Bradesco copia o BB, e suspende a contratação da conta digital DigiConta

O mar definitivamente não está para peixe, ao menos em se tratando de contas digitais em grandes bancos de varejo.

No final do ano passado, ao publicarmos o artigo Sete fatos sobre o encerramento das contas eletrônicas (digitais) do Banco do Brasil (BB), destacamos o seguinte (a minha bola de cristal):

“Como você já sabe, no Brasil, nada se cria, tudo se copia e, em se tratando de bancos então, quando um deles resolve mudar para pior determinada regra que era favorável ao consumidor, logo os outros bancos tratam de fazer o mesmo.

Portanto, não me surpreenderia se o Itaú resolvesse também encerrar a sua conta digital, denominada de iConta, assim como eu não ficaria surpreso se o Bradesco seguisse a mesma linha e cancelasse sua DigiConta, embora ambos façam forte propaganda desse tipo de conta nos meios de comunicação” (destaquei).

E eis que, na semana passada, recebo a notícia do Investidor Livre de que o Banco Bradesco havia acabado de cancelar a contratação da DigiConta.

No ótimo blog Investidor Livr3, ele fez um post contando, na quinta-feira, esse verdadeiro furo jornalístico, onde destaco o seguinte trecho:

“Antes que perguntem, eu consegui essa informação com uma gerente do banco hoje, dia 16/03/2017, à tarde. Sim, ela ainda consta bonitinha no site, porém, se você tentar ir na agência abrir uma não vai conseguir. Duvida? Então faça como eu, ligue no Fone Fácil, e tenha a confirmação dessa péssima notícia!”

Essa informação foi confirmada pelo leitor Gustavo, amigo de longa data (desde a época do Fórum Clube do Pai Rico, ou melhor, desde a época do extinto Fórum PalmBrasil!), que me reportou a mesma informação na sexta-feira. Aliás, já virou “tradição” sexta-feira se tornar o dia de notícias negativas vindas de bancos – vide o exemplo aqui.

Embora as novas contratações estejam suspensas, eu penso que os atuais clientes que contrataram esse tipo de conta continuarão usufruindo normalmente dos serviços dela, que inclui, assim como as demais contas digitais, DOCs e TEDs gratuitos, bem como saques gratuitos em caixas eletrônicos.

Além disso, por óbvio, permanece à disposição dos atuais e futuros clientes a possibilidade de contratação das contas de serviços essenciais, que oferecem uma franquia mais limitada de serviços gratuitos, mas que, em compensação, não podem ser eliminadas da “grade” de pacotes de serviços oferecidos pelos bancos, uma vez que sua disponibilidade é obrigatória.

Não sabemos ainda se essa suspensão é temporária ou definitiva. Acreditamos ser definitiva, pois até o link para a DigiConta desapareceu do site oficial do Bradesco. Façam o teste: digitem Bradesco DigiConta no Google, e cliquem no primeiro link que aparecer. Vai dar “Erro 404” (apesar de ela estar ainda aparecendo para pessoa jurídica).

Erro 404

O Burguês Inglório comentou uma coisa no blog do Investidor Livre que me chamou a atenção: pode ser que os sindicatos estejam por trás dessa eliminação da Digiconta. Confiram (link aqui):

“Cara, eu trabalhei em um desses bancos, e acredite, não é a alta administração que decidiu acabar com a digiconta. A digiconta acabou porque os gerentes das lojas se recusavam a abrir ou fazer a mudança dos clientes para tal modalidade, isso partia dos sindicatos que davam essa diretriz visando manter um poder sobre a automação dos bancos, já quem tem conta digital tá pouco se fodendo pra greves, pois faz tudo online. É verdade que isso influencia nos lucros do banco, mas pra eles vale muito mais a pena do que renegociar salários.

Graças a este cenário, o número de pessoas que aderiu à digiconta foi muito baixo, isso explica:
“— Esperava até que houvesse uma procura maior, mas ela acaba tendo uma quantidade relativa de clientes que não é relevante em relação aos outros.”

Alternativas de contas digitais 100% gratuitas: Itaú iConta e Conta Digital do Banco Intermedium

Como eu havia falado naquele post, as alternativas que restam, em termos de contas digitais 100% gratuitas, são as do Itaú – iConta – e a do Banco Intermedium.

Especificamente em relação ao Intermedium, ele tem como atrativo adicional, ao contrário dos grandes bancos de varejo, o fato de permitir a abertura de modo 100% online (nos grandes bancos ainda é necessária uma visita à agência bancária, pelo menos para a abertura da conta).

Os saques de dinheiro são realizados por meio dos caixas eletrônicos da rede Banco 24 Horas, que têm sido cada vez mais presentes em diversos estabelecimentos comerciais, principalmente em supermercados, postos de combustível, lojas de conveniências, shoppings centers e aeroportos.

Quanto a experiências concretas quanto ao uso de bancos digitais para movimentação de dinheiro, vale a pena trazer aqui o link  de uma experiência vivenciada pelo amigo blogueiro André Azevedo, que, nesse artigo do blog Viagem Lenta, narrou os fatos que envolveram sua migração do, coincidentemente, Bradesco (não a conta digital, mas uma conta comum), para a conta digital do Intermedium, os prós e os contras dessa operação, e a opinião dele sobre o tema.

Conclusão

Como bem disse o André no começo do artigo dele, muitas vezes precisamos quebrar paradigmas e desfazer resistências.

As coisas (não só as prioridades) mudam com o decorrer do tempo, e o nosso papel no transcurso da vida é nos ajustarmos a essas mudanças, aproveitando-as naquilo que elas têm de melhor a nos oferecer.

Minha experiência com o sistema financeiro é relativamente recente – data do final dos anos 90 pra cá – mas uma coisa que tenho percebido é a lenta, gradual e consistente evolução na migração das ofertas de melhores serviços financeiros, que antes eram restritas aos grandes bancos de varejo, para as corretoras de valores independentes e bancos digitais.

Os bancos digitais oferecem diversas comodidades ligadas aos serviços de conta-corrente, que podem ser feitas sem a necessidade de intermediação de gerentes ou agências físicas. Elas precisam ainda melhorar em alguns pontos, como aumentar os convênios de débito automático, por exemplo, mas, no balanço geral, atendem boa parte das necessidades das pessoas em relação à movimentação da conta-corrente.

Já as corretoras de valores viraram verdadeiros supermercados financeiros, onde você pode encontrar uma vasta gama de produtos de investimentos em condições, na maioria das vezes, mais atrativas do que aquelas oferecidas pelos grandes bancos, principalmente no campo da renda fixa.

Portanto, é correto afirmar que, nesse pacote de mudanças, não estão incluídas apenas as prestações de serviços ligados à conta-corrente, mas principalmente às relacionadas aos investimentos.

Como disse o lendário John Bogle, no mercado financeiro, você recebe exatamente por aquilo que não paga. Ou melhor dizendo: quanto menos você pagar, mais você irá receber.

A lógica desse sistema é praticamente oposta à lógica do mercado de consumo. Nesse último, quanto mais você paga, mais você recebe. No mercado financeiro, é o contrário: quanto menos custoso forem os investimentos e produtos e serviços, mais retorno você irá receber. Mais dinheiro entrará no seu bolso.

A suspensão das contas digitais pelo Bradesco é mais uma prova de que os grandes bancos de varejo estão cada vez menos interessados em ofertar esse tipo de produto, sabe-se lá por quais razões.

Felizmente, ainda há espaço para competitividade e inovação no mercado financeiro, fazendo com que as pessoas mais bem informadas e com mais alto grau de instrução financeira continuem a tirar vantagem das benesses oferecidas por aquelas empresas dispostas a oferecer serviços e investimentos melhores, a custos mais baixos.

Contas-correntes caras, investimentos caros e com altas taxas de administração, títulos de capitalização… sempre existirão no mercado financeiro, porque sempre existirão pessoas que aceitam pagar do próprio bolso para alimentar o sistema. Não seja (mais) uma dessas pessoas. 😉

, , ,

25 Responses to Bradesco copia o BB, e suspende a contratação da conta digital DigiConta

  1. Investidor Livr3 20 de março de 2017 at 10:25 #

    Grande Guilherme,

    Antes de mais nada quero agradecer as suas citações, e ressaltar que acompanho seu blog desde o começo. Parabéns por seu trabalho, e continue assim!

    Sobre o seu post, muito bem escrito por sinal, é aquilo que você já havia dito. Com o fim da conta digital do BB, tudo indicava que os outros bancões seguiriam pelo mesmo caminho. E isso, infelizmente, aconteceu…

    A propósito, o nosso colega Viver de Dividendos, do blog excelente de mesmo nome, comentou no meu post que o Itaú TAMBÉM suspendeu a iConta, pois ele tentou abrir uma na semana passada e não conseguiu!

    Se essa informação for confirmada, é o fim definitivo das contas digitais dos bancos grandes.

    Abraços!

    • Guilherme 21 de março de 2017 at 11:53 #

      Olá IL, eu é quem agradeço! Fico feliz de saber que você é leitor antigo do blog! 😀

      Realmente, se o Itaú resolver dificultar as coisas com a iConta, como o VD afirmou, só nos restará os bancos médios e pequenos.

      Abraços!

  2. ANDRE R AZEVEDO 20 de março de 2017 at 16:14 #

    Olá Guilherme! Como sempre, rápido no gatilho! Vi a notícia ontem, meio en passant, e agora vendo meu Feedly li com mais detalhes seu artigo.

    Pois é, meu amigo… Estou achando que os grandes bancos estão é dando um tiro no pé e não estão percebendo e levando a sério o movimento dos bancos menores.

    Gostaria de reforçar o fato de que não é só uma questão de não pagar tarifas, mas também das taxas oferecidas nos investimentos desses bancos. As LCIs do Intermedium foram um sucesso tão grande que o lastro acabou temporariamente. As taxas do CDB são ainda muito maiores do que os grandes bancos.

    Eu comecei administrando um Grupo de Investimentos do Intermedium, que é uma forma de conseguirmos taxas ainda maiores. Com pouco mais da metade do número máximo permitido, já conseguimos ultrapassar por uma boa margem a faixa máxima de investimentos do banco.

    E pude ver, como administrador do grupo, o fluxo de pessoas interessadas nessas novas alternativas. Existe uma boa quantidade de pessoas jovens iniciando-se (corretamente) na educação financeira. Mas também existem investidores já tarimbados que estão transferindo suas aplicações de bancos grandes para o Intermedium. Incrível como podem estar ignorando esse movimento.

    Ainda temos 13 vagas no grupo, Guilherme, caso estiver interessado rsrs.

    Parabéns por mais um artigo muito útil à finansfera e obrigado pelas citações!

    Grande abraço!

    • Isabela 21 de março de 2017 at 8:53 #

      André, gostaria de participar. Já tenho conta no Intermedium. Como faço?

      • ANDRE R AZEVEDO 21 de março de 2017 at 9:41 #

        Isabela, legal! Temos um valor mínimo para entrada, justamente para mantermos o montante elevado e não corrermos nenhum risco com eventuais retiradas.

        Vc pode me mandar um email para viagemlenta@gmail.com?

        Abraço!

        • Junior 21 de março de 2017 at 11:30 #

          Eu tentei abrir conta no intermedium e nao consegui. Pedi explicação mas não obtive nenhuma resposta. Simplesmente dizem pra tentar daqui 180 dias e enquanto isso temos que ficar refem dos grandes banco, os quais os valores de ted atrapalham e muito os investimentos. Alguém sabe informar quais os criterios que utilizam para aceitar ou nao um cliente?

    • Guilherme 21 de março de 2017 at 11:55 #

      Oi André, excelente mais esse depoimento no comentário!

      Você tem razão: não dá pra entender como os grandes bancos estão perdendo tantos clientes, tanto os novos, como também os investidores já tarimbados, como você bem explanou.

      Agradeço o convite sobre o grupo de investimentos, vou estudar. 😉

      Abraços!

  3. Jacqueline 20 de março de 2017 at 17:57 #

    Olá!

    O banco é quem deveria me pagar pra botar meu suado dinheirinho nele e não o contrário. Desde 2014 tenho a iConta do Itaú, recentemente criei uma no Intermedium e ainda não pago um centavo na minha conta Santander (é nela que o salário cai), nem mesmo pago anuidade do cartão de crédito. Enquanto tiver concorrentes que fazem a mesma coisa por menos (ou nada), haverá sempre uma melhor opção.

    Um abraço!

    • Guilherme 21 de março de 2017 at 11:56 #

      Parabéns, Jacqueline, pelo exemplo!!! 😀

      Abraços!

  4. Adriana 20 de março de 2017 at 19:39 #

    Amigo, trabalho em banco. O nome do jogo é outro.
    Essas contas facilitam a transferência de recursos para corretoras.
    É isso que os bancos estão tentando dificultar.
    Povão tem conta salário, poupança, conta essencial. eles querem atingir exatamente essa galera mais esclarecida.
    Tem uma relação de clientes que era pra ligar pra oferecer nossos investimentos, clientes esses que transferiam seu dinheiro para corretoras. Era pra ligar e falar sobre nosso portfólio de investimentos.
    Bj

    • Guilherme 21 de março de 2017 at 11:56 #

      Grato pelas informações, Adriana!

      Abraços!

  5. Professor Money 20 de março de 2017 at 20:34 #

    Guilherme, o Banco Original tem feito uma propaganda maciça de sua conta digital. Você conhece?

    • Guilherme 21 de março de 2017 at 11:57 #

      Oi Professor!

      Eu já vi algumas propagandas dele, mas não cheguei a me aprofundar nos estudos. Pode ser uma alternativa interessante também, a depender principalmente dos investimentos ofertados.

      Abraços!

  6. Rosana 21 de março de 2017 at 14:02 #

    Guilherme,

    Péssima notícia…
    Sei que no Bradesco já não era possível ter uma conta digital e uma conta corrente comum, exatamente para não proporcionar a facilidade de Teds gratuitos e ilimitados.

    “A lógica desse sistema é praticamente oposta à lógica do mercado de consumo. Nesse último, quanto mais você paga, mais você recebe. No mercado financeiro, é o contrário: quanto menos custoso forem os investimentos e produtos e serviços, mais retorno você irá receber. Mais dinheiro entrará no seu bolso.”
    Gostei dessa parte. Realmente, se focarmos nos custos, veremos o quanto estamos perdendo com taxas e tarifas praticamente desnecessárias, já que há outras opções melhores.

    Gostei dos comentários, enriqueceram muito o seu post.
    Em relação aos sindicatos, infelizmente não dá para duvidarmos de nada… Hoje as greves bancárias não fazem tanta diferença assim na vida de quem usa os sistemas online, o que de certa forma, enfraquece os movimentos grevistas. E como a Adriana disse, as contas digitais facilitam (e muito) a transferência dos recursos dos bancos para as corretoras, que oferecem mais vantagens aos clientes.

    Por que os grandes bancos não diminuem as taxas de administração e aumentam o retorno em seus produtos? Eu acho que a tendência é perderem continuamente os clientes se continuarem com essa estratégia, ainda mais hoje com a internet (e sua enorme gama de informações) e também a facilidade de abertura de uma conta em uma corretora ou banco digital como o Intermedium.

    Abraços,

    • Guilherme 23 de março de 2017 at 15:08 #

      Oi Rosana, concordo com você, os grandes bancos perderão cada vez mais clientes, principalmente os clientes mais bem informados e com conhecimento dos custos de suas operações financeiras.

      Os comentários do texto estão realmente muito bons, agregando ótimo valor ao post!

      Abraços!

  7. Cesar 21 de março de 2017 at 20:32 #

    Boa Noite!

    Notei no site do Intermedium que ele nao mais cobra a taxa de adm para o TD.
    Mais um atrativo e um “chama” para este Banco que anda surpreendendo!

  8. Armando 21 de março de 2017 at 20:41 #

    Acho até que os bancos querem o digital, não querem é perder as taxas. Se houver iniciativa de mais fintechs, pode servir pro pessoal cair fora de vez de bancão. No fundo não acredito nisso, pois algum órgão governental vai criar dificuldade para as fintechs. Os bancões possuem projetos de contas 100% online, mas está demorado. Eles vão encontrar o jeito mais lucrativo, com certeza.

  9. Adriana 22 de março de 2017 at 13:55 #

    Santander não tem conta digital, mas pelo menos na minha agência (cidade pequena) não há mais um gerente Van Gogh, o gerente é digital e atende por telefone e e-mail. Acho que eles querem digitalizar o máximo os serviços, só não querem oferecer investimentos interessantes. Pago taxa de TED, mas não pago nenhuma outra taxa para manutenção da conta e o limite do cartão de crédito é bom.

    Sobre o mundo digital, tenho lido algumas coisas sobre a Vérios, uma fintech que tem a proposta de “automatizar” os investimentos. Eles utilizam um robô investidor que cria uma carteira para cada cliente utilizando algoritmos. Achei a ideia interessante para quem não quer ter o trabalho de pensar em que investir. Eu pelo menos, se fosse o caso, preferiria delegar a função de escolha dos meus investimentos a um robô do que a um gerente de banco. Segue o link deles:
    https://verios.com.br/blog/como-e-investir-com-a-verios-saiba-tudo-sobre-a-carteira-inteligente/
    Alguém conhece???

    • Leonardo 16 de abril de 2017 at 9:47 #

      ” Achei a ideia interessante para quem não quer ter o trabalho de pensar em que investir.”

      Olá, Adriana. Esse certamente não é um bom caminho. Trabalho na área de TI mas fugiria desses robôs que fazem investimento automaticamente. O melhor mesmo é estudar as alternativas e o que se encaixa no seu perfil e objetivos e assim você dormirá muito mais tranquila quanto aos seus investimentos. Estudar é requisito para investir. Não vá pelo caminho mais aparentemente mais fácil.

  10. Leonardo Pinheiro 23 de março de 2017 at 8:57 #

    Uma pena, Guilherme. Menos uma opção para a gente. :/

    No Twitter, o Bradesco confirmou diretamente a suspensão: https://twitter.com/Bradesco/status/844246008217284608

  11. Leandro 23 de março de 2017 at 16:17 #

    Guilherme, ótimo post, como sempre.
    Tenho uma tese sobre o assunto: pela análise dos balanços de bancos, cada vez menos os empréstimos fazem volume nos lucros. O que os está aumentando (e muito) é o binômio seguros-serviços. A margem nesses segmentos é quase o dobro da do spread, o que está estimulando muito os bancos a cada vez mais venderem essas coisas.
    Cliente de conta digital não paga tarifa. Também não faz seguro de vida, título de capitalização e etc., porque simplesmente nem vai ao banco e é suficientemente educado financeiramente para fugir disso. Ou seja, há dinheiro ficando na mesa e banco detesta dinheiro na mesa. Por mais que os custos de não se ter um cliente na agência tenham compensado anteriormente, talvez o retorno que esses clientes não tragam, hoje, tenha deixado de compensar.
    Fintechs e bancos médios, apesar de estarem com alguma propaganda mais agressiva, ainda nem fazem cócegas nos bancões….
    A última vez que fui a agência tem dois anos, quando abri a conta. Deu dó da abordagem que o pessoal mais simples sofre. Eles colocam algo como: olha que legal, tem um pacote aqui que vai te cobrar só 29,90 de tarifa, ao invés dos 39,90 atuais, desde que você faça um Pic, ou coisa que o valha. Isso aí é lucro puro.
    Sucesso sempre!

    • Guilherme 24 de março de 2017 at 5:05 #

      Leandro, excelentes suas reflexões!

      Você tem razão: os bancos são pragmáticos. O principal intuito deles é o lucro. Se uma operação não vai ao encontro dessa finalidade, eles cortam, pura e simplesmente. Brilhante sua análise.

      Abraços!

  12. Lenilson 7 de abril de 2017 at 12:53 #

    Para piorar a situação, li no site do Itaú que apartir de 30/04 não será mais disponibilizado a Conta Digital pelo banco. Ou seja, agora só restará o Intermedium, quem ainda não tem, agora é contagem regressiva para fazer.

    Abraços

  13. Charlito 10 de abril de 2017 at 10:41 #

    Na sexta passada fui ao Itaú para migrar minha conta para a iConta, e a gerente me disse que esse serviço será descontinuado no mês que vem, pois além de não ter dado o retorno esperado, gerou muita reclamação.

    Migrei assim mesmo, pois ela garantiu que quem já tem a conta continuará com o pacote.

    Agora é correr para abrir uma iConta para meu filho mais novo ainda nesta semana.

  14. Bruna M. 24 de abril de 2017 at 18:14 #

    Realmente, abrir uma digiconta era praticamente impossível. A diferença é que agora é “oficial”, antes inventavam mil desculpas.
    Tentei migrar para a digiconta por mais de 1 ano sem sucesso. Ainda bem que desisti e consegui abrir a iconta a tempo.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes