o valor das contas mês a mês. Até porque recebo a fatura por e-mail…

    Grande abraço!

  8. André 12 de março de 2018 at 15:49 #

    Boas reflexões do Fábio, Guilherme!

    Não conheço os serviços de pagamentos digitais. Vou checar, embora não use cartão com milhagens. Pode ser bem útil para quem utiliza, caso não existam tarifas.

    Agora, em relação ao primeiro ponto, o problema não está em usar o débito automático, mas sim não conferir as faturas. Não vejo muito conflito nisso, uma vez que as faturas vêm por e-mail. Acredito que quem não confere on-line também não vai conferir o papel rsrs. Enfim, ainda considero o débito automático muito mais vantajoso 🙂

    Abraço!

    • Guilherme 14 de março de 2018 at 15:35 #

      Oi, André, obrigado!

      De fato, a conferência de faturas hoje em dia está bem fácil, com as faturas digitais.

      Abraços!

  9. Rafael D 12 de março de 2018 at 16:40 #

    Mais um excelente texto!

    Débito automático tem o seu lado ruim e o lado bom também. Para quem não faz uso de controle de gastos mensais e o planejamento o débito é perigoso mesmo, porque se torna bem cômodo e fora de controle. Já para controladores de plantação uma simples mudança de valor no extrato é motivo de investigação e questionamento.

    Sobre o pagamento usando o cartão de crédito voltamos novamente ao controle, se não existir poderá ser um desastre a busca pelas milhas.

    • Guilherme 13 de março de 2018 at 10:16 #

      Obrigado, Rafael D!

      De fato, há prós e contras no uso do débito automático.

  10. Henrique 13 de março de 2018 at 17:05 #

    Olá!
    Existe uma alternativa: deixar o débito automático e criar um agendamento mensal para checar cada valor debitado da conta corrente.
    Eu faço isso e nunca me perdi.

    1x por mês, puxo o extrato e verifico se houve mudança nos valores. Se sim, então vou atrás.
    Adicionalmente, procuro pesquisar alternativas com melhor custo-benefício que vão de encontro com o que eu acho necessário.

    Ao invés de criar o hábito de pagar manualmente, crie o hábito de verificar e questionar.

  11. sandro 14 de março de 2018 at 14:32 #

    Gostei da última parte, se você não tem tempo para controlar as contas prepare-se para ser mais um dos endividados.

  12. Cleiton Oliveira 14 de março de 2018 at 17:02 #

    Excelente ponto para reflexão.

    Sempre haverá prós e contras tanto no uso do débito automático quanto outro serviço. Utilizo muito o débito automático como um facilitador, para ganhar desconto como o @swineone e outras comodidades.

    Entro em minha conta corrente todos os dias e diversas vezes ao dia, tenho esse hábito há muito tempo e pude conferir algumas irregularidades que foram prontamente resolvidas.

    Também tenho o hábito de entrar em contato todos os anos com as operadoras de tv, celular, academia pedindo desconto. Faço uma pesquisa prévia dos concorrentes e utilizo como barganha para diminuir o valor pago. Já cheguei a trocar de empresa por falta de desconto e baixa qualidade do serviço. Não me apego a empresa, mas ao serviço prestado.

    As ferramentas são importantes para facilitar e nos ajudar no pagamento das contas, já que este é o 3º maior causador da inadimplência.

    Para finalizar, utilizo muito essa frase quando existe um questionamento sobre qual o melhor serviço, ferramenta ou processo.

    Não deixe que a ferramenta seja um empecilho para alcançar a prosperidade financeira.

    Um grande abraço!

    • Guilherme 14 de março de 2018 at 18:10 #

      Cleiton, excelente depoimento!

      Gostei muito do método construído por você para analisar os débitos automáticos, bem como os pedidos de desconto em relação aos serviços recorrentes.

      Com planejamento e uma boa dose de disciplina e motivação, é bem possível ganhar um bom dinheiro com esses descontos!

      Abraços!

  13. Andréia 17 de março de 2018 at 6:03 #

    Eu confesso que negligenciei até ontem a verificação de minhas contas. Ontem estava organizando minhas contas de gás, procurando aquela mensagem de quitação anual, qdo vi uma msg de que constava um débito… Como assim? Se é deb automático e o valor era menos de 10$… Era uma conta que ELES não emitiram, de abr/2016 que venceu em 10/01/18! E não entrou no débito não sei pq. Enfim vou pagar juros de mais de 2 meses de atraso. Valeu a lição! Eu que nem abria as contas rs fiquei esperta agora.

    • Guilherme 18 de março de 2018 at 14:03 #

      Oi Andréia!

      Que bom que o artigo serviu de alerta! Assim, a partir de agora, você ficará mais ligada sobre se os débitos foram efetivamente quitados.

      Abraços!

  14. Gustavo 18 de março de 2018 at 10:33 #

    Débito automático também serve para contar pontos no relacionamento com o banco, e até evitar o cancelamento de algunstipos de contas, especialmente para quem tem as antigas contas digitais gratuitas. Eu, por exemplo, tenho digicnta Bradesco e mantenho um débito automático nela, para movimentar e evitar algum cancelamento por parte do banco.

  15. Felipe Tavares 19 de março de 2018 at 20:49 #

    Boa noite Guilherme, como podemos fazer para contribuir em seu Blog com conteúdos sobre investimento e finanças pessoais?
    Abraço.
    Felipe Tavares

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes